Sete Maravilhas de Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sete Maravilhas de Portugal1 foi uma iniciativa apoiada pelo Ministério da Cultura de Portugal e organizada pelo consórcio composto por Y&R Brands S.A. e Realizar S.A. que visou eleger os sete monumentos mais relevantes do património arquitetônico português.

A escolha foi baseada em 794 monumentos nacionais classificados pelo IPPAR, à qual foi feita uma primeira selecção, realizada por peritos e da qual resultou uma lista de setenta e sete monumentos. Seguidamente foi feita uma nova escolha, realizada por um Conselho de Notáveis composto por personalidades de diversos quadrantes de onde saíram os vinte e um monumentos finalistas.

A partir de 7 de Dezembro de 2006 e durante sete meses, foi disponibilizada, via internet, telefone e sms, entre outros meios, a votação que viria a eleger os sete monumentos preferidos dos portugueses.

No dia 7 de Julho de 2007 foi feita a divulgação da Declaração Universal das novas sete maravilhas do mundo, tendo como palco o estádio do Sport Lisboa e Benfica em Lisboa onde foram apresentadas também as Sete Maravilhas do Mundo Moderno.

Monumentos Vencedores[editar | editar código-fonte]

Restantes Finalistas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. 7 Maravilhas de Portugal - Website oficial da Organização

Ligações externas[editar | editar código-fonte]