Atom Man vs. Superman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Atom Man vs Superman)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Atom Man vs. Superman
No Brasil O Homem Atômico contra o Super-Homem[1][2]
 Estados Unidos
1950 •  pb •  15 capítulos, 252 min 
Direção Spencer Gordon Bennet
Produção Sam Katzman
Roteiro David Mathews
George H. Plympton
Joseph F. Poland
Jerry Siegel (personagem)
Joe Shuster (personagem)
Elenco Kirk Alyn
Lyle Talbot
Noel Neill
Tommy Bond
Gênero aventura
Música Mischa Bakaleinikoff
Cinematografia Ira H. Morgan
Direção de arte Paul Palmentola
Efeitos especiais Howard Swift
Edição Earl Turner
Companhia(s) produtora(s) Columbia Pictures
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 20 de julho de 1950
Portugal 15 de outubro de 1951
Finlândia 29 de janeiro de 1954>
Idioma inglês (idioma)
Cronologia
Cody of the Pony Express (1950)
Pirates of the High Seas (1950)
Página no IMDb (em inglês)

Atom Man vs. Superman é um seriado estadunidense de 1950, gênero aventura, dirigido por Spencer Gordon Bennet, em 15 capítulos, estrelado por Kirk Alyn, Lyle Talbot e Noel Neill. Foi produzido e distribuído pela Columbia Pictures, e veiculou nos cinemas estadunidenses a partir de 20 de julho de 1950.

Foi o 43º entre os 57 seriados produzidos pela Columbia Pictures, e foi uma sequência do seriado Superman de 1948, também estrelando Kirk Alyn como Superman.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Lex Luthor, o Atom Man, inventa um número de dispositivos mortais para assolar a cidade, incluindo um teletransporte, uma máquina de desintegração, que pode reduzir as pessoas a seus átomos básicos e remontá-los em outro lugar. Mas o Super-homem consegue frustrá-lo a cada tentativa. Desde que a kryptonita pode tirar do Superman os seus poderes, Luthor decide criar uma kryptonita sintética e tenta obter os ingredientes necessários: plutônio, rádio e outros.

Luthor coloca a kryptonita no lançamento de um navio, com o Super-homem exposto e ele desmaia. O Super-homem é retirado de ambulância impulsionada por capangas de Luthor, e fica sob o controle de Luthor; em seguida é colocado em um dispositivo, uma alavanca é puxada, e o homem de aço desaparece no "The Empty Doom" (que apresenta uma grande semelhança com a Phantom Zone dos quadrinhos).

A maior parte do capítulo 7 é uma repetição da história do capítulo 1 do primeiro seriado Superman, e este seriado também encontra uma maneira de trabalhar com cenas de arquivo do filme de 1936 de Ken Maynard, Avenging Waters (também dirigido por Spencer Gordon Bennet). O seriado apresenta vários elementos reutilizados em recursos posteriores de Superman: o homem de aço é exposto à kryptonita sintética durante uma função pública, como ocorre no filme Superman III, Quando ele escapa do "The Empty Doom", a manchete do Planeta Diário proclama: Superman Returns, o título do próximo filme de Superman, em 2006.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Lyle Talbot, que havia atuado como Comissário Jim Gordon na série "Batman and Robin (1949) da Columbia, interpreta aqui Lex Luthor (e também o alter-ego de Luthor, "Atom Man"). No seu disfarce de "Atom Man", Talbot como Luthor utiliza um sotaque alemão suave, e uma sinistra máscara confeccionada a partir de um figurino do robô "Metallogen Man", reciclada de "The Monster and The Ape" de 1945. Apesar de suas personagens, Talbot (Lex Luthor), que usou uma prótese de borracha para criar a impressão de calvície, e Alyn (Super-Homem) passaram a maior parte do período de gravações trocando receitas; ambos tinham interesse por culinária.

Efeitos especiais[editar | editar código-fonte]

O conjunto mostra Metrópolis sob ataque por “mal animados” discos voadores e um torpedo.[3]

Os efeitos de vôo foram um pouco mais melhorados neste filme em comparação com o seriado original, pelo expediente simples de ligar a câmera de lado. Kirk Alyn ficou com os braços levantados na frente de um ciclorama, enquanto uma máquina de vento e fumaça foram colocados acima dele. Isso deu uma ilusão barata de vôo. Tomadas mais longas, porém, continuaram a usar a animação, com desenhos animados do homem de aço.

Crítica[editar | editar código-fonte]

Em seu livro The Great Movie Serials, Jim Harman e Donald F. Glut descrevem o seriado como "muito mais enigmático e propenso a bugigangas do que a primeiro seriado de Superman". Além disso, também encontraram "imperfeições devido à mesma avareza de Katzman".[3]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Home media[editar | editar código-fonte]

Em 2006, o seriado Atom Man vs. Superman estava disponível para compra em VHS, pois fora lançado em 1989 como um conjunto de fita dupla. O seriado também foi oferecido em duas fitas separadas VHS como Volume 1 (Capítulos 1 - 7) e Volume 2 (Capítulos 8 - 15). Foi lançado oficialmente em DVD pela Warner Home Video, ao lado de seu antecessor de 1948, Superman, em 28 de novembro de 2006, com o título Superman - The Theatrical Serials Collection.

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  1. Superman Flies Again
  2. Atom Man Appears
  3. Ablaze In The Sky
  4. Superman Meets Atom Man
  5. Atom Man Tricks Superman
  6. Atom Man's Challenge
  7. At The Mercy Of Atom Man
  8. Into The Empty Doom
  9. Superman Crashes Through
  10. Atom Man's Heat Ray
  11. Luthor's Strategy
  12. Atom Man Strikes
  13. Atom Man's Flying Saucers
  14. Rocket Of Vengeance
  15. Superman Saves The Universe

Fonte:[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Mattos, A. C. Gomes de (1984). «Os Grandes Seriados do Cinema: Os Super-Heróis». Rio de Janeiro: EBAL. Cinemin (8): 40-41 
  2. MATTOS, A. C. Gomes de. Heróis dos Quadrinhos nos Seriados Sonoros Americanos. In: Histórias de Cinema. Acessado em 03-08-2013.
  3. a b Harmon, Jim; Donald F. Glut. «9.». The Great Movie Serials: Their Sound and Fury. [S.l.]: Routledge. pp. 215–217. ISBN 978-0-7130-0097-9 
  4. Cline, William C. «Filmography». In the Nick of Time. [S.l.]: McFarland & Company, Inc. pp. 250–251. ISBN 0-7864-0471-X 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.