Economia de Hong Kong

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Economia de Hong Kong
Moeda Dólar de Hong Kong
(HK$, HKD)
Blocos comerciais APEC, OMC
Estatísticas
PIB US$ 400.4 bilhões (2014)[1]
Variação do PIB 7,2% (2011)[2]
PIB per capita US$ 50.936 (2010)[3]
PIB por setor agricultura: 0.1%
industria: 9%
serviços: 90.9% (2008)
Inflação (IPC) 3.6% (2014)[4]
Coeficiente de Gini 53,3 (2007)
Força de trabalho total 3.234 milhões (2010)[5]
Desemprego 3,2% (2011)[6]
Exterior
Exportações $528,2 bilhões (2014)
Importações $560,2 bilhões (2014)
Finanças públicas
Dívida pública HK$1,5 bilhões (2014)
Reservas cambiais US$311,2 bilhões (2013)[7]
Fonte principal: [[8] The World Factbook]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

Com um território de apenas 1104 quilômetros quadrados e uma população de mais de cerca de 6 milhões de habitantes, a então Reg. Admin. Especial de Hong Kong da China, desde 1 de julho de 1997 a ex-colônia britanica de Hong Kong é um dos maiores centros financeiros do mundo.

O território é o 11º no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial[9] e em resposta a movimentos sociais de esquerda, o governo chinês retirou a autonomia da cidade e implantou em 2020 os direitos trabalhistas vigentes no resto do país.[10]

Economia[editar | editar código-fonte]

Diversos fatores contribuíram para que essa condição fosse alcançada. Entre elas:

  • A localização geográfica, pois o território fica a meio caminho entre Japão, Coreia do Sul e Singapura, o que o situa na principal rota marítima e área da porção oeste do pacifico;
  • O fato de Hong Kong ser o maior porto de entrada da China, que dele se serve para receber investimentos e mercadorias em geral.
  • A grande autonomia capitalista, pois tem um sistema político e uma economia capitalista diferente da China, no sentido de um país, dois sistemas.

A renda per capita de Hong Kong é superior a 25000 dólares, o PIB do território ultrapassa 170 bilhões de dólares. E está na 30ª maior economia do mundo, segundo o Banco Mundial.Tem a economia mais ausente de bloqueios alfandegários do mundo. E é umas das cidades mais desenvolvidas do sudeste asiático, juntamente com Singapura e Taipei, no Taiwan.

Crise Asiática[editar | editar código-fonte]

Durante a crise asiática de 1997, a Bolsa de Hong Kong sofre a maior quebra de sempre, perdendo o índice Hang Seng cerca de 1/4 do seu valor do dia 20 a 23 de Outubro de 1997 [1]. Ataques de investidores contra o dólar de Hong Kong levaram o governo local a jogar os juros para o espaço de modo a preservar o modelo de câmbio fixo adotado desde 1983. Para cada dólar americano ou iene japonês vendido em Hong Kong, o governo se compromete a depositar a mesma quantia em moeda local. Foi o que aconteceu. Para defender a moeda de maneira a não afugentar os investidores estrangeiros, o governo local puxou os juros para cima. As taxas de um dia para o outro subiram de 6% para mais de 300%. As aplicações de 90 dias quadruplicaram.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Hong Kong SAR: Gross domestic product per capita, current prices (U.S. dollars)». World Economic Outlook Database, September 2011. International Monetary Fund 
  2. National Income – Publications. Census and Statistics Department, Government of Hong Kong. Retrieved 1 November 2012.
  3. National Income – Publications. Census and Statistics Department, Government of Hong Kong. Retrieved 1 November 2012.
  4. Census and Statistics Department. «Monthly Report on the Consumer Price Index» (PDF) 
  5. Census and Statistics Department. «Statistics on Labour Force, Unemployment and Underemployment» 
  6. Labour – Overview Arquivado em 6 de abril de 2011, no Wayback Machine.. Census and Statistics Department, Government of Hong Kong.
  7. «International Reserves and Foreign Currency Liquidity – HONG KONG». International Monetary Fund 
  8. CIA. «The World Factbook» 
  9. The Global Competitiveness Index 2011-2012 rankings
  10. Bloom, Peter. «The self interest hidden behind Britain's concern for democracy in Hong Kong». The Conversation (em inglês). Consultado em 17 de maio de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.