Economia do Vietname

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde setembro de 2013).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Economia do Vietname
Campos de cultivo de arroz no Vietnã.
Moeda dong
Ano fiscal ano calendário
Blocos comerciais OMC, APEC, ASEAN e FAO
Estatísticas
PIB 320,1 bilhões (2012) (42º lugar)
Variação do PIB 5% (2012)
PIB per capita 3 500
PIB por setor agricultura 19,3%, indústria 38,5%, serviços 42,2% (2013)
Inflação (IPC) 4,39% (2014)
População
abaixo da linha de pobreza
11,3% (2012)
Coeficiente de Gini 0,376 (2008)
Força de trabalho total 49 180 000 (2012)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 48%, indústria 21%, serviços 31% (2012)
Desemprego 2,22% (2013)
Principais indústrias processamento de alimentos, vestuário, calçados, construção de máquinas; mineração, carvão, aço; cimento, fertilizantes químicos, vidro, pneus, petróleo, telefones celulares
Exterior
Exportações 114,6 bilhões (2012)
Produtos exportados roupas, sapatos, produtos eletrônicos, frutos do mar, petróleo em bruto, arroz, café, produtos de madeira, máquinas
Principais parceiros de exportação Estados Unidos 18%, República Popular da China 11%, Japão 11%, Alemanha 3,7% (2011)
Importações 114,3 bilhões (2012)
Produtos importados máquinas e equipamentos, produtos derivados do petróleo, produtos siderúrgicos, matérias-primas para as indústrias de vestuário e calçados, produtos eletrônicos, plásticos, automóveis
Principais parceiros de importação República Popular da China 22%, Coreia do Sul 13,2%, Japão 10,4%, Taiwan 8,6%, Tailândia 6,4%, Singapura 6,4% (2011)
Dívida externa bruta 41,85 bilhões (2012)
Finanças públicas
Receitas 42,14 bilhões (2012)
Despesas 47,57 bilhões (2012)
Fonte principal: The World Factbook[1]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia do Vietnã, um país em desenvolvimento, está em transição de uma economia planificada para uma economia de mercado desde 1986.[1][2][3] Esta mudança fez com que em 2012, as empresas estatais respondessem por aproximadamente apenas 40% do PIB.[1]

Nos últimos anos, as autoridades do país reafirmaram o compromisso com a modernização. Depois de quase completamente arrasado pela guerra do Vietname, nos últimos vinte anos o país se recuperou e expandiu seus setores mais importantes: a agricultura, indústria e mineração. Em janeiro de 2007 o Vietname ingressou na Organização Mundial do Comércio, o que atraiu indústrias mais competitivas e voltadas à exportação.[1] Graças a essas mudanças econômicas o valor total do comércio exterior do Vietname em 2012 dobrou em relação a quando o país aderiu.[4]

Atuais reformas econômicas[editar | editar código-fonte]

Cidade de Ho Chi Minh, centro financeiro do Vietname.

As reformas econômicas iniciadas no final dos anos 80 contribuíram muito para isso. No setor agrícola, o Vietname tornou-se o maior exportador de arroz do mundo, com uma safra de aproximadamente 40 milhões de toneladas. Outro destaque é a produção de café, onde as 800 mil toneladas permitem ao país ser o segundo maior produtor e exportador do mundo, destacando-se também na produção de chá, banana e pescado.

Na mineração se destacam o carvão e o petróleo, produzidos em grande quantidade, que permitiram um rápido crescimento do setor industrial nos últimos anos. A indústria se concentra nos três principais núcleos urbanos de Ho Chi Min (indústria têxtil), Hanói (indústria pesada) e Haiphong (indústria naval). Destaca-se também o centro de processamento de alimentos distribuídos em todas as regiões do país.

A "dolarização" (o hábito de usar dólar em transações diárias) diminuiu no Vietname, passando dos 30% em 1990 para 15,80% em 2011 e reduzindo para 12% em agosto de 2013.[5] Neste mesmo ano o Banco Central reduziu a taxa de juros paga, a depósitos em moeda estrangeira, para incentivar as pessoas utilizarem a moeda do local.[5]

Possuindo uma mão-de-obra abundante e barata, com um índice de analfabetismo abaixo de 10% e fontes de energia (carvão, petróleo e grande potencial hidráulico), o país vem atraindo uma boa quantidade de investimentos externos contribuindo para a modernização da economia.

Nos últimos anos o país vem crescendo a uma taxa de 5% ao ano[6] com grande destaque paras exportações, consequentemente foi reduzindo o número de pessoas abaixo da linha de pobreza em aproximadamente 10% da população. Em algumas regiões o crescimento nos últimos 10 anos (2003 - 2012) foi de 11% ao ano, como é o caso da província de Haiphong.[7]

Apesar disso, o Vietname continua ser um país subdesenvolvido, com uma renda per capita baixa (metade da chinesa e um terço da brasileira, dependendo muito dos resultados da agricultura, onde metade da população trabalha.

O Vietname faz parte do tratado internacional chamado APEC (Asia-Pacific Economic Cooperation), um bloco econômico que tem por objetivo transformar o Pacífico numa área de livre comércio e que engloba economias asiáticas, americanas e da Oceania.

Privatizações[editar | editar código-fonte]

De acordo com o último relatório do Ministério das Finanças sobre a reestruturação de empresas estatais, até o final do ano de 2013, 6.376 empresas estatais foram reestruturadas.[8]

Cinqüenta e sete por cento delas foram privatizadas, dezesseis por cento foram transformadas em sociedades anônimas uni nominais, seis por cento foram vendidos, enquanto 405 empresas foram dissolvidas e as outras foram reestruturadas de diferentes maneiras, incluindo fusões.[8]

O Ministério das Finanças disse que a maioria das empresas tornou-se mais saudável, devido à reestruturação. Entre 3576 empresas que foram reestruturadas, 85 por cento têm maior volume de negócios, quase 90 por cento viram seus lucros aumentarem, e 86 por cento têm contribuído com maiores valores para o orçamento do Estado.[8]

Referências

  1. a b c d CIA. «The World Factbook». Consultado em 5 de julho de 2013 
  2. «PM praises WB, IMF while seeking to boost ties with US» (em inglês). Viêt Nam News. 28 de setembro de 2013. p. 4. Consultado em 30 de setembro de 2013 
  3. «Viet Nam summarises three decades of national renewal» (em inglês). Viêt Nam News. 26 de setembro de 2013. p. 1. Consultado em 30 de setembro de 2013 
  4. «WTO link doubles total trade». Viêt Nam News (em inglês): 13. 20 de setembro de 2013. Consultado em 20 de setembro de 2013 
  5. a b «VN economy sees dollarisation decline» (em inglês). Viêt Nam News. 30 de setembro de 2013. p. 13. Consultado em 30 de setembro de 2013 
  6. «GDP up 5% but may still miss target». Viêt Nam News (em inglês): 13. 25 de setembro de 2013 
  7. «Hai Phong Gateway to North says Party». Viêt Nam News (em inglês): 1. 20 de setembro de 2013. Consultado em 20 de setembro de 2013 
  8. a b c «Giorgio Sacerdoti» (em inglês). Thanh Nien News. 2 dejaneiro 2014. Consultado em 10 de janeiro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Economia do Vietname


Flag map of Vietnam.svg Vietname
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens