Economia de Taiwan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para economia da República Popular da China, veja Economia da República Popular da China.
Economia da República da China
Skyline de Taipei, cidade capital de Taiwan
Moeda novo dólar de Taiwan
Ano fiscal ano calendário
Blocos comerciais OMC, APEC
Estatísticas
PIB
  • Aumento $589,906 bilhões (nominal, 2018)[1]
  • Aumento $1,252 trilhões (PPC, 2018)[1]
Variação do PIB Aumento 2,6% (2018)[1]
PIB per capita
  • Aumento $25,008 (nominal, 2018)[1]
  • Aumento $53,074 (PPC, 2018)[1]
PIB por setor agricultura 1,8%, indústria 29,6%, serviços 68,6% (2012)
Inflação (IPC) 1,471% (2018)[1]
População
abaixo da linha de pobreza
1,5% (2012)[2]
Coeficiente de Gini 33,6 (2014)[2]
Força de trabalho total 11,78 milhões (2017)[2]
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 4,9%, indústria 35,9%, serviços 59,2% (2016)
Desemprego BaixaPositiva 3,8% (2017)[2]
Principais indústrias eletrônica, comunicações e tecnologias de informação, refino de petróleo, armamentos, produtos químicos, têxteis, ferro e aço, maquinaria, cimento, processamento de alimentos, veículos, bens de consumo, produtos farmacêuticos
Exterior
Exportações Aumento $349,8 bilhões (2017)[2]
Produtos exportados eletrônicos, telas planas, máquinas, metais, têxteis, plásticos, produtos químicos, instrumentos ópticos, fotográficos, de medição e médico-cirúrgicos
Principais parceiros de exportação República Popular da China 28,1%, Hong Kong 13,8%, Estados Unidos 11,5%, Japão 6,6%, Singapura 4,4% (est.2010)
Importações Aumento $269 bilhões (2017)[2]
Produtos importados eletrônicos, máquinas, petróleo bruto, instrumentos de precisão, produtos químicos orgânicos, metais
Principais parceiros de importação Japão 20,7%, República Popular da China 14,2%, Estados Unidos 10%, Coreia do Sul 6,4%, Arábia Saudita 4,7% (est. 2010)
Dívida externa bruta AumentoNegativo $181,9 bilhões (31 de dezembro de 2017)[2]
Finanças públicas
Receitas $91,62 bilhões (2017)[2]
Despesas $92,03 bilhões (2017)[2]
Fonte principal: [[3] The World Factbook]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

O estado independente de Taiwan, na ilha de Taiwan, tem uma economia capitalista dinâmica com uma orientação governamental do investimento e do comércio externo que vai decrescendo gradualmente. De acordo com esta tendência, alguns grandes bancos e indústrias públicas estão a ser privatizados. O crescimento real do PIB foi em média de cerca de 8% durante as últimas três décadas. As exportações ainda cresceram mais depressa e forneceram o principal ímpeto para a industrialização. A inflação e o desemprego são baixos, o excedente comercial é substancial e as reservas de divisas são as terceiras maiores do mundo. A agricultura é responsável por 3% do PIB, tendo descido de 35% em 1952. As indústrias tradicionais de mão de obra intensiva têm vindo a ser transferidas para outros países e a ser substituídas por indústrias mais dependentes do capital e da tecnologia. Taiwan tornou-se um investidor importante na China continental, na Tailândia, na Indonésia, nas Filipinas, na Malásia e no Vietname. A contração dos mercados de emprego levou a um influxo de trabalhadores estrangeiros, tanto legais como ilegais. Devido a uma abordagem financeira conservadora e à força das suas empresas, Taiwan sofreu pouco com a crise financeira asiática de 1998-2000, em comparação com muitos dos seus vizinhos. O crescimento em 2000 deve subir um pouco relativamente a 1999, ajudado pela expansão no consumo interno, nas exportações e no investimento privado.

O mercado de prostituição (masculina ou feminina) é um fator muito influente na economia paralela.

Taiwan faz parte do tratado internacional chamado APEC (Asia-Pacific Economic Cooperation), um bloco econômico que tem por objetivo transformar o Pacífico numa área de livre comércio e que engloba economias asiáticas, americanas e da Oceania.

O país é o 13º no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial.[4]

Comércio exterior[editar | editar código-fonte]

Em 2020, o país foi o 17º maior exportador do mundo (US $ 329,5 bilhões, 1,8% do total mundial).[5][6] Já nas importações, em 2019, foi o 17º maior importador do mundo: US $ 287,4 bilhões.[7]

Setor primário[editar | editar código-fonte]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Taiwan produziu, em 2019[8]:

Além de outras produções de outros produtos agrícolas.[8]

Pecuária[editar | editar código-fonte]

Na pecuária, Taiwan produziu, em 2019, 819 mil toneladas de carne de porco, 431 milhões de litros de leite de vaca, 628 mil toneladas de carne de frango, 87 mil toneladas de carne de pato, entre outros.[9]

Setor secundário[editar | editar código-fonte]

Indústria[editar | editar código-fonte]

Em 2019, Taiwan era o 32ª maior produtor de veículos do mundo (251 mil) e era o 12ª maior produtor de aço do mundo (22,1 milhões de toneladas).[10][11][12]

Em termos industriais, há a referir a metalurgia, a química e a produção de vestuário.

Energia[editar | editar código-fonte]

Nas energias não-renováveis, em 2020, o país não produzia petróleo.[13] Em 2015, o país consumia 1 milhão de barris/dia (22º maior consumidor do mundo).[14][15] O país foi o 15º maior importador de petróleo do mundo em 2015 (841 mil barris/dia).[13] Em 2020, o país era o 75º maior produtor mundial de gás natural, com uma produção quase nula. Em 2019 era o 36º maior consumidor (23,3 bilhões de m3 ao ano) e em 2009 foi o 22º maior importador do mundo (11,7 bilhões de m3 ao ano).[16][17] O país também não produz carvão - foi o 5º maior importador do mundo em 2018 (76 milhões de toneladas).[18] Em 2019, Taiwan tinha 4 usinas atômicas em seu território, com uma potência instalada de 3,8 GW.[19]

Nas energias renováveis, em 2020, Taiwan era o 38º maior produtor de energia eólica do mundo, com 0,8 GW de potência instalada, e era o 17º maior produtor de energia solar do mundo, com 5,8 GW de potência instalada.[20]

Setor Terciário[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Em 2018, Taiwan foi o 35º país mais visitado do mundo, com 11,0 milhões de turistas internacionais. As receitas do turismo, neste ano, foram de US $ 13,7 bilhões.[21]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências