Economia de El Salvador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de "economia de Salvador", veja Economia de Salvador (desambiguação).
Economia de El Salvador
Campo de algodão, um dos principais produtos agrícolas de El Salvador.
Moeda Dólar americano
Ano fiscal Ano calendário
Blocos comerciais OMC, DR-CAFTA
Estatísticas
PIB 43,98 bilhões (2010) (95º lugar)
Variação do PIB 1,2% (2010)
PIB per capita 7.300 (2010)
PIB por setor agricultura 11%, indústria 29,1%, comércio e serviços 59,9% (2010)
Inflação (IPC) 0,8% (2010)
População
abaixo da linha de pobreza
30,7% (2009)
Coeficiente de Gini 52,4 (2002)
Força de trabalho total 2,94 milhões (2010)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 19%, indústria 23%, comércio e serviços 58% (2006)
Desemprego 7% (2010)
Principais indústrias processamento de alimentos, bebidas, petróleo, produtos químicos, fertilizantes, têxteis, móveis, metais leves
Exterior
Exportações 4 377 milhões (2010)
Produtos exportados produtos montados no país, café, açúcar, têxteis e roupas, ouro, etanol, produtos químicos, eletricidade, manufaturados de ferro e aço
Principais parceiros de exportação Estados Unidos 43,86%, Guatemala 13,92%, Honduras 13,22%, Nicarágua 5,65% (2009)
Importações 7 980 milhões (2010)
Produtos importados matérias-primas, bens de consumo, bens de capital, combustíveis, alimentos, petróleo, eletricidade
Principais parceiros de importação Estados Unidos 29,79%, México 10,26%, Guatemala 9,7%, República Popular da China 4,5%, Honduras 4,4% (2009)
Dívida externa bruta 11,45 bilhões (2010)
Finanças públicas
Receitas 3 894 milhões (2010)
Despesas US$ 4 915 milhões (2010)
Ajuda económica 252 milhões, recebida (1999)
Fonte principal: The World Factbookhttps://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/es.html
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia de El Salvador é a 3ª maior da América Central, logo atrás da Costa Rica e da Guatemala[1]. O país foi atingido pela recessão mundial em 2009 e seu PIB retraiu-se 3,5%, porém no ano seguinte iniciou uma recuperação, graças ao crescimento das exportações e das remessas de emigrantes salvadorenhos no exterior[2].

No final dos anos 1990 El Salvador sofreu com um fraco sistema de cobrança de impostos, fechamento de fábricas, as consequências do furacão Mitch em 1998 e baixos preços de café no mercado mundial, apresentando como resultado um crescimento modesto. Além do café, outros produtos agropecuários importantes são açúcar, milho, arroz, feijão, sementes oleaginosas, algodão, sorgo, carne e produtos de granja[2].

Nos últimos anos, a inflação caiu para menos de 10% ao ano e as exportações cresceram significativamente. O grande déficit comercial tem sido atenuado pelas remessas do grande número de salvadorenhos que vive no exterior, fugindo da repressão militar e da estagnação econômica, e pela ajuda internacional. Com a adoção do dólar como moeda em 2001 o país perdeu seu controle sobre a política monetária. Desta forma, qualquer política anticíclica para frear ou acelerar a economia só pode ter o caráter fiscal, a qual é restrita pela legislação e só pode ser aprovada por maioria de 2/3 no Congresso salvadorenho, ou ainda por aumento do já elevado nível de endividamento público[2].

El Salvador possui uma economia de pouca expressividade. O setor industrial atua nos segmentos de processamento de alimentos, bebidas, petróleo, tabaco, têxtil, móveis e cimento. Os principais produtos de exportação são o camarão, café e, principalmente, cana-de-açúcar. Atualmente, uma importante fonte de recurso é o dinheiro enviado por cerca de 1 milhão de salvadorenhos que trabalham em outros países, em especial nos Estados Unidos.[3]

Os habitantes enfrentam vários problemas socioeconômicos, fato que foi agravado pela guerra civil, em 1980. Esse conflito resultou na morte de mais de 75 mil pessoas, gerou milhares de refugiados, destruição da infraestrutura e desestabilização da economia.[3]

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), quase metade dos habitantes de El Salvador vive abaixo da linha de pobreza. Estima-se que 10% dos salvadorenhos sejam subnutridos; a taxa de mortalidade infantil é de 20 óbitos a cada mil nascidos vivos e o analfabetismo atinge 18% da população.[3]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Embajada de El Salvador en el Reino Unido Economía de El Salvador consultado em 26 de novembro de 2008
  2. a b c The World Factbook, consultado em 20.03.2011
  3. a b c http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/el-salvador.htm
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Bandeira de El Salvador El Salvador
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens