Pascal Lamy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pascal Lamy
Nascimento 8 de abril de 1947 (75 anos)
Levallois-Perret
Cidadania França
Alma mater
Ocupação economista, político, banqueiro
Prêmios
  • Comandante da Legião de Honra (2013)
  • Grã-cruz do Mérito com Estrela da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha
  • Prêmio de Economia Global (2010)
  • honorary doctor of the Catholic University of Louvain (2003)
  • doutor honoris causa da Universidade de Genebra (2009)
  • Grã Oficial da Ordem Nacional do Mérito (2018)
  • Cavaleiro Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Italiana
  • honorary doctor of the Sichuan University (2011)
  • Officer of the National Order of Merit
  • Grande-Oficial da Legião de Honra (2021)
Empregador Inspection générale des finances

Pascal Lamy (Levallois-Perret, 8 de abril de 1947) é um político francês e ex-Diretor-Geral da OMC. Lamy também é empresário e já presidiu a Comissão Europeia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pascal Lamy nasceu no subúrbio pariense de Levallois-Perret e estudou na École des hautes études commerciales de Paris, no Institut d'Etudes Politiques de Paris e depois graduou-se na Escola Nacional de Administração.[1]

Após concluir os estudos, Lamy trabalhou com Jacques Delors, Ministro da Economia, e com Pierre Mauroy, primeiro-ministro da França. Mais tarde, na década de 1960, Lamy filiou-se ao Partido socialista francês.

Foi diretor-geral da OMC por dois mandatos consecutivos, de setembro de 2005 até 31 de agosto de 2013.

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Supachai Panitchpakdi
Diretor-geral da Organização Mundial do Comércio
2005-2013
Sucedido por
Roberto Azevêdo