Economia do Sri Lanka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Economia do Sri Lanka
World Trade Center de Colombo, Sri Lanka.
Moeda Rúpia do Sri Lanka
Ano fiscal Ano calendário
Blocos comerciais OMC, SAFTA
Estatísticas
PIB 104,7 bilhões (2010) (69º lugar)
Variação do PIB 6,9% (2010)
PIB per capita 4.900 (2010)
PIB por setor agricultura 12,6%, indústria 29,8%, comércio e serviços 57,6% (2010)
Inflação (IPC) 5,6% (2010)
População
abaixo da linha de pobreza
23% (2008)
Coeficiente de Gini 49 (2007)
Força de trabalho total 8,1 milhões (2010)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 32,7%, indústria 26,3%, comércio e serviços 41% (2008)
Desemprego 5,4% (2010)
Principais indústrias processamento de borracha, chá, coco, tabaco e outros produtos agrícolas; telecomunicações, seguros, bancos; turismo, construção naval, roupas, têxteis; cimento, refino de petróleo, produtos da tecnologia de informação, construção civil
Exterior
Exportações 7 908 milhões (2010)
Produtos exportados têxteis e roupas; chá e pimenta; diamantes, esmeraldas, rubis; coco e derivados, manufaturados de borracha, peixe
Principais parceiros de exportação Estados Unidos 20,59%, Reino Unido 12,87%, Itália 5,51%, Alemanha 5,29%, Índia 4,54%, Bélgica 4,43% (2009)
Importações 11,6 bilhões (2010)
Produtos importados têxteis, produtos minerais, petróleo, alimentos, máquinas e equipamentos de transporte
Principais parceiros de importação Índia 20,73%, República Popular da China 13,45%, Singapura 7,26%, Irã 6,7%, Coreia do Sul 5,23% (2009)
Dívida externa bruta 17,97 bilhões (2010)
Finanças públicas
Receitas 7 415 milhões (2010)
Despesas 11 180 milhões (2010)
Ajuda económica recebida: n/d
Fonte principal: The World Factbookhttps://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/ce.html
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia do Sri Lanka é baseada na exportação de produtos primários, como grafite, produtos têxteis, chá, coco e borracha. A posição geográfica da ilha, cuja capital Colombo é um dos portos mais importantes do Oceano Índico, tem sido o principal estímulo da economia.

Em 1977 o governo abandonou as políticas de estatização de substituição das exportações por outras orientadas ao mercado e às exportações, incluindo-se incentivos ao investimento estrangeiro. Porém, em 1983 iniciou-se uma guerra civil entre as etnias cingalesa e a minoria tamil que se prolongou até 2009, causando grandes danos à economia do país. Apesar disso, o produto interno bruto do país cresceu quase 5% ao ano nos últimos 10 anos. Os gastos do governo em desenvolvimento e no combate aos Tigres de Liberação do Tamil Eelam fizeram com que o PIB crescesse quase 7% ao ano entre 2006 e 2008[1].

Até o início da década de 1990, o Sri Lanka era o maior exportador mundial de chá, porém a guerra fez com que os investimentos em seu cultivo - na maior parte financiados por companhias britânicas - declinassem ano a ano. O turismo, apesar de ainda figurar como uma importante fonte de divisas, também sofreu com o conflito.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Economia do Sri Lanka é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Bandeira do Sri Lanka Sri Lanka
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens