Língua castelhana na América

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Espanhol da América)
Ir para: navegação, pesquisa
Distribuição de falantes da língua castelhana pelo continente americano.
  Dark Green Arrow Up.svg 50%
  Dark Green Arrow Up.svg 20%
  Dark Green Arrow Up.svg 5%
  Dark Green Arrow Up.svg 30%
  Dark Green Arrow Up.svg 10%
  Dark Green Arrow Up.svg 2%

A língua castelhana possui um conjunto de variedades faladas por todo o continente americano, desde a chegada e colonização espanholas desde finais do século XV e princípios do século XVI até à atualidade. Estas variedades, distintas do castelhano falado em Espanha e no resto do mundo, contam com cerca de 418 milhões de locutores, representando 90% dos falantes da língua.[1][2]

O castelhano é o idioma oficial, de jure ou de facto, na Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. É também oficial no Estado Livre Associado de Porto Rico. Todos estes territórios conformam a região designada Hispano-América. No entanto, a língua é também falada noutros países americanos onde não possui caráter de oficialidade, como nos Estados Unidos, onde é o segundo idioma mais falado, e no Belize, Canadá ou Brasil. O idioma é falado em todos os estados americanos.

Referências

  1. Lipski, J. "The role of the city in the formation of Spanish American dialect zones"
  2. «Volumen de Fonética completa nueva Gramática del español». 4 de março de 2016. Consultado em 2 de setembro de 2017 
    É a primeira gramática académica elaborada desde 1931 na qual, também pela primeira vez, se incluem todas as peculiaridades do espanhol da América, o continente onde se concentra mais de 90% dos castelhanofalantes no mundo. Desde então foram publicados várias edições apresentadas enquanto "esboços" de uma gramática mas não um texto definitivo.
    Es la primera gramática académica elaborada desde 1931 en la que, también por primera vez, se incluyen todas las particularidades del español de América, el continente donde se concentra más del 90% de los hispanohablantes en el mundo. Desde ese entonces hasta comienzos del siglo XXI se publicaron varias ediciones que se presentaban como "esbozos" de una gramática pero no un texto definitivo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.