Friedrich Wöhler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Friedrich Woehler)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Friedrich Wöhler
Nome nativo Friedrich Wöhler
Nascimento 31 de julho de 1800
Eschersheim
Morte 23 de setembro de 1882 (82 anos)
Göttingen
Sepultamento Stadtfriedhof de Göttingen
Cidadania Alemanha
Alma mater Universidade de Marburg, Universidade de Heidelberg
Ocupação químico, professor universitário
Prêmios Medalha Copley, Ordem do Mérito para as Artes e Ciência, Medalha Cothenius, Ordem Maximiliana da Baviera para Ciência e Arte
Empregador Universidade de Göttingen

Friedrich Wöhler (Eschersheim/Frankfurt am Main, 31 de julho de 1800Göttingen, 23 de setembro de 1882) foi um pedagogo e químico alemão.[1]

Apesar de ter estudado obstetrícia em Heidelberg, interessou-se pela química mudando-se para Estocolmo para estudar com o químico sueco Jöns Jacob Berzelius. Em 1836 foi professor de química da Universidade de Göttingen.

Precursor no campo da química orgânica, Wöhler é famoso por sua síntese do composto orgânico ureia, conhecida como síntese de Wöhler. Mediante sua contribuição se demonstrou, ao contrário do pensamento científico da época,[1] que um produto dos processos vitais (orgânico) pode ser obtido em laboratório a partir de matéria inorgânica. Também realizou investigações fundamentais sobre o ácido úrico e o azeite de amêndoas amargas, em colaboração com o químico alemão Justus von Liebig. Descobriu juntamente com Justus von Liebig substância como: o ítrio, o berílio, o alumínio, o titânio e o silício. Mais do que isso ele teve suas contribuições para a ascensão do conceito de "radicais", isso significa, moléculas primordiais que a partir delas outras substâncias são constituídas. Futuramente essa teoria seria alterada, entretanto tal compreensão daria origem a um melhor entendimento com relação a disposição e organização molecular.

Descobriu o carbeto de cálcio e a partir deste obteve o acetileno. Também desenvolveu o método para preparar o fósforo, que se utiliza até hoje.

Durante sua vida além de deter de vastos conhecimentos de química orgânica (precipuamente) e inorgânica, esse se tornou um especialista na química de meteoritos alguns anos depois de fazer tais descobertas no campo da química orgânica e inorgânica. Nesse período de sua vida, ele pôde montar uma fábrica que fomentava a purificação do níquel.

Escreveu vários livros de química orgânica e inorgânica. Wöhler faleceu em Göttingen, em 23 de setembro de 1882. Está sepultado no Stadtfriedhof de Göttingen.

Os seus orientadores foram Leopold Gmelin e Jöns Jacob Berzelius, e entre os seus orientados contam-se Heinrich Limpricht, Wilhelm Rudolph Fittig, Adolph Wilhelm Hermann Kolbe, Georg Ludwig Carius, Albert Niemann, Vojtěch Šafařík, Carl Schmidt e Theodor Zincke.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Lehrbuch der Chemie, Dresden, 1825, 4 vols.
  • Grundriss der Anorganischen Chemie, Berlin, 1830.
  • Grundriss der Organischen Chemie, Berlin, 1840.
  • Praktische Übungen der Chemischen Analyse, Berlin, 1854.

Referências

  1. a b «Friedrich Wöhler». Porto Editora. Infopédia. Consultado em 22 de setembro de 2012. 

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Adam Hart -Davis, O Livro da Ciência, Editora Globo, 2015. ISBN 978852505792


Precedido por
Julius von Mayer
Medalha Copley
1872
Sucedido por
Hermann von Helmholtz


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.