Glucano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Glicano.

Uma molécula de glucano é um polissacarídeo de monómeros de D-glicose,[1] unidos por ligações glicosídicas.

Muitos beta-glucanos são importantes na medicina pois são o alvo dos medicamentos anti-fúngicos da classe das equinocandinas.

Tipos[editar | editar código-fonte]

São exemplos de glucanos: (α- e β- e algarismos referem-se ao tipo de ligação O-glicosídica).

Alfa[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Alfa-glucano

Beta[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Beta-glucano

Propriedades[editar | editar código-fonte]

As propriedades dos glucanos incluem a resistência aos ácidos e enzimas orais e a sua insolubilidade na água. Os glucanos obtidos de cereais podem ser solúveis ou insolúveis.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Bioquímica é um esboço relacionado ao Projeto Química. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.