Impactos da pandemia de COVID-19 na religião

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


A pandemia de COVID-19 impactou a religião de várias maneiras, incluindo o cancelamento dos cultos de várias religiões, o fechamento das escolas dominicais, e o cancelamento de peregrinações em torno de festas e festivais.[1] Muitas igrejas, sinagogas, mesquitas e templos ofereceram adoração através da transmissão ao vivo em meio à pandemia.[2] As uniões de alívio de organizações religiosas enviaram suprimentos de desinfecção, respiradores purificadores de ar, protetores faciais, luvas, reagentes de detecção de ácido nucleico de coronavírus, ventiladores, monitores de pacientes, bombas de seringa, bombas de infusão e alimentos para as áreas afetadas.[3] Outras igrejas oferecem testes de COVID-19 gratuitos ao público.[4] Adeptos de várias religiões se reuniram para orar pelo fim da pandemia do COVID-19, pelas pessoas afetadas por ela, bem como pela sabedoria dos médicos e cientistas no combate à doença.[5][6] Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump designou 15 de março de 2020 como um dia nacional de oração para "a mão curadora de Deus a ser colocada sobre o povo de nossa nação".[7][8][9] No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro e sua esposa designou 5 de abril de 2020 como um dia nacional de jejum e oração[10]

Igreja Católica[editar | editar código-fonte]

Paróquia Santo Antônio em Mogi Guaçu, Brasil, com bancos lacrados para se manter o distanciamento social, durante a pandemia de COVID-19.

No mundo todo, muitas igrejas suspenderam a presença dos fiéis em suas missas, e tiveram de recorrer a serviços virtuais de transmissão das celebrações, como via live streaming ou outros meios, com televisão e rádio.[11][12] O Vaticano anunciou que as celebrações da Semana Santa em Roma, que ocorrem ao fim do período penitencial cristão da Quaresma, seriam canceladas, sendo a mesma atitude seguida por diversas dioceses do mundo todo.[13] A Diocese de Roma fechou suas igrejas e capelas, a Praça de São Pedro ficou vazia de fiéis, enquanto outras dioceses, embora tenham cancelado as missas, mantiveram suas igrejas abertas para oração.[14] Devido à interrupção de diversas atividades religiosas católicas (se não sua totalidade), o Papa Francisco incentivou muito a oração do santo terço.[15]

Bênção urbi et orbi[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Urbi et orbi de 2020

Em 27 de março, o Papa Francisco concedeu a bênção apostólica Urbi et Orbi, normalmente reservada para o Natal e a Páscoa. A bênção ocorreu na Praça de São Pedro vazia após uma oração pela saúde de todo o mundo.[16] Para a oração, o Pontífice utilizou o crucifixo de San Marcello al Corso que havia sido levado em procissão pelas ruas de Roma durante a cura milagrosa da peste negra, em 1522.[17] O dia da celebração religiosa foi o pico de mortes diárias por coronavírus em território italiano, com registro de 969 óbitos. No dia seguinte, o número foi para 889, depois para 756. Houve dias com um registro maior que o dia anterior. Os números, porém, não superaram mais o registrado em 27 de março.[18][19]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Editor, Daniel Burke, CNN Religion (14 de março de 2020). «What churches, mosques and temples are doing to fight the spread of coronavirus». Consultado em 27 de março de 2020 
  2. Parke, Caleb (13 de março de 2020). «Churches cancel Sunday service, move online amid coronavirus outbreak» (em inglês). Consultado em 27 de março de 2020 
  3. «Coronavirus Disease 2019 (COVID-19)» (em inglês). Consultado em 27 de março de 2020 
  4. «Amazon Adds Jobs and Megachurch Helps with Covid-19 Testing | RFBF» (em inglês). 14 de março de 2020. Consultado em 27 de março de 2020 
  5. «Thousands to pray at Western Wall for end to COVID-19 epidemic - Inside Israel» (em inglês). 15 de fevereiro de 2020. Consultado em 27 de março de 2020 
  6. «Coronavirus: A Prayer for Medical Scientists» (em inglês). 27 de fevereiro de 2020. Consultado em 27 de março de 2020 
  7. «Proclamation on the National Day of Prayer for all Americans Affected by the Coronavirus Pandemic and for our National Response Efforts» (em inglês). 14 de março de 2020. Consultado em 27 de março de 2020 
  8. Casiano, Louis (13 de março de 2020). «Trump declares Sunday a National Day of Prayer amid coronavirus crisis» (em inglês). Consultado em 27 de março de 2020 
  9. Parke, Caleb (16 de março de 2020). «Trump, millions go to church online on National Day of Prayer amid coronavirus» (em inglês). Consultado em 27 de março de 2020 
  10. Carvalho, Gabriela (3 de abril de 2020). «Bolsonaro conclama jejum nacional e diz que vai andar na rua de novo mesmo com pandemia de coronavírus». JC. Consultado em 16 de abril de 2020 
  11. «Arquidioceses e dioceses suspendem atividades por conta do coronavírus». Canção Nova Notícias. 18 de março de 2020. Consultado em 12 de agosto de 2020 
  12. Parke, Caleb (13 de março de 2020). «Churches cancel Sunday service, move online amid coronavirus outbreak» (em inglês). Fox News. Consultado em 16 de março de 2020 
  13. Saiz, Eva (14 de março de 2020). «Sevilla suspende su Semana Santa por el coronavirus» (em espanhol). El País. Consultado em 1 de abril de 2020 
  14. Burke, Daniel (14 de março de 2020). «What churches, mosques and temples are doing to fight the spread of coronavirus» (em inglês). CNN. Consultado em 16 de março de 2020 
  15. «Coronavirus, COVID-19: Catholic church masses suspended in diocese». Wellington Times. 20 de março de 2020. Consultado em 12 de agosto de 2020 
  16. «Declaration of the Director of the Holy See Press Office, Matteo Bruni». Vatican.va. 22 de março de 2020. Consultado em 23 de março de 2020 
  17. «Miraculous crucifix moved to St. Peter's Square for Pope Francis' 'Urbi et Orbi' blessing». Catholic News Agency. 25 de março de 2020. Consultado em 27 de março de 2020 
  18. «Mortes por covid-19 na Itália caem após bênção do papa Francisco no Vaticano». Correio Braziliense. 27 de maio de 2020. Consultado em 12 de agosto de 2020 
  19. «Mortes por covid-19 na Itália caem desde a bênção do papa Francisco». SBT. 27 de maio de 2020. Consultado em 12 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]