Hjalmar Branting

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Karl Hjalmar Branting)
Ir para: navegação, pesquisa
Hjalmar Branting Medalha Nobel
Primeiro-Ministro da Suécia Suécia
Período 18 de outubro de 1924
a 24 de janeiro de 1925
Monarca Gustavo V
Antecessor(a) Ernst Trygger
Sucessor(a) Rickard Sandler
Período 13 de outubro de 1921
a 19 de abril de 1923
Monarca Gustavo V
Antecessor(a) Oscar von Sydow
Sucessor(a) Ernst Trygger
Período 10 de março de 1920
a 27 de outubro de 1920
Monarca Gustavo V
Antecessor(a) Nils Edén
Sucessor(a) Gerhard Louis De Geer
Ministro dos Assuntos Estrangeiros
Período 13 de outubro de 1921
a 19 de abril de 1923
Primeiro-Ministro Ele mesmo
Antecessor(a) Herman Wrangel
Sucessor(a) Carl Hederstierna
Ministro das Finanças
Período 19 de outubro de 1917
a 5 de janeiro de 1918
Antecessor(a) Conrad Carleson
Sucessor(a) Fredrik Vilhelm Thorsson
Dados pessoais
Nome completo Karl Hjalmar Branting
Nascimento 23 de novembro de 1860
Estocolmo, Estocolmo,
 Suécia
Morte 24 de fevereiro de 1925 (64 anos)
Estocolmo, Estocolmo,
 Suécia
Progenitores Mãe: Emma af Georgii
Pai: Lars Gabriel Branting
Alma mater Universidade de Uppsala
Prêmio(s) Nobel da Paz (1921)
Esposa Anna Jäderin (1884–1925)
Partido Social-Democrata
Profissão Jornalista

Karl Hjalmar Branting (Estocolmo, 23 de Novembro de 1860 – Estocolmo, 24 de Fevereiro de 1925) foi um político sueco.[1][2]

Foi um dos fundadores do Partido Social-Democrata da Suécia (1889). Deliniou o rumo do partido, como um partido reformista, agindo pacificamente dentro dos marcos do parlamentarismo. Liderou o primeiro governo social-democrata, ocupando o lugar de primeiro-ministro em três ocasiões diferentes.

Foi delegado sueco para o Conselho da Liga das Nações, tendo sido agraciado com o Nobel da Paz em 1921.[1][2][3][4]

Referências

  1. a b «Hjalmar Branting». Norstedts uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 2007-2008. p. 160. 1488 páginas. ISBN 9789113017136 
  2. a b Magnusson, Thomas; Peter A. Sjögren (2004). «Hjalmar Branting». Vad varje svensk bör veta (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. p. 60. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  3. Gunnela Björk. «Hjalmar Branting – Arbetarnas hövding» (em sueco). Populär historia, março 2011. Consultado em 11 de março de 2016 
  4. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Hjalmar Branting». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 118. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]