Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits
Álbum de grandes êxitos de Christina Aguilera
Lançamento 6 de novembro de 2008 (2008-11-06)
Gravação 1998-2008
Género(s) Pop rock, R&B, soul, dance-pop
Duração 62:55
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD, descarga digital
Editora(s) RCA
Produção Diane Warren (produção executiva)
Charles Roane, Christina Aguilera, DJ Premier, Eric Dawkins, Guy Roche, Linda Perry, Missy Elliott, Rockwilder, Ron Fair, Scott Storch, Sol Survivor, Walter Afanasieff
Cronologia de Christina Aguilera
Back to Basics
(2006)
Bionic
(2010)
Singles de Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits
  1. "Keeps Gettin' Better"
    Lançamento: 8 de setembro de 2008 (2008-09-08)

Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits é o primeiro álbum de grandes êxitos da cantora norte-americana Christina Aguilera, lançado a 6 de novembro de 2008 através da editora discográfica RCA Records. Resultado de dezasseis faixas, compila as canções de assinatura dos seus discos anteriores, Christina Aguilera (1999), Mi reflejo (2000), Stripped (2002) e Back to Basics (2006). Além dos seus trabalhos anteriores, o projeto contou com quatro novos acréscimos, duas novas músicas, "Keeps Gettin' Better" e "Dynamite", e outras duas regravações de temas anteriores. Diane Warren esteve a cargo da produção executiva, sendo que Charles Roane, Aguilera, DJ Premier, Eric Dawkins, Guy Roche, Linda Perry, Missy Elliott, Rockwilder, Ron Fair, Scott Storch, Sol Survivor e Walter Afanasieff também fizeram parte do rol profissional que produziu o repertório incluído. Inclui também participações vocais de Ricky Martin, Lil' Kim, Mýa, Pink e Redman. Musicalmente, o disco incorpora vários e diferentes estilos musicais, incluindo pop rock, R&B, soul e dance-pop.

A cantora afirmou que visualmente, músicos como Andy Warhol e Roy Lichtenstein foram a inspiração para conceber todo o conceito da compilação, além do novo aspeto da sua personalidade, devido ao nascimento do seu filho. Nos Estados Unidos, o álbum foi lançado exclusivamente para as lojas, e só mais tarde, foi disponibilizado digitalmente em novembro de 2008. Foram definidas várias versões para vários territórios, que diferiam no alinhamento de faixas, sendo que a edição deluxe continha ainda um DVD com alguns vídeos musicais e os bastidores da produção de Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits. A receção por parte da crítica especializada foi positiva, em que alguns analistas prezaram a obra por relembrar a carreira de Aguilera ao longo da última década com os seus maiores êxitos. Na sua semana de estreia nos Estados Unidos, debutou na nona posição da tabela musical Billboard 200, compilada pela revista Billboard, com 73 mil cópias vendidas. Também conseguiu alcançar a lista dos dez mais vendidos da Bélgica, Irlanda, Japão, Rússia e Reino Unido. Foi certificado com disco de platina pela Australian Recording Industry Association (ARIA) e ouro pela British Phonographic Industry (BPI), Irish Recorded Music Association (IRMA) e Recording Industry Association of America (RIAA). No total, vendeu mais de 530 mil unidades em território norte-americano.

O primeiro e único single, "Keeps Gettin' Better", foi disponibilizado na iTunes Store da Austrália, Brasil e Estados Unidos a 8 de setembro de 2008 e enviada para as áreas radiofónicas mainstream através da RCA no dia 22 desse mesmo mês. Comercialmente, a faixa tornou-se na segunda melhor estreia da artista na Billboard Hot 100 dos Estados Unidos, seguindo-se a "Ain't No Other Man" de 2006. Noutros países, conseguiu atingir a lista dos vinte singles mais vendidos da Alemanha, Áustria, do Canadá, da Eslováquia, Irlanda, Itália e do Reino Unido. O vídeo musical foi dirigido por Peter Berg e lançado a 27 de outubro de 2008 através do sítio iLike. O tema caracteriza Aguilera numa sala de edição a produzir o teledisco para a canção através de um ecrã verde. A artista utiliza os equipamentos disponibilizados para criar várias personagens, incluindo a Catwoman, e ainda uma versão da própria Christina com uma peruca azul e vestuário futurista.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

"Foi difícil olhar para trás - foi surpreendente e muito gratificante ver o quão duro trabalhei ao longo dos últimos dez anos. Enquanto estamos envoltos nele [no trabalho], simplesmente não percebemos a forma como acumula o quanto já fizemos e o quão longe chegámos. Não consigo acreditar que já passou uma década. [Sobre o álbum] queria incluir todas as músicas que gostei e que são motivos para arrastar uma multidão e refletem a minha carreira até agora.

Aguilera sobre o conteúdo e desenvolvimento do álbum.[1]

Em 2008, Aguilera confirmou o lançamento do seu primeiro álbum de grandes êxitos, afirmando o seguinte: "Estive a olhar para os próximos dez anos, motivo pelo qual dei o título ao álbum, Keeps Gettin' Better, porque é o que acontece".[1] Posteriormente, foi anunciado que a cantora tinha assinado os direitos de distribuição do trabalho nos Estados Unidos, com distribuição pela RCA Records, que incluiu uma descarga digital gratuita do single de promoção.[2] A artista considerou que a compilação era uma introdução para as futuras gravações, esclarecendo que "uma vez que oiça o novo material, terá uma ideia muito clara da direção que estou a seguir".[1]

A obra também conta com novas versões de registos anteriores de Christina, às quais esta afirmou que chamava de "reinvenções".[1] "Genie 2.0" é uma edição diferente de "Genie in a Bottle" e "You Are What You Are (Beautiful)" de "Beautiful". Além das revisões, contém ainda duas novas músicas inéditas: "Keeps Gettin' Better" e "Dynamite". Linda Perry esteve a cargo dos novos complementos e remisturas.[3] Aguilera afirmou que "neste momento, estou a brincar com o elemento super-herói baseado no fato de que os fãs cresceram comigo desde que tinha 17 anos e têm continuamente apoiado as minhas alterações ao longo dos anos."[3] A artista discutiu o conteúdo do disco, afirmando o seguinte: "Mal posso acreditar que já passou uma década [...] mas é muito empolgante. Todos os velhos, os maiores sucessos que tenho [estão no álbum]. Eu nem sei como descrever como tem sido esta, tem sido incrível".[1] O lançamento ocorreu a 6 de novembro de 2008 através da loja digital da Apple, iTunes Store, em vários países.[4][5][6]

Receção pela crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4.5 de 5 estrelas.[7]
Digital Spy 4 de 5 estrelas.[8]
Entertainment Weekly (B+)[9]
Rolling Stone 3 de 5 estrelas.[10]
Slant Magazine 3.5 de 5 estrelas.[11]
Sputnikmusic 4 de 5 estrelas.[12]

Após o seu lançamento, o álbum recebeu críticas positivas por parte dos profissionais. Stephen Thomas Erlewine, da base de dados musical allmusic, atribuiu quatro estrelas e meia de cinco possíveis e afirmou que a compilação "prova que não existe outra cantora teen pop da sua época que tenha um historial melhor do que Christina e se as novas músicas são alguma indicação, o título desta amostra de sucessos não é mentira nenhuma".[7] Chris Willman da revista Entertainment Weekly observou a falta dos estilos tradicionais de Aguilera, escrevendo o seguinte: "A cantora baniu o melisma e os vocais destas confeções eletrónicas, e as suas costeletas soam apenas como um conjunto quente em lume brando".[9] Willman salientou que "a curiosidade em refazer "You Are What You Are (Beautiful)" partiu da imaginação de como John Lennon poderia ter soado se tivesse vivido na idade do eletro".[9] Nick Levine do sítio Digital Spy classificou o trabalho com quatro estrelas de cinco máximas, realçando a "atitude corajosa" caracterizada e comparou as gravações de Aguilera às de Britney Spears: "Ela pode ter começado com material semelhante ao de outra ex-aluna do Mickey Mouse Club, mas Aguilera mudou para coisas maiores e melhores mais rapidamente do que Britney, co-escrevendo a maior parte do seu segundo álbum, Stripped, e elaborando o seu terceiro, Back to Basics, um conjunto pop, soul, jazz e blues em 2 CD".[8]

A publicação Rolling Stone considerou que os maiores sucessos da artista contém "dez singles estelares que são pressionados por quatro tentativas brandas de 2008 numa moda eletropop de Lady Gaga".[10] Sal Cinquemani da Slant Magazine considerou que Christina conseguia juntar qualidades de várias cantoras pop modernas, referindo nomes como Whitney Houston e Madonna, no entanto, "não é exatamente o que se chamaria de original, mas se é verdade que o próximo álbum de estúdio vai reprisar este som eletropop, Aguilera merece crédito por recusar-se a jogar pelo seguro".[11] Nick Butler do Sputnikmusic fez uma análise positiva ao disco e salientou que o lado pop da artista "está morto", desejando uma vida longa no género eletro. "Ela não podia identificar mais claramente a sua nova direção do que quando anunciou o título do seu próximo trabalho, Bionic", afirmou Butler, concluindo que "de qualquer forma, estas quatro faixas são mais do que suficientes para construir a antecipação para o que pode ser um álbum muito, muito bom".[12] No portal Yahoo!, um dos seus editores, ressalvou que "era difícil acreditar que tinha passado uma década desde a potência vocal Christina Aguilera atingiu o panorama musical como uma tempestade". Além de elogiar a cantora ao afirmar que é "uma das vocalistas mais talentosas desta era musical" e considerar a compilação sólida, atribuiu "uma nota de 8,5 de 10 aos clássicos e 6 para as novas faixas".[13]

Promoção[editar | editar código-fonte]

O primeiro e único single extraído da compilação foi "Keeps Gettin' Better", uma canção de condução aleatória que incorpora elementos de estilo eletropop, dance-pop e house, com produção de Linda Perry[14] e escrita pela mesma com o auxílio de Aguilera.[15] O tema foi disponibilizado na iTunes Store da Austrália, Brasil e Estados Unidos a 8 de setembro de 2008, e enviado para as rádios norte-americanas no dia 22 desse mesmo mês.[16][17] Num comunicado à imprensa no estúdio Paramount Pictures, em Los Angeles, Christina confirmou que iria atuar nos MTV Video Music Awards de 2008, sendo que foi a primeira atuação ao vivo do single acompanhado com "Genie 2.0".[18] As críticas após o lançamento da faixa foram geralmente mistas, sendo que alguns analistas observaram o esforço inspirado em dance da cantora, numa época de predomínio deste género na indústria, contudo, também salientaram aspetos mais negativos, afirmando que "a vibração cativante de eletro-pop não é suficiente para tornar num dos seus registos mais memoráveis".[19] O vídeo musical foi dirigido por Peter Berg, sendo influenciado pelos seus filmes; Minority Report e na série James Bond. Berg afirmou que concebeu o guião para mostrar a Aguilera "a sua transformação ao longo do tempo, em homenagem aos seus dez anos de carreira", de acordo com uma notificação da RCA.[20] "Dynamite",[21] "Genie 2.0"[22] e "You Are What You Are (Beautiful)",[23] as novas adições no disco, receberam destaque ao serem lançadas através da loja digital da Apple.

O início da divulgação ocorreu a 7 de setembro de 2008, quando Aguilera atuou na edição anual dos MTV Video Music Awards em Hollywood. Inicialmente, a cantora começou a performance com uma previsão da sua nova versão de "Genie in a Bottle", intitulada "Genie 2.0", mudando de seguida para o single da compilação, "Keeps Gettin' Better".[24] Posteriormente, Christina iniciou uma espécie de digressão promocional a 11 de outubro, atuando no Royal Albert Hall em Londres com algumas dos seus registos anteriores e a faixa de trabalho da compilação.[25] No final desse mesmo mês, era suposto a artista apresentar-se na Europa, com concertos agendados em Moscovo,[26] Riga e Kiev.[27] Contudo, o evento acabou por durar dois dias em Kiev apenas, na Ucrânia, a 20 de 21.[28] A última data teve lugar três dias depois em Abu Dhabi, no hotel Emirates Palace.[29] A 23 de novembro, voltou a promover o disco de grandes êxitos ao atuar na cerimónia de 2008 dos American Music Awards, num espetáculo de sete minutos, em que interpretou vários dos seus trabalhos, como "Beautiful", "Keeps Gettin' Better", "Genie in a Bottle", "Dirrty", "Ain't No Other Man" e "Fighter".[30]

Alinhamento de faixas[editar | editar código-fonte]

Edição internacional[31]
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "Genie in a Bottle"   Steve Kipner, David Frank, Pamela Sheyne Guy Roche 3:36
2. "What a Girl Wants"   Shelly Peiken, Roche Roche 3:35
3. "I Turn to You"   Diane Warren Roche 4:39
4. "Come On Over Baby (All I Want Is You)"   Christina Aguilera, Johan Aberg, Pauli Reinikainen, Ron Fair, Roche, Raymond Cham, Chaka Blackmon, Eric Dawkins, Peiken ChakDaddy, Sol Survivor, E. Dawk, Ron Fair 3:23
5. "Nobody Wants to Be Lonely" (com Ricky Martin) Desmond Child, Victoria Shaw, Gary Burr Walter Afanasieff 4:11
6. "Lady Marmalade" (com Lil' Kim, Mýa e Pink) Bob Crewe, Kenny Nolan Missy Elliott, Rockwilder 4:25
7. "Dirrty" (com Redman) Aguilera, Dana Stinson, Balewa Muhammad, Reginald Noble, Jasper Cameron Rockwilder, Aguilera 4:45
8. "Fighter"   Aguilera, Scott Storch Scott Storch 4:05
9. "Beautiful"   Linda Perry Linda Perry 3:59
10. "Ain't No Other Man"   Aguilera, Chris Martin, Kara DioGuardi, Charles Roane, Harold Beatty DJ Premier, Roane*, Aguilera^ 3:48
11. "Candyman"   Aguilera, Perry Perry 3:14
12. "Hurt"   Aguilera, Perry, Mark Ronson Perry 4:03
13. "Genie 2.0"   Kipner, Frank, Sheyne Perry 4:15
14. "Keeps Gettin' Better"   Aguilera, Perry Perry 3:04
15. "Dynamite"   Aguilera, Perry Perry 3:09
16. "You Are What You Are (Beautiful)"   Perry Perry 4:44
Duração total:
62:55
Notas
  • A versão norte-americana exclui "Nobody Wants to Be Lonely" e "Lady Marmalade".[37]

(*) denota um co-produtor
(^) denota um produtor adicional

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos, o disco debutou na nona posição da Billboard 200 a 13 de dezembro de 2008, com 73 mil cópias vendidas.[38] Posteriormente, a Recording Industry Association of America (RIAA) certificou a compilação com disco de ouro. Até ao momento, vendeu mais de 530 mil unidades em território norte-americano.[39][40] Na Austrália, estreou no oitavo lugar da tabela musical ARIA Albums Chart a 23 de novembro, permanecendo na lista mais nove semanas.[41] A Australian Recording Industry Association (ARIA) atribuiu o certificado de platina pelas mais de 75 mil unidades distribuídas em terras australianas.[42] No Reino Unido, o álbum alcançou a 10.ª posição da UK Albums Chart,[43] recebendo mais tarde o galardão de ouro pela British Phonographic Industry (BPI).[44] Além da BPI, Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits também recebeu o mesmo prémio proveniente da Belgian Entertainment Association (BEA) da Bélgica,[45] da Irish Recorded Music Association (IRMA) da Irlanda,[46] da Recording Industry Association of Japan (RIAJ) do Japão[47] e 2M da Rússia.[48] Noutros mercados musicais, a obra conseguiu alcançar as dez mais vendidas de vários países, como a Áustria, Finlândia, França, Irlanda e Taiwan.

Referências

  1. a b c d e Jocelyn Vena (10 de Outubro de 2008). «Christina Aguilera Looks Back - And Forward - With New LP, Next LP» (em inglês). MTV. Consultado em 6 de Março de 2013 
  2. «Target Scores Aguilera Hits Album Exclusive» (em inglês). Billboard. 3 de Setembro de 2008. Consultado em 6 de Março de 2013 
  3. a b «Hits Set Tees Up Next Christina Aguilera Album» (em inglês). Billboard. 31 de Outubro de 2008. Consultado em 6 de Março de 2013 
  4. «Keeps Gettin' Better - A Decade of Hits by Christina Aguilera». iTunes Store. Consultado em 6 de Março de 2013 
  5. «Keeps Gettin' Better - A Decade of Hits by Christina Aguilera» (em inglês). iTunes Store. Consultado em 6 de Março de 2013 
  6. «Keeps Gettin' Better - A Decade of Hits par Christina Aguilera» (em francês). iTunes Store. Consultado em 6 de Março de 2013 
  7. a b Stephen Thomas Erlewine. «Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits - Christina Aguilera» (em inglês). Allmusic. Consultado em 11 de Março de 2013 
  8. a b Nick Levine (13 de Novembro de 2008). «Christina Aguilera: 'Keeps Gettin' Better - A Decade of Hits'» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 11 de Março de 2013 
  9. a b c Chris Willman (5 de Novembro de 2008). «Keeps Gettin' Better - A Decade of Hits Review» (em inglês). Entertainment Weekly. Consultado em 11 de Março de 2013 
  10. a b «Christina Aguilera» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 11 de Março de 2013. Cópia arquivada em 28 de março de 2014 
  11. a b «Christina Aguilera - Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Slant Magazine. Consultado em 11 de Março de 2013 
  12. a b Nick Butler (3 de Dezembro de 2008). «Christina Aguilera - Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits (staff review)» (em inglês). Sputnikmusic. Consultado em 11 de Março de 2013 
  13. Nick Butler (12 de Novembro de 2008). «Christina Aguilera Keeps Gettin' Better - a Decade of Hits Early Album Review» (em inglês). Yahoo!. Consultado em 11 de Março de 2013. Cópia arquivada em 28 de abril de 2013 
  14. Nick Levine (8 de Setembro de 2008). «Christina Aguilera: Keeps Gettin' Better?» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 31 de Outubro de 2012 
  15. «KEEPS GETTING BETTER» (em inglês). ASCAP. Consultado em 31 de Outubro de 2012 
  16. «Keeps Gettin' Better - Single by Christina Aguilera» (em inglês). iTunes Store. Consultado em 30 de Outubro de 2012 
  17. «CHR/Top 40 Week Of: September 22, 2008» (em inglês). GFA Radio and Records. Consultado em 30 de Outubro de 2012 
  18. «Christina Aguilera Confirms VMA Performance» (em inglês). OK!. 4 de Setembro de 2008. Consultado em 31 de Outubro de 2012 
  19. Bill Lamb. «Christina Aguilera - "Keeps Gettin' Better"» (em inglês). About.com. Consultado em 4 de Novembro de 2012 
  20. Gil Kaufman (28 de Outubro de 2008). «Christina Aguilera Acquires Sci-Fi Edge In 'Keeps Gettin' Better' Video» (em inglês). MTV. Consultado em 4 de Novembro de 2012 
  21. «Dynamite - Single by Christina Aguilera» (em inglês). iTunes Store. Consultado em 4 de Março de 2013 
  22. «Genie 2.0 - Single by Christina Aguilera» (em inglês). iTunes Store. Consultado em 4 de Março de 2013 
  23. «You Are What You Are (Beautiful) - Single by Christina Aguilera» (em inglês). iTunes Store. Consultado em 4 de Março de 2013 
  24. Gil Kaufman (8 de Setembro de 2008). «It's Britney Spears' Night At The VMAs» (em inglês). MTV. Consultado em 5 de Março de 2013 
  25. Matilda Egere-Cooper (22 de Outubro de 2008). «Africa Rising Festival, Royal Albert Hall, London» (em inglês). The Independent. Consultado em 5 de Março de 2013. Cópia arquivada em 1 de Abril de 2009 
  26. «Christina Aguilera (Кристина Агилера)» (em inglês). Kassir.ru. Consultado em 5 de Março de 2013. Cópia arquivada em 18 de fevereiro de 2012 
  27. «Christina Aguilera to perform her only Baltic concert in Riga» (em inglês). Baltic Course. 8 de Agosto 2008. Consultado em 5 de Março de 2013 
  28. Alexandra Matoshko (8 de Outubro de 2008). «Christina Aguilera to give a double show» (em inglês). Kyiv Post. Consultado em 5 de Março de 2013. Cópia arquivada em 12 de Outubro de 2008 
  29. Mel Swan (23 de Outubro de 2008). «Aguilera set for Middle East debut» (em inglês). The National. Consultado em 5 de Março de 2013 
  30. Leah Simpson (19 de Novembro de 2008). «Christina Aguilera is unapologetic about her curvy figure as she spills out of two costume changes at the AMAs» (em inglês). Daily Mail. Consultado em 5 de Março de 2013 
  31. «Buy Keeps Gettin Better; A Decade Of Hits Christina Aguilera, Rock & Pop, CD» (em inglês). Sanity. Consultado em 2 de Março de 2013 
  32. «Amazon.co.jp: キープス・ゲッティン・ベター‾グレイテスト・ヒッツ: クリスティーナ・アギレラ: 音楽» (em inglês). Amazon. Consultado em 2 de Março de 2013 
  33. «Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits: Christina Aguilera: Amazon.co.uk: MP3 Downloads» (em inglês). Amazon. Consultado em 2 de Março de 2013 
  34. «Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits [Spain] - Christina Aguilera» (em inglês). Allmusic. Consultado em 2 de Março de 2013 
  35. «Keeps Gettin' Better - A decade of Hits [CD + DVD[» (em inglês). Amazon. Consultado em 2 de Março de 2013 
  36. «Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits [Deluxe[» (em inglês). Allmusic. Consultado em 2 de Março de 2013 
  37. «Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits: Christina Aguilera: Music» (em inglês). Amazon. Consultado em 2 de Março de 2013 
  38. Jonathan Cohen (19 de Novembro de 2008). «Taylor Swift Soars To No. 1 Debut» (em inglês). Billboard. Consultado em 12 de Março de 2013 
  39. Mikael Wood (14 de Setembro de 2009). «Christina Aguilera: 'Bionic' Billboard Cover Story And Video» (em inglês). Billboard. Consultado em 12 de Março de 2013 
  40. Gary Trust (1 de Setembro de 2014). «Ask Billboard: Taylor Swift Out-'Shake's Mariah Carey» (em inglês). Billboard. Consultado em 1 de Setembro de 2014 
  41. a b «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  42. a b «ARIA Charts – Accreditations – 2010 Albums». Australian Recording Industry Association. Consultado em 24 de Fevereiro de 2013 
  43. a b «Archive Chart » Albums Chart» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 1 de Março de 2013 
  44. a b «Certificações (Reino Unido) – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). British Phonographic Industry. Consultado em 6 de Setembro de 2012 
  45. a b «Ultratop − Goud en Platina - 2009» (em inglês). Ultratop & Hung Medien / hitparade.ch. Consultado em 1 de Março de 2013 
  46. a b «Certificações (Irlanda)» (em inglês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 1 de Março de 2013 
  47. a b «Certificações (Japão)» (em japonês). Recording Industry Association of Japan. Consultado em 1 de Março de 2013 
  48. a b «Certificações (Rússia)» (em russo). National Federation of Phonogram Producers (NFPF). Consultado em 1 de Março de 2013 
  49. «German Charts: Christina Aguilera: Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em alemão). Media Control Charts. Consultado em 1 de Março de 2013 
  50. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  51. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em alemão). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  52. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em francês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  53. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  54. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  55. a b «Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits - Christina Aguilera » Awards» (em inglês). Allmusic. Consultado em 23 de Fevereiro de 2013 
  56. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  57. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em francês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  58. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2012 
  59. «Chart Track» (em inglês). GfK. Consultado em 23 de Fevereiro de 2013 
  60. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  61. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013. Cópia arquivada em 5 de junho de 2013 
  62. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  63. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em alemão). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  64. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  65. «Christina Aguilera – Keeps Gettin' Better: A Decade of Hits» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013 
  66. «第47 週 統計時間:2008/11/21 - 2008/11/27» (em chinês). Five Music. Consultado em 23 de Fevereiro de 2013 
  67. «<Christina Aguilera> 에 대한 검색결과 입니다.» (em coreano). Gaon Chart. Consultado em 24 de Fevereiro de 2013 
  68. «ARIA Top 100 Albums 2008» (em inglês). ARIA. Consultado em 1 de Março de 2013 
  69. «Bagom Hitlisten» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Março de 2013. Cópia arquivada em 25 de março de 2013 
  70. «Year-End 2008» (PDF) (em inglês). ChartsPlus. Consultado em 1 de Março de 2013