Videografia de Christina Aguilera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aguilera durante a estreia de Burlesque (2010), seu primeiro filme como protagonista.

A videografia da artista musical estadunidense Christina Aguilera consiste na sua participação em diversos vídeos musicais, filmes, programas televisivos e comerciais publicitários. O seu trabalho é formado por trinta e três trabalhos audiovisuais — incluindo onze aparições em projetos como artista convidada ou com outros cantores —, cinco álbuns de vídeo, quatro filmes, treze participações em programas de televisão e sete comerciais. As suas vendas discográficas são avaliadas em mais de cinquenta milhões de álbuns.[1] Em 2009, a revista Billboard considerou-a como a 20ª artista com maior número de vendas na década de 2000.[2] Aguilera conseguiu posicionar cinco de seus trabalhos na liderança da tabela estadunidense Billboard Hot 100, sendo que o seu último número um, "Moves like Jagger" (2011), em participação com a banda Maroon 5, fez com que ela se tornasse a quinta canora com canções em primeiro lugar nos Estados Unidos em três décadas consecutivas.[3]

Após assinar um contrato com a RCA Records em 1998, ela lançou seu single de estreia "Genie in a Bottle" no ano seguinte, retirado de seu álbum de estreia e homônimo, também lançado em 1999.[4] O vídeo musical correspondente apresenta Aguilera e suas amigas divertindo-se na praia com seus namorados. A sua direção ficou a cargo de Diane Martel.[5] Outros três singles retirados do projeto foram "What a Girl Wants", "I Turn to You" e "Come on Over Baby (All I Want Is You)", todas com vídeos musicais lançados. Em 2001, ela fez a voz principal da regravação de "Lady Marmalade", originária de Labelle e usada como música tema do filme Moulin Rouge!. Contando com a participação de Lil' Kim, Mýa, Pink e Missy Elliott, com esta última fazendo uma aparição especial, a gravação audiovisual correspondente apresentou Christina e as três primeiras cantando a faixa usando lingeries de cores vermelha, branca, preta e rosa, respectivamente. A produção acabou por vencer as categorias de Video of the Year e Best Video from a Film nos MTV Video Music Awards de 2001.[6][7][8] No ano seguinte, ela lançou "Dirrty", primeiro single de seu quarto álbum de estúdio Stripped (2002) e cujo vídeo correspondente foi dirigido por David LaChapelle, sendo esta a primeira de três colaborações entre Aguilera e LaChapelle nos vídeos musicais de Stripped. O trabalho foi duramente criticado por seus elementos sexuais e causou uma série de protestos na Tailândia.[9] Com o vídeo de "Beautiful", dirigido por Dave Meyers, Aguilera retratou diversas pessoas com problemas sexuais e físicos, incluindo uma menina com anorexia nervosa e namorados homossexuais. Estas representações fizeram com que a artista fosse elogiada pela organização GLAAD (Gay & Lesbians Alliance Against Defamation), a qual prezou a apresentação positiva de pessoas da comunidade LGBT.[10]

Em 2004, a cantora lançou a canção "Car Wash" com a participação de Missy Elliott como parte da trilha sonora do filme animado Shark Tale. Seu vídeo musical foi dirigido pela organização proprietária da animação, DreamWorks, e retratou uma versão de Aguilera e Elliott como peixes, fazendo referências ao filme.[11] No mesmo ano, ela participou da faixa "Tilt Ya Head Back", do rapper Nelly. No vídeo correspondente, Christina retrata a atriz Marilyn Monroe.[12] Após dois anos em hiato musical, a intérprete lançou "Ain't No Other Man", primeiro single de seu quinto disco Back to Basics (2006). O vídeo musical foi dirigido por Bryan Barber com um tema baseado nos anos 40 e retratando Aguilera em sua personalidade alternativa, Baby Jane.[13] Com os vídeos musicais dos singles seguintes, "Hurt" e "Candyman", Aguilera atou como co-diretora.[14][15] A sua primeira compilação, Keeps Gettin' Better (2008) contou como parte de sua promoção o lançamento de sua única faixa de trabalho, "Keeps Gettin' Better", cuja produção audiovisual foi dirigida por Peter Berg e retrata a artista em uma sala produzindo o vídeo através de um ecrã verde. Ela utiliza os equipamentos disponibilizados para criar várias personagens, incluindo a Mulher-Gato, e ainda uma versão de si com uma peruca azul e figurino futurista.[16] Dois anos depois, Aguilera lançou seu sexto álbum de estúdio Bionic. Os vídeos musicais de seus singles foram notados por apresentar uma imagem mais sexual de Aguilera.[17] Seu disco seguinte, Lotus (2012), contou com o single "Your Body", cujo vídeo musical foi dirigido por Melina Matsoukas e contou com Christina interpretando uma matadora vestida em figurino rosa.[18] "Let There Be Love", apesar de não ter sido lançada como single, contou com um vídeo musical que apresenta Aguilera e seus fãs em fitas caseiras divertindo-se, enquanto levantam placas com mensagens de autoestima, como "Racism sucks" ("O racismo não presta"), "Accept" ("Aceitação") e "Amo a mi hijo gay" ("Amo o meu filho gay").[19]

Ao longo de sua carreira, Aguilera também participou de comerciais e programas televisivos. Antes de iniciar sua carreira musical, ela fez parte da re-produção do programa infantil The Mickey Mouse Club (1993-94) ao lado de Britney Spears e Justin Timberlake, que mais tarde se tornaram artistas famosos como Christina.[20] Entre 1999 e 2010, a cantora fez participações especiais em séries e programas como Beverly Hills, 90210 e The Rosie O'Donnell Show.[21][22] Em 2011, ela fez parte do time de técnicos da competição The Voice juntamente a Adam Levine, Blake Shelton e Cee Lo Green. Aguilera permaneceu no programa entre as temporadas um e três e na temporada cinco, sendo substituída por Shakira em ambas as ausências.[23][24] Entre 2001 e 2013, a artista também fez uma série de comerciais para empresas diversas, como a Coca-Cola e a Pepsi.[25][26] Em carreira cinematográfica, Aguilera participou de quatro produções, sendo que Burlesque (2010) foi a sua estreia como protagonista, ao lado de Cher. Comercialmente, o filme arrecadou US$ 89.000.000.[27]

Vídeos musicais[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Artista(s) Diretor(es) Álbum Nota(s)
1998 "Reflection"[28] Christina Aguilera Desconhecido Mulan
1999 "Genie in a Bottle"[5][28][29] Diane Martel Christina Aguilera
"What a Girl Wants"[29] Foi indicado nas categorias de Best Female Video, Best New Artist in a Video, Best Pop Video, Best Choreography in a Video e Viewer's Choice durante os MTV Video Music Awards de 2000.
2000 "I Turn to You"[28] Joseph Kahn
"Come on Over Baby (All I Want Is You)" Paul Hunter[30]
"So Emotional"[28] Desconhecido
"Genio atrapado"[30] Diane Martel Mi reflejo Versão espanhola de "Genie in a Bottle".
"Por siempre tú"[28] Joseph Kan Versão espanhola de "I Turn to You".
"Ven conmigo (solamente tú)"[30] Paul Hunter, Lorin Finkelstein Versão espanhola de "Come on Over Baby (All I Want Is You)".
"Pero me acuerdo de ti"[28] Kevin G. Bray
2001 "Nobody Wants to Be Lonely"[31] Ricky Martin com a participação de Christina Aguilera Wayne Isham Sound Loaded
"Lady Marmalade"[28] Christina Aguilera com Lil' Kim, Mýa e Pink Paul Hunter Moulin Rouge! Foi indicado nas categorias de Video of the Year, Best Video from a Film, Best Pop Video, Best Dance Video, Best Choreography in a Video e Best Art Direction in a Video. Acabou por vencer as duas primeiras.
2002 "Dirrty" Christina Aguilera com a participação de Redman David LaChapelle Stripped Foi indicado nas categorias de Best Female Video, Best Pop Video, Best Dance Video e Best Choreography in a Video durante os MTV Video Music Awards de 2003.
"Beautiful" Christina Aguilera Jonas Åkerlund Conquistou um GLAAD Media Awards por sua representação positiva de pessoas da comunidade LGBT.
2003 "Fighter" Floria Sigismondi Venceu diversos prêmios internacionais, como Best Video International nos Belgian TMF Awards, Video of the Year nos Juno Awards de 2004, Best Pop Video, Best Cinematography, Best Make Up e Best Styling in a Video nos MVPA Awards de 2004.
"Can't Hold Us Down" Christina Aguilera com a participação de Lil' Kim David LaChapelle
"The Voice Within" Christina Aguilera Foi indicado nas categorias de Best Female Video, Best Cinematography e Viewer's Choice durante os MTV Video Music Awards de 2004.
2004 "Car Wash" Christina Aguilera com a participação de Missy Elliott DreamWorks Shark Tale
"Tilt Ya Head Back" Nelly com a participação de Christina Aguilera Little X Sweat
2006 "Ain't No Other Man" Christina Aguilera Bryan Barber Back to Basics Foi indicado nas categorias de Video of the Year, Best Female Video, Best Pop Video e Best Choreography nos MTV Video Music Awards de 2006.
"Hurt" Floria Sigismondi e Christina Aguiler Conquistou as condecorações de Best Video e Best Direction of a Female Artist nos MVPA Awards de 2007, além de ser indicado na categoria de Video of the Year nos Juno Awards de 2007.
"Tell Me" Diddy com a participação de Christina Aguilera Erik White Press Play
2007 "Candyman" Christina Aguilera Matthew Rolston e Christina Aguilera Back to Basics Foi indicado na categoria de Best Direction nos MTV Video Music Awards de 2007.

Referências

  1. Levine, Stuart (9 de abril de 2011). «Can 'The Voice' be heard?». Variety (em inglês). Penske Business Media. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  2. «Artists of the Decade». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. 11 de dezembro de 2009. Consultado em 26 de setembro de 2014. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2012 
  3. Trust, Gary (11 de fevereiro de 2011). «Ask Billboard: Britney Spears' '3' Decades of No. 1s». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  4. Dominguez 2003, p. 38
  5. a b Villa, Lucas (22 de junho de 2014). «Christina Aguilera unleashed: Her debut single 'Genie in a Bottle' turns 15» (em inglês). AXS. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  6. Mitchell, John (27 de junho de 2011). «Remaking 'Lady Marmalade' 10 Years Later». MTV Newsroom. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014  Parâmetro desconhecido |línga2= ignorado (ajuda)
  7. «Slim's 'Weapon' Bulges With Six VMAs». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. 7 de setembro de 2011. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  8. «2001 MTV Video Music Awards» (em inglês). MTV News. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  9. D'Angelo, Joe (18 de outubro de 2002). «'Dirrty' Christina Aguilera Video Thai-ed To Sex Industry» (em inglês). MTV News. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  10. «Christina Aguilera to be honored at 14th Annual GLAAD Media Awards Presented by Absoult Vodka in Los Angeles» (em inglês). Gay & Lesbian Alliance Against Defamation. 28 de fevereiro de 2003. Consultado em 26 de setembro de 2014. Cópia arquivada em 15 de abril de 2008 
  11. Vineyard, Jennifer (24 de setembro de 2004). «Christina Aguilera Is Poisonous In Video With Missy Elliott» (em inglês). MTV News. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  12. «Nick accused of cheating on Jessica/ Nelly pursues Christina Aguilera?/ Britney and hubb's new designs». San Francisco Chronicle (em inglês). Hearst Corporation. 28 de outubro de 2004. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  13. Vineyard, Jennifer (19 de junho de 2006). «'Ain't No Other Man' Video Has Christina Singing The Blues» (em inglês). MTV News. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  14. «Q&A with Christina Aguilera» (em inglês). Canada.com. Postmedia News. 23 de março de 2007. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  15. Moss, Corey (21 de fevereiro de 2007). «Xtina X Three: Aguilera Has Multiple-Personality Disorder In Clip» (em inglês). MTV News. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  16. Kaufman, Gil (28 de outubro de 2008). «Christina Aguilera Acquires Sci-Fi Edge In 'Keep Gettin' Better' Video» (em inglês). MTV News. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  17. Lansky, Sam (7 de julho de 2012). «The Legacy of 'Bionic': Why Christina Aguilera's Misunderstood Album Was Actually Ahead Of Its Time» (em inglês). MTV Buzzworthy. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  18. Montgomery, James (28 de setembro de 2012). «Christina Aguilera's 'Your Body' Video: Watch It Now!» (em inglês). MTV News. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  19. Stark, George (29 de agosto de 2013). «Christina Aguilera recruits adorable son Max to star in latest music vídeo... as she shows off weight loss in revealing swimsuit». Daily Mail (em inglês). Daily Mail and General Trust. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  20. Dominguez 2003, p. 23-31
  21. Dominguez 2003, p. 70
  22. Rosie O'Donnell (apresentadora) (10 de setembro de 1999). «The Rosie O'Donnell Show». The Rosie O'Donnell Show. National Broadcasting Company 
  23. «'The Voice': Shakira And Usher To Replace Christina Aguilera and Cee Lo Green As Coaches For Fourth Cycle». The Huffington Post (em inglês). AOL. 17 de setembro de 2012. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  24. Cubarrubia, RJ (29 de julho de 2013). «Cee Lo Green, Christina Aguilera Return to 'The Voice'». Rolling Stone (em inglês). Jann Wenner. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  25. Bonin, Liane (17 de maio de 2001). «Pop Star». Entertainment Weekly (em inglês). Time Inc. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  26. «Around The World in 60 seconds». The Malta Independent (em inglês). Standard Publications Ltd. 10 de outubro de 2006. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  27. «Burlesque (2010)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  28. a b c d e f g «Christina Aguilera Free Music Videos» (em inglês). MTV News. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014 
  29. a b Hay, Carla (11 de novembro de 2000). «Female Video Directors Remain Rare In Industry». Billboard. 112 (46). 103 páginas. ISSN 006-2510 Verifique |issn= (ajuda). Consultado em 26 de setembro de 2014 
  30. a b c Railton & Watson 2011, p. 162
  31. «Ricky Martin – Nobody Wants to Be Lonely» (em inglês). VH1. Viacom. Consultado em 26 de setembro de 2014