Shark Tale

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Shark Tale
O Gang dos Tubarões (PRT)
O Espanta Tubarões (BRA)
 Estados Unidos
2004 •  cor •  90 min 
Direção Bibo Bergenson
Vicki Jenson
Rob Letterman
Produção Bill Damaschke
Janet Healy
Allison Lyon Segan
Roteiro Michael J. Wilson
Rob Letterman
Elenco Will Smith
Robert De Niro
Renée Zellweger
Angelina Jolie
Jack Black
Martin Scorsese
Gênero animação
Música Hans Zimmer
Edição Peter Lonsdale
John Venzon
Companhia(s) produtora(s) DreamWorks Animation
Distribuição DreamWorks Pictures
Lançamento Itália 10 de Setembro de 2004
(Piazza San Marco, Veneza)
Portugal 30 de Setembro de 2004
Estados Unidos 1 de Outubro de 2004
Brasil 8 de Outubro de 2004
Idioma inglês
Orçamento US$ 75 milhões[1]
Receita US$ 367 275 019[1]
Página no IMDb (em inglês)

Shark Tale (bra: O Espanta Tubarões /prt: O Gang dos Tubarões) é um filme de computação gráfica norte-americano de 2004, produzido pela DreamWorks. Lançado nos Estados Unidos em 1 de outubro de 2004, o filme conta com as vozes de Will Smith, Angelina Jolie, Renée Zellweger e Robert De Niro.[2][3] O título original para este filme era Sharkslayer, mas foi mudado para Shark Tale.

Apesar das críticas negativas do filme, Shark Tale provou ser um sucesso de bilheteria, estreando em 1.º lugar com 47,6 milhões de dólares, uma das maiores aberturas para um filme da Dreamworks Animation. Manteve-se como o filme n.º 1 nos Estados Unidos e Canadá por três semana, e fez 367 milhões de dólares em todo o mundo contra o seu orçamento de 75 milhões. Shark Tale foi nomeado para o Oscar de melhor filme de animação.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Em Southside Reef, uma grande cidade localizada em algum lugar do fundo do oceano habitada por peixes de diversos tipos, um bodião-limpador atrevido chamado Oscar deseja ser rico e famoso. Logo após chegar ao seu trabalho no Lava-Baleias, ele é chamado para o escritório de seu chefe, um baiacu chamado Sykes para este lhe cobrar uma grande quantia em dinheiro que Oscar lhe deve, a qual é dado um prazo de vinte e quatro horas para pagar. Oscar se lembra de ter sido humilhado quando era criança porque seu pai era um funcionário do Lava-Baleias trabalhando como limpador de línguas, o que lhe instiga sua procura por fama e dinheiro; ele é ajudado por sua amiga peixe-anjo chamada Angie, que oferece à ele uma pérola rosa brilhante dada por sua avó para Oscar vendê-la e pagar sua dívida. Oscar, após vender o objeto, leva o dinheiro para um hipódromo onde será realizada uma corrida de cavalos-marinhos para pagar sua dívida à Sykes, mas após ouvir de outros peixes que a corrida será fraudada para uma vitória de um cavalinho-marinho chamado Sortudo, Óscar aposta todo a quantia no cavalo. Sykes, após se encontrar com Oscar e saber da aposta, fica irritado pelo pequeno peixe ter apostado todo o seu dinheiro, mas concorda em assistir a corrida para ver o que acontece. Momentos antes de Sortudo cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, ele tropeça e perde, causando ainda mais fúria em Sykes.[2]

Enquanto isso, uma família de grandes tubarões-brancos mafiosos que tem como sócios orcas, espadartes e polvos enfrenta um problema com um de seus filhos, Lenny, que é vegetariano e se recusa a fazer o papel de assassino; seu pai, que é o chefão da máfia, Don Edward Lino, ordena que seu violento filho mais velho, Frankie, seja mentor de seu irmão nos negócios da família. Frankie e Lenny, mais tarde, vêem Oscar deixado para morrer no meio do oceano pelos dois comparsas de Sykes, Ernie e Bernie, que são duas águas-vivas; Frankie ordena que Lenny devore Oscar, mas Lenny, em vez disso, o liberta e pede que ele escape. Furioso, Frankie decide ele mesmo devorar Oscar, mas no último instante uma âncora cai na cabeça do tubarão, matando-o; devastado e assustado, Lenny tem uma crise de transtorno do sobrevivente e foge. Como não havia outras testemunhas, uma vez que Ernie e Bernie fugiram assim que Lenny chegou, e Oscar foi visto perto do corpo de Frankie, todos passam a acreditar que ele matou Frankie, ganhando assim uma oportunidade dele finalmente conquistar seu desejado status e fortuna.[2]

Oscar retorna à cidade ganhando o famigerado apelido de "matador de tubarões"; Sykes se torna seu gerente e Oscar se muda para o Topo do Recife, um enorme edifício localizado no ponto mais alto de Southside Reef para viver uma vida de luxo. Ao mesmo tempo, Don Lino faz com que todos procurem por Lenny, que está desaparecido desde que Frankie morreu. Quando vários tubarões se aproximam de Southside Reef, a população da cidade espera que Oscar os afaste dali; ao andar pelas partes baixas da cidade, Oscar reencontra Lenny. Como Lenny não deseja voltar para casa, o singelo tubarão implora a Oscar que o deixe ficar em sua casa. Logo, Angie descobre a farsa e ameaça contar a todos, mas Oscar e Lenny, após uma conversa, decidem encenar um evento em que Lenny finge aterrorizar a cidade e Oscar o derrota. Embora isso cimente ainda mais a reputação de Oscar e faça com que a linda mas vingativa peixe Lola se torne sua namorada, isso enfurece Don Lino. Depois de ver Lola beijar Oscar na televisão, Angie discute com Oscar e revela à ele que sempre o amou bem antes de sua fama e que agora ele não é mais nada para ela.[2]

No dia dos namorados, Oscar compra alguns presentes para Angie para se desculpar para ela, mas descobre que Don Lino a sequestrou para que Oscar participasse de uma reunião com ele; Don Lino ameaça devorar Angie se Oscar não comparecer. Oscar e Lenny, disfarçado como golfinho, vão até o navio afundado de Don Lino onde ele marcou a reunião para resgatar Angie. Lenny agarra Angie em sua boca, fingindo comê-la, mas depois a vomita e se revela na frente de seu pai; incrédulo, Don Lino renega seu filho e persegue Oscar através do recife; Oscar vai para o Lava-Baleias e acaba prendendo Don Lino e Lenny nas máquinas. Oscar é novamente ovacionado por todos por ele ter "salvado" a cidade de dois tubarões, mas ele finalmente confessa a verdade por trás da morte de Frankie; ele então diz a Don Lino que todo mundo gosta Lenny do jeito que ele é e o ensina a respeitar as escolhas individuais dele. Inspirado pela confissão de Oscar, Don Lino se reconcilia com seu filho e afirma que ele e sua gangue não irão mais assustar os moradores de Southside Reef. Oscar abandona toda a riqueza que adquiriu e pede desculpas à Angie, a qual ela além de aceitar inicia um relacionamento com ele; Oscar faz as pazes com os tubarões e torna-se co-gerente do Lava-Baleias junto com Sykes, agora frequentado por tubarões e orcas.[2]

No meio dos créditos finais, Lola reaparece no Topo do Recife e entra no apartamento de Oscar para se desculpar por tê-lo entregado a Don Lino quando este sequestrou Angie, mas acaba encontrando Joe Doidão, um caranguejo-eremita amigo de Oscar que tomou posse do apartamento após ele começar o namoro com Angie; Joe estala suas garras e o filme volta para os créditos finais.[2]

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Oscar (Will Smith), um Bodião-limpador que trabalha no Lava Baleias no Recife da Cidade. Ele quer ser rico, mas seus planos sempre falham e ele deve 5 mil moluscos para o Sr. Sykes.
  • Lenny (Jack Black), um grande tubarão branco que é um vegetariano.
  • Don Lino (Robert De Niro), um grande tubarão branco que é pai de Lenny e Frankie e líder de um bando de tubarões criminosos. Ele quer Lenny e Frankie para assumir o negócio e executá-los juntos, ele fica furioso quando Oscar fica no caminho após a morte de Frankie. James Gandolfini foi originalmente criado para expressar o caráter, mas ele teve que sair.[4][5]
  • Angie (Renée Zellweger), uma peixe-anjo, a melhor amiga de Oscar, e colega de trabalho. Angie abriga um segredo amoroso não correspondido por Oscar.
  • Lola (Angelina Jolie), uma peixe leão sedutora e sexy quem Oscar desenvolve um interesse romântico.
  • Sykes (Martin Scorsese), o baiacu proprietário do Lava Baleias e um agiota a quem deve o Oscar cinco mil moluscos. Ele já trabalhou para Don Lino, mas foi saiu fora e pagou suas dívidas para pagar o gangster.
  • Ernie e Bernie (Ziggy Marley e Doug E. Doug), dois água-viva jamaicanos que trabalham como capangas do Sr. Sykes. Eles gostam de judiar de Oscar com seus ferrões vicioso quando ele está em apuros com Sykes.
  • Frankie (Michael Imperioli), um grande tubarão branco que é irmão de Lenny e o filho mais selvagem de Lino. Como Lino, ele está envergonhado por tendências vegetarianas de Lenny. Ele é morto por uma âncora que cai sobre ele.
  • Luca (Vincent Pastore), é um polvo verde, capanga de Don Lino, com uma tendência a dizer o óbvio muito para o aborrecimento de Don Lino.
  • Don Ira Feinberg (Peter Falk), um idoso tubarão leopardo e líder de um bando de tubarões criminosos. Feinberg é um grande amigo de Don Lino. Ele realiza karaoke na sede dos tubarões.
  • Katie Current (Katie Couric), a repórter local da Cidade de Recife.

Vozes[editar | editar código-fonte]

Personagem Estados Unidos Original Brasil Brasil Portugal Portugal
Oscar Will Smith[6] Paulo Vilhena Rui Unas[6]
Don Lino Robert De Niro[6] Hélio Ribeiro Nicolau Breyner[6]
Angie Renée Zellweger[6] Christiane Louise Manuela Couto
Lenny Jack Black Clécio Souto Marco Horácio[6]
Lola Angelina Jolie[6] Mabel Cezar Claúdia Negrão
Sykes Martin Scorsese Leonel Abrantes Óscar Romero
Ernie Ziggy Marley Luiz Sérgio Vieira Rui Oliveira
Bernie Doug E. Doug Marcelo Garcia Pedro Malagueta
Frankie Michael Imperioli Eduardo Dascar Virgílio Castelo
Luca Vincent Pastore Sérgio Stern José Jorge Duarte
Don Feinberg Peter Falk Francisco José Carlos Vieira de Almeida
Katie Current Katie Couric Sílvia Goiabeira Mila Belo

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme foi originalmente desenvolvida sob o título de Sharkslayer.[7] Em Setembro de 2003, no entanto, tinha sido renomeado como Shark Tale, para torná-lo menos violento e mais familiar.[8][9] Bill Damaschke, o produtor do filme, explicou a mudança do título: ". Nós nos propusemos a fazer um filme um pouco mais leve, talvez um pouco mais escura do que onde nós desembarcou" [10] Em abril de 2002, a produção começou oficialmente.[4]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Shark Tale teve sua estreia mundial em 10 de Setembro de 2004

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Shark Tale abriu em # 1 com US$ 47,6 milhões,[11] que era, na época, a segunda maior abertura para um filme da DreamWorks Animation atrás de Shrek 2(US$ 108 milhões).[12] Ele permaneceu como o n.º 1 filme no EUA e Canadá.[11]

No geral, o filme arrecadou US$ 160 861 908 na América do Norte e US$ 206 413 111 internacionalmente, elevando seu total mundial para US$ 367 275 019.[1]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu um classificação de 36% "podre" no site Rotten Tomatoes, com o consenso: "Derivado e cheio de cultura pop em piadas."[13] Em outro site de opiniões crítica, Metacritic, o filme recebeu o ponto de 48 de 100.[14]

John Mancini, fundador do Italic Institute of America, protestou que Shark Tale perpetuava estereótipos negativos dos ítalo-americanos.[15]

O American Family Association, uma organização conservadora cristã, levantou preocupações sobre Shark Tale, sugerindo que ele foi projetado para promover a aceitação dos direitos dos homossexuais por crianças.[16]

Roger Ebert deu a Shark Tale duas de quatro estrelas, observando: "Como o público-alvo para Shark Tale é presumivelmente crianças e adolescentes mais jovens, como muitos deles viram o "Godfather", e entenderão todas as piadas? Alguns de seus personagens e diálogos passaram em conhecimento comum, mas é estranho que um filme de orientação infantil seja baseada em paródia de um filme de gangster para adultos dos anos 70". Ele também opinou que os espectadores mais jovens teria problemas para desfrutar de um filme sobre personagens adultos com problemas de adultos, como um triângulo amoroso elaborado e um personagem principal que quer limpar a sua dívida com agiotas, e comparou-o ao mais bem sucedido filme de animação da Pixar, Procurando Nemo, que contou com um enredo simples que o público pode identificar-se mais facilmente.[17]

Home media[editar | editar código-fonte]

Shark Tale foi lançado em DVD e VHS [18] em 8 de fevereiro de 2005, acompanhado de um DVD exclusivo curta-metragem de animação Clube Oscar. O curta-metragem de três minutos e meio segundo continua onde o filme principal termina, mostrando os personagens de O Espanta Tubarões dançando na lavagem de baleia para uma paródia de Saturday Night Fever[19] Também foi lançado no Game Boy Advance Vídeo em Outubro de 2005.[20]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmios
Prêmio Categoria Nome Resultado
Academy Awards[21][22] Oscar de melhor filme de animação Bill Damaschke Indicado
Annie Awards[23] Annie Award for Best Animated Effects in an Animated Production Scott Cegielski Indicado
Annie Award for Best Character Animation in a Feature Production Ken Duncan Indicado
Annie Award for Best Character Design in an Animated Feature Production Carlos Grangel Indicado
Annie Award for Production Design in an Animated Feature Production Armand Baltazar Indicado
Samuel Michlap Indicado
Pierre-Olivier Vincent Indicado
Annie Award for Best Writing in an Animated Feature Production Michael J. Wilson
Rob Letterman
Indicado
BAFTA Children's Awards[24] Best Feature Film Indicado
BET Comedy Awards[25] Best Performance in an Animated Theatrical Film Will Smith Indicado
Casting Society of America[26] Best Animated Voice-Over Feature Casting Leslee Feldman Venceu
Golden Reel Awards[27] Best Sound Editing in an Animated Feature Film Richard L. Anderson
Thomas Jones
Wade Wilson
Mark Binder
Mike Chock
Ralph Osborn
David Williams
Mark A. Mangini
Slamm Andrews
Indicado
Nickelodeon Kids' Choice Awards[28] Favorite Voice from an Animated Movie Will Smith Venceu
Saturn Awards[29] Saturn Award for Best Animated Film Indicado
Visual Effects Society[30] Outstanding Performance by an Animated Character in an Animated Motion Picture Renée Zellweger
Ken Duncan
Indicado

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Shark Tale: Motion Picture Soundtrack
Trilha sonora de Vários Artistas
Lançamento  Estados Unidos 21 de setembro de 2004
Gênero(s) Trilha sonora
Duração 50:33
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD
Gravadora(s) DreamWorks
Produção Hans Zimmer

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloCompositor(es)Intérpretes Duração
1. "Three Little Birds" (feat. Ziggy Marley)Bob MarleySean Paul 3:37
2. "Car Wash (Shark Tale Mix)" (feat. Missy Elliott)Norman Whitfield, Missy ElliottChristina Aguilera 3:50
3. "Good Foot" (feat. Timbaland)Timberlake, Timothy MosleyJustin Timberlake 3:57
4. "Secret Love"  Samantha Jade, Jared Gosselin, Phillip WhiteJoJo 4:00
5. "Lies & Rumours"  DeShaun Holton, J. Rotem, Denaun Porter, O. Moore, V. Carlisle, Rufus Johnson, M. ChavarriaD12 4:20
6. "Got to Be Real" (feat. Will Smith)David Foster, David Paich & Cheryl LynnMary J. Blige 3:33
7. "Can't Wait"  Damon E. Thomas, Antonio Dixon, Harvey W. Mason, Eric Dawkins, Steven RussellAvant 3:44
8. "Gold Digger" (feat. Bobby V & Lil' Fate)Alonzo Lee, Shamar Daugherty, Christopher Bridges, Bobby Wilson, Arbie WilsonLudacris 3:47
9. "Get It Together"  Drew Ramsey, Shannon Sanders, India.Arie, Dana Johnson, Mel JohnsonIndia.Arie 4:54
10. "We Went as Far as We Felt Like Going"  Bob Crewe, Kenny NolanThe Pussycat Dolls 3:51
11. "Digits"  Allison Lurie, Paul Robb, David Clayton-Thomas, Fred LipsiusFannius III 3:41
12. "Sweet Kind of Life" (feat. Eddie Wakes)James Harris III, Terry Lewis, Cheryl Lynn, Bobby Ross Avila, Issiah J. Avila, Tony Tolbert, James Q. WrightCheryl Lynn 3:59
13. "Some of My Best Friends Are Sharks"  Hans ZimmerHans Zimmer 3:48
Duração total:
50:33

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Parada (2004) Melhor
posição
 Estados Unidos Billboard 200[31] 34
 Estados Unidos Billboard Top R&B/Hip-Hop Albums[31] 48

Possível sequência[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2011, Jeffrey Katzenberg comentou que o estúdio não tem planos para produzir futuras paródias gênero do filme, como Shark Tale, Monsters vs.Alien, e Megamind, dizendo que esses filmes "todos compartilhavam uma abordagem e o tom e a idéia de paródia, e não viajar bem internacionalmente. Não temos nada parecido vindo em nossa agenda agora. "[32]

Jogo eletrónico [editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Shark Tale (jogo eletrônico)

Um jogo de vídeo baseado no filme foi lançado em 29 de setembro de 2004, para Microsoft WindowsXboxGameCubePlayStation 2, e Game Boy Advance.[33]

Referências

  1. a b c «"Shark Tale (2004)"». Box Office Mojo. Consultado em 19 de junho de 2012. Cópia arquivada em 2 de novembro de 2012 
  2. a b c d e f «Shark Tale - AdoroCinema» 
  3. «Shark Tale - Cinedica» 
  4. a b «DreamWorks Sets Up For Sharkslayer». Animation World Network. Consultado em 30 de novembro de 2015 
  5. «USATODAY.com - DreamWorks hopes audiences hungry for 'Sharkslayer'». usatoday30.usatoday.com. Consultado em 30 de novembro de 2015 
  6. a b c d e f g «Gang dos Tubarões - História». Júnior (Texto Editores). Consultado em 15 de novembro de 2017. Arquivado do original em 16 de novembro de 2017 
  7. «Kim Possible Wins WIN Awards». Animation Magazine (em inglês). Consultado em 30 de novembro de 2015 
  8. «Sharkslayer Title Changed». Animation World Network. Consultado em 30 de novembro de 2015 
  9. «Will Smith's Shark Movie Renamed». Contactmusic.com (em inglês). plus.google.com/105331500483476787416/. Consultado em 30 de novembro de 2015 
  10. «Shark Tale | EW.com». Entertainment Weekly's EW.com. Consultado em 30 de novembro de 2015 
  11. a b «Shark Tale (2004) - Weekend Box Office Results - Box Office Mojo». Box Office Mojo. Consultado em 30 de novembro de 2015. Cópia arquivada em 27 de novembro de 2015 
  12. «DreamWorks Animation Movies at the Box Office». Box Office Mojo. Consultado em 29 de março de 2019 
  13. «Shark Tale (2004)». Rotten Tomatoes. Consultado em 2 de agosto de 2012 
  14. «Shark Tale Reviews, Ratings, Credits, and More at Metacritic». Metacritic.com. 16 de junho de 2010. Consultado em 22 de setembro de 2011 
  15. «'Shark Tale' offensive to Italian Americans?». MSNBC. Associated Press. 6 de abril de 2004. Consultado em 2 de agosto de 2012 
  16. Berkowitz, Bill. "Still Cranky After All These Years" Arquivado em 14 de março de 2012, no Wayback Machine.. Media Transparency. April 19, 2007, accessed May 7, 2011.
  17. Roger Ebert (1 de outubro de 2004). «Shark Tale». Chicago Sun-Times 
  18. «'Shark Tales video release moves past it's theatrical numbers». MovieWeb (em inglês). plus.google.com/+movieweb/posts. Consultado em 30 de novembro de 2015 
  19. «Shark Tale - Animated Views». animatedviews.com. Consultado em 30 de novembro de 2015 
  20. «Shrek, Shark Swim to GBA Video». Animation Magazine (em inglês). Consultado em 30 de novembro de 2015 
  21. «"The Incredibles" Wins Oscar for Best Animated Feature Film». Toon Zone. 27 de fevereiro de 2005. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  22. «The 77th Academy Awards (2005) Nominees and Winners». Academy of Motion Picture Arts and Sciences. 27 de fevereiro de 2005. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  23. «32nd Annual Annie Nominations and Awards Recipients». Annie Awards. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  24. DeMott, Rick (25 de outubro de 2005). «Nominations Announced For BAFTA Children's Film & TV Awards». Animation World Network. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  25. BET (17 de agosto de 2005). «Martin Lawrence Draws Top Honors at BET's 2005 COMEDY AWARDS Hosted by Steve Harvey in Laugh-Filled Telecast on September 27» (Nota de imprensa). PR Newswire. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  26. «Artios Awards». The Casting Society of America. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  27. Baisley, Sarah (24 de janeiro de 2005). «The Aviator and Kill Bill, Vol. 2 Lead Golden Reel Noms». Animation World Network. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  28. «Usher, Avril, Green Day Rank As Kids' Choice». Billboard. 4 de abril de 2005. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  29. Puig, Yvonne Georgina (9 de fevereiro de 2005). «'Potter' tops Saturn nods». Variety. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  30. McNary, Dave (10 de janeiro de 2005). «Spidey pic catches 6 f/x noms from VES». Variety. Consultado em 8 de setembro de 2014 
  31. a b http://www.billboard.com/artist/280012/soundtrack/chart?f=Gráfico ilegal entrouall
  32. «DreamWorks Animation Pins Hopes On 'Kung Fu Panda 2' After 1Q Earnings Fall Short». Deadline (em inglês). Consultado em 30 de novembro de 2015 
  33. «Shark Tale Ships - IGN». IGN. Consultado em 30 de novembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]