JoJo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com JoJo Siwa. Para outros significados, veja Jojo (desambiguação).
JoJo
JoJo durante a turnê Im JoJo Tour', em 4 de dezembro no ano de 2015.
Nome completo Joanna Noëlle Blagden Levesque
Conhecido(a) por JoJo
Nascimento 20 de dezembro de 1990 (28 anos)
Brattleboro, Vermont, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Ocupação
Carreira musical
Período musical 1998–presente
Gênero(s)
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s)
Página oficial
[1]

Joanna Noëlle Blagden Levesque[1] (Brattleboro, 20 de dezembro de 1990) conhecida artisticamente como JoJo, é uma cantora, compositora e atriz estadunidense. Depois de competir no programa de televisão America's Most Talented Kids, o produtor musical Vincent Herbert a chamou para fazer uma audição na Blackground Records.

Ela alcançou a fama após lançar seu primeiro álbum de estúdio, que debutou em 4º lugar da Billboard 200, dos Estados Unidos, vendendo 95.000 cópias na primeira semana.[2] O primeiro single do álbum, "Leave (Get Out)", foi lançado em fevereiro de 2004. Ele alcançou a 12ª posição no Billboard Hot 100,[3] e ganhou um certificado ouro pela RIAA.[4] O single também permaneceu cinco semanas em #1 no Top 40 Mainstream, fazendo dela a artista mais jovem a ter um single número um nos Estados Unidos.[5] Também começou a atuar, fazendo sua primeira participação em um seriado no The Bernie Mac Show. Em 2006 ela estrelou dois filmes, Aquamarine e RV.[6]

O segundo álbum de JoJo, The High Road, foi lançado em 17 de outubro de 2006, e estrou na 3ª posição da Billboard 200, vendendo 108.000 cópias na primeira semana.[7] O primeiro single do álbum, "Too Little Too Late", foi lançado em agosto de 2006 e alcançou #3 no Billboard Hot 100, além de ser certificado Platina pela RIAA, sendo seu maior sucesso até o momento. Em 6 de setembro de 2011, ela lançou o single "Disaster", que atingiu a 87ª posição na Billboard Hot 100. Ela também lançou duas mixtapes de forma independente, Can't Take That Away from Me " em 2010 e Agápē em dezembro de 2012, e mais dois EPs, #LoveJo em 2014, e #LoveJo2 em 2015, após assinar contrato com a Atlantic Records em 2014. Em 2015, JoJo lançou seu retorno com seu triplo single "III.". Seu terceiro álbum de estúdio Mad Love, lançado em 14 de outubro de 2016 pela gravadora Atlantic Records, e estrou na 6º posição da Billboard 200, dos Estados Unidos, vendendo 25.000 cópias na primeira semana.[8][9]

Biografia[editar | editar código-fonte]

JoJo nasceu em Brattleboro, Vermont, e foi educada em Keene, New Hampshire e Foxborough, Massachusetts. Ela tem ascendência inglesa, irlandesa, francesa, polonesa, escocesa e nativo americana.[10][11] Ela cresceu em um apartamento de um quarto, com uma família humilde. Seu pai cantava como hobby, e sua mãe cantava no coro de uma igreja católica e foi treinada em um teatro musical. Seus pais se divorciaram quando ela tinha três anos de idade.

Seu nome artístico vem de um apelido de infância.[12] Ela começou a cantar quando tinha dois anos e três meses, de músicas infantis à R&B, jazz e soul. Quando criança, JoJo gostava de se apresentar em festivais norte-americanos e atuar em teatros profissionais locais.[13]

Carreira[editar | editar código-fonte]

1998–2005: Primeiros anos e JoJo[editar | editar código-fonte]

Com sete anos, JoJo apareceu no programa de televisão "Kids Say the Darnedest Things: On the Road in Boston", apresentado pelo ator e comediante americano Bill Cosby e apresentou uma música da Cher. Depois começou a fazer audições para o programa "Destination Stardom", ela cantou as canções "Respect" e "Chain of Fools", da cantora Aretha Franklin. Algum tempo depois, a equipe do programa The Oprah Winfrey Show entrou em contado com ela, convidando-a para se apresentar no programa. Ela também se apresentou no "Maury", em um dos frequentes episódios "crianças com talento", assim como outros.[14] Aos seis anos de idade, lhe foi oferecido um contrato com uma gravadora, mas sua mãe não aceitou, acreditando que ela era muito nova para uma carreira musical. Depois apareceu em diversos programas de televisão, entre eles o "America's Most Talented Kid", onde ficou atrás de Diana DeGarmo, e participou do McDonald's Gospel Fest, apresentando o sucesso de Whitney Houston "I Believe In You and Me". O produtor Vincent Herbert a chamou para uma audição na Blackground Records. Durante sua audição com Barry Hankerson, ele disse que o espírito de sua sobrinha, a cantora Aaliyah, a tinha trazido para ele.

Uma demo ao vivo chamada de "JoJo, Joanna Levesque", foi gravada em 2001, e contém covers de canções de soul e R&B, como "Mustang Sally", canção de 1966 de Wilson Pickett, "It Ain't Always What You Do (It's Who You Let See You Do It)", gravada originalmente em 1989 por Etta James, "Chain of Fools" e "The House That Jack Built", gravadas por Aretha Franklin em 1968 e 1969.

Em 2003, com 12 anos, JoJo assinou com a Blackground Records/Da Family e começou a trabalhar com alguns produtores para seu álbum de estreia. O primeiro single de JoJo, "Leave (Get Out)", foi lançado em 24 de fevereiro de 2004, chegando a 12º posição na Billboard Hot 100, e foi certificado com ouro pela RIAA após vender 500.000 cópias nos Estados Unidos.[15] Antes do lançamento do álbum, ela iniciou sua primeira tour, a "Cingular Buddy Bash", com Fefe Dobson, Young Gunz e Zebrahead. A turnê passou por nove shopping centers americanos. Quando o single chegou ao primeiro lugar no Mainstream Top 40, ela se tornou, aos treze anos, a artista mais jovem a ter um single em primeiro lugar nos Estados Unidos. Seu primeiro álbum, JoJo, foi lançado em 22 de junho de 2004, alcançando a 4ª posição na Billboard 200, vendendo 95.000 cópias na primeira semana, sendo certificado com platina pela venda de um milhão de cópias nos Estados Unidos.[16] O álbum ainda foi certificado com platina no Canadá,[17] e ouro na Alemanha[18] e no Reino Unido.[19] JoJo co-escreveu duas das canções do álbum, e compôs a faixa "Keep On Keepin' On" sozinha. Em agosto de 2004 ela foi indicada a "Best New Artist" (Melhor Artista Revelação) no MTV Video Music Awards 2004.[20] Em dezembro de 2004, foi nomeada ao Billboard Music Awards, nas categorias "Female New Artist Of The Year" (Artista Revelação Feminina do Ano) e "Mainstream Top 40 Single Of The Year".[21]

Seu segundo single "Baby It's You", que conta com a participação do rapper Bow Wow, alcançou a 22º posição na Billboard Hot 100 e a 8ª no Reino Unido.[22] Ainda em 2004, ela participou do single beneficente "Come Together Now", para ajudar as vítimas do terremoto do oceano Índico de 2004 e do furacão Katrina. neste ano, ela foi convidada pela então primeira dama Laura Bush para se apresentar no especial Christmas in Washington de 2004, transmitido pela TNT e apresentado por Dr. Phil e sua esposa Robin McGraw.[23] Apesar de participar de eventos para o partido Republicano, ela deixou claro que não concordava com coisas que o então presidente George W. Bush fazia ou dizia.

O terceiro e último single "Not That Kinda Girl", foi lançado em 15 de fevereiro de 2005, e alcançou a 52ª posição na Austrália e a 85ª posição na Alemanha.[24] Ela recebeu uma indicação de "Melhor Artista Feminina" no Radio Disney Music Awards 2005.[25] No mesmo ano o rapper Eminem mencionou JoJo em sua canção "Ass Like That", assim como outras celebridades adolescentes populares da época.

2006–2009: The High Road[editar | editar código-fonte]

No dia 24 de julho de 2006, o primeiro single de seu segundo álbum, "Too Little Too Late", foi lançado nas rádio. A música quebrou o recorde de maior pulo para o top 3 da Billboard Hot 100, passando do número sessenta e seis para o 3º lugar em uma semana, esse recorde pertencia anteriormente a cantora Mariah Carey com o single de 2001 "Loverboy", que havia passado da posição sessenta para a 2ª posição.[26] JoJo fez a primeira apresentação da música no Miss Teen USA, em 15 de agosto de 2006, em 17 de outubro se apresentou nos programas The Today Show e TRL da MTV, em 25 de outubro no The Ellen DeGeneres Show, entre outros programas durante o mês de outubro e novembro. O single chegou na 3ª posição da Billboard Hot 100, e o 2º lugar na Pop 100. Foi certificado com ouro na Austrália por 35,000 cópias,[27] e no prata no Reino Unido, por 200,000 cópias. A música recebeu 5 indicações no Radio Disney Music Awards daquele ano, levando 2 prêmios.[28]

Antes do lançamento de segundo álbum, JoJo afirmou que seu novo álbum mostraria como ela cresceu em sua música e se sentia mais confiante em seu vocal e nas coisas sobre as quais cantava. The High Road, foi lançado em 17 de outubro de 2006, e debutou na 3ª posição da Billboard 200, vendendo 108,000 cópias na primeira semana, e recebendo críticas positivas. O álbum foi certificado com ouro pela RIAA[29] por 500 mil cópias vendidas nos Estados Unidos. Também foi certificado com ouro no Canadá[30] e no Reino Unido, e vendeu mais de 3 milhões de cópias mundialmente.

O segundo single oficial do álbum foi "How to Touch a Girl". A música não entrou na Billboard Hot 100, porém atingiu a 66ª posição na Billboard Pop 100. O terceiro e último single do álbum, "Anything", foi lançada em países europeus, e apesar de não possuir um clipe e nem divulgação, alcançou a 21ª posição no UK Singles Chart,[31] e a 38ª posição na Billboard Pop 100 e a 57ª posição no European Hot 100.[32]

Em 28 de fevereiro de 2007, ela entrou na décima posição da lista dos mais bem pagos com menos de 25 anos da Forbes, com um ganho anual de 1 milhão de dólares.

Em 20 de julho de 2007, JoJo liberou na internet uma música chamada "Beautiful Girls Reply", uma resposta ao sucesso "Beautiful Girls" do cantor Sean Kingston. Essa canção debutou na 39ª posição da "Billboard Rhythmic Top 40" um mês depois. Ela se apresentou como atração do festival "Six Flags Starburst Thursday Night Concert", durante o verão de 2007, pelos Estados Unidos.[33] Em alguns desses shows, ela incluiu alguns medleys de algumas canções de outros artistas como, Beyoncé, Kelly Clarkson, Jackson 5, Michael Jackson, Justin Timberlake, Maroon 5, Amy Winehouse, entre outros.

Em 17 de novembro de 2007, ela se apresentou no Pop Rock Brasil. Em 1 de dezembro de 2007, ganhou um Boston Music Award, na categoria "National Female Vocalist of the Year" (Artista Feminina Nacional do Ano) e se apresentou durante a premiação.[34]

Durante uma entrevista em 8 de abril de 2008, JoJo informou que estava compondo e produzindo para um novo álbum, e que esse seria seu álbum mais pessoal até o momento. Em 30 de agosto de 2008, JoJo postou sua própria versão da canção "Can't Believe It", música do rapper T-Pain. Em 1 de setembro, ela disse que o álbum seria lançado no início de 2009. Ainda em 2008, o cantor de R&B Ne-Yo utilizou um trecho do single de JoJo, "Baby It's You", em uma de suas canções. Em janeiro de 2009, ela revelou que estava tendo problemas com sua gravadora e que iria mudar da Blackground para a Interscope Records. Porém, em abril do mesmo ano, ela afirmou que ainda tinha contrato com a Blackground.[35]

Em 3 de junho de 2009, JoJo afirmou em seu canal oficial no Youtube que estava esperando que sua gravadora assinasse um acordo de distribuição para lançar o então chamado "All I Want Is Everything", que já estava finalizado, cujo título foi modificado para "Jumping Trains". Em 10 de junho, trechos de canções que haviam sido escritas por ela e Toby Gad, "Fearless", "Touch Down" e "Underneath", vazaram na internet. Sobre isso, JoJo falou que essas músicas não estariam no álbum.[36] Em meados de julho, ela disse que estava escrevendo canções para outros artistas e para si mesma e trabalhando com produtores em Los Angeles.[37]

Em outubro de 2009, a Blackground Records finalmente assinou um acordo para ter o disco distribuído pela Interscope Records[38] porém adiaram o lançamento para 2010. No final de 2009, apareceu no álbum Timbaland Presents Shock Value II, do cantor e produtor Timbaland, na faixa "Lose Control",[39] também participou de outra faixa do álbum, "Timothy (Where You Been)", como vocal de apoio.

2010–14: Can't Take That Away From Me, Agapé e #LoveJo[editar | editar código-fonte]

JoJo apresentando-se como ato de abertura na turnê Joe Jonas & Jay Sean Tour em 2011.

Após um novo adiamento do álbum para 2011, a cantora anunciou o lançamento independente da sua primeira mixtape, chamada Can't Take That Away From Me. Teve como single promocional a canção "In the Dark", liberada em 30 de agosto de 2010. Considerada por ela uma "gravação experimental",[40] a mixtape foi lançada em 7 de setembro totalmente de graça para download e streaming no site Rap-Up.com, recebendo mais de 400,000 downloads. No início de 2011, foi divulgada na internet um possível novo single, a faixa "The Other Chick", a música chegou a ter um clipe gravado porém nunca foi lançado.[41] Após muita especulação, o primeiro single oficial divulgado foi "Disaster", lançado em 29 de agosto de 2011 em algumas rádios nos Estados Unidos e disponibilizado no no iTunes em 6 de setembro.[42] Mesmo sem divulgação, por parte da gravadora, o single ainda teve um desempenho mediano, atingindo a 87ª posição na Billboard Hot 100, e a 29ª posição na parada Mainstream Top 40. O clipe foi divulgado em seu canal oficial no Youtube, em 2 de novembro de 2011. No final desse mesmo ano, a cantora embarcou em turnê conjunta com os cantores Joe Jonas e Jay Sean.[43]

Em julho de 2012, a cantora confirmou o cancelamento do álbum "Jumping Trains", informando que havia retomado as gravações de novas músicas, para o lançamento de um outro álbum.[44] Em 17 de julho de 2012 a cantora divulgou, o que seria seu próximo single "Demonstrate" em uma rádio americana, porém nunca chegou a ser lançada oficialmente pela gravadora.[45] Um clipe da música chegou a ser gravado, porém não foi finalizado pela falta de pagamento dos honorários à produtora pela gravadora, Blackground. JoJo chegou a postar mensagens de indignação pela situação em seu Twitter, sendo apoiada pelos fãs.

Após alguns meses sem um novo pronunciamento, a cantora anunciou no início de novembro que lançaria uma nova mixtape independente, chamada Agapé, cujo nome é uma expressão grega que significa "amor incondicional". No dia 15 de novembro de 2012 foi liberada a primeira canção intitulada "We Get By". A música, aparentemente, falava sobre sua insatisfação com sua gravadora e a indústria da música. Em um dos versos da canção ela canta: "Se eu ficar neste trem a noite toda, posso voltar para o início?", fazendo um trocadilho com o nome do álbum cancelado "Jumping Trains". Em 30 de novembro, mais uma nova faixa da mixtape foi liberada, a música "Andre", que é uma homenagem ao cantor, produtor e compositor Andre 3000, do grupo Outkast, um dos grandes ídolos de JoJo. Ganhou um clipe lançado em 21 de março de 2013, com exclusividade para a revista "Complex Magazine". O resto do material foi disponibilizado para download gratuito no Soundcloud da cantora em dia 20 de dezembro de 2012, dia de seu aniversário.

Em 2013, JoJo iniciou uma pequena turnê nos Estados Unidos, na qual se apresentou em algumas casas de shows, cantando músicas de seus dois discos e mixtapes. Em diversas mensagens postadas através de suas redes sociais e em entrevistas concedidas durante o ano, a cantora confirmou o lançamento de seu terceiro álbum de estúdio. Porém logo após ter sido adiado novamente JoJo entrou com um processo na justiça contra a Blackground Records em 30 de julho de 2013, pedindo a liberação de seu contrato com a gravadora, por tê-la colocado em um "limbo musical" e feito "danos irreparáveis ​​à sua carreira profissional" durante sete anos. Em dezembro de 2013, os advogados de JoJo e da gravadora concordaram em deixar o caso, depois que ambas as partes chegaram a um acordo fora do tribunal.

Em 14 de janeiro de 2014, JoJo foi oficialmente liberada da Blackground e assinou um novo acordo com a gravadora Atlantic Records, começando uma nova fase em sua carreira musical. No Twitter, comentou, "Estou agradecida e empolgada por voltar a trabalhar. Quero criar algo que eu ame e no que acredite".[46] Em 14 de fevereiro de 2014, lançou seu primeiro trabalho com a gravadora, o EP #LoveJo, que inclui três covers de artistas como, Anita Baker e Phil Collins.

2015–presente: Mad Love e novos projetos[editar | editar código-fonte]

Em 5 de agosto de 2015, o site da cantora foi relançado sob os cuidados da Atlantic Records. Em 20 de agosto de 2015, a cantora lançou três singles simultaneamente no EP III., como uma prévia de seu terceiro álbum. Para divulgar foi lançado o single "When Love Hurts", o clipe teve sua estréia dia 28 de setembro na MTV. Também foi lançado o clipe da música "Say Love" em 27 de outubro.Em 5 de outubro a cantora embarcou em sua segunda turnê pelos Estados Unidos, a "I Am JoJo Tour", que se estendeu até o dia 20 de dezembro. Em 18 de dezembro de 2015, JoJo lançou mais um EP, o #LoveJo2. Em 8 de janeiro de 2016, lança o clipe "Save My Soul". Em junho de 2016, a girl band Fifth Harmony anuncia que JoJo será o ato de abertura da turnê 7/27 Tour.

E finalmente após quase 10 anos sem lançar nenhum álbum, a cantora anuncia o lançamento do terceiro álbum de estúdio Mad Love. O primeiro single intitulado "Fuck Apologies" foi lançado em 28 de julho de 2016, e conta com a participação do rapper norte-americano Wiz Khalifa, a música é voltada para o R&B com elementos leves da música pop. A primeira performance televisionada do single foi ao ar em 29 de setembro pelo MTV Wonderland. O single conseguiu entrar na 40ª posição da parada "US Pop Digital Songs" na Billboard, e em paradas musicais da Inglaterra e da Escócia. Mad Love[47] foi lançado em 14 de outubro de 2016, e estrou na 6º posição da Billboard 200, vendendo 25.000 cópias na primeira semana. No mesmo dia do lançamento do álbum, JoJo esteve no programa Today Show, onde apresentou o single "Fuck Apologies". O álbum recebeu criticas positivas, e entrou na lista de fim de ano da revista Rolling Stone, dos "20 Melhores Álbuns Pop de 2016", ficando na 19ª posição. Mad Love ainda conta com participações de cantora Alessia Cara, e da rapper Ramy Ma.

Em 30 de novembro de 2016, JoJo anunciou a sua terceira turnê como artista principal, a "Mad Love Tour", e que passaria pela Europa e América do Norte. A turnê foi dividia em duas partes, a primeira parte começou em 15 de janeiro de 2017 na Europa. A segunda parte ocorreu na América do Norte e começou em 15 de fevereiro em Portland, sendo finalizada em 26 de maio do mesmo ano, com o total de 69 shows.[48] Em agosto de 2017, JoJo anunciou sua saída da Atlantic, para formar a sua própria gravadora, a "Clover Music", em um acordo conjunto com a Interscope. Em abril de 2018, anunciou sua nova turnê a "Leaks, Covers & Mixtapes", que iniciou em 29 de maio. Em dezembro de 2018 a cantora havia regravado todas as suas canções de seus dois álbuns anteriores, sendo eles, JoJo (2004) e The High Road (2006), tendo estado disponível em todas as plataformas digitais, incluindo o Spotify.[49][50][51]

Atuação[editar | editar código-fonte]

JoJo atua desde que tinha quatro anos de idade. Ela trabalhou em teatros locais, rádio e comerciais de televisão, e em programas de rede nacional dos Estados Unidos desde os sete anos. JoJo fez sua estreia profissional aos oito anos, em uma adaptação de Sonho de Uma Noite de Verão, de Shakespeare, no Huntington Theater.

Depois de aparecer nas séries de televisão The Bernie Mac Show e American Dreams, JoJo fez a sua estreia no cinema, conseguindo um papel no filme Aquamarine, onde atuou ao lado de Emma Roberts e Sara Paxton, interpretando Hailey.

Seu segundo filme de destaque, foi o Férias no Trailer, estrelado por Robin Williams, e lançado em 28 de abril de 2006. JoJo interpretou a filha Robin Williams, Cassie, que também era irmã do ator Josh Hutcherson. Para conseguir o papel ela fez cinco audições, e de última hora substituiu uma atriz que já havia sido escolhida.[12] O filme foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mundialmente cerca de 87,5 milhões de dólares.[52]

Em 2005, o canal Disney Channel lhe ofereceu o papel de Zoe Stewart, na série de televisão que, mais tarde, ficou conhecida como Hannah Montana, mas ela recusou, declarando não estar interessada em fazer televisão no momento, então o seu papel foi dado a Miley Cyrus. Em sua página no MySpace, ela disse que estava "mais concentrada em se tornar uma artista legítima, não uma artista criada para cativar a audiência adolescente".[53][54]

Em 10 de setembro de 2007, JoJo revelou que estava viajando para Toronto, para filmar seu novo filme True Confessions of a Hollywood Starlet.[55] O filme foi lançado em 9 de agosto de 2008 no canal Lifetime, e em DVD em 3 de março de 2009.

Em 2013 foi confirmado que JoJo faria parte do elenco da comédia adolescente G.B.F., que conta a história de um grupo de garotas do ensino médio que estudam em uma escola onde aparentemente não existem gays. Elas iniciam um movimento em apoio à causa gay, por sonharem em ter um amigo homossexual. No filme ela interpreta Soledad Braunstein. A estreia do filme aconteceu em 17 de janeiro de 2014 nos Estados Unidos.[56]

Voz e influências[editar | editar código-fonte]

JoJo é considerada uma cantora meio soprano colatura[57][58]. É bastante elogiada por ser umas das cantoras com uma técnica vocal própria, elevando-se à seus melismas e notas mais graves. Seu estilo musical está entre o pop e mais para o R&B, porém a critica musical sempre a rotulou como uma estrela teen-pop com a voz de uma cantora de R&B, tanto que suas músicas nesse estilo foram comparadas com as das cantoras Brandy Norwood, Monica e Beyoncé. A cantora tem como influência musical as cantoras, Aretha Franklin, Etta James, Ella Fitzgerald, Mariah Carey, Whitney Houston, Aaliyah, e o grupo TLC.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de JoJo

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Filmes
Ano Filme Papel Notas
2002 Developing Sheldon Jovem Elizabeth
2004 O Espanta Tubarões Ela mesma (voz)
2006 Aquamarine Hailey Rogers
Férias no Trailer Cassie Munro
2008 True Confessions of a Hollywood Starlet Morgan Carter / Claudia Miller Telefilme / Lifetime
2013 G.B.F Soledad Braunstein
Participações na Televisão
Ano Título Papel Notas
1998 Kids Say the Darndest Things Concorrente Como Joanna Levesque
1999–2000 Destination Stardom Concorrente Como Joanna Levesque
2002 The Bernie Mac Show Michelle Cooper "Bernie Mac Dance Party" (Temporada 2, Episódio 6)
2003 America's Most Talented Kid Ela mesma 1 episódio
2004 American Dreams Linda Ronstadt 1 episódio
2005 Hope Rocks: The Concert with a Cause Co-apresentadora Especial do canal Fox
2006 Romeo! Ela mesma 1 episódio
2007 Punk'd Ela mesma Temporada 8, Episódio 6
2011 Hawaii Five-0 Courtney Russell Temporada 1, Episódio 15
The Dance Scene Ela mesma
2012 Massholes Ela mesma "What Happens Down the Cape..."
2016 Clevver Now Ela mesma "Justin Shades Taylor!"
2017 Máquina Mortífera Shaye "Born to Run" (Temporada 2, Episódio 3)[59]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Indicação Resultado
2004 MTV Video Music Award Best New Artist – "Leave (Get Out)" Indicado
Billboard Music Awards[60] Female New Artist of the Year Indicado
Mainstream Top 40 Single of the Year – "Leave (Get Out)" Indicado
Radio Disney Music Awards Best Female Artist – "Leave (Get Out)" Indicado
Best Video That Rocks – "Leave (Get Out)" Venceu
2005 Radio Disney Music Awards Best Female Artist Indicado
2006 Teen Choice Award Female Choice Breakout – Aquamarine Indicado
Radio Disney Music Awards Best Artist Or Song Your Teacher Likes – "Too Little, Too Late" Venceu
Favorite Karaoke Song – "Too Little, Too Late" Venceu
Best True Ringer Ring Tone – "Too Little, Too Late" Indicado
Best Song to Wake Up To – "Too Little, Too Late" Indicado
Best Song You've Heard a Million Times and Still Love – "Too Little, Too Late" Indicado
2007 Boston Music Awards National Female of The Year – "Too Little, Too Late" Venceu
Hollywood Life 9th Annual Young Hollywood Awards Breakthrough performance Venceu
Young Artist Awards Best Performance in a Feature Film – Aquamarine Indicado
2008 Yahoo Music Awards for over 10,000,000 downloads – "Too Little, Too Late" Venceu
Boston Music Awards Outstanding Pop/R&B Act of the Year Indicado
2009 Poptastic Award[61] Best TV Movie – True Confessions of a Hollywood Starlet Indicado
2016 Boston Music Awards[62] Pop Artist of the Year Indicado

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. During a fanquiz on the podcast Shane and Friends JoJo says her real Name is Joanna Noëlle Levesque and is mad about the false Wikipedia informations.
  2. Whitmire, Margo (30 de junho de 2004). «Jadakiss Cruises To No. 1 Debut» (em inglês). Billboard. Consultado em 30 de dezembro de 2008 
  3. «Click to Play Leave (Get Out) - JoJo» (em inglês). Billboard. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  4. «Search for "Leave (Get Out)"» (em inglês). RIAA. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  5. «Biography for Joanna 'JoJo' Levesque» (em inglês). IMDb. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  6. «Joanna 'JoJo' Levesque». IMDb. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  7. Hasty, Katie (25 de outubro de 2006). «Diddy Scores First No. 1 Album In Nine Years"» (em inglês). Billboard. Consultado em 20 de dezembro de 2009 
  8. «Jojo Is Working On A New Album» (em inglês). 6 de janeiro de 2008. Consultado em 6 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2014 
  9. «Jojo's New Album "Mad Love" Debuts In October». Breathe Heavy. Consultado em 28 de julho de 2016 
  10. Levesque, Joanna (5 de novembro de 2009). «Jojo's hereditage» (em inglês). Twitter. Consultado em 22 de dezembro de 2009 
  11. Levesque, Joanna (5 de novembro de 2009). «Jojo's hereditage» (em inglês). Twitter. Consultado em 22 de dezembro de 2009 
  12. a b «Joanna 'JoJo' Levesque Talks RV» (em inglês). Movieweb. 24 de março de 2006. Consultado em 23 de dezembro de 2009 
  13. «Aquamarine' Outcast JoJo Had Help With Her Big-Screen Splash» (em inglês). MTV. 28 de fevereiro de 2006. Consultado em 22 de dezembro de 2009 
  14. «JoJo» (em inglês). Grabow. Consultado em 22 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 27 de abril de 2006 
  15. «Gold & Platinum - RIAA». RIAA (em inglês) 
  16. «Search for "JoJo"» (em inglês). RIAA. Consultado em 22 de dezembro de 2009 
  17. «Gold/Platinum - Music Canada». Music Canada (em inglês) 
  18. Musikindustrie, Bundesverband. «BVMI | Datenbank». www.musikindustrie.de (em alemão). Consultado em 8 de setembro de 2018 
  19. «Certificação» 
  20. «2004 MTV Video Music Awards». Wikipedia (em inglês). 7 de setembro de 2018 
  21. «2004 Billboard Music Awards». Wikipedia (em inglês). 24 de agosto de 2018 
  22. «JoJo and Bow Wow - Baby It's You» (em inglês). aCharts.us. Consultado em 23 de dezembro de 2009 
  23. «Christmas in Washington featuring Ruben Studdar on TNT» (em inglês). GospelCity.com. 15 de dezembro de 2004. Consultado em 23 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 24 de novembro de 2005 
  24. «JoJo - Not That Kinda Girl» (em inglês). aCharts.us. Consultado em 23 de dezembro de 2009 
  25. «2005 Radio Disney Music Awards». Wikipedia (em inglês). 11 de junho de 2018 
  26. «JoJo, All The Time On Billboard Charts». 21 de setembro de 2006. Consultado em 19 de junho de 2009 
  27. «ARIA Charts» (em inglês). Consultado em 8 de setembro de 2018 
  28. «2006 Radio Disney Music Awards». Wikipedia (em inglês). 17 de junho de 2017 
  29. «Search for "The High Road"» (em inglês). RIAA. Consultado em 22 de dezembro de 2009 
  30. «Gold/Platinum - Music Canada». Music Canada (em inglês) 
  31. «JoJo - Anything» (em inglês). aCharts.us. Consultado em 26 de dezembro de 2009 
  32. «Anything - JoJo» (em inglês). Billboard. Consultado em 26 de dezembro de 2009 
  33. «Bring your family and get ready to rock… As Six Flags Kicks Off Its STARBURST® Thursday Night Concert Series presented by got2b & CampusDoor» (em inglês). Six Flags. 19 de junho de 2007. Consultado em 26 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 14 de outubro de 2007 
  34. Welch, Victoria (1 de dezembro de 2007). «Quick Hit: Your 2007 BMA Winners» (em inglês). bostonist. Consultado em 26 de dezembro de 2009 [ligação inativa]
  35. Levesque, Joanna (30 de abril de 2009). «UPDATE 4/30/2009!:)» (em inglês). MySpace. Consultado em 27 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 8 de maio de 2009 
  36. Levesque, Joanna (10 de junho de 2009). «There is NO ALBUM SAMPLER» (em inglês). MySpace. Consultado em 27 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 15 de junho de 2009 
  37. Levesque, Joanna (16 de julho de 2009). «Working in LA!!!» (em inglês). MySpace. Consultado em 27 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 22 de julho de 2009 
  38. Croteau, Lauren (13 de outubro de 2009). «JoJo has Finally Reached a Distribution Deal with Interscope» (em inglês). pop Music Scene. Consultado em 27 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 17 de outubro de 2009 
  39. «Shock Value 2 Tracklisting [UPDATE]» (em inglês). The Timbaland Buzz.com. 12 de novembro de 2009. Consultado em 27 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 22 de fevereiro de 2012 
  40. «JoJo Experiments with New Sounds on Mixtape» (em inglês). Rap Up. Consultado em 31 de agosto de 2010 
  41. «JoJo está de volta: cantora prepara vídeo para a música "The Other Chick"» (em inglês). Popline. 21 de abril de 2011. Consultado em 12 de maio de 2011. Arquivado do original em 30 de abril de 2011 
  42. ‎Disaster - Single by JoJo (em inglês), 6 de setembro de 2011, consultado em 9 de setembro de 2018 
  43. «New Song: JoJo, 'Disaster'» (em inglês). Aceshowbiz. 30 de agosto de 2011. Consultado em 4 de setembro de 2011 
  44. «JoJo Had A 'Dream' Of Working With Drake's Producer 40». MTV. 19 de julho de 2012. Consultado em 21 de julho de 2012 
  45. «JoJo realeses new single, 'Demonstrate'» 
  46. Leonardo Torres (16 de janeiro de 2014). «JoJo define fim do contrato com antiga gravadora como sensação de liberdade». Portal PopLine. Consultado em 16 de janeiro de 2014 
  47. ‎Mad Love. (Deluxe) by JoJo (em inglês), 14 de outubro de 2016, consultado em 8 de setembro de 2018 
  48. «Mad Love Tour». Wikipedia (em inglês). 1 de junho de 2018 
  49. HERE, AUTHOR NAME. «OMG: JoJo regravou seus dois primeiros álbuns inteiros, e irá relançá-los!». Consultado em 25 de dezembro de 2018 
  50. «Sessão nostalgia: JoJo regrava e finalmente disponibiliza seus dois primeiros discos no Spotify». It Pop!. Consultado em 25 de dezembro de 2018 
  51. «JOJO: Regrava os álbuns JoJo (2004) e The High Road (2006) | Download - PAN - pandlr». Consultado em 25 de dezembro de 2018 
  52. «RV» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 27 de dezembro de 2009 
  53. Bonner, Julie (20 de fevereiro de 2008). «The Truth About JoJo and "Hannah Montana" TV Series» (em inglês). DisneySociety.com. Consultado em 27 de dezembro de 2009 
  54. Carter, Nicole (8 de agosto de 2008). «Jo Jo said no no to 'Hannah Montana' role» (em inglês). Daily News. Consultado em 27 de dezembro de 2009 
  55. «'True Confessions of a Hollywood Starlet' unrealistic but fun». 28 de fevereiro de 2009. Consultado em 28 de fevereiro de 2009 
  56. «G.B.F.» 
  57. «Vocal Range and Profile: JoJo» (em inglês). Consultado em 25 de dezembro de 2018 
  58. divadevotee. «JoJo Vocal Profile /Range». Consultado em 25 de dezembro de 2018 
  59. Born to Run, consultado em 9 de setembro de 2018 
  60. «2004 Billboard Music Awards Finalists». Billboard. 30 de novembro de 2004. Consultado em 18 de janeiro de 2014 
  61. «Popstar! Announces the 8th Annual Poptastic Awards». 28 de março de 2009. Consultado em 28 de março de 2009. Arquivado do original em 3 de maio de 2012 
  62. «Boston Music Awards 2016 Nominees Include Meghan Trainor, JoJo». 23 de setembro de 2016. Consultado em 23 de setembro de 2016