Trolls (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Trolls
Trolls (PT/BR)
 Estados Unidos
2016 •  cor •  93 min 
Direção Mike Mitchell
Walt Dohrn
Produção Gina Shay
Roteiro Jonathan Aibel
Glenn Berger
História Erica Rivinoja
Baseado em Troll Dolls
de Thomas Dam
Elenco Anna Kendrick
Justin Timberlake
Zooey Deschanel
Russell Brand
James Corden
Gwen Stefani
Gênero Animação
Musical
Comédia
Música Christophe Beck[1]
Edição Nick Fletcher
Companhia(s) produtora(s) DreamWorks Animation
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Reino Unido 8 de outubro de 2016 (BFI London Film Festival)
Estados Unidos 4 de novembro de 2016
Brasil 27 de outubro de 2016
Idioma Inglês
Cronologia
Trolls The World Tour (2020)
Página no IMDb (em inglês)

Trolls é uma animação de comédia musical estadunidense, produzida pela DreamWorks, lançado em 2016, dirigida por Mike Mitchell e Walt Dohrn e escrita por Jonathan Aibel e Glenn Berger. O filme tem sequência confirmada para 2020. [2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme conta a história dos Trolls, as criaturas mais felizes do mundo, que viviam na chamada "Árvore Troll", cantando e dançando. Até que um dia, a árvore troll foi encontrada por um bergen - os bergens eram as criaturas mais infelizes do mundo, uma vez que não sabiam cantar nem dançar - que engoliu um troll, o que o fez sentir a felicidade pela primeira vez na vida.

Desejosos daquela felicidade, os bergens construíram sua cidade em volta da árvore troll, que foi enjaulada, impossibilitando uma possível fuga dos trolls. Nesse tempo, os bergens criaram o "trollstício", o único dia do ano em que cada bergen podia engolir um troll e sentir a felicidade.

Entretanto, no trollstício em que o príncipe Gristle Jr. provaria seu primeiro seu troll, a princesa Poppy, os trolls fogem, liderados por Peppy, rei dos trolls e pai da princesa Poppy, até a floresta, bem longe da Cidade Bergen. Furioso, o Rei Gristle I decide banir a Chef, julgando-a culpada pela fuga dos trolls, e esta jura encontrar os trolls e "enfiá-los pela gargantas ingratas deles".

Cerca de 20 anos depois, a princesa Poppy ainda é a troll mais feliz de todas, vivendo sem quaisquer preocupações. Por outro lado, seu amigo Tronco é o único troll mal-humorado, que vive tentando alertá-la sobre os bergens. Para comemorar o vigésimo aniversário da fuga dos trolls, Poppy decide dar a maior e a mais barulhenta festa de todas. Apesar das advertências de Tronco, ela faz a festa mesmo assim e, de longe, a Chef consegue enxergar a festa.

Após serem encontrados, os trolls tentam fugir da Chef, mas ela acaba pegando os melhores amigos de Poppy. Desesperada ela pede a ajuda de Tronco, que depois de muito relutar, a acompanha até a cidade bergen numa missão de salvamento. Enquanto isso, com os trolls em mãos, a Chef consegue seu emprego de volta e os tranca numa gaiola, confiando-os a Bridget, sua auxiliar de cozinha. Só que agora, ela também quer se tornar a rainha da cidade bergen.

No castelo, Poppy e Tronco conhecem Bridget, que é apaixonada pelo rei Gristle II, e com ela fazem um trato: se os trolls a ajudassem a conquistá-lo, ela lhes ajudaria a descobrir o paradeiro de Creek, o troll que a Chef escolhera para o rei Gristle II, e que não estava mais na gaiola. Os trolls aceitam e, formando com seus cabelos uma peruca colorida para Bridget, a transformam na bela Lady Glitter Sparkles.

Após encantar o rei, enquanto este escolhia um babador para o trollstício, ele a convida para comer pizza no fliperama, e lá, após o jantar, ele a convida para ser sua acompanhante no trollstício, apaixonado.

Entretanto, a Chef novamente captura os trolls, e então lhes diz que Creek revelaria a localização da Vila dos Trolls, em troca de não ser devorado. Todos os Trolls são pegos e postos em uma panela fechada; triste por não ter conseguido salvar seus amigos com o mesmo sucesso que seu pai obteve, Poppy perde sua cor, assim como todos ao redor. Mas, enquanto os trolls esperam o seu iminente fim, Tronco começa a cantar para Poppy, trazendo sua cor de volta; em sua canção, Tronco diz que a ama.

Ela se surpreende e começa a cantar também, formando com ele um dueto e dizendo que também o ama, o que faz com que a cor dele também volte. Rapidamente, todos os demais trolls se juntam à canção, retomando suas cores e finalizando a mesma com um abraço em grupo.

Prestes a serem devorados, Bridget os liberta, não se importando com as consequências. Contudo, Poppy não aceita deixá-la estragar sua própria vida, e assim regressa ao palácio, juntamente com seus amigos. Na sala do banquete, eles num salto, pousam sobre a cabeça de Bridget, enquanto esta estava prestes a ser levada pelos guardas, revelando a verdadeira identidade de Lady Glitter Sparkles.

Nesse momento, Poppy além de revelar o motivo pelo qual Bridget se disfarçou, também explica que, o que eles sentiram naquele encontro era a felicidade, que se encontra dentro de cada um e não precisa ser engolida. Entretanto, a Chef não se dá por vencida e diz que só há um jeito de ser feliz, o dela; ela também diz, enquanto tenta forçar o rei Gristle II a engolir Tronco, que quando ela fosse rainha, serviria trolls todos os dias do ano e a felicidade reinaria na cidade bergen, mas é impedida por Bridget, que lhe acerta com uma colher de pau; enquanto isso, Poppy e os trolls começam a cantar e dançar com os bergens, mostrando-lhes a verdadeira felicidade.

Atordoada, a Chef tropeça no cabelo de Cetim e Chenille e cai para trás, numa churrasqueira que é acesa por Cooper e, juntamente com Creek que estava em sua pochete, desce morro abaixo em direção à floresta. Depois desses acontecimentos, trolls e bergens passam a viver em paz, a árvore troll no centro da cidade bergen é restaurada e Poppy é coroada a nova Rainha dos Trolls, vivendo feliz para sempre ao lado de Tronco.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Original EUA Estados Unidos Dublagem Brasil Dobragem Portugal
Poppy Anna Kendrick (adulta) Jullie (adulta) Mia Rose (adulta)[3]
Iris Dorhn (bebê) Carol Murai (bebê) Matilde Ferreira (bebê)
Branch/Tronco Justin Timberlake (adulto) Hugo Bonemer (adulto) David Carreira (adulto)[3]
Liam Henry (criança) Arthur Salerno (criança) Francisco Magalhães (criança)
Bridget Zooey Deschanel Márcia Coutinho Filomena Cautela[3]
King Gristle Christopher Mintz-Plasse Charles Emmanuel Tiago Retrê[3]
Guy Diamante Kunal Nayyar Hugo Gloss Vicente Wallestein[3]
Cooper Ron Funches Rodrigo Oliveira Papillon[3]
Chef Christine Baranski Geisa Vidal Isabel Ribas[3]
DJ Suki Gwen Stefani Érika Menezes Kiara Timas[3]
Rei Peppy Jeffrey Tambor Guilherme Briggs Rui Luís Brás[3]
Seda/Chenille e
Cetim/Satin
Caroline Hjelt (Icona Pop) Bruna Laynes Luz Fonseca[3]
Aino Jawo (Icona Pop) Ana Elena Bittencourt Teresa Roxo[3]
Creek Russell Brand Philippe Maia Renato Godinho[3]
Grandma Rosiepuff GloZell Green Carmem Sheila Kiara Timas[3]
King Gristle Sr. John Cleese Mauro Ramos Carlos Vieira de Almeida[3]
Biggie/Bitelo James Corden Thiago Fagundes Eduardo Frazão[3]
Smidge/Nina Walt Dohrn Thadeu Matos José Nobre
Moxie Dewdrop/Gotinhas Meg DeAngelis Kiara Timas[3]
Aspen Heitz/Alturas Ricky Dillon Vicente Wallestein[3]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Lista de prêmios e indicações
Premiação Categoria Indicação Resultado R.
Óscar Melhor canção original "Can't Stop the Feeling!" Indicado
Annie Awards Melhor caracterização Tim Lamb
Craig Kellman
Pendente [4]
Melhor produção Kendal Cronkhite
Tim Lamb
Pendente
Melhor história Claire Morrissey Pendente
Melhor dublagem Zooey Deschanel Pendente
Critics' Choice Awards Melhor filme em animação Trolls Indicado [5]
Melhor canção "Can't Stop the Feeling!"
Martin, Shellback e Timberlake
Indicado
Globo de Ouro Melhor canção original "Can't Stop the Feeling!"
Martin, Shellback e Timberlake
Indicado [6]
Grammy Awards Melhor canção à mídia visual "Can't Stop the Feeling!"
Martin, Shellback e Timberlake
Pendente [7]
Hollywood Film Awards Hollywood Song "Can't Stop the Feeling!"
Justin Timberlake
Venceu [8]
Hollywood Music in Media Awards Melhor canção "Can't Stop the Feeling!"
Martin, Shellback e Timberlake
Venceu [9][10]
Melhor trilha sonora Original Motion Picture Soundtrack Indicado
Melhor organização musical Justin Timberlake Indicado
Satellite Awards Melhor filme em animação Trolls Indicado [11]
Melhor canção "Can't Stop the Feeling!"
Martin, Shellback e Timberlake
Indicado
Teen Choice Awards Choice AnTEENcipated Movie Trolls Indicado [12]
Canção em Filme ou Programa "Can't Stop the Feeling!"
Justin Timberlake
Indicado

Referências

  1. «Christophe Beck to Score DreamWorks Animation's 'Trolls'». Film Music Reporter. Consultado em 9 de dezembro de 2015. 
  2. «BFI London Film Festival - Trolls». British Film Institute. Consultado em 9 de outubro de 2016. 
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q «Trolls». Gralha em voz de "Rei Bola Sr." indica voz de Tiago Retré. Rádio Comercial. Consultado em 15 de outubro de 2017. 
  4. «44th Annie Award Nominees». International Animated Film Society. 28 de novembro de 2016. Consultado em 29 de novembro de 2016. 
  5. «La La Land Leads with 12 Nominations for the 22nd Annual Critics' Choice Awards». Critics' Choice. 1 de dezembro de 2016. Consultado em 1 de dezembro de 2016. 
  6. «Golden Globes 2017: The Complete List of Nominations». The Hollywood Reporter. 12 de dezembro de 2016. Consultado em 13 de dezembro de 2016. 
  7. «2017 Nominees». The Recording Academy. Consultado em 6 de dezembro de 2016. 
  8. «Justin Timberlake to Be Honored at Hollywood Film Awards». Hollywood Film Awards. 28 de outubro de 2016. Consultado em 2 de novembro de 2016. 
  9. McNary, Dave (2 de novembro de 2016). «'La La Land' Scores Three Hollywood Music in Media Nominations». Variety. Consultado em 3 de novembro de 2016. 
  10. «Justin Timberlake & Alexandre Desplat Among Winners At Hollywood Music In Media Awards». Deadline. 18 de novembro de 2016. Consultado em 18 de novembro de 2016. 
  11. Kilday, Gregg (29 de novembro de 2016). «Satellite Awards Nominees Revealed». The Hollywood Reporter. Consultado em 29 de novembro de 2016. 
  12. Vulpo, Mike (24 de maio de 2016). «Teen Choice Awards 2016 Nominations Announced: See the "First Wave" of Potential Winners». E!. Consultado em 25 de maio de 2016.. Cópia arquivada em 25 de maio de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]