Por Água Abaixo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flushed Away
Por Água Abaixo (PT/BR)
Pôster do filme
 Reino Unido
 Estados Unidos

2006 •  cor •  84 min 
Direção David Bowers
Sam Fell
Roteiro Dick Clement
Simon Nye
Elenco Hugh Jackman
Kate Winslet
Ian McKellen
Jean Reno
Bill Nighy
Andy Serkis
Shane Richie
Gênero Animação
Comédia
Família
Música Harry Gregson-Williams
Edição Eric Dapkewicz
João Venzon
Companhia(s) produtora(s) Aardman Animations
DreamWorks Animation
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 3 de Novembro de 2006
Portugal 30 de Novembro de 2006
Reino Unido 1º de Dezembro de 2006
Brasil 15 de Dezembro de 2006[1]
Idioma Inglês
Orçamento US$ 149 milhões
Receita US$ 178 120 010[2]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Por Água Abaixo (no Brasil e Portugal, no original em inglês Flushed Away) é um filme de animação estadunidense e britânico de 2006, dirigido por David Bowers e Sam Fell. É uma coprodução entre Aardman Animations e DreamWorks Animation, e é o primeiro filme de animação computadorizada da Aardman, que até então havia produzido filmes de animação stop-motion.

No filme são estreladas as vozes originais de Hugh Jackman, Kate Winslet, Andy Serkis, Bill Nighy, Shane Richie e Jean Reno. A história foi escrita por Sam Fell, Peter Lord e Dick Clement, e o roteiro foi adaptado por Dick Clement, Keenan Joe, Christopher Lloyd e William Davies.[3]

O filme foi lançado nos Estados Unidos em 3 de novembro de 2006, e no Reino Unido em 1 de dezembro de 2006. Em Portugal foi no dia 30 de Novembro de 2006 e no Brasil foi lançado em 15 de dezembro de 2006.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

'Por Água Abaixo' se passa pelas ruas de Londres e abaixo delas. Na história, Roddy (Hugh Jackman) é um rato da alta sociedade londrina, que é expulso da sociedade de Kensington e é enviado descarga abaixo, indo parar em Ratopólis, um submundo localizado de baixo das ruas de Londres. Lá, ele conhece Rita (Kate Winslet), uma catadora de lixo bastante empreendedora, a qual trabalha pelos esgotos usando seu barco, o fiel Jammy Dodger.

Juntos, eles devem navegar pelos caminhos turbulentos da cidade, cheios de perigo para qualquer rato, corredeiras, cachoeiras traiçoeiras, e o pior de todos os perigos, o vilão Sapão (Ian McKellen) e seus capangas Spike, Alvino e outros três ratos. Apesar de estar totalmente fora de seu mundo privilegiado, Roddy se descobre um herói um pouquinho diferente ao saber que Ratópolis está em perigo por causa do mundo de cima.[4]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Dublagem Estados Unidos Dublagem Brasil
Roddy Hugh Jackman Felipe Grinnan
Rita Kate Winslet Mabel Cezar
Sapão Ian McKellen José Santa Cruz
Le Rã Jean Reno Luiz Carlos Persy
Spike Andy Serkis Cláudio Galvan
Alvino Bill Nighy Júlio Chaves
Sid Shane Richie Alexandre Moreno
Mãe da Rita Kathy Burke Márcia Morelli
Pai da Rita David Suchet Isaac Schneider
Avó da Rita Miriam Margolyes Geisa Vidal
Liam Sam Fell Gustavo Nader
Ted Christopher Fairbank Sérgio Fortuna
Tex Newell Alexander Sérgio Stern
Edna Susan Fitzer Márcia Morelli
Policial Roger Blake Orlando Drummond

Outras Vozes:
Ana Lúcia Menezes, Gustavo Nader, Gutemberg Barros, Luiz Sérgio Vieira.

Produção[editar | editar código-fonte]

Tradicionalmente a Aardman usa stop-motion para produzir os seus filmes, mas é muito complexo e "demorado" a produção destes filmes, e para tornar a água com essa técnica seria impossível, tiveram a ideia de usar a água de verdade, mas as águas poderiam danificar as massinhas. Então foi escolhido fazer o filme no modo CGI (Imagens Geradas por Computador). Os personagens ainda lembram personagens clássicos da Aardman, como os desenhos foram levados diretamente a partir dos modelos de plasticina originais. Várias técnicas foram utilizadas para dar a impressão de animação stop-motion, como o uso de bocas de reposição para sincronia labial, em vez de a interpolação geralmente visto em animação por computador.[5]

Este é o segundo de três filmes da Aardman produzidos por ela e a DreamWorks.[6] Experiência da Aardman com a DreamWorks durante a produção do filme levou a uma divisão entre os dois estúdios, e atualmente os dois estúdios nunca mais fizeram nenhum projeto junto.[7]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Por Água Abaixo tem uma classificação de 72% favorável no Rotten Tomatoes.[8] O crítico James Verniere do site do jornal diário Boston Herald disse: "Sem duvida, o pior título do ano, títulos nunca foram o forte da Aardman, e se você achou que o trecho das lesmas cantadoras era para ser engraçado, pense de novo".[9]

O crítico brasileiro Marcelo Forlani do site Omelete disse: "Infelizmente o público estadunidense, responsável por grande parte das bilheterias mundiais, não viu muita graça na história sobre o futebol", pois gostam mais de outros esportes. Disse também que "erraram ao fazer uma divisão entre os estúdios".[10]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Foram coletados 61 214 583 dólares nos Estados Unidos, que ficou abaixo da média de outros filmes CGI da DreamWorks Animation, No Brasil foram vendidos mais de 33 mil ingressos e foram coletados 1 471 246 dólares.[11] Mas a partir de 111 814 663 dólares nos mercados internacionais para um total mundial de 176 319 242 dólares.[2]

Referências

  1. a b MovieVicio. Datas de lançamento de Por Água Abaixo (2006). Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  2. a b Box Office Mojo. Flushed Away (2006). Página visitada em 14 de outubro de 2012
  3. AdoroCinema. Por Água Abaixo : Elenco, atores, equipe técnica. Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  4. CineMenu. Filme Por Água Abaixo (2006) Flushed Away: Sinopse. Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  5. First look at Aardman's rat movie BBC (BBC). Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  6. CinePOP. Especial - Por Água Abaixo (Flushed Away). Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  7. Marcelo Hessel. DreamWorks encerra parceria com Aardman. Omelete.uol.com.br. Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  8. RottentoMatoes. Flushed Away (2006). Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  9. BostonHerald. Santa tale ‘Arthur’ delivers gift of laughter. Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  10. Marcelo Forlani. Critica: Por Água Abaixo 2006 (Flushed Away) (Omelete.uol.com.br). Página visitada em 14 de outubro de 2012.
  11. AdoroCinema. Bilheterias Por Água Abaixo. Página visitada em 14 de outubro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.