Make It Happen (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Make It Happen"
Single de Mariah Carey
do álbum Emotions
Lançamento 4 de abril de 1992
Formato(s) CD single, cassette single, 7" single, 12" single
Gravação 1991
Gênero(s) R&B, disco, dance-pop, gospel
Duração 5:09 (Versão álbum)
4:06 (Edição para as rádios)
Gravadora(s) Columbia
Composição Mariah Carey, David Cole, Robert Clivillés
Produção Mariah Carey, David Cole, Robert Clivillés
Cronologia de singles de Mariah Carey
"Can't Let Go"
(1991)
"I'll Be There"
(1992)

"Make It Happen" é uma canção da cantora e compositora norte-americana Mariah Carey, lançada em 4 de abril de 1992 pela Columbia Records, como o terceiro e último single do seu segundo álbum de estúdio, Emotions (1991). Após seu lançamento comercial como single, "Make It Happen" foi processada com pena de 500 mil dólares por violação de direitos autorais.

História[editar | editar código-fonte]

Depois de seus 5 primeiros compactos atingirem o primeiro lugar nos Estados Unidos na Billboard Hot 100; seu sexto compacto, "Can't Let Go", infelizmente chegou ao número 2. "Make It Happen" seria a canção, segundo a gravadora, que iria ser a próxima canção que atingiria o primeiro lugar, mas infelizmente, alcançou o quinto lugar ficando no TOP 40 por sesseenta semanas tornando-se um dos maiores hits daquele ano, terminando o ano de 1992 na posição 42. Recebeu forte execução na rádio mas as vendas foram moderadas, sua alta posição na parada Billboard Hot 100 deve-se à grande execução nas rádios. O compacto tornou-se o primeiro de Mariah Carey nos Estados Unidos a não conseguir o TOP 3 nos Estados Unidos, a não alcançar o TOP 10 no Canadá mas foi melhor posicionado na Inglaterra e Austrália que o compacto anterior.

A canção ganhou o prêmio de melhor música Pop (BMI). Isso fez com que cada compacto do álbum Emotions ganhasse o prêmio BMI , comparando-se ao seu primeiro álbum, Mariah Carey.

Video Clipe[editar | editar código-fonte]

Dirigido por Marcus Nispele gravado em uma igreja Católica do subúrbio de Nova Iorque, este tem Mariah em uma causa filantrófica cantando para impedir o fechamento de uma Igreja.

Apresentações[editar | editar código-fonte]

Mariah Carey apresentou uma versão acústica da canção para o programa MTV Unplugged em 1992, e a lista de canções do show foi depois lançada para o álbum MTV Unplugged. Avaliando esta apresentação, a revista Rolling Stone escreveu: "um quê de um pedaço chato do ritomo dance da versão original transformada em bolhas de puro pop."[1] Uma outra versão remixada pelos produteres originais David Cole e Robert Clivillés, intitulada "C+C classic version" foi lançada com o compacto.

A canção foi a primeira apresentada no concerto VH1 Divas em 1998. Mariah foi a primeira a se apresentar no evento e depois da canção "My All," ela fez um breve discurso dirigido à plateia e então cantou a canção "Make it Happpen" com um coral na metade da canção acompanhando-a.

"Make It Happen" geralmente é apresentada em eventos caridosos ou que sejam para arrecadar fundos humanitários. Uma de sua mais vista apresentação da canção foi no concerto Live 8 em Julho de 2005, como parte do projeto multicontinental de arrecadação de fundos para reduzir a pobreza na África. "Make It Happen" também fez parte de sua turnê em 2006, The Adventures of Mimi Tour.

Apresentações nas turnês[editar | editar código-fonte]

Aparaceu em quase todas as turnes de Carey.

"Music Box Tour"[editar | editar código-fonte]

A Canção fazia parte do setlist em sua versão original.

"Daydream World Tour"[editar | editar código-fonte]

Mesma versão da turne anterior só que desta vez era realizada com as Backing Vocals.

"Butterfly World Tour"[editar | editar código-fonte]

Continuava com a versão original,mas antes a musica tinha uma pequena introdução.

"Rainbow World Tour"[editar | editar código-fonte]

Durante a turne era a versão original mas era performada junto com Trey Lorezs.

"Charmbracelet World Tour"[editar | editar código-fonte]

Durante a turne a musica era numa versão um pouco menor,e era uma das ultimas do show.

"The Adventures of Mimi Tour"[editar | editar código-fonte]

Durante o show a musica era a penúltima,foi cantada ate os show de "Toronto" e depois só foi cantada em "Anahein" na gravação do "DVD".

"Angels Advocate Tour"[editar | editar código-fonte]

Durante o show,as musica era usada como dança e troca de roupas de Carey.


Faixas[editar | editar código-fonte]

Single Internacional

  1. "Make It Happen" (radio edit)
  2. "Emotions" (special motion edit)

CD maxi-single Euroupeu

  1. "Make It Happen" (radio edit)
  2. "Make It Happen" (extended version)
  3. "Make It Happen" (dub version)
  4. "Make It Happen" (C+C classic version)
  5. "Make It Happen" (album version)

CD maxi-single Americano

  1. "Make It Happen" (extended version)
  2. "Make It Happen" (dub version)
  3. "Make It Happen" (C+C classic version)
  4. "Make It Happen" (radio edit)
  5. "Make It Happen" (album version)
  6. "Emotions" (special motion edit)

Posições nas Paradas[editar | editar código-fonte]

Chart (1992) Peak
position
Australian Singles Chart[2] 35
Canadian Singles Chart[3] 16
Dutch Singles Chart[4] 59
UK Singles Chart[5] 17
U.S. Billboard Hot 100[6] 5
U.S. Billboard Hot Adult Contemporary Tracks[6] 13
U.S. Billboard Hot Dance Club Play[6] 16
U.S. Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs[6] 7

Referências