Infinity (canção de Mariah Carey)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Infinity"
Single de Mariah Carey
do álbum #1 to Infinity
Lançamento 27 de Abril de 2015
Formato(s) Download digital
Gravação 2015
Género(s) R&B, pop, swing, soul
Duração 3:58
Editora(s) Epic Records
Composição Mariah Carey; Eric Hudson; Priscilla Renea; Taylor Parks; Ilsey Juber
Produção Mariah Carey; Eric Hudson
Cronologia de singles de Mariah Carey
"You Don't Know What to Do"
(2014)
Lista de faixas de #1 to Infinity
"Touch My Body"
(18)

"Infinity" é uma canção gravada pela cantora e compositora norte-americana Mariah Carey. Composta pela artista com o auxílio de Eric Hudson, Priscilla Renea, Taylor Parks e Ilsey Juber, com a produção e arranjos ficando encarregue aos dois primeiros, foi lançada a partir de 27 de Abril de 2015 como o primeiro e único single do quinto álbum de compilação da cantora, #1 to Infinity (2015), através da editora discográfica Epic Records, marcando assim o lançamento de estreia da artista nessa editora, após ter assinado um contrato discográfico de vários álbuns no início de 2015, e o primeiro lançamento da artista a ser distribuído pela empresa fonográfica Sony Music Entertainment desde o seu nono álbum de estúdio, Rainbow (1999).

O seu vídeo musical será filmado nos finais de Abril e meados de Maio de 2015, sob direcção artística do realizador norte-americano Brett Ratner. A música foi inclusa no alinhamento de faixas da série de concertos de residência que a cantora irá apresentar no The Colosseum no hotel Caesars Palace na cidade de Las Vegas, Nevada.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

Em Maio de 2014, foi lançado o décimo quarto trabalho de estúdio de Carey, intitulado Me. I Am Mariah... The Elusive Chanteuse, que estreou no terceiro posto da tabela musical Billboard 200 e no primeiro da Top R&B/Hip-Hop Albums, registando um total de aproximadamente 58 mil exemplares comercializados durante a sua primeira semana de disponibilidade nos mercados musicais nacionais.[1] "#Beautiful" (2013), com participação do cantor Miguel, foi o single mais bem-sucedido do disco, alcançando o seu pico na décima quinta posição da Billboard Hot 100 e recebendo o certificado de disco de platina pela Recording Industry Association of America (RIAA) após vender mais de 1 milhão de cópias nos EUA. Os restantes singles, "The Art of Letting Go", "You're Mine (Eternal)", e "You Don't Know What Do", este último com participação do rapper Wale e lançada apenas para as principais estações de rádio urban contemporary e rhythmic contemporary, não conseguiram alcançar um desempenho comercial favorável, contribuindo assim para o fraco desempenho comercial do álbum, que conseguiu comercializar apenas um acumulado de 117 mil unidades até Dezembro de 2014, tornando-se no primeiro álbum de estúdio com tema não-festivo da artista a não receber um certificado de vendas pela RIAA.[2] Devido ao desempenho não-favorável do álbum, o contrato discográfico da cantora com a editora discográfica Island Records acabou não sendo renovado, dando assim término à parceria de Carey com a empresa proprietária da Island, a Island Def Jam Group Recordings, que é subsidiária da Universal Music Publishing Group.

Às vezes um artista — e neste caso específico da Mariah, uma artista com quem trabalhei por dez anos — faz um álbum incrível que simplesmente não conecta com o público. É claro que isso é bastante desapontante, mas seria impossível apontar isso minimamente a apenas uma coisa. Eu desfrutei de um sucesso incrível com Mariah e muitos daqueles êxitos e álbuns fizeram história na Billboard. Mas este último lançamento simplesmente não conseguiu atravessar.
 
Steve Bartels, director executivo da Island Def Jam Group Recordings, a explicar o motivo das vendas baixas de Me. I Am Mariah... The Elusive Chanteuse.[3].
Carey (esquerda) tomou a decisão de assinar um novo contrato discográfico com a distribuidora fonográfica Sony Music Entertainment para que pudesse voltar a juntar-se ao empresário L.A. Reid (direita), que foi o responsável por renovar a sua imagem no mercado musical em 2005 com o lançamento do álbum The Emancipation of Mimi.

Em Janeiro de 2015, foi especulado que Carey estaria a assinar um novo contrato discográfico, desta vez com a distribuidora fonográfica Epic Records, após ter manifestado por várias vezes um desejo grande de reunir-se ao executivo L.A. Reid e com a Sony Music em geral.[4] Isto foi confirmado apenas três meses depois. Reid, que foi o presidente da Island Def Jam Recordings desde Fevereiro de 2004 até Março de 2011, foi o responsável por ajudar a renovar a imagem de Carey através do lançamento do seu décimo álbum de estúdio, The Emancipation of Mimi (2005), que lhe trouxe de volta ao mercado comercial, vendendo doze milhões de cópias no mundo inteiro e recebendo o certificado de disco de platina pela RIAA por seis vezes pela expedição de seis milhões de exemplares, marcando assim uma melhoria total após os fracassos que foram os seus lançamentos anteriores, Glitter (2001) e Charmbracelet (2002). Não obstante, Joey Arbagey, que trabalhou como o director criativo de The Emancipation of Mimi, era naquele momento um executivo de A&R na editora Epic Records, e Doug Morris, que ajudou Carey a assinar o seu contrato com a Island Def Jam Group Recordings em 2003, era naquele momento o director executivo da Sony Music Entertainment.[5] Além disso, Carey também despediu os seus publicistas anteriores e o seu gerente, Cindy Berger.[6] "Nós passamos por muito juntas, e eu tenho um apreço pessoal bastante profundo por ela. Mas este foi o momento certo", afirmou ela, antes de contratar Laura Swanson, da Epic Records.[7] Contudo, tal como o acontecido quando a cantora assinou o seu contrato discográfico no valor de USD 100 milhões com a Virgin Records no início da década de 2000, este novo contrato também foi estabelecido no meio de revoltas e tumultos. Foi revelado que a artista havia procurado por outras editoras discográficas, contudo, a Sony foi a única que esteve disposta a assinar um contrato com ela, muito mais pelo facto de Carey já ter previamente assinado um contrato com a distribuidora no passado, no momento em que Tommy Mottola era ainda o presidente, e também porque Reid era o actual presidente da Epic Records, que é uma subsidiária da Sony Music Entertainment. "A Sony foi o único negócio que estava disponível, e acabou saindo muito pior do que ela [Carey] esperava. Carey pediu um adiantamento de USD 3 milhões; não conseguiu", declarou à imprensa um informante anónimo que trabalha na empresa.[8] Donald Passman, o gerente de Carey, não fez nenhum tipo de declarações acerca do assunto, bem como os publicistas Brian Sher e Stella Bulochnikov.[9]

A 15 de Janeiro de 2015, foi anunciado por Carey durante uma entrevista no programa de televisão The Ellen DeGeneres Show que ela iria realizar um concerto de residência no The Colosseum no hotel Caesars Palace na cidade de Las Vegas, Nevada.[10] "Eu tenho que acreditar que os fãs irão gostar disto porque eu irei cantar, algo que foi meio que inspirado pelo meu álbum #1's [1998], e esta é agora a versão actualizada com os dezoito [singles números um]", afirmou a artista, que é a artista a solo com a maior quantidade de canções no número um dos EUA.[11] De modo a ajudar a promover e divulgar o concerto da artista, os executivos da Epic tomaram a decisão de lançar um álbum de compilação que iria reunir todos os dezoito singles da cantora que alcançaram o primeiro posto da Hot 100 norte-americana e ainda "espera-se que contenha actualizações e possíveis duetos das suas canções clássicas".[12] Além disso, ela revelou também que este álbum iria apresentar novo material, pois sentiu que ao não incluir novo material seria uma traição aos seus fãs. "Voltar a ver estas canções para o concerto, trabalhar na compilação actualizada e criar novas músicas realmente permitiu-me reconectar-me às minhas canções, e eu espero que os meus fãs desfrutem desta experiência."[13][14]

Eu não poderia estar mais emocionado por estar a trabalhar novamente com Mariah. Não há mesmo ninguém que sequer chega perto de Mariah quer como cantora tanto como compositora, e como o mundo inteiro sabe, o seu alcance vocal é lendário e verdadeiramente incomparável. A sua música é indelevelmente infundida na nossa cultura, e ela já quebrou tantos recordes nas tabelas [musicais] que agora está firmemente impregnada em livros de História. Com uma base de fãs feroz e leal que cobre cada canto do globo, eu não tenho nem sequer uma réstia de dúvida de que Mariah irá conseguir fazê-lo de novo.
 
L.A. Reid dando as suas considerações sobre voltar a trabalhar com Carey.[15].

Na manhã de 9 de Abril de 2015, Carey publicou uma mensagem no Twitter que levou o público a especular que uma nova canção intitulada "Infinity" seria lançada como um single do álbum: "Trabalhe duro, jogue duro #WeBelongTogether #Infinity @LA_Reid @Chamberprny".[16][17] Intitulado #1 to Infinity (2015), o alinhamento de faixas do álbum foi revelado a 13 de Abril de 2015 e contém os dezoito singles da cantora que alcançaram a primeira colocação da Hot 100 e ainda uma faixa inédita, cujo título era "Infinity".[18] Havia sido confirmado que esta nova faixa seria lançada como o único single para antecipar e ajudar a divulgar o álbum, que é a segunda coleção de números um de Carey, após #1's. A sua capa foi lançada a 26 de Abril de 2015 através do aplicativo para telemóveis Shazam, após a cantora ter apelado aos fãs para que pesquisassem por canções suas para que ela pudesse revelar a capa com antecedência.[19] Ela apresenta a artista sorrindo e olhando para a esquerda com enormes brincos triangulares de diamante em ambas orelhas e cabelos longos que alcançam além dos seus ombros. Ela usa um vestido preto curto que revela o decote e está posicionada na parte direita da capa, sendo que na outra parte, centralizado no canto superior, vem uma inscrição a preto que lê "Infinity", escrito à letra da mão e acompanhado por uma borboleta logo após. Abaixo disso, vem uma outra inscrição a branco e em letras maiúsculas que lê "Mariah Carey".[20] A imagem da artista foi descrita por Mike Wass, do blogue Idolator, como "tipicamente encantadora em conjunto preto, revelador-de-decote, que ela acentua com diamantes de diamante gigantes e um cabelo fabuloso esvoaçante. Eu particularmente adoro como ela está a olhar para o vazio, presumivelmente julgando proprietários anteriores."[21]

"Infinity" foi lançado pela Epic Records a 27 de Abril de 2015 e distribuído pela Sony Music Entertainment como o primeiro e único single de #1 to Infinity,[22] marcando o lançamento de estreia da artista na Epic e ainda o primeiro lançamento da artista a ser distribuído pela Sony desde o álbum Rainbow (1999).[23]

Estrutura musical e conteúdo[editar | editar código-fonte]

"Infinity" é uma canção escrita e composta por Carey com o auxílio de Eric Hudson, Priscilla Renea, Taylor Parks e Ilsey Juber. Carey e Hudson ficaram a cargo da produção e arranjos. A canção foi gravada sob supervisão de Jordan Stilwell e assistência de Tito JustMusic, tendo sido mais logo entregue a Phil Tan para que desse conta da mixagem, e posteriormente a Herb Powers Jr., que foi o responsável pela masterização de áudio. Musicalmente, "Infinity" pode ser considerada uma obra predominantemente de rhythm and blues (R&B) que vai incorporando fortemente alguns elementos de música pop e contém influências de swing e soul na sua produção. A sua instrumentação, que foi engendrada por Hudson, consiste essencialmente de um violino, que é tocado por Peter Lee Johnson, bateria por Andrew Clifton, e baixo, guitarra, teclado e piano, todos estes últimos sendo tocados por Hudson. A sua instrumentação foi apontada por resenhistas como reminiscente à década de 1990.

Divulgação[editar | editar código-fonte]

Um vídeo que apresenta as letras da canção foi publicado no portal Vevo oficial da artista a 26 de Abril de 2015.[24] Foi anunciado logo após os rumores sobre o lançamento de "Infinity" que o seu vídeo musical já havia sido filmado sob a direcção de Brett Ratner, que vem trabalhando frequentemente com a artista desde o teledisco para "I Still Believe" (1998).[25]

No dia 5 de Maio de 2015, foi anunciado através de uma conferência de imprensa que Carey iria fazer uma apresentação ao vivo das canções "Emotions" (1991) e "Infinity" na cerimónia dos Billboard Music Awards, que irá ser transmitida em directo do MGM Grand Garden Arena na cidade de Paradise, Nevada, na noite de 17 de Maio seguinte. Essa marca a primeira vez que a artista faz alguma apresentação ao vivo nessa cerimónia de entrega de prémios desde 1998.[26][27]

Alinhamento de faixas[editar | editar código-fonte]

Download digital (#0886445217483)[28]
N.º Título Duração
1. "Infinity" (versão do álbum) 3:59

Créditos e pessoal[editar | editar código-fonte]

Os seguintes créditos foram adaptados do encarte do álbum #1 to Infinity (2015):

  • Carey, Mariah — composição, produção e arranjos, vocais principais, vocais de apoio
  • Clifton, Andrew — bateria
  • Garten, Brian — gravação
  • Hudson, Eric — composição, instrumentação (baixo, guitarra, teclado, piano), programação
  • Johnson, Peter Lee — violino
  • Juber, Isley — composição
  • Parks, Taylor — composição
  • Powers Jr., Herb — masterização
  • Prindle, Julian — gravação
  • Renea, Priscilla — composição
  • Rivera, Daniela — engenharia acústica
    • Bott, Tristan — assistência
    • Larson, Matts E. — assistência
    • Wood, Brandom — assistência
  • Stilwell, Jordan — gravação
  • Tan, Phil — mixagem
  • Tito JustMusic — gravação
  • Qualls, Lawrence — bateria

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Durante a sua primeira semana de disponibilização e comercialização no Reino Unido, "Infinity" foi a septuagésima sétima canção mais vendida em lojas digitais e a septuagésima nona mais vendida no geral naquele território, de acordo com a publicação de 9 de Maio de 2015 da The Official Charts Company (OCC). Além disso, estreou também na vigésima sétima posição da UK R&B Chart. Nos Estados Unidos, a sua actividade em redes sociais, inclusive o Twitter, juntou um acumulado de 108 milhões de menções e publicações, fazendo com que a música estreasse no terceiro posto da tabela Twitter Top Tracks.[29] Na mesma semana, estreou no número 82 da tabela Billboard Hot 100 com um acumulado de 26 mil unidades comercializadas durante a sua primeira semana de lançamento, o que faz de "Infinity" a sua quadragésima sétima canção a estrear nessa tabela.[30] Todavia, a canção abandonou a tabela na semana seguinte, conseguindo entrar na Adult R&B Songs na posição 26, após a sua estreia nas principais estações de rádio rhythmic contemporary, mas acabou caindo para a vigésima sétima colocação da Twitter Top Tracks.[31][32][33]

Em território europeu, fez a sua estreia dentro das vinte melhores posições na Espanha e também nas trinta melhores posições na Hungria, contudo, não teve um desempenho tão favorável na França, onde estreou no número 85 da tabela de singles nacional. "Infinity" tornou-se no single com a posição de estreia mais alta de Carey na Espanha desde "All I Want For Christmas Is You" (1994), que alcançou a terceira posição da tabela de singles na publicação de 20 de Dezembro de 2009.[34] Por outro lado, estreou no número 82 na tabela musical Japan Hot 100 em mercado musical japonês durante a sua segunda semana de lançamento.[35]

País — Tabela musical (2015) Posição
de pico
 Brasil - Billboard Brasil Hot 100 Airplay 64
Flag of Spain.svg EspanhaProductores de Música de España[36] 18
 Estados UnidosHot 100 (Billboard)[37] 82
 Estados UnidosHot Digital Songs (Billboard)[38][39] 45
 Estados UnidosHot R&B/Hip-Hop Songs (Billboard)[40] 28
 Estados UnidosHot R&B/Hip-Hop Digital Songs (Billboard)[41] 11
 Estados UnidosHot R&B Songs (Billboard)[42] 11
 Estados UnidosAdult R&B Songs (Billboard)[32] 26
 Estados UnidosTwitter Top Tracks (Billboard)[43] 3
 FrançaSyndicat National de l'Édition Phonographique[44] 85
 HungriaMagyar Hanglemezkiadók Szövetsége[45] 25
 JapãoJapan Hot 100 (Billboard)[35] 82
 Reino UnidoUK Singles Download Chart (The Official Charts Company)[46] 77
 Reino UnidoUK R&B Chart (The Official Charts Company)[47] 27
 Reino UnidoUK Singles Sales Chart (The Official Charts Company)[48] 79

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

Região Data Formato Distribuidora fonográfica
África do Sul[49] 27 de Abril de 2015 Download digital Sony Music Entertainment
 Alemanha[50]
 Brasil[51]
 Canadá[52]
Flag of Spain.svg Espanha[53]
 Estados Unidos[54]
 França[55]
 Índia[56]
 Itália[57]
 Japão[58]
Portugal Portugal[59]
 Reino Unido[46]
 Itália[60] 1 de Maio de 2015 Airplay Epic Records
 Estados Unidos[61][62] 5 de Maio de 2015 Contemporary hit radio, rhythmic contemporary

Notas de rodapé

  1. Caulfield, Keith (4 de Junho de 2014). «Coldplay Chills For Second Week At No. 1, Mariah Carey Debuts At No. 3». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 28 de Abril de 2015.. Carey collects her 17th top 10 album as "Me. I Am Mariah … The Elusive Chanteuse" enters at No. 3 with 58,000. 
  2. Caulfield, Keith (4 de Junho de 2014). «'Elusive' Sales for Mariah Carey's New Album». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  3. Wass, Mike (15 de Outubro de 2014). «Def Jam CEO Steve Bartels Explains The Poor Performance Of Mariah Carey's 'Elusive Chanteuse' LP». Idolator (em inglês). Spin Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  4. Lee, Christina (31 de Janeiro de 2015). «Mariah Carey Is Finalizing Her Return To Sony Music Via Epic Records». Idolator (em inglês). Spin Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  5. Hampp, Andrew; Halperin, Shirley (12 de Março de 2015). «It's Official: Mariah Carey Signs with Epic Records». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  6. Gracie, Bianca (8 de Abril de 2015). «Mariah Carey Parts Ways With Longtime Publicist Cindi Berger». Idolator (em inglês). Spin Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  7. Hampp, Andrew (8 de Abril de 2015). «Mariah Carey and Longtime Publicist Cindi Berger Confirm Split». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  8. Halperin, Shirley; Hampp, Andrew (30 de Janeiro de 2015). «The Inside Story of How Mariah Carey and L.A. Reid Reunited (at a Fraction of Her Former $80 Million Deal)». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  9. Aswad, Jem (9 de Abril de 2015). [www.billboard.com/articles/news/6531073/mariah-carey-confirms-new-management-publicist-chris-chambers «Mariah Carey Confirms New Management, Publicist»] Verifique valor |url= (ajuda). Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  10. McIntyre, Hugh (9 de Janeiro de 2015). «Mariah Carey May Be The Next Pop Star To Get A Vegas Residency». Forbes (em inglês). Forbes, Inc. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  11. Gracie, Bianca (15 de Janeiro de 2015). «Mariah Carey Announces Las Vegas Residency On 'The Ellen Degeneres Show': Watch». Idolator (em inglês). Spin Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  12. Stern, Bradley (12 de Março de 2015). «Mariah Carey Officially Signs With Epic Records, Greatest Hits Compilation Coming First». Idolator (em inglês). Spin Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  13. «Mariah Announces Headlining Residency At Caesars Palace Las Vegas» (press release) (em inglês). MariahCarey.com. 15 de Janeiro de 2015. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  14. Stern, Bradley (16 de Janeiro de 2015). «Mariah Carey Is Re-Releasing '#1's' Compilation Album With New Music». Idolator (em inglês). Spin Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  15. Hampp, Andrew (13 de Abril de 2015). «Mariah Carey Announces Release Date, Tracklist For '#1 To Infinity'». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 27 de Abril de 2015.. I couldn't be more thrilled to be back together again with Mariah," says Reid in a statement. "There is really no one who comes close to Mariah as both a songwriter and a singer, and as the world knows, her vocal range is legendary and truly incomparable. Her music is indelibly etched into our culture, and she's shattered so many chart records that she's now firmly entrenched in the history books. With a fierce and loyal fan base that covers every corner of the globe, I have no doubt Mariah will do it again. 
  16. Carey, Mariah (9 de Abril de 2015). «Mariah Carey on Twitter» (em inglês). Twitter (Twitter, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015.. Cópia arquivada em 28 de Abril de 2015 
  17. Wass, Mike (9 de Abril de 2015). «The Internet Is Convinced That Mariah Carey's New Single Is Called "Infinity"». Idolator (em inglês). Spin Media. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  18. «Mariah Carey unveils greatest hits album #1 To Infinity tracklisting, artwork» (em inglês). The Official Charts Company. 13 de Abril de 2015. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  19. Carey, Mariah (24 de Abril de 2015). «Mariah Carey on Instagram» (em inglês). Instagram (Burbn, Inc.; Facebook, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015.. Cópia arquivada em 28 de Abril de 2015 
  20. Elwood, Pip (26 de Abril de 2015). «Mariah Carey debuts Infinity single artwork». Entertainment Focus (em inglês). Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  21. Wass, Mike (24 de Abril de 2015). «Mariah Carey Unveils Her Fabulous "Infinity" Cover On Shazam: Prepare For Glamor Overload». Idolator (em inglês). Spin Media. Consultado em 27 de Abril de 2015.. The legendary songbird looks typically ravishing in a cleavage-exposing, black ensemble, which she accentuates with huge diamond earrings and fabulous windswept hair. I particularly love how she’s looking off into the distance, presumably judging lessors. 
  22. Moss, Liv (27 de Abril de 2015). «Mariah Carey debuts new track Infinity - listen» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 6 de Maio de 2015. 
  23. McIntyre, Hugh (13 de Abril de 2015). «Mariah Carey Announces New Number Ones Collection '#1 To Infinity'». Forbes (em inglês). Forbes, Inc. Consultado em 27 de Abril de 2015. 
  24. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome lyric video
  25. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome brett ratner
  26. Strecker, Eric (5 de Maio de 2015). «Mariah Carey to Perform at 2015 Billboard Music Awards». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de Maio de 2015. 
  27. «Mariah Carey to perform at Billboard Music Awards for first time in 17 years». New York Daily News (em inglês). Mortimer Zuckerman (The Associated Press). 5 de Maio de 2015. Consultado em 11 de Maio de 2015. 
  28. «Infinity: Mariah Carey» (em inglês). Amazon.com. Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  29. Anderson, Trevor (8 de Maio de 2015). «Justin Bieber Boosts Carly Rae Jepsen Again on Twitter Top Tracks». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de Maio de 2015. 
  30. Trust, Gary (8 de Maio de 2015). «Hot 100 Chart Moves: Mariah Carey Debuts With 'Infinity'». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de Maio de 2015. 
  31. Trust, Gary (13 de Maio de 2015). «Wiz Khalifa Leads Hot 100, Britney Spears & Iggy Azalea Debut». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 13 de Maio de 2015. 
  32. a b «Chart Highlights: The Weeknd Earns First No. 1 on Pop Songs Chart». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. 11 de Maio de 2015. Consultado em 11 de Maio de 2015. 
  33. «Billboard Twitter Top Tracks: Week of May 23, 2015». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 14 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 14 de Maio de 2015 
  34. «Mariah Carey - All I Want for Christmas is You» (em espanhol). Spanishcharts.com. Productores de Música de España. Consultado em 7 de Maio de 2015. 
  35. a b «Histórico de singles de Mariah Carey na Japan Hot 100». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 14 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 14 de Maio de 2015 
  36. «Mariah Carey - Infinity» (em espanhol). Spanishcharts.com. Productores de Música de España. Consultado em 7 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 14 de Maio de 2015 
  37. «The Hot 100: Week of May 16, 2015». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 10 de Maio de 2015 
  38. «Chart News on Twitter» (em inglês). Chart News via Twitter (Twitter, Inc.). 8 de Maio de 2015. Consultado em 13 de Maio de 2015. 
  39. «Histórico de singles de Mariah Carey na Hot Digital Songs». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 13 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 13 de Maio de 2015 
  40. «Histórico de singles de Mariah Carey na Hot R&B/Hip-Hop Songs». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 10 de Maio de 2015 
  41. «R&B/Hip-Hop Songs: Week of May 16, 2015». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 10 de Maio de 2015 
  42. «Hot R&B Songs: Week of May 16, 2015». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 10 de Maio de 2015 
  43. «Billboard Twitter Top Tracks: Week of May 16, 2015». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 10 de Maio de 2015 
  44. «Mariah Carey - Infinity» (em francês). Lescharts.com. Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 7 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 14 de Maio de 2015 
  45. «Archívum – Slágerlisták» (em húngaro). Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége. Consultado em 7 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 14 de Maio de 2015 
  46. a b «Official Singles Downloads Chart Top 100: 03 May 2015 - 09 May 2015» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 6 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 6 de Maio de 2015  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "uk download" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  47. «Official R&B Singles Chart Top 40: 03 May 2015 - 09 May 2015» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 6 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 6 de Maio de 2015 
  48. «Official Singles Sales Chart Top 100: 03 May 2015 - 09 May 2015» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 6 de Maio de 2015.. Cópia arquivada em 6 de Maio de 2015 
  49. «Infinity by Mariah Carey» (em inglês). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  50. «Infinity by Mariah Carey» (em alemão). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  51. «Infinity de Mariah Carey». iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  52. «Infinity by Mariah Carey» (em inglês). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  53. «Infinity by Mariah Carey» (em espanhol). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  54. «Infinity by Mariah Carey» (em inglês). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  55. «Infinity by Mariah Carey» (em italiano). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  56. «Infinity by Mariah Carey» (em italiano). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  57. «Infinity by Mariah Carey» (em italiano). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  58. «Infinity by Mariah Carey» (em japonês). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  59. «Infinity por Mariah Carey». iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  60. «MARIAH CAREY - Infinity (Epic)» (em italiano). Radio Airplay. 1 de Maio de 2015. Consultado em 28 de Abril de 2015. 
  61. «FMQB: Radio Industry News, Music Industry Updates, Nielsen Ratings, Music News and more!». Friday Morning Quarterback (em inglês). Consultado em 29 de Abril de 2015. 
  62. «HOT NEW RELEASES». Hits Daily Double (em inglês). Consultado em 29 de Abril de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]