Mauro Cezar Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mauro Cezar Pereira
Nascimento 31 de agosto de 1963 (53 anos)
Niterói,  Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação jornalista esportivo

Mauro Cezar Pereira (Niterói, 31 de agosto de 1963) é um jornalista esportivo trabalha no canal de TV ESPN Brasil. É conhecido por externar opiniões fortes e comentários extremamente críticos. O jornalista foi um dos únicos que criticaram a seleção de Felipão ao longo de todo o período que o técnico gaúcho comandou a equipe, entre 2013 e 2014, pelo mau futebol apresentado que resultou na maior humilhação do futebol brasileiro, o Mineiraço.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Mauro Cezar começou a trabalhar no jornalismo no início dos anos 1980. Trabalhou na Rádio Tupi (RJ) e passou pelo Sistema Globo de Rádio e Rádio Manchete, também no Rio de Janeiro. Na mídia impressa, foi repórter de O Globo, editor do Jornal dos Sports e repórter de O Dia e do Jornal do Brasil.

Radicado em São Paulo desde 1993 foi editor da revista Placar, editor-executivo da Revista do Futebol, editor-chefe das revistas Audio Car, Som & Carro, Cidade e Som e Casa, repórter da revista Forbes Brasil e do jornal Valor Econômico, editor-chefe do portal Ajato, editor da TV Terra, portal Terra, além de editor do site do programa Auto Esporte, da Rede Globo.

Lecionou nas faculdades de jornalismo e Rádio e TV da Universidade de Santo Amaro (Unisa), em São Paulo, por quatro anos entre 2002 e 2006, e também deu aulas de Rádio e TV na Internet no curso de Rádio e TV do Ceinter-FASP em 2004. Em 2007, foi professor no curso de pós-graduação em jornalismo esportivo da FMU, em São Paulo.

Comentou futebol na Rádio CBN entre 2001 e 2002 e, desde 2004, é comentarista dos canais ESPN Brasil e comentou nas Rádios Eldorado, Estadão e Capital em parcerias da própria ESPN. Trabalhou nas Copas do Mundo de 1990, 1994, 2002, 2006, 2010 e 2014 e nas finais de Liga dos Campeões da UEFA de 2011, 2012, Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2012–13 e Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2014-2015, Finais das Copas da Alemanha e do Rei da Espanha 2015-2016, entre outras coberturas nacionais e internacionais.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.