Mauro Cezar Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mauro Cezar Pereira
Nascimento 31 de agosto de 1963 (55 anos)
Niterói,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Ocupação jornalista esportivo

Mauro Cezar Pereira (Niterói, 31 de agosto de 1963) é um jornalista esportivo brasileiro.

Desde 2004, trabalha na ESPN Brasil, sendo conhecido por externar opiniões fortes e comentários extremamente críticos.[1] O jornalista foi um dos principais críticos à seleção de Felipão ao longo de todo o período em que o técnico gaúcho comandou a equipe, entre 2013 e 2014, pelo mau futebol apresentado que resultou no maior revés do futebol brasileiro, o Mineiraço.[2][3]

Foi Mauro quem cunhou a expressão "pênalti à brasileira", referindo-se aos erros de interpretação em lances de pênalti de árbitros do futebol europeu.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Mauro Cezar começou a trabalhar no jornalismo no início dos anos 1980. Trabalhou na Rádio Tupi (RJ) e passou pelo Sistema Globo de Rádio e prla Rádio Manchete, também no Rio de Janeiro. Na mídia impressa, foi repórter de O Globo, editor do Jornal dos Sports e repórter de O Dia e do Jornal do Brasil.

Radicado em São Paulo desde 1993, foi editor da revista Placar, editor-executivo da Revista do Futebol, editor-chefe das revistas Audio Car, Som & Carro, Cidade e Som e Casa, repórter da revista Forbes Brasil e do jornal Valor Econômico, editor-chefe do portal Ajato, editor do portal Terra, além de editor do site do programa Auto Esporte, da Rede Globo.

Lecionou nas faculdades de Jornalismo e Rádio e TV da Universidade Santo Amaro (Unisa), em São Paulo, por quatro anos, entre 2002 e 2006, e também deu aulas de Rádio e TV na Internet, no curso de Rádio e TV do Ceinter-FASP, em 2004. Em 2007, foi professor no curso de pós-graduação em Jornalismo Esportivo da FMU, em São Paulo.

Comentou futebol na Rádio CBN entre 2001 e 2002 e, desde 2004, é comentarista dos canais ESPN Brasil, tendo também comentado nas rádios Eldorado, Estadão e Capital, em parcerias da própria ESPN. Trabalhou nas Copas do Mundo de 1990, 1994, 2002, 2006, 2010 e 2014 e nas finais de Liga dos Campeões da UEFA de 2011, 2012, 2013 e 2015, além de finais das Copas da Alemanha e do Rei da Espanha em 2015-16, entre outras coberturas nacionais e internacionais.

Polêmicas[editar | editar código-fonte]

Mauro é conhecido por criar "trocadilhos", para fazer referência a termos táticos no futebol e situações que o desagradam: os mais famosos foram "Cucabol" e "Muricibol". Ele envolveu-se em uma polêmica no ano de 2016 com o técnico Cuca, campeão brasileiro[5] desse ano com o Palmeiras. O jornalista apelidou o estilo do treinador e do seu time de "Cucabol",[6] irritando o técnico alviverde, que respondeu e criticou o jornalista em diversas ocasiões após o uso desse apelido.[7][8][9]

Nesse mesmo ano, Mauro Cezar também envolveu-se em outra polêmica, dessa vez pessoal. O jornalista foi flagrado em diversas ocasiões assistindo a jogos do Flamengo na torcida do time, como um mero torcedor, sendo questionado por alguns telespectadores sobre a sua imparcialidade jornalística. Para encerrar a polêmica, no programa Linha de Passe da ESPN, Mauro assumiu ser flamenguista e defendeu o direito de ir as arquibancadas, além de afirmar que a paixão de infância não interferia no seu trabalho.[10][11]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Resultado Posição Ref.
2014 Prêmio Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) Comentarista de TV Indicado 3a Posição [12]
Prêmio Mídia Esporte de Jornalismo Esportivo Comentarista de TV Fechada Indicado 3a Posição [13]
2016 Prêmio Comunique-se Esportes - Mídia Falada Indicado Finalista [14]
Esportes - Mídia Escrita Indicado 2a Fase [15]
Opinião/Articulista Indicado

Referências

  1. uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/ Comentarista da ESPN assume estilo reclamão: “até no condomínio onde moro”
  2. espn.uol.com.br/video/ Para Mauro Cezar, Felipão vive do passado e deveria encerrar carreira como treinador: "Nessa altura, só está se expondo"
  3. espn.uol.com.br/ Felipão manda o hexa para o inferno, ele e sua trupe são os grandes vilões desta Copa
  4. terceirotempo.bol.uol.com.br/ Que Fim Levou? Mauro Cezar Pereira
  5. «É enea! Palmeiras bate Chapecoense e conquista o Campeonato Brasileiro». globoesporte.com 
  6. «E o 'Cucabol' supera o 'Zébol'». ESPN 
  7. «Cuca ironiza comentarista da ESPN sobre 'Cucabol': "estilo que não agrada ele, né?"». Torcedores.com. 24 de setembro de 2016 
  8. «Cuca ironiza Cucabol ao ganhar prêmio na ESPN: 6 jogadores na seleção - Futebol - UOL Esporte». UOL Esporte 
  9. «Cuca sobre o 'Cucabol' de Mauro Cézar: 'era para desestabilizar, mas fortaleceu'». ESPORTEEMIDIA.COM 
  10. «Eu e a arquibancada». ESPN 
  11. «Flagrado, jornalista da ESPN assume ser flamenguista | VEJA.com». VEJA.com. 10 de outubro de 2016 
  12. espn.uol.com.br/ ESPN tem cinco ganhadores no prêmio Aceesp; veja a lista de premiados
  13. portalmidiaesporte.com/ Conheça os vencedores do "Prêmio Mídia Esporte 2014"
  14. torcedores.uol.com.br/ Veja os vencedores do Prêmio Comunique-se 2016
  15. plurale.com.br/ Prêmio Comunique-se 2016: conheça os rockstars indicados ao maior show do jornalismo brasileiro. Editora de Plurale concorre na Categoria Sustentabilidade

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.