Mauro Cezar Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mauro Cezar Pereira
Nascimento 31 de agosto de 1963 (53 anos)
Niterói,  Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação jornalista esportivo

Mauro Cezar Pereira (Niterói, 31 de agosto de 1963) é um jornalista esportivo que, desde 2004, trabalha na ESPN Brasil. É conhecido por externar opiniões fortes e comentários extremamente críticos.[1] O jornalista foi um dos únicos que criticaram a seleção de Felipão ao longo de todo o período que o técnico gaúcho comandou a equipe, entre 2013 e 2014, pelo mau futebol apresentado que resultou na maior humilhação do futebol brasileiro, o Mineiraço.[2][3]

Foi Mauro quem cunhou a expressão "pênalti à brasileira", referindo-se aos erros de interpretação em lances de pênalti de árbitros do futebol europeu.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Mauro Cezar começou a trabalhar no jornalismo no início dos anos 1980. Trabalhou na Rádio Tupi (RJ) e passou pelo Sistema Globo de Rádio e Rádio Manchete, também no Rio de Janeiro. Na mídia impressa, foi repórter de O Globo, editor do Jornal dos Sports e repórter de O Dia e do Jornal do Brasil.

Radicado em São Paulo desde 1993 foi editor da revista Placar, editor-executivo da Revista do Futebol, editor-chefe das revistas Audio Car, Som & Carro, Cidade e Som e Casa, repórter da revista Forbes Brasil e do jornal Valor Econômico, editor-chefe do portal Ajato, editor da TV Terra, portal Terra, além de editor do site do programa Auto Esporte, da Rede Globo.

Lecionou nas faculdades de jornalismo e Rádio e TV da Universidade de Santo Amaro (Unisa), em São Paulo, por quatro anos entre 2002 e 2006, e também deu aulas de Rádio e TV na Internet no curso de Rádio e TV do Ceinter-FASP em 2004. Em 2007, foi professor no curso de pós-graduação em jornalismo esportivo da FMU, em São Paulo.

Comentou futebol na Rádio CBN entre 2001 e 2002 e, desde 2004, é comentarista dos canais ESPN Brasil e comentou nas Rádios Eldorado, Estadão e Capital em parcerias da própria ESPN. Trabalhou nas Copas do Mundo de 1990, 1994, 2002, 2006, 2010 e 2014 e nas finais de Liga dos Campeões da UEFA de 2011, 2012, Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2012–13 e Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2014-2015, Finais das Copas da Alemanha e do Rei da Espanha 2015-2016, entre outras coberturas nacionais e internacionais.

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Resultado Posição Ref.
2014 Prêmio Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) Comentarista de TV Indicado 3a Posição [5]
Prêmio Mídia Esporte de Jornalismo Esportivo Comentarista de TV Fechada Indicado 3a Posição [6]
2016 Prêmio Comunique-se Esportes - Mídia Falada Indicado Finalista [7]
Esportes - Mídia Escrita Indicado 2a Fase [8]
Opinião/Articulista Indicado

Referências

  1. uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/ Comentarista da ESPN assume estilo reclamão: “até no condomínio onde moro”
  2. espn.uol.com.br/video/ Para Mauro Cezar, Felipão vive do passado e deveria encerrar carreira como treinador: "Nessa altura, só está se expondo"
  3. espn.uol.com.br/ Felipão manda o hexa para o inferno, ele e sua trupe são os grandes vilões desta Copa
  4. terceirotempo.bol.uol.com.br/ Que Fim Levou? Mauro Cezar Pereira
  5. espn.uol.com.br/ ESPN tem cinco ganhadores no prêmio Aceesp; veja a lista de premiados
  6. portalmidiaesporte.com/ Conheça os vencedores do "Prêmio Mídia Esporte 2014"
  7. torcedores.uol.com.br/ Veja os vencedores do Prêmio Comunique-se 2016
  8. plurale.com.br/ Prêmio Comunique-se 2016: conheça os rockstars indicados ao maior show do jornalismo brasileiro. Editora de Plurale concorre na Categoria Sustentabilidade

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.