Quadra Natalícia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Quadra Natalícia ou Quadra Festiva é uma sucessão de datas comemorativas que acontecem no final do ano e início do ano gregoriano, que engloba 4 (quatro) cerimónias importantes na maioria das igrejas cristãs. Os eventos que ocorrerem nesta época são: dia da Família e do Natal (no dia 25 de Dezembro), Ano Novo e Epifnia (dia 1 e 5 de Dezembro). O Natal e a Epifania são normalmente cerimónias cristãs e as restantes são de comemoração colectiva, quer nos crentes católicos quer noutros não crentes. A junção destas 4 cerimónias dão origem a Quadra Festiva.

Cristianismo Ocidental[editar | editar código-fonte]

Na Igreja Católica Romana, o Ciclo se inicia com a Vigília de Natal[1] e dura até o festival de Batismo do Senhor, que cai no Domingo após a Epifania (em 13 de Janeiro no calendário pré-Vaticano II e, em alguns círculos católicos mais tradicionais, a época de Natal foi formalmente estendida até 2 de Fevereiro, o festival de Apresentação do Senhor, também conhecido com o Purificação da Virgem, ou ainda festa da Candelária.

A novena de Natal inicia-se dia 16 de dezembro e vai até a véspera (24 de dezembro). A solenidade do Natal prolonga-se por oito dias após o dia 25, inclusive: é a Oitava do Natal. Na Igreja Anglicana, o ciclo do Natal começa com a Oração da Noite na véspera de Natal e termina antes da Oração da Noite na véspera da Epifania (que pode ser celebrada em 6 de Janeiro ou no Domingo entre 2 e 8 de Janeiro).

Cristianismo Oriental[editar | editar código-fonte]

Na Igreja Ortodoxa, a festa da Natividade começa no dia 20 de Dezembro. Começando nesse dia, muito dos hinos cantados durante as horas canônicas da Grande Festa da Natividade, e os altares e a decoração das igrejas são modificados de acordo com cores festivas. O atual Dia da Festa se inicia nas Vésperas da vigília, na noite de 24 de Dezembro, e continua até 31 de Dezembro, que é a Apódosis (conclusão) da festa.[2] O dia seguinte, 1° de Janeiro é uma combinação de Festa da Circuncisão e o Dia da Festa de São Basílio. 1 de Janeiro também é o início da Teofania (Epifania), que continua até 5 de Janeiro, que é a noite de Teofania.

O período de 25 de Dezembro até dia 4 de Janeiro é um período livre de Jejum, ou seja, o jejum não é obrigatório, mesmo nos dias normais de jejum de Quarta-feira e Sexta-feira. O Domingo após a Natividade é o dia de festa que comemora Rei David e São José; caso não haja Domingo entre 25 de Dezembro e 1° de Janeiro, a festa é movida para 26 de Dezembro, onde é combinada com a Synaxis do Theotokos. O domingo anterior à Teofania é marcado com epístola especial e leitura dos Evangelhos; já noite de Teofania, dia 5 de Janeiro, é de jejum estrito, e oração em preparação para a festa de Teofania em 6 de Janeiro, e sua Apodosis é em 14 de Janeiro, cujo Domingo, igualmente, é marcado por epístolas especiais e leituras evangélicas.

Referências