Revolução e Contrarrevolução na Alemanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Revolução e Contra-Revolução na Alemanha é um livro escrito por Friedrich Engels, com contribuições de Karl Marx. Foi escrito como "uma série de artigos sobre a Alemanha de 1848 em diante".[1] O projeto foi sugerido pela primeira vez a Karl Marx por Charles Dana em 1851.[1] Dana era um dos editores do New York Daily Tribune. A série apareceu pela primeira vez no Tribune entre 25 de outubro de 1851 à 23 de outubro de 1852.[2] E marcou o início de uma série de contribuições de Marx e Engels para o New York Tribune Daily ao longo de uma década.[3]

Revolução e Contra-Revolução na Alemanha é um relato do que aconteceu na Prússia, Áustria e outros estados germânicos durante o ano de 1848, descrevendo o impacto das aspirações da classe média e da classe trabalhadora na ideia de unificação alemã. Os eventos na Áustria e na Prússia são discutidos, juntamente com o papel dos poloneses e tchecos e o pan-eslavismo, contra o qual Engels se posicionava.

No livro também é abordado o Julgamento dos comunistas de Colônia em que os réus foram absolvidos depois de algumas provas terem sido grosseiramente falsificadas. Há um apêndice sobre a Liga dos Comunistas que existia bem antes de Marx e Engels se juntarem a ela.

Referências

  1. a b Nota 1, contida na Collected Works of Karl Marx and Frederick Engels: Volume 11 (International Publishers: New York, 1979) p. 629. (em inglês)
  2. "Revolution and Counter-Revolution in Germany" contido na Collected Works of Karl Marx and Frederick Engels: Volume 11 p. 4. (em inglês)
  3. Richard Kluger, The Paper: The Life and Death of the New York Herald Tribune (Alfred A. Knopf Pub.: New York, 1986) p. 17. (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]