SAP SE

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
SAP SE
Empresa de capital aberto
Slogan Run Simple[1]
Cotação
Indústria Software corporativo
Fundação 1972 (1972) em Weinheim, Alemanha
Fundador(es)
Sede Walldorf, Alemanha
Área(s) servida(s) Mundo
Pessoas-chave
  • Hasso Plattner (Presidente do conselho de administração)
  • Bill McDermott (Diretor executivo)
Empregados 84,183 (Q4 2016)[2]
Lucro Aumento 3.618 bilhões (2016)[2]
Faturamento Aumento €22.062 bilhões (2016)[2]
Website oficial www.sap.com

SAP SE (FWBSAP, NYSE: SAP) é uma empresa de origem alemã, criadora de softwares de gestão de empresas. Ao longo de quatro décadas, a SAP evoluiu de uma empresa pequena e regional na cidade de Walldorf a uma organização de alcance mundial. Hoje, a SAP é a líder global de mercado em soluções de negócios colaborativos e multiempresas. O principal produto da empresa, que emprega 74.497 pessoas em 2015, é o sistema integrado de gestão empresarial (ERP) SAP ERP.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A SAP começou suas atividades em 1972, na cidade de Walldorf, Alemanha, quando cinco engenheiros, ex-funcionários da IBM: Dietmar Hopp, Hans-Werner Hector, Hasso Plattner, Klaus Tschira e Claus Wellenreuther, decidiram criar sua própria empresa de desenvolvimento de sistemas: a SAP AG. Tinham a visão de desenvolver um software aplicativo padrão para processos de negócios em tempo real.[3]

O nome da empresa era temporariamente uma abreviação de (em alemão) Systeme, Anwendungen und Produkte in der Datenverarbeitung (em inglês: Systems, Applications and Products in Data Processing, em português: Sistemas, Aplicativos e Produtos para Processamento de Dados).

Primeira aplicação[editar | editar código-fonte]

Um ano depois, o primeiro componente de contabilidade financeira estava pronto, formando a base para o contínuo desenvolvimento de outros componentes de software para aquilo que mais tarde veio a ser conhecido como sistema “R/1”. O “R” é a primeira letra de “real-time data processing” (processamento de dados em tempo real).[3] Perto do fim da década, o exame exaustivo do banco de dados IBM da SAP e do sistema de controle de diálogo levam ao nascimento do SAP R/2 (Realtime System Version 2), o primeiro produto importante da SAP, um conjunto de módulos de software destinado a mainframes, que em 1995 já era utilizado por mais de 2000 empresas.

À medida que novos conceitos iam surgindo no campo da informática, a SAP ia atualizando seu produto, até que em 1999, as primeiras aplicações do SAP R/3 foram apresentadas numa conferência em Hanôver, Alemanha.

R/2 e R/3 não representam versões de um mesmo sistema, trata-se na verdade de produtos diferentes. O R/2 era um conjunto de módulos de software destinado a mainframes, enquanto o R/3 foi desenvolvido para o ambiente cliente/servidor. Nesse ambiente algumas estações solicitam serviços (clientes), e outras atendem (servidores), realizando determinados tipos de processamento ou compartilhando recursos como impressoras, arquivos e bancos de dados.

O SAP R/3 é um sistema que oferece um conjunto de módulos com diversas aplicações de negócio. Os módulos são integrados e contém a maior parte das funcionalidades necessárias às grandes corporações, incluindo manufatura, finanças, vendas e distribuição e recursos humanos. Cada módulo é responsável por mais de 1000 processos de negócio, cada um deles baseado em práticas consagradas no mundo dos negócios. A configurabilidade do sistema é tornada possível por 8000 tabelas que administram desde a estrutura corporativa até a política de desconto oferecida aos clientes. O sistema oferece o processamento de informações em verdadeiro tempo real ao longo da empresa onde estiver implementado. Não é a toa que o sistema é um best-seller como provam os números a seguir.

Em 1995, a SAP tinha mais de 6 600 colaboradores ao redor do mundo. Nesse mesmo ano, a SAP liderava o mercado de softwares para ambiente cliente/servidor. Além disso, a SAP ocupava a quinta posição no ranking das empresas de software.

Hoje, 293.000 empresas em 190 países possuem o produto da SAP implementado.[4] Um dos motivos do sucesso da SAP é o montante investido em pesquisa e desenvolvimento e as alianças estratégicas que forma com outros desenvolvedores de sistemas. Estes parceiros criam add-ons (programas complementares) que adicionam funcionalidades ao software de gestão. Este tipo de união permite que a SAP foque seus esforços nos seus principais produtos.

Em dezembro de 2011, a SAP SE fez um acordo para adquirir a SuccessFactors Inc. por 3,4 bilhões de dólares — 52% mais do que o preço de fechamento das ações em 2 de dezembro de 2011. Com a aquisição, a SAP SE se tornou ainda mais competitiva contra a Oracle Corporation na categoria de mercado de Cloud computing.[5]

Em 1995, a SAP chegou ao Brasil. Para que possa ser corretamente utilizado, todos os softwares comercializados passam por um processo chamado de localização, ou seja, a adequação do sistema para atender à legislação brasileira. Hoje, a SAP Brasil é uma das maiores subsidiárias da SAP em todo o mundo com 1500 funcionários. Sua presidente atual no Brasil é Cristina Palmaka.[6]

Referências

  1. (em inglês) Run Simple. What does new tagline mean for SAP customers?, tagetik.com, recuperado 1 outubro 2015
  2. a b c «SAP Q4 2016 Quarterly Statement» (PDF). SAP SE. Consultado em 31 de janeiro de 2017. 
  3. a b c «A História da SAP: de Fornecedora iniciante de software a líder global de mercado» 🔗. Sap.com. Consultado em 7 de outubro de 2007.  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "História" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  4. «SAP: Business in Brief». Sap.com 
  5. «SAP Challenges Oracle With $3.4 Billion SuccessFactors Purchase» (em inglês). News.businessweek.com. 4 de dezembro de 2011 
  6. Presidente da SAP Brasil, news.sap.com, recuperado em 30 de setembro 2015

Weblinks[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.