Tesla, Inc.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tesla Motors)
Tesla, Inc.
Antiga sede da Tesla em Palo Alto
Nome(s) anterior(es) Tesla Motors, Inc.
Empresa de capital aberto
Cotação
Atividade
Gênero Incorporation
Fundação 1 de julho de 2003 (2003-07-01Tidade) (como Tesla Motors) em Delaware, Estados Unidos
Fundador(es)
Sede Austin, Texas, Estados Unidos
Área(s) servida(s) Mundo
Proprietário(s) Elon Musk (21%)
Vice-presidente Jerome Guillen
Pessoas-chave
Empregados Aumento 110 000 (abril/2022)[2]
Produtos
Produção
  • Aumento 930 422 veículos (2021)
  • Aumento 3.99 GWh em sistemas de armazenamento de energia (2021)
  • Aumento 345 MW em energia solar (2021)
Subsidiárias
  • Tesla Energy
  • Maxwell Technologies
  • Tesla Grohmann Automation
  • DeepScale
  • Hibar Systems
Valor de mercado Aumento US$ 834 bilhões (2021)
Ativos Aumento US$ 62.1 bilhões (2021)[3]
Lucro Aumento US$ 5.52 bilhões (2021)[3]
LAJIR Aumento US$ 6.52 bilhões (2021)[3]
Faturamento Aumento US$ 53.8 bilhões (2021)[3]
Significado da sigla Homenagem a Nikola Tesla
Website oficial tesla.com
  • Notas de rodapé / referências
  • [3]

Tesla, Inc. (antigamente Tesla Motors, Inc.), é uma empresa automotiva e de armazenamento de energia norte americana, que desenvolve, produz e vende automóveis elétricos de alto desempenho, componentes para motores e transmissões para veículos elétricos e produtos à base de baterias.[4][5][6] Foi fundada em 2003 pelos engenheiros Martin Eberhard e Marc Tarpenning em San Carlos, Califórnia. O seu nome é uma homenagem ao inventor e engenheiro eletricista Nikola Tesla.

A Tesla é uma empresa privada de capital aberto que negocia na Bolsa de Valores NASDAQ sob o símbolo TSLA. No primeiro trimestre de 2013, a Tesla registrou lucro pela primeira vez na sua história. Em 2016, a marca estreou no ranking das 10 marcas automotivas mais valiosas do mundo, com um valor de marca estimado em 4,436 bilhões de dólares.[7]

A Tesla ganhou ampla atenção após a sua produção do Tesla Roadster, o primeiro carro desportivo totalmente elétrico. O segundo veículo da empresa é o Model S, um sedã de luxo totalmente elétrico. Os seus dois próximos veículos foram os Model X e Model 3, respectivamente. Este último, assim como o crossover Model Y, lançado em 2020, se provaram grandes sucessos de vendas, totalizando quase 1 milhão de unidades comercializadas em 2021, se destacando no mercado europeu, onde pela primeira vez o veículo mais vendido foi elétrico, o Tesla Model 3.[8]

Tesla também comercializa componentes elétricos, como baterias de lítio-íon para construtoras, incluindo Daimler e Toyota. O CEO da Tesla, Elon Musk, disse que a Tesla, como um fabricante de automóveis independente, tem como objectivo oferecer carros elétricos a preços acessíveis para o consumidor de classe média.

História[editar | editar código-fonte]

A Tesla (na altura Tesla Motors) foi fundada em 2003 por Martin Eberhard e Marc Tarpenning, que financiou a empresa até à rodada Série A de investimento. Ambos desempenharam papéis ativos na empresa antes do envolvimento de Elon Musk. Foi Musk que liderou a Série A rodada de investimento, juntando-se assim em Fevereiro de 2004 ao Conselho de Administração da Tesla como seu presidente. O principal objetivo da Tesla era comercializar veículos elétricos, começando desta forma por um carro desportivo premium destinado aos seus primeiros utilizadores, e em seguida, passar o mais rapidamente possível para veículos mais tradicionais, como por exemplo sedans e compactos acessíveis.

Em outubro de 2016, a Tesla anunciou que todos os carros que estava a produzir - o Model S, Model X e o novo Model 3, que foi lançado em meados de 2017 - teriam o hardware necessário para que o condutor não tenha de tocar no volante. Os modelos têm oito câmaras com visibilidade 360º a uma distância de até 250 metros à volta do carro e doze sensores ultra sônicos atualizados para "complementar a visão", permitindo que o novo sistema detecte objetos duros e moles ao dobro da distância do sistema anterior. Na frente, um radar com capacidades avançadas de processamento fornecerá dados adicionais sobre o que rodeia o automóvel numa frequência redundante, capaz de alimentar o sistema com informação visual mesmo que esteja a chover, faça nevoeiro ou haja poeira no ar.

Evolução das obras da Giga Nevada, maio de 2016.
Evolução das obras da Giga Nevada, agosto de 2017.
Giga Nevada em dezembro de 2019.

A Tesla tem fábricas ("Gigafactory")[9] em Buffalo, Nova Iorque (Giga New York); Storey County, Nevada (Giga Nevada); Austin, Texas (Giga Texas); Grünheide, Brandemburgo (Giga Berlin) e Xangai (Giga Shanghai). A empresa também conta com fábricas de peças, componentes e acessórios em Lathrop, Markham, Xangai, Richmond Hill, Elgin, Brooklyn Park, Neuwied, Neutraubling, Prüm, Fremont, Tilburgo e Grand Rapids. Em 2019, foi anunciado que abriria uma fábrica nos arredores de Berlim,[10] a obra ficou pronta em 2021[11] e após uma série de atrasos[12][13][14] começou a operar em março de 2022.[12][15][16]

COVID-19[editar | editar código-fonte]

Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: Elon Musk ameaça mudar a sede da Tesla

Os governos em todo o mundo pediram às montadoras e empresas aeroespaciais que ajudem a adquirir ou fabricar ventiladores e outros equipamentos médicos em meio ao crescente número de infecções pelo coronavírus. Em resposta a uma ligação do governo, os inovadores engenheiros automotivos da Tesla introduziram, em abril de 2020, uma máquina de respiração feita principalmente com peças de automóveis para ajudar hospitais a tratar pacientes com COVID-19.[17]

Valor de mercado[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2019, a Tesla ultrapassou a General Motors em valor de mercado e se tornou a montadora mais valiosa dos EUA.[18] Em janeiro de 2020, a Tesla superou pela primeira vez os US$100 bilhões em valor de mercado.[19] Assim, a Tesla superou o valor de mercado somados da Ford e da General Motors, embora tenha patamar de vendas bem inferior às duas empresas.[20]

Para a revista The Economist, a valorização da Tesla deve-se à empresa deter o mais avançado domínio da tecnologia de carros elétricos e a expectativa que, nos próximos anos, essa tecnologia possa se tornar o padrão na Indústria automobilística.[21] Conforme o jornal NYT, a valorização da Tesla em 2020 levou ao debate entre investidores e analistas sobre se a empresa é uma bolha especulativa.[22] Análises otimistas enxergam que a Tesla pode ser o iPhone do mundo dos carros elétricos.[23]

Produtos[editar | editar código-fonte]

Modelos Automotivos[editar | editar código-fonte]

Tesla Roadster[editar | editar código-fonte]

Tesla Roadster
Ver artigo principal: Tesla Roadster

O Tesla Roadster foi um carro elétrico do tipo esportivo, o primeiro produzido pela Tesla, tendo sua produção começada em 2008 e descontinuada no final de 2011. O carro pode andar 350 km num único carregamento total das baterias e acelera de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos. O consumo energético do carro é de 133 W·h/km (4,7 mi/kW·h), equivalente a 135 mpg-US (1,74 L/100 km; 162,1 mpg-imp). O carro foi oficialmente revelado ao público em 19 de julho de 2006 em Santa Mónica, Califórnia, num evento para apenas 350 pessoas convidadas no Barker Hangar no Aeroporto de Santa Mónica.[carece de fontes?]

Tesla Model S[editar | editar código-fonte]

Tesla Model S
Ver artigo principal: Tesla Model S

O Model S é um sedan esportivo elétrico produzido pela Tesla e foi lançado nos Estados Unidos em junho de 2012. Segundo a agência EPA, o carro elétrico pode andar 426 km (265 milhas) num único carregamento de seu pack de bateria de 85 kW/h, atingindo assim a maior autonomia de qualquer carro elétrico disponível no mundo. O modelo foi apresentado oficialmente pela Tesla em Hawthorne, California, a 26 de março de 2009. Com a última actualização, passou a ser o carro mais rápido do mundo com uma aceleração dos 0 aos 100 km/s de 2,4 segundos.[24]

Tesla Model X[editar | editar código-fonte]

Apresentação da versão de produção do Model X
Ver artigo principal: Tesla Model X

O Tesla Model X é o primeiro SUV da Tesla. O carro foi apresentado em 2012, mas só em setembro de 2015 é que começou a ser produzido.[25] Em novembro de 2013, a Tesla confirmou que as entregas do Model X, começaria com pequenas quantidades no final de 2014, com a produção de alto volume prevista para o segundo trimestre de 2015. Em novembro de 2014 a Tesla adia o início das entregas, anunciando então o início das entregas do Model X para o terceiro trimestre de 2015.[carece de fontes?]

Tesla Model 3[editar | editar código-fonte]

Tesla Model 3
Ver artigo principal: Tesla Model 3

Chegou a chamar-se Tesla Model E, porém depois de uma disputa com a Ford pelo nome acabou por se chamar Tesla Model 3. O Model 3 foi revelado no dia 31 de março de 2016, num evento organizado pela Tesla em Hawthorne, Califórnia. A sua produção estava prevista para o fim de 2017, e só em 2020 estaria disponível para aquisição. Entretanto, no primeiro trimestre de 2017 a empresa conseguiu dobrar a sua receita devido ao sucesso de vendas dos modelos X e S. Sendo assim, a companhia reiterou o lançamento de seu novo Model 3 para o final deste ano e sua produção inicial deve começar em julho.[carece de fontes?]

Um Tesla Model Y 2020 estacionado no Queens, Nova Iorque

Tesla Model Y[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Tesla Model Y

O Tesla Model Y é um SUV desportivo elétrico produzido pela Tesla. É o segundo SUV da empresa, sendo um pouco menor em relação ao Tesla Model X. Foi apresentado em 14 de março de 2019. As primeiras entregas foram feitas em 13 de março de 2020.

Baterias[editar | editar código-fonte]

Tesla Powerwall 2
Ver artigo principal: Tesla Powerwall

Em abril de 2015 a empresa anunciou a sua bateria Powerwall e os packs industriais de baterias, que obtiveram reservas num valor total de 800 milhões de dólares.[26] A bateria Powerwall vem em ciclos semanais de 10 quilowatts-hora (kWh) e em modelos de ciclos diários de 7 kW/h. As células de energia foram feitas inicialmente pela Panasonic. Passando depois em 2016 a ser feitas na Gigafactory 1 (também conhecida como Giga Nevada).[carece de fontes?]

Rede Supercharger[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Tesla Supercharger
Model S carregando em uma unidade supercharger em Newark, Delaware.

Em 2012, a fim de permitir aos condutores carregar rapidamente seus carros para viagens mais longas, a Tesla começou a construir uma rede de carregamento rápido com 480 volts. A partir de 17 de abril de 2016, havia 616 estações que operam globalmente, com 3 644 carregadores individuais. O Supercharger fornece até 120 kW de potência em corrente contínua (DC), permitindo carregar o Model S 90 kWh totalmente em 75 minutos.[27]

Robô Humanoide (Optimus)[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de agosto de 2021, a Tesla anunciou que está trabalhando no desenvolvimento de um "robô humanoide", o Optimus. Segundo Elon Musk, o objetivo da tecnologia é eliminar trabalhos perigosos, ou maçantes, para humanos. Para andar, ele terá a mesma tecnologia de direção semiautônoma, sem a necessidade de motorista, dos carros da Tesla. O robô vai usar inteligência artificial e terá várias câmeras para poder analisar o terreno e ver obstáculos. Ele poderá chegar a 8 km/h de velocidade, terá 1,73 metros de altura e pesará 57 kg. Além disso, poderá carregar até 20 kg de carga. Em sua cabeça haverá uma tela, como a de um celular ou computador, para transmitir informações. Suas mãos lembrarão as humanas (com 5 dedos), e o Optimus terá 40 atuadores eletromecânicos. Musk garantiu que seu futuro robô será "do bem". De acordo com o bilionário, ele será "amigável" e construído de forma que, em qualquer situação, "você possa fugir dele e desligá-lo". Apesar da expectativa de sua primeira aparição, o Optimus ainda não existe. Durante a apresentação, uma pessoa vestida de robô subiu ao lado de Musk para demonstrar algumas danças, porém, segundo CEO da Tesla, ele terá um protótipo inicial até 2022.[28] Em agosto de 2022, a empresa apresentou um teaser durante reunião com acionistas, é esperado que um protótipo seja apresentado em 30 de setembro de 2022.[29][30]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sua história a empresa foi objeto de diversas críticas e se envolveu em vários processos e controvérsias, referentes a distintos aspectos de sua atuação, tais como violações de direitos trabalhistas, retaliações a ex-funcionários que denunciaram condutas inadequadas da montadora, danos ambientais, poluição, fraudes financeiras e contábeis.[31][32][33][34] Acusações como essas foram feitas tanto por agências reguladoras do governo americano quanto por meios da imprensa como as revistas Bloomberg e Fortune, o jornal Los Angeles Times e o sitio jornalístico Vox.[35][36] Algumas envolveram ações ou declarações do CEO, Elon Musk.[37] Também se levantaram questionamentos sobre a qualidade dos produtos da empresa, pelos recorrentes recalls e acidentes causados por defeitos técnicos em que veículos Tesla estiveram envolvidos.[38][39]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Martin Lamonica (21 de setembro de 2009). «Tesla Motors founders: Now there are five». CNET. Consultado em 12 de setembro de 2018 
  2. TED | [Exclusive] Elon Musk: A future worth getting excited about | Tesla Texas Gigafactory interview (em inglês), Youtube | TED, consultado em 15 de agosto de 2022 
  3. a b c d e «2021 Annual Report (Form 10-K)» (em inglês). Tesla. Consultado em 15 de agosto de 2022 – via SEC 
  4. Hirsch, Jerry. Elon Musk: Model S not a car but a 'sophisticated computer on wheels'. Los Angeles Times. 19/03/2015 [cited 04/10/2016].
  5. Tesla delivers Model X electric SUV to take on luxury carmakers. Reuters. 30/09/2015 [cited 10/04/2016].
  6. Premium Electric Vehicles. Tesla Motos. [cited 04/10/2016].
  7. «Tesla estreia entre as 10 marcas automotivas mais valiosas» 
  8. Ferreira, João Vitor (3 de janeiro de 2022). «Sucesso na Europa, Tesla bate recorde vendas em 2021». Quatro Rodas. Consultado em 13 de junho de 2022 
  9. «Tesla Gigafactory | Tesla». Tesla. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  10. «Tesla vai abrir a sua primeira fábrica na Europa» 
  11. «Tesla holds 'Giga Fest' at disputed German factory». France 24 (em inglês). 9 de outubro de 2021. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  12. a b «Tesla's Berlin Gigafactory is finally shipping out cars after a 265-day delay». Business Insider (em inglês). 22 de março de 2022. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  13. «Tesla Giga Berlin's delays are shining a light on Germany's slow approval processes». TESLARATI (em inglês). 11 de fevereiro de 2022. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  14. «Tesla to win approval for $5.5 billion Berlin gigafactory on Friday». Reuters (em inglês). 3 de março de 2022. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  15. «Tesla: Elon Musk opens delayed 'gigafactory' in Berlin». BBC News (em inglês). 22 de março de 2022. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  16. «Elon Musk breaks out the dance moves as he opens new Tesla factory in Germany». CNBC (em inglês). 22 de março de 2022. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  17. «Tesla shows a prototype of its ventilator made from EV parts» (em inglês). 7 de abril de 2020 
  18. «Tesla ultrapassa GM em valor de mercado e se torna montadora mais valiosa dos EUA» 
  19. «Tesla supera pela primeira vez os U$100 bilhões em valor de mercado» 
  20. «Tesla supera Ford e General Motors, juntas, em valor de mercado» 
  21. «Car stock racing» 
  22. «As Tesla Earnings Arrive, Bulls and Bears Continue to Spar» 
  23. «Tesla é o iPhone dos veículos elétricos ou só mais uma empresa de automóveis?» 
  24. 2,4 segundos. Tesla acelera carro mais rápido do mundo
  25. «Tesla Unveils Model X at Its Southern California Design Studios». Wheels Blog. Consultado em 11 de maio de 2016 
  26. «Baterias de energia solar em sua casa? A Tesla promete mudar o mundo». Jornal Expresso. Consultado em 12 de maio de 2016 
  27. «Tesla Supercharger». Consultado em 12 de maio de 2016 
  28. «'Robô humanoide' da Tesla é anunciado por Elon Musk; veja como funciona». G1. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  29. «Tesla Optimus Humanoid Robot Teased During Shareholder Meeting». InsideEVs (em inglês). 5 de agosto de 2022. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  30. «Robô humanoide Tesla Optimus é antecipado durante reunião de acionistas». InsideEVs Brasil. 7 de agosto de 2022. Consultado em 15 de agosto de 2022 
  31. Wodinsky, Shoshana (29 de março de 2021). «Depois de ameaçar funcionários por Twitter, Elon Musk é condenado por violar lei trabalhista». Gizmodo. Consultado em 13 de junho de 2022 
  32. «4 mil trabalhadores negros denunciam racismo na Tesla, de Musk, diz jornal». Universo Online. 26 de abril de 2022. Consultado em 13 de junho de 2022 
  33. Russ, Mitchell (23 de fevereiro de 2022). «After years of pollution violations, Tesla is fined $275,000 by the EPA». Los Angeles Times. Consultado em 13 de junho de 2022 
  34. «Agência reguladora dos EUA acusa Musk de fraude na Bolsa». Deutsche Welle. 28 de setembro de 2018. Consultado em 13 de junho de 2022 
  35. «EUA amplia investigação da Tesla por colisões com veículos de emergência». IstoÉ. 9 de junho de 2022. Consultado em 13 de junho de 2022 
  36. «Tesla's reports left out hundreds of injuries, California regulator says». Los Angeles Times. 6 de março de 2020. Consultado em 13 de junho de 2022 
  37. «Elon Musk nega ataques de fúria e afirma que dá "feedback claro e sincero"». Terra (empresa). 12 de julho de 2021. Consultado em 13 de junho de 2022 
  38. Kercher, Sofia (23 de fevereiro de 2022). «10 recalls em 4 meses: o que pode estar por trás dos frequentes anúncios da Tesla». CNN Brasil. Consultado em 13 de junho de 2022 
  39. Favoretto, Rodrigo (20 de maio de 2022). «Acidente com três mortes coloca Autopilot do Tesla na mira das autoridades». IstoÉ. Consultado em 13 de junho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]