Área de Livre-Comércio entre a Associação de Nações do Sudeste Asiático e a China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
  Membros da ALCAC.

A Área de Livre Comércio entre a Associação de Nações do Sudeste Asiático e a China, que pode ser abreviada para ALCAC (em inglês: ASEAN–China Free Trade Area, ACFTA; chinês simplificado: 中国―东盟自由贸易区; chinês tradicional: 中國─東盟自由貿易區; pinyin: Zhōngguó Dōngméng Zìyóu Màoyì Qū; em vietnamita: Khu vực mậu dịch tự do Trung Quốc – ASEAN), é uma zona de livre comércio entre os dez Estados-membros da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ANSA/ASEAN) e a República Popular da China. O acordo foi firmado em 4 de novembro de 2002 em Phnom Penh, Camboja, com a intenção de criar um espaço de livre comércio entre os onze países a partir de 2010.[1] [2] A área de livre comércio entrou em vigor em 1 de janeiro de 2010.[3] [4] Ela é a maior em termos de população e a terceira em volume.[5] [6]

Signatários[editar | editar código-fonte]

Os membros da Associação de Nações do Sudeste Asiático e a República Popular da China tinham um produto interno bruto nominal total combinado de aproximadamente $ 6 trilhões em 2008.[nota 1] [7] A zona de livre comércio teve o terceiro maior volume de comércio depois do Espaço Econômico Europeu e do Acordo de Livre Comércio da América do Norte.[6]

Bandeira País Capital Área (km²) População
(2008, a menos que se indique o contrário)
PIB (nominal)
(em bilhões USD, 2008, FMI)
Moeda Idiomas oficiales
Brunei Brunei Bandar Seri Begauão 5,765 490,000 19.7 Dólar de Brunei Malaio
Myanmar Mianmar Naipidau 676,578 50,020,000 26.2 Quiat Birmanês
Camboja Camboja Pnum Pen 181,035 13,388,910 11.3 Riel Cambojano
Indonésia Indonésia Jacarta 1,904,569 230,130,000 511.8 Rupia indonésia Indonésio
Laos Laos Vientiane 236,800 6,320,000 5.4 Kip laociano Laociano
Malásia Malásia Cualalampur 329,847 28,200,000 221.6 Ringgit Malaio
Filipinas Filipinas Manila 300,000 92,226,600
(2007)
166.9 Peso filipino Filipino, Inglês
Singapura Singapura Cidade de Singapura 707.1 4,839,400
(2007)
181.9 Dólar de Singapura Malaio, Mandarim (Huayu), Inglês, Tamil
Tailândia Tailândia Bancoque 513,115 63,389,730
(2003)
273.3 Baht Tailandês
Vietname Vietnã Hanoi 331,690 88,069,000 89.8 Dong Vietnamita
República Popular da China China Pequim 9,640,821 1,338,612,968
(2009)
4,327.4 Renminbi Mandarim (Putonghua)

Associação de Nações do Sudeste Asiático[editar | editar código-fonte]

Os membros da ANSA têm um população combinada superior a 580 milhões de habitantes e uma economia combinada superior à da Índia.[7] Indonésia conta com mais de 40% da população da região, e os indonésios são os maiores opositores ao acordo.[8] [9]

República Popular da China[editar | editar código-fonte]

A China propôs pela primeira vez a ideia de uma zona de livre comércio em novembro de 2000.[10] Ela já superou os Estados Unidos como o terceiro maior sócio comercial da ANSA, depois do Japão e da União Europeia, quando a zona entrou em vigor.[11] Entre 2003 e 2008, o comércio com a ANSA cresceu de 59,6 bilhões de dólares para 192,5 bilhões de dólares.[6] Também espera converter-se no maior exportador do mundo em 2010.[8]

Marco do Acordo[editar | editar código-fonte]

O marco do acordo foi firmado em 4 de novembro de 2002 em Phnom Penh por onze chefes de governo.[1]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Equivalente a US$11,4 trilhões por PPC em 2008.

Referências

  1. a b "Framework Agreement on Comprehensive Economic Co-Operation Between ASEAN and the People's Republic of China", ASEAN, 5 November 2002. Página visitada em 1 January 2010.
  2. de Castro, Isagani. "'Big brother' China woos ASEAN", Asia Times Online, 6 November 2002. Página visitada em 1 January 2010.
  3. "China-Asean Trade Deal Begins Today", Jakarta Globe, 1 January 2010. Página visitada em 1 January 2010.
  4. Chan, Fiona. "Asean-China FTA to kick off", The Straits Times, 31 December 2009. Página visitada em 1 January 2010.
  5. Walker, Andrew. "China and Asean free trade deal begins", BBC News, 1 January 2010. Página visitada em 1 January 2010.
  6. a b c Gooch, Liz. "Asia Free-Trade Zone Raises Hopes, and Some Fears About China", The New York Times, 31 December 2009. Página visitada em 1 January 2010.
  7. a b Brown, Kevin. "Biggest regional trade deal unveiled", Financial Times, 1 January 2010. Página visitada em 1 January 2010.
  8. a b Ten Kate, Daniel. "Free-trade agreement between China, ASEAN grouping comes into force", The China Post, 1 January 2010. Página visitada em 1 January 2010.
  9. Coates, Stephen. "ASEAN-China open free trade area", 31 December 2009. Página visitada em 1 January 2010.
  10. Asmoro, Andry. "ASEAN-China free trade deal: Let's face the music", The Jakarta Post, 23 December 2009. Página visitada em 1 January 2010.
  11. Moore, Michael. "China and South East Asia create huge free trade zone", The Daily Telegraph, 30 December 2009. Página visitada em 1 January 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]