Arquidiocese de Belém do Pará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Arquidiocese de Belém do Pará
Archidiœcesis Belemensis de Pará
Catedral Metropolitana de Belém
Localização
País Brasil
Dioceses Sufragâneas Diocese de Abaetetuba
Diocese de Bragança do Pará
Diocese de Castanhal
Diocese de Macapá
Diocese de Marabá
Diocese de Óbidos
Diocese de Ponta de Pedras
Diocese de Santarém
Diocese de Santíssima Conceição do Araguaia
Diocese de Cametá
Prelazia de Marajó
Prelazia de Itaituba
Prelazia do Xingu
Estatísticas
Área 2,082 km²
Informação
Rito Romano
Criação da Diocese 4 de março de 1720
Elevação a Arquidiocese 1 de maio de 1906
Padroeiro Santa Maria de Belém
Governo da Arquidiocese
Arcebispo Alberto Taveira Corrêa
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
(Região Norte 2)
Contatos
Endereço Av. Gov. José Malcher, 915
Página Oficial www.arquidiocesedebelem.com.br

A Arquidiocese de Belém do Pará (Archidioecesis Belemensis de Pará) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil. É a sé metropolitana da Província Eclesiástica de Belém do Pará. Pertence ao Conselho Episcopal Regional Norte II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. A arquiepiscopal está na Catedral Metropolitana de Belém, na cidade de Belém, no Estado do Pará.

História[editar | editar código-fonte]

A Diocese de Belém do Pará (Dioecesis Belemensis de Para) foi ereta canonicamente pelo Papa Clemente XI, por meio da bula Copiosus in Misericordia, de 4 de março de 1719, a partir de território desmembrado da então Diocese do Maranhão, a pedido de Dom João V.

A diocese foi elevada à dignidade de arquidiocese e sé metropolitana a 1º de maio de 1906 por São Pio X, com a bula Sempiternum Humani Generis, juntamente com a Diocese de Mariana, precedidas somente pelas de São Salvador da Bahia (1551), e de São Sebastião do Rio de Janeiro (1575).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Hoje, a arquidiocese conta com uma população aproximada de 2.301.115 milhões de habitantes, com 82% de católicos. O território da arquidiocese é de 3.566,079 km.2, organizada em 73 paróquias.

A arquidiocese abrange os seguintes municípios: Belém, Ananindeua, Benevides, Marituba e Santa Bárbara do Pará.

Bispos e arcebispos[editar | editar código-fonte]

# Nome Período Notas
Arcebispos
10º Dom Alberto Taveira Corrêa 2009 - atualidade Nomeado no dia 30.12.2009[1] .
Dom Orani João Tempesta, O. Cist. 2004 - 2009 Foi nomeado arcebispo do Rio de Janeiro.
Dom Vicente Joaquim Zico, CM 1990 - 2004 Arcebispo emérito. Renunciou por limite de idade.
Dom Alberto Gaudêncio Ramos 1957 - 1990 Renunciou por limite de idade.
Dom Mário de Miranda Vilas-Boas 1944 - 1956 Foi nomeado arcebispo coadjutor de Salvador.
Dom Jaime Cardeal de Barros Câmara 1941 - 1943 Foi nomeado arcebispo do Rio de Janeiro.
Dom Antônio de Almeida Lustosa, SDB 1931 - 1941 Foi nomeado arcebispo de Fortaleza.
Dom João Irineu Joffily 1924 - 1931 Renunciou.
Dom Santino Maria da Silva Coutinho 1906 - 1923 Foi nomeado arcebispo de Maceió.
Dom José Marcondes Homem de Melo 1906 Renunciou, e foi nomeado bispo de São Carlos.
Bispos diocesanos
13º Dom Francisco do Rego Maia 1901 - 1906 Renunciou, recebeu o título pessoal de arcebispo.
12º Dom Antônio Manoel de Castilho Brandão 1894 - 1901 Foi nomeado bispo de Alagoas.
11º Dom Jerônimo Tomé da Silva 1890 - 1893 Foi nomeado arcebispo de Salvador.
10º Dom Antônio de Macedo Costa 1860 - 1890 Foi nomeado arcebispo de Salvador.
Dom José Afonso de Moraes Torres, CM 1844 - 1857 Renunciou.
Dom Romualdo de Souza Coelho 1820 - 1841 Faleceu.
Dom Manuel de Almeida de Carvalho 1790 - 1818 Faleceu.
Dom Frei Caetano Brandão, Terceira Ordem Regular de São Francisco 17821790 Foi nomeado arcebispo de Braga.
Dom Frei João Evangelista Pereira da Silva, Terceira Ordem Regular de São Francisco 1771 - 1782 Faleceu.
Dom João de São José de Queirós da Silveira, OSB 1760 - 1763 Renunciou por ordem régia.
Dom Frei Miguel de Bulhões e Sousa, OP 1748 - 1760 Foi nomeado bispo de Leiria.
Dom Guilherme de São José António de Aranha 1738 - 1748 Renunciou.
Dom Frei Bartolomeu do Pilar, O. Carm. 1720 - 1733 Faleceu.
Bispos auxiliares
Mons. Irineu Roman, CSJ 2013 - atualidade Bispo auxiliar
Dom Teodoro Mendes Tavares, CSSp 2011 - atualidade Bispo auxiliar[2]
Dom Carlos Verzeletti 1996 - 2004 Bispo auxiliar. Foi nomeado 1º bispo de Castanhal.
Dom Tadeu Henrique Prost, OFM 1962 - 1992 Bispo auxiliar. Renunciou por limite de idade.
Dom Alano Maria Pena, OP 1975 - 1976 Bispo auxiliar. Foi nomeado prelado coadjutor de Marabá.
Dom Milton Corrêa Pereira 1962 - 1967 Bispo auxiliar. Foi nomeado bispo de Garanhuns.


Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

A presente linha do tempo percorre o período compreendido entre 1676, início do pontificado de Inocêncio XI, até a data atual. Faz-se a correspondência dos períodos de governo dos bispos e arcebispos de Belém do Pará, com os períodos dos papados e dos governos do Brasil.

Papa Francisco Papa Bento XVI Papa João Paulo II Papa João Paulo I Papa Paulo VI Papa João XXIII Papa Pio XII Papa Pio XI Papa Bento XV Papa Pio X Papa Leão XIII Papa Pio IX Papa Gregório XVI Papa Pio VIII Papa Leão XII Papa Pio VII Papa Pio VI Papa Clemente XIV Papa Clemente XIII Papa Bento XIV Papa Clemente XII Papa Bento XIII Papa Inocêncio XIII Papa Clemente XI Dilma Rousseff Luiz Inácio Lula da Silva Fernando Henrique Cardoso Itamar Franco Fernando Collor de Mello José Sarney Regime Militar de 1964 João Goulart Jânio Quadros Juscelino Kubitschek de Oliveira Nereu de Oliveira Ramos Carlos Luz João Café Filho Getúlio Vargas Eurico Gaspar Dutra José Linhares Vargas República Velha Pedro II do Brasil Período regencial Pedro I do Brasil João VI de Portugal Maria I de Portugal José I de Portugal João V de Portugal Alberto Taveira Corrêa Orani João Tempesta Vicente Joaquim Zico Alberto Gaudêncio Ramos Mário de Miranda Vilas-Boas Jaime de Barros Câmara Antônio de Almeida Lustosa João Irineu Joffily Santino Maria da Silva Coutinho José Marcondes Homem de Melo Francisco do Rego Maia Antônio Manoel de Castilho Brandão Jerônimo Tomé da Silva Antônio de Macedo Costa José Afonso de Moraes Torres Romualdo de Souza Coelho Manuel de Almeida de Carvalho Caetano Brandão João Evangelista Pereira da Silva João de São José de Queirós da Silveira Miguel de Bulhões e Sousa Guilherme de São José António de Aranha Bartolomeu do Pilar

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BAENA, Antônio Ladislau Monteiro(1782-1850). Compêndio das eras da Província do Pará. Belém: Universidade Federal do Pará, 1969. 395 p.
  • GARDEL, Luis D. Les Armoiries Ecclésiastiques du Brésil (1551-1962). Rio de Janeiro, 1963.
  • GUIA histórico e catálogo da Arquidiocese de Belém. Belém, 1982. 45 p.
  • PINTO, Antônio Rodrigues de Almeida. O bispado do Pará. In: Annaes da Bibliotheca e Archivo Publico do Pará. Tomo V. Belém: Instituto Lauro Sodré, 1906.
  • RAMOS, Alberto Gaudêncio. Cronologia eclesiástica do Pará. Belém: Falângola, 1985. 305 p.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Small Mitre.svg Arquidioceses Católicas do Brasil Bandeira do Brasil
Aparecida | Aracaju | Belém do Pará | Belo Horizonte | Botucatu | Brasília | Campinas | Campo Grande | Cascavel | Cuiabá | Curitiba | Diamantina | Feira de Santana | Florianópolis | Fortaleza | Goiânia | Juiz de Fora | Londrina | Maceió | Manaus | Mariana | Maringá | Montes Claros | Natal | Niterói | Olinda e Recife | Palmas | Paraíba | Passo Fundo | Pelotas| Porto Alegre | Porto Velho | Pouso Alegre | Ribeirão Preto | Santa Maria | São Luís do Maranhão | São Paulo | São Salvador da Bahia | São Sebastião do Rio de Janeiro | Sorocaba | Teresina | Uberaba | Vitória do Espírito Santo | Vitória da Conquista