Bom Jardim (Fortaleza)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bairro Bom Jardim)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde março de 2011).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

Bom Jardim é um bairro de Fortaleza, capital do estado do Ceará.[1]

Situa-se no sudoeste de Fortaleza e faz divisa com o bairro do Conjunto Ceará, Siqueira, Bom Sucesso e com o município de Caucaia. Lá moram 204.281 mil habitantes(Censo 2010 IBGE) - considerado o bairro mais populoso de Fortaleza - e é dividido em cinco bairros (Siqueira, Canindezinho, Granja Lisboa, Granja Portugal e Bom Jardim)Recentemente o bairro foi escolhido pelo Ministério da Justiça para se tornar um "TERRITÓRIO DA PAZ" através do Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania). Muitas são as instituições que exercem trabalho dentro da comunidade dentre eles podem ser citadas: 'Movimento de Saúde Mental Comunitária do Bom Jardim, o Centro Cultural do Bom Jardim, ABC, CRAS Bom Jardim,IGUC-Instituto de Grupos Unidos do Ceará e muitas outras.

POVOAMENTO

Segundo moradores mais antigos, foi mais precisamente no ano de 1961 que surgiram as primeiras famílias residentes no bairro. Até então o bairro era uma grande fazenda, na qual foi loteada pelo empresário João Gentil. A oferta tentadora de terrenos a preços baixos fez com que diversas famílias de bairros diferentes adquirissem lotes. A rua Oscar Araripe foi a primeira via aberta e hoje é o principal corredor do bairro.

DÉCADA DE 70/80

Foi no final da década de 70 que o bairro começou a crescer de maneira desproporcional. Os terrenos ainda eram baratos, em relação aos demais bairros da capital. Com o crescimento desordenado, surgiram as primeiras favelas. Já no final dos anos 80 o bairro começava a sentir falta das ações do poder público. Poucas escolas, nenhum hospital, falta de saneamento e segurança precária fizeram com que a onda de violência tomasse conta de toda a área.

DIAS ATUAIS

A partir do final dos anos 90 o bairro já figura nas páginas dos jornais como um dos mais violentos da capital. Ações governamentais são prometidas mas nenhum resultado concreto faz com que os índices de mortalidade de jovens sejam grandes.




Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.