Capitão Planeta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Captain Planet and the Planeteers
Capitão Planeta (BR)
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Duração 30 minutos
Criador(es) Ted Turner
País de origem Estados Unidos Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es) Jim Duffy
Produtor(es) Larry Houston, Andy Heyward, Robby London, Barbara Y.E. Pyle, Nicholas Boxer, Will Meugniot, Cassandra Schafhausen, Thom Beers, Lisa A. Salamone
Tema de abertura Instrumental
Tema de
encerramento
Instrumental
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos TBS
Transmissão original 15 de setembro de 199011 de maio de 1996
N.º de temporadas 6
N.º de episódios 113 [1]

Capitão Planeta (no original em inglês Captain Planet And The Planeteers) é um super-herói criado no começo dos anos 1990 pelo empresário americano Ted Turner como uma forma de alerta e interação para com seus telespectadores, que em sua maioria são crianças e adolescentes.[2]

No Brasil, a animação estreou em 1991 na Rede Globo pelo programa Xou da Xuxa, na TV Colosso em 1993, no Cartoon Network e estava sendo exibida pelo canal Futura e Tooncast.

A série foi vendida para mais de 100 países.[1]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Heróis[editar | editar código-fonte]

Estes são os que fazem o bem, ou seja, contribuem para o equilíbrio do meio ambiente.

  • Capitão Planeta (Captain Planet): o super-herói da série, o Capitão Planeta surge após a combinação dos poderes dos cinco Protetores - terra, fogo, vento, água e coração - com sua frase introdutória "Pela união de seus poderes, eu sou o Capitão Planeta!". Ele obtém forças a partir dos elementos naturais e enfraquece ao ser exposto a poluentes de qualquer tipo. Sua aprência física - cabelos verdes, emblema do globo terrestre dourado no peito, botas e luvas vermelhas, olhos azuis e pele cristalina - é um amálgama consistente dos elementos componentes da natureza do mundo. Ele tem consciência de que não pode resolver os problemas ecológicos eternamente. Ele sempre faz questão de dizer que todos devem fazer sua parte aceitando suas responsabilidades em relação ao futuro da Terra, por essa razão ele sempre encerra sua participação em cada episódio com sua frase-lema "O poder é de vocês!", lembrando que as pessoas têm o poder e a atitude para mudar o mundo.
    Poder: todos os poderes relativos à natureza.
    Representa: a Terra.
  • Gaia: Gaia, o espírito da Terra segundo a mitologia grega, é a protetora do planeta. Foi ela quem levou os 5 Protetores para sua casa na Ilha da Esperança, único lugar que ela se consegue materializar na sua forma humana, para que pudessem ajudá-la em sua luta para salvar a Terra. Gaia usa um vestido lilás longo e esvoaçante com sandálias prateadas. Enquanto cada um dos Protetores representa uma cultura específica, Gaia é uma mistura de todas: sua pele morena, cabelos lisos pretos e olhos azuis evidenciam que ela é uma miscigenação das quatro grandes etnias ("vermelha" dos indígenas das Américas, negra da África, branca da Europa e "amarela" da Ásia) que compõem a humanidade.
    Poder: interação telepática e empatia espiritual para com as pessoas, principalmente as de coração puro.
    Representa: toda a espécie humana.
  • Kwame: oriundo de Gana, o africano Kwame é o conservador do grupo. Ele viu florestas se transformarem em desertos e a vida selvagem desaparecer. Ele faz de tudo com seus poderes para salvar espécies em extinção pelo mundo. Kwane oferece uma grande convicção e firmeza para os outros Protetores. Apesar de ser o mais quieto, em vários momentos assume a liderança do grupo. Costuma ter decisões séries, mas conta com um senso de humor apurado e mantém sempre uma linha de raciocínio definida.
    Poder: seu elemento é a Terra. Ele pode criar pequenos terremotos, mover rochas para abrir fendas no chão, criar pequenas ilhas no meio do oceano movimentando a terra e mudar a terra para um estado mais sólido (como rocha) ou "liquefeito" (como lama).
    Representa: a esperança de um mundo melhor.
  • Joey Wheeler: normalmente referido apenas por Wheeler, é um jovem impulsivo de cabelos ruivos nascido no Brooklyn, zona periférica de Nova Iorque, nos Estados Unidos, sempre bem-humorado e muitas vezes atrapalhado. Adora fazer piadas dos outros Protetores e enfrenta os vilões sem medo. Normalmente, ele é o que tem menor conhecimento quando o assunto é ecologia, muitas vezes não entende algumas situações. Está quase sempre flertando com Linka, que corresponde algumas vezes, apesar de quase sempre o achar muito imaturo em suas atitudes. Diferente dos outros Protetores, que trajam bermudas, Wheeler veste calças jeans compridas.
    Poder: Wheeler tem o poder do Fogo, podendo usar seu anel para criar algumas pequenas chamas, esquentar objetos metálicos e iluminar locais escuros.
    Representa: a convivência humana com as grandes metrópoles.
  • Linka: a menina cerebral do grupo, de cabelos loiros. Sua nacionalidade é tida como sendo originária da União Soviética, apesar da série ser exibida já com a desintegração dos vários países que a formavam. Ela é analítica, com grande conhecimento em computadores e componentes eletrônicos em geral. Com temperamento muitas vezes explosivo, é a que normalmente usa a lógica nas situações. Quase sempre despista os avanços de Wheeler, apesar de sentir ciúmes do americano em várias oportunidades. Linka muitas vezes encara a situação humana à frente da ecológica, tomando as decisões mais frias do grupo.
    Poder: seu elemento é o Vento. Ela pode mudar a direção da corrente de ar, além de provocar pequenos tornados.
    Representa: o uso ético e responsável da ciência e tecnologia em favor do mundo.
  • Gi (às vezes tem seu nome grafado como Gee): de origem asiática (Tailândia), mistura um estilo refinado com alta tecnologia. Estudante de biologia marinha em geral, é especialista em espécies de seres vivos e ecossistemas do fundo do mar. Sendo a mais atlética do grupo, adora surfar. Seu animal favorito é o golfinho. Tem facilidade de lidar com as pessoas e é fã de rock 'n roll.
    Poder: o elemento não poderia ser outro que não a Água. Ela pode controlar pequenas quantidades líquidas, criar ondas, redemoinhos ou mesmo dar formas à água.
    Representa: a empatia para com os animais e ecossistemas.
  • Ma-Ti: o sul-americano do grupo é também o mais jovem. Apesar de não revelado oficialmente durante a série, sua nacionalidade provavelmente seja a brasileira, já que ele faz parte de uma tribo dos índios caiapós. Possui vasto conhecimento no ecossistema de florestas tropicais, principalmente plantas exóticas. É amigo dos animais e possui como mascote um macaco-prego chamado Suchi. É o mais sentimental do grupo e o que recebe maior atenção de Gaia.
    Poder: possuindo o poder mais abstrato do grupo, o Coração, Ma-Ti pode se comunicar com animais através de telepatia. Apesar de raramente usar contra humanos, ele também pode fazer uma pessoa ser mais "bondosa" através de seu anel.
    Representa: a sabedoria dos povos e culturas humanas.

Vilões[editar | editar código-fonte]

Estes são os que fazem o mal, ou seja, espalham poluição e destruição pelo mundo, portanto sendo inimigos diretos do Capitão Planeta e os Protetores.

  • Zarm: o principal inimigo de Gaia e do Capitão Planeta. Ele é, assim como Gaia, um espírito planetário, porém destruidor e maligno - em contraste com Gaia, Zarm pode se manifestar fisicamente aonde bem quiser. Ele devastou inúmeros mundos pelo universo afora e tentou fazer o mesmo com a Terra, onde acabou derrotado e expulso por Gaia. Com sua maldade e escuridão ele tenta de tudo para consumar o lado mau da espécie humana a fim de que esta destrua a si mesma e seu próprio mundo. Normalmente aparece disfarçado para enganar as pessoas ao seu redor, mas também se caracteriza em sua real aparência, tendo um porte muscular com longos cabelos negros e um tipo de armadura imperial que lhe confere uma pose majestosa. Sua corrupção e sede de poder não possuem limites. No episódio 15, "O Conquistador", Zarm tenta corromper os Protetores para que abandonassem os anéis dados por Gaia e lhes ofereceu as Luvas do Poder, muito mais poderosas. Ma-Ti foi o único que desconfiou e recusou a oferta, o que salvou a vida de Gaia.
    Representa: guerras, caos e a escuridão interior dos seres vivos.
  • Porco Greedly (Hoggish Greedly): este vilão ganancioso (isso se evidencia pelo seu nome) causa muito sofrimento à Terra. Ele possui todas as maneiras asquerosas de um autêntico suíno (completo com modo de vida, hábitos e até os grunhidos) e adora devorar recursos preciosos (em mais ênfase não-renováveis como petróleo e minerais). Veste-se na maioria das vezes com uma roupa "operacional" muito larga e ensebada com gravata azul e botas grossas. Seu capanga-mor é Rigger, um homem magro de aspecto nojento, queixo e dentes proeminentes que veste roupas de punk, boné de baseball, calças de suspensórios e botas estreitas.
    Representa: o perigo da industrialização gananciosa e sem controle.
  • Drª. Blight: cientista cruel que se empenha em criar novas toxinas, monstruosidades biológicas, espalhar a poluição e outras que envolvam seu intelecto, e tudo isso lhé dá o nome "blight" ("podre" em inglês). Por falar em intelecto, Blight possui como ajudante o supercomputador chamado M.A.L., cuja inteligência artificial é puramente voltada para o mal. Ela veste um tipo de "jumpsuit" cor-de-rosa justo ao corpo, botas finas e um cinto de utilitários, além de um pequeno topete desbotado que lhe cai sobre um dos olhos para esconder tal parte do rosto desfigurada por queimaduras de ácido em experiências anteriores.
    Representa: o uso mau e sem ética da ciência e tecnologia.
  • Looten Plunder: ele adora dinheiro mais que tudo. Sempre vestindo elegantes ternos geralmente feitos de pelagem animal e com cabelos presos em rabo-de-cavalo, este obscuro magnata se utiliza de fazer o mal de forma mais ampla aos seres vivos em sua viciante busca financeira: seja ameaçando animais e vegetais até mesmo contratar serviços mercenários para eliminar todos, de pessoas a governos, que ousem cruzar seu caminho. Ele vive em fortalezas móveis de alta tecnologia que devastam tudo o que existir pela frente. Seu mercenário assecla Argos Bleak adora executar qualquer serviço sujo para seu chefe - e para ser bem pago também. Numa curiosidade, o nome "looten plunder" traduz-se em português como "pilhagem e roubo".
    Representa: o capitalismo desenfreado.
    • Argos Bleak - Principal capanga e líder do exército particular de Looten Plunder. No episódio "The Predator", ele aparece sozinho, tentando enganar a população de Florida Keys afirmando ser o Tubarão-Elefante um animal mortífero para humanos. Barbara Plye e Nick Boxer, co-produtores da série, confirmaram que Bleak é fruto de uma miscigenação, sendo filho de um pai sul-africano com uma mãe australiana e tendo sido educado na Inglaterra, levando ao desenvolvimento do seu sotaque.
  • Dr. Duke Nukem: um homem "revestido" com pedras radioativas douradas. Aliás, radiação é o que ele mais gosta. Ele está sempre em busca deste tipo de material não só para consumir e ficar mais forte mas também para contaminar a Terra com sua radiação. Ele se veste com roupas de turista havaiano e gosta principalmente de "banhos" de radiação. Seu capanga Roupa-de-Chumbo (Plumb Suit) é normalmente um covarde que se assusta com o poder de seu chefe.
    Representa: os perigos da energia nuclear.
  • Verminoso Escória (Verminous Scum): vilão que personifica a falta de saneamento público e crescimento urbano desplanejado. Ele é literalmente um rato humanóide, que vive nos imundos esgotos subterrâneos das grandes cidades. Ele gosta de poluir utilizando principalmente materiais de esgotos e não pensará duas vezes em lançar hordas de ratos, lixo e produtos químicos nocivos para fora de seus domínios. Veste roupas velhas e acabadas, compostas de um traje roxo imundo com capuz vermelho. Não possui um capanga secundário fixo.
    Representa: os problemas gerados pela falta de saneamento público e expansão urbana e criminal sem limite.
  • Matreiro (Sly Sludge): como seu nome sugere, ele possui uma astúcia enorme para fazer mal ao mundo. Ele lida principalmente com lixo e produtos tóxicos, fingindo tratar dos mesmos com seriedade mas na realidade costuma despejar toda a sujeira em rios, lagos, florestas e outros ambientes naturais; não havendo onde se desfazer do lixo, ele o queima a céu-aberto sem se importar com o risco de ele se transformar em chuva ácida. De forma similar ao Porco Greedly, Matreiro visa entrar e sair de cena sem ser focado pelas autoridades locais e menos ainda pelos Protetores. Veste-se usualmente com um tipo de uniforme de operário, com cabelos alongados para trás e uma barriga enorme. Seu parceiro Sujão (Ooze) não passa de um trapalhão chorão e incompetente.
    Representa: o descaso e a indiferença quanto ao lixo urbano.
  • Capitão Poluição (Captain Pollution): este "doppelgänger corrupto" é um tipo de contraparte poluída do Capitão Planeta, combinando os poderes poluentes dos anéis malignos criados por Blight para ela mesma, Dr. Duke Nukem, Matreiro, Verminoso Escória e Looten Plunder - ele tem sua própria frase introdutória "Pela união de seus poderes poluidores, eu sou o Capitão Poluição!", contrária ao Capitão Planeta. Tais anéis - Super-Radiação (contraparte do Fogo, portado por Duke Nukem), Desmatamento (contraparte da Terra, portado por Looten Plunder), Fumaça (contraparte do Vento, portado por Matreiro), Tóxicos (contraparte da Água, portado por Verminoso Escória) e Ódio (contraparte do Coração, portado pela Dra.Blight), respectivamente - são contrapartes malignas dos anéis dos Protetores (que Blight roubou e a partir deles criou as cópias). Em uma inversão plena ao herói, o Capitão Poluição se fortalece com poluidores tóxicos e enfraquece com os elementos puros do planeta.
    Representa: a destruição global.

Dublagem[editar | editar código-fonte]

A dublagem foi realizada no estúdio carioca Herbert Richers.

Personagem Brasil Voz
Capitão Planeta Ricardo Schnetzer
Gaia Francis Clay (1ª temporada), Lina Rossana (2ª temporada em diante)
Kwame Ettore Zuim
Wheeler Carlos Marques
Linka Marisa Leal
Gi Iara Riça
Ma-Ti Oberdan Júnior, Cleonir dos Santos (curto trecho em apenas um episódio)
Zarm Leonel Abrantes (episódio "O conquistador"), Garcia Júnior (episódios "Reunião para a salvar a Terra parte I e II" e "Terra arrasada"), Isaac Bardavid (episódio "A máquina dos sonhos")
Porco Greedly Dario Lourenço e Renato Rosenberg
Rigger Paulo Pinheiro e Miguel Rosenberg
Drª Blight Sônia Ferreira (maioria dos episódios) e Ângela Bonatti
M.A.L. Isaac Schneider (mais frequente) e Francisco José (voz com efeito)
Looten Plunder Hércules Fernando (mais frequente), Newton da Matta (apenas na 1ª aparição), Antônio Patiño, Jorge Rosa e Leonel Abrantes
Argos Bleak Mauro Ramos (maioria dos episódios), Mário Monjardim, Isaac Bardavid (episódio "Águas amargas") e Leonel Abrantes
Verminoso Escória Antônio Patiño, Jorge Rosa (mais frequente), Isaac Bardavid e Leonel Abrantes
Dr. Duke Nukem Amaury Costa
Roupa-de-Chumbo Paulo Pinheiro
Matreiro Antônio Patiño
Capitão Poluição Alexandre Moreno
Narração e introdução José Santanna

Adaptação para o cinema[editar | editar código-fonte]

Desde os anos 90 foi cogitado uma adaptação live action do desenho para os cinemas, algo que nunca saiu do papel. Mas recentemente o site americano The Hollywood Reporter relatou que a Sony estaria finalizando uma negociação para obter os direitos da série, que seria produzido por Mark Gordon (produtor de O Patriota), Don Murphy e Susan Montford (produtores de Gigantes de Aço).[3]

Exibição desde 2009[editar | editar código-fonte]

O Canal Futura exibe a série desde o dia 22 de Junho de 2009. O Tooncast também exibe a série em dois horários.

Referências

  1. a b Barbara Pyle, with Ted Turner, creator of Captain Planet and the Planeteers barbarapyle.com. Visitado em 21 de fevereiro de 2013.
  2. Capitão Planeta Captain Planet and the Planeteers - 1990 infantv.com. Visitado em 21 de fevereiro de 2013.
  3. Natália Bridi (27 de Junho de 2013). Capitão Planeta - Sony planeja filme com atores (em português) UOL Omelete. Visitado em 03 de junho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]