Constança de Arles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Constança de Arles
Rainha dos Francos
Reinado 1001 – 1031
Predecessor Berta da Borgonha
Sucessor Matilde da Frísia
Cônjuge Roberto II de França
Descendência
Hugo Magno de França
Henrique I de França
Adélia da França, condessa de Flandres
Roberto I, Duque da Borgonha
Casa Casa de Capeto(por casamento)
Pai Guilherme I da Provença
Mãe Adelaide Branca de Anjou
Nascimento 986
Arles, França
Morte 22/25 de julho de 1032
Melun, França
Enterro Basílica de Saint-Denis, Paris, França


Constança de Arles, ou Constance Proença (c. 986 - 22 ou 25 de Julho de 1032), foi rainha consorte de França, casada com Roberto II de França. Era filha de Adelaide-Branca de Anjou (m. 1026) e de Guilherme I da Provença e Arles (c. 950-993).

Em 1003, casou-se com Roberto II o Pio depois de este ser obrigado a se separar de Berta da Borgonha. Na verdade o rei de França vivia em concubinato com Berta depois de ter repudiado a sua primeira esposa Rosália de Ivrea em 996. Os papas Gregório V e Silvestre II tinham declarado essa união ilegal e ameaçado os amantes de excomunhão. Como, aos 29 anos de idade, dessa união só tivesse nascido um nado-morto, Roberto acabou por ceder à anulação do matrimônio em 1003 e por se casar com Constança de Arles.

No entanto, Constança foi pouco amada na corte devido à influência provençal que a acompanhou e às suas intrigas e crueldade — ela mesma mandou acusar o seu confessor de heresia — e Roberto tentou repudiá-la várias vezes para voltar a casar com Berta da Borgonha, que nunca deixara de amar e de ver. Deste modo a corte desenvolveu duas facções: a de Constança e a de Berta, mas a legítima rainha daria os herdeiros necessários ao reino:

Hugo de Beauvais tentou convencer o rei a repudiar Constança em 1007. A resposta desta foi mandar os cavaleiros de Fulque III, conde de Anjou assassinar o nobre. Em 1008 Roberto deslocou-se a Roma, acompanhado de Berta, para obter permissão para se separar da esposa e casar-se com a sua amada. Constança encorajou os seus filhos a revoltarem-se contra o pai.

A pedido de Constança, o seu filho mais velho Hugo Magno foi coroado rei em 1017, subordinado ao pai, conforme o costume dos primeiros capetianos. Hugo exigiu que o seu pai partilhasse o poder com ele e como aquele não cedesse, rebelou-se em 1025. Morreu subitamente nesse mesmo ano, exilado e fugitivo.

O casal real discordava sobre qual dos dois filhos sobreviventes deveria herdar o trono, mas entretanto a rainha apoiou a rebelião de ambos contra o rei, com Roberto a tomar o ducado da Borgonha e Henrique a tomar Dreux. O rei Roberto II acabaria por ceder aos filhos e conseguiu uma paz até ao fim do seu reinado.

Era conhecida a sua preferência em ver o filho Roberto suceder ao seu marido, mas este último escolheu Henrique, que seria coroado em 1027. Fulbert, bispo de Chartres escreveu uma carta declarando ter sido "intimidado" a não comparecer à consagração de Henrique "pela selvajaria da sua mãe, em quem se deve acreditar quando promete fazer mal."

Aquando da morte do rei, reteve as terras que eram suas por dote e chegou a tentar assassinar o seu filho Henrique, mas a tentativa fracassou e este subiu ao trono. Depois de fugir para a Normandia, o novo rei negociou uma ajuda, armas e homens com o irmão, que conseguiu pressioná-lo a ceder o ducado da Borgonha. Voltou para cercar a mãe em Poissy, mas esta escapou para Pontoise e só se rendeu quando Henrique cercou Puiset e ameaçou assassinar todos os seus habitantes.

Afastada da corte, Constança faleceu em Melun aos 49 anos de idade, a 22 ou 25 de Julho de 1032. Foi sepultada junto ao esposo na igreja da abadia real de Saint-Denis.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • A missing Capetian princess: Advisa, daughter of King Robert II of France, W. Scott Jessee, Medieval Prosopography, 1990
  • Capetian Women, Kathleen D. Nolan, 2003.
  • The Birth of Popular Heresy, R.I. Moore, 1975.
  • Ancestral Roots of Certain American Colonists Who Came to America Before 1700, Frederick Lewis Weis, Linhas 53-21, 101-21, 107-20, 108-21, 128-21, 141-21, 141A-21, 185-2.
  • Genealogia dos condes da Provença (em inglês)
  • Genealogia dos Capetianos (em inglês)
Precedida por:
Berta da Borgonha
Armas da dinastia capetiana
Rainha de França

10031031
Sucedida por:
Matilde da Frísia