Branca da Borgonha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Branca da Borgonha (c.1296 - Pontoise, 29 de Abril de 1326) foi rainha consorte de França e Navarra durante breves meses, através do seu casamento com Carlos IV de França, sucedendo à sua irmã Joana II da Borgonha.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Depois da invasão da Flandres em 1305, o rei Filipe IV de França concedeu Béthune, a primeira cidade a render-se, a Matilde, condessa de Artois e viúva de Otão IV, conde palatino da Borgonha. Para garantir a fidelidade desta, foi organizado o casamento das suas duas filhas, Joana e Branca, com os príncipes Filipe e Carlos, respectivamente, filhos do rei francês. O matrimônio de Carlos com Branca ocorreu em Corbeil, a 20 de Maio de 1308, e deste nasceram:

Em Abril de 1314, no último ano do reinado do seu sogro Filipe o Belo, durante uma visita da sua cunhada Isabel de França foi acusada de adultério com Gautério de Aunay, juntamente com a cunhada Margarida da Borgonha (com Filipe de Aunay), esposa do príncipe Luís de França, no chamado caso da Torre de Nesle. Julgados e condenados por crime de lesa-majestade, a 19 de Abril os irmãos Aunay foram supliciados e executados em praça pública em Pontoise.

As duas princesas tiveram os seus cabelos rapados, um humilhante desfiguramento e marca física do seu crime de adultério. Vestidas de preto, foram conduzidas em uma carruagem coberta de panos negros a Château-Gaillard, em Les Andelys. Ocupando um quarto aberto aos ventos no topo da torre, Margarida foi encontrada morta a 30 de Abril de 1315. Branca ficou aprisionada durante sete anos numa cave da fortaleza.

Depois da morte dos dois irmãos de Carlos IV, sem deixarem um herdeiro varão, segundo a lei sálica este subiu ao trono da França a 3 de Janeiro de 1322. Tendo solicitado a separação da esposa ainda prisioneira, a 19 de Maio o papa João XXII anulou o matrimônio por razões de consanguinidade.

Branca obteve então autorização para abandonar a sua prisão e tomar o hábito de religiosa. Passou o resto dos seus dias na abadia de Maubuisson, fundada por outra rainha da França, Branca de Castela, perto de Pontoise, onde morreu a 29 de Abril de 1326.

Representações na cultura[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedida por:
Joana II da Borgonha
Armas da dinastia capetiana
Rainha consorte de França

1322
Sucedida por:
Maria do Luxemburgo
Precedida por:
Joana II da Borgonha
Armas do reino de Navarra
Rainha consorte de Navarra

1322
Sucedida por:
Maria do Luxemburgo
Reinos cristãos da Península Ibérica
Astúrias
Reis e Rainhas
Leão
Reis e Rainhas
Castela
Reis e Rainhas
Galiza
Reis e Rainhas
Navarra
Reis e Rainhas
Aragão
Reis e Rainhas
Espanha
Reis e Rainhas
Portugal
Reis e Rainhas


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Branca da Borgonha