Galáxia do Sombreiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Galáxia do Sombreiro
Galáxia do Sombreiro, Telescópio Espacial Hubble
Descoberto por Pierre Méchain
Data de descoberta de 1767
Dados observacionais (J2000)
Constelação Virgo
Tipo SA(s)a;[1] LINER[1]
Asc. reta 12h 39m 59.4s[1]
Declinação -11° 37′ 23″[1]
Distância 29,3 ± 1,6 Mal (9,0 ± 0,49 Mpc)
Redshift 0,003416 ± 0,000017[1]
(904 ± 7 km/s)[1]
Magnit. apar. 8,98[1]
Dimensões 8′,7 × 3′,5[1]
Outras denominações
Messier 104,[1] NGC 4594,[1] PGC 42407,[1] UGCA 293[1]
Mapa
Galáxia do Sombreiro
Virgo constellation map.png

A galáxia do Sombreiro (Messier 104, NGC 4594), é uma galáxia espiral com núcleo brilhante rodeado por um disco achatado de material escuro, que fica a 28 milhões de anos-luz de distância.

Essa brilhante galáxia é conhecida como sombrero devido a sua aparência característica que se assemelha a um chapéu, foi descoberta em 1912, por Vesto Slipher no observatório Lowell.

A galáxia NGC 4594 possui uma magnitude aparente de +8,3, uma declinação de -11º 37' 23" e uma ascensão reta de 12 horas, 39 minutos e 59,4 segundos.

Descoberta e visualização[editar | editar código-fonte]

Messier 104, ESO

A galáxia espiral foi a primeira entrada constada apenas nas versões modernas do catálogo de objetos do céu profundo do astrônomo francês Charles Messier: sua última edição, publicada no anuário astronômico francês Connaissance des temps, contém apenas 103 entradas. Messier 104 foi adicionado ao catálogo em meados do século XX por Helen Sawyer Hogg e Owen Gingerich baseado em cartas enviadas pelo assistente de Messier, Pierre Méchain, a Jacob Bernoulli alguns anos após a publicação da última edição do catálogo.[2]

Em 1921, Camille Flammarion, de posse da cópia pessoal de Messier de seu próprio catálogo, também notou que o objeto havia sido acrescentado pelo astrônomo francês em suas anotações em 11 de maio de 1781, logo após a publicação da última edição de seu catalogo. William Herschel, descobridor de Urano, descobriu independentemente o objeto em 9 de maio de 1784.[2]

Características[editar | editar código-fonte]

A galáxia espiral deve seu nome a sua aparência. É observada praticamente de perfil: o desvio de observação de seu plano galáctico é de apenas 6 graus. É notável a faixa preta em astrofotografias, composta de matéria interestelar: provavelmente foi observada primeiramente por William Herschel.[2]

Seu núcleo galáctico é grande e exibe um intenso brilho, visto mesmo em fotografias de curta exposição. Também possui braços bem defindios e um bulbo com um sistema populoso de aglomerados globulares. Seu halo galáctico se estende por vários milhares de anos-luz além de seu núcleo.[2]

Foi a primeira galáxia a ter um desvio para vermelho detectado, por Vesto Slipher no Observatório Lowell em 1912. Seu desvio para o vermelho corresponde a uma velocidade radial de afastamento de aproximadamente 1000 km/s. Slipher também detectou, também por meio do desvcio para o vermelho, a rotação da galáxia. É a galáxia dominante de seu grupo galáctico, o grupo M104.[2]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l NASA/IPAC Extragalactic Database Results for M104.. Página visitada em 2008-07-09.
  2. a b c d e Hartmut Frommert e Christine Kronberg (21 de agosto de 2007). Messier Object 104 (em inglês) SEDS. Página visitada em 7 de junho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Science.jpg    NGC 4592  •  NGC 4593  •  NGC 4594  •  NGC 4595  •  NGC 4596