Jogos Sul-Americanos de 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
IX Jogos Sul-Americanos
Medellín 2010
Dados
Países participantes 15
País anfitrião  Colômbia
Atletas 3.751
Eventos 42 em 31 esportes
Duração 19 - 30 de março
Abertura oficial Álvaro Uribe, presidente da Colômbia
Juramento do atleta Jorge Hugo Giraldo
Juramento do árbitro María Cristina Ríos
Tocha Ximena Restrepo
Estádio principal Estádio Atanasio Girardot
◄◄ Buenos Aires 2006 Argentina {{{evento}}} Chile Santiago 2014 ►►
Unidade Desportiva Atanasio Girardot quatro dias antes da Cerimônia de abertura dos Jogos Sul-Americanos em Medellín 2010.

Jogos Sul-Americanos de 2010, oficialmente IX Jogos Sul-Americanos (em espanhol: IX Juegos Sudamericanos, em inglês: 9th South American Games), foram realizados em Medellín, no departamento de Antioquia, Colômbia, e outras subsedes entre 19 e 30 de março de 2010.[1] [2] Foi a primeira vez que a Colômbia sediou uma edição dos Jogos Sul-Americanos.

A competição foi disputada por quinze países, que competiram em eventos de 42 modalidades durante os 11 dias de evento. Além de Medellín, outras oito cidades foram subsedes: Bello, Copacabana, Envigado, Guarne, Guatapé, Itagüí, Rionegro e Sabaneta. Para os jogos, foram construídas cinco novas arenas e pela primeira vez uma Vila Olímpica (chamada "Vila Sul-Americana").[3]

Com 3.751 atletas competindo nas 42 modalidades foi a maior edição em termos absolutos dos Jogos. Esta foi a segunda vez que a cidade de Medellín sediou um evento multiesportivo após os Jogos Centro-Americanos e do Caribe de 1978.[4] Aproveitando-se do fato de competir em casa, a Colômbia terminou na liderança do quadro de medalhas pela primeira vez na história com 144 medalhas de ouro. Com 372 medalhas no total, os colombianos superaram o recorde de pódios em uma única edição de Jogos Sul-Americanos que pertencia ao Brasil em 2002.[5] As colombianas Clara Guerrero Londoño (boliche) e Jercy Puello Ortiz (patinação de velocidade) contribuíram para os números do país ao finalizarem como as mais medalhadas dos Jogos com seis ouros e uma prata cada.[6]

Processo de candidatura[editar | editar código-fonte]

Cada país-membro da ODESUL teve direito a inscrever uma cidade como candidata para sediar os Jogos Sul-Americanos.[7] As cidades postulantes foram Barquisimeto (Venezuela), Medellín (Colômbia) e Santiago (Chile), no entanto só foram consideradas as duas últimas, já que Barquisimeto não conseguiu cumprir as regras da postulação.[8]

Eleição da cidade-sede[editar | editar código-fonte]

A delegação colombiana que viajou para defender a candidatura de Medellín em Buenos Aires era composta pelo prefeito Sergio Fajardo, pelo presidente do Comitê Olímpico Colombiano Andrés Botero, pelo diretor nacional do Instituto Colombiano do Esporte Evert Bustamante e pela diretora do Instituto de Esportes e Recreação de Medelhim Alicia Eugenia Vargas.[9]

A apresentação da candidatura foi realizada pelo prefeito Fajardo, que mostrou as vantagens da cidade e sua tradição esportiva. Ademais, incluiu-se uma apresentação em vídeo de quatro minutos com as palavras do presidente da Colômbia Álvaro Uribe, quem respaldava amplamente a cidade e oferecia como exemplo o êxito da realização dos Jogos Bolivarianos de 2005, em Armênia e Pereira e dos Jogos Centro-Americanos e do Caribe de 2006, realizados em Cartagena.[10] Medellín resaltou o progresso da cidade, a qual passou a ser considerada de uma capital violenta a uma capital de progresso e esperança. Já o Chile resaltou em suas mensagens de candidatura a modernização apresentada em sua infraestrutura desportiva.[10]

Em 7 de novembro de 2006, dois dias antes do início dos Jogos Sul-Americanos de 2006, foi anunciado publicamente que, por uma vitória de oito votos a seis, a cidade vencedora foi Medellín; os eleitores foram os catorze delegados de cada Comitê Olímpico Nacional (com exceção de Guiana).[11]

Preparação[editar | editar código-fonte]

Comitê organizador[editar | editar código-fonte]

Seminário Internacional destinado aos Jogos de Medellín 2010.

A diretora geral dos Jogos foi Alicia Eugenia Vargas Restrepo, advogada e tecnóloga esportiva. Entre 2004 e 2008, ela foi diretora geral do Instituto de Esportes e Recreação de Medelhim (INDER). Alicia pertenece à Comissão da Mulher do Comitê Olímpico Internacional.[10]

Entre 19 e 21 de janeiro, foi realizado o Seminário de Chefes de Missão, no qual participaram os líderes desportivos dos 15 países participantes. No evento, foram revisados os detalhes da organização (créditos, imprensa, etc.), a apresentação da logística (transporte e alojamento), o avanço das obras dos locais esportivos e detalhes pontuais. O evento realizou-se no Hotel Intercontinental no Salão Antioquia e apresentaram-se todos os coordenadores desportivos de maneira a esclarecer qualquer dúvida dos Chefes de Missão. Além disso, os chefes participantes tiverram a oportunidade de visitar as sub-sedes dos jogos.[12]


Locais de competição[editar | editar código-fonte]

Para a organização da nona edição dos jogos, Medellín criou o "Projeto Estratégico da Prefeitura de Medellín para se dispor a abrigar os Jogos Sul-Americanos de 2010". As obras começaram em setembro de 2008.[13]

O voleibol contou com uma nova arena na Atanasio Girardot que abriga 2.400 espectadores e tem um ginásio principal e dois auxiliares para treinamento.


Esporte Modalidade Local Cidade sub-sede
Atletismo Atletismo Estadio Alfonso Galvis Medellín
Badminton Badminton Plaza Mayor Medellín
Basquetebol Basquetebol Coliseu Iván de Bedout
UD Ditaires Coliseu
Medellín
Itagüí
Beisebol Beisebol UD Atanasio Girardot - Diamante de Beisebol Medellín
Boliche Boliche UD Andrés Escobar - Bolera Municipal Medellín
Boxe Boxe Coliseum North Sector Sports Unit Sabaneta
Canoagem Canoagem de velocidade Villa Náutica Embalse Guatapé
Caratê Caratê Coliseu Unidade Desportiva Rionegro
Ciclismo Ciclismo de pista Velódromo Martín "Cochise" Rodríguez Medellín
Ciclismo de estrada Ruas de Medelhim Medellín
BMX Cerro Nutibara Medellín
Hipismo Hipismo Llanogrande Country Club Rionegro
Esgrima Esgrima Plaza Mayor Medellín
Esportes aquáticos Natação Complexo Aquático Medellín
Nado sincronizado Complexo Aquático Medellín
Saltos ornamentais Complexo Aquático Medellín
Maratona aquática Represa de Guatapé Guatapé
Polo aquático Piscina Olímpica Horacio Martínez Copacabana
Esqui aquático Esqui aquático Llanogrande Country Club Rionegro
Futebol Futebol Estádio Atanasio Girardot
Estádio Poliesportivo Sul
Estádio de Ditaires
Medellín
Envigado
Itagüí
Futsal Futsal Coliseo Unidad Deportiva Tulio Ospina Bello Bello
Ginástica Ginástica artística UD Atanasio Girardot - Coliseu de Gimnasia Medellín
Ginástica rítmica UD Atanasio Girardot - Coliseu de Gimnasia Medellín
Halterofilismo Halterofilismo Plaza Mayor Medellín
Handebol Handebol UD Ditaires Coliseu Itagüí
Judô Judô UD Atanasio Girardot - Coliseu de Combate Medellín
Lutas Lutas UD Atanasio Girardot - Coliseu de Combate Medellín
Patinação Patinação de velocidade UD María Luisa Calle Medellín
Patinação artística Coliseu Unidade Deportiva Rionegro
Remo Remo Villa Náutica Represa Guatapé
Softbol Softbol Diamnate de Softebol Oswaldo Osorio UD Atanasio Girardot Medellín
Squash Squash UD María Luisa Rua Medellín
Taekwondo Taekwondo UD Atanasio Girardot - Coliseu de Combate, Medellín
Tênis Tênis Parque Juanes de la Paz Medellín
Tênis de mesa Tênis de mesa UD Atanasio Girardot - Coliseu Menor Rodrigo Pérez Castro Medellín
Tiro Tiro Campo de Tiro, Los Ándes Club Guarne
Tiro com arco Tiro com arco UD Andrés Escobar - Campo de arquería Medellín
Triatlo Triatlo Ruas e Represa do Guatape Guatapé
Vela Vela Represa do Guatape Guatapé
Voleibol Voleibol de quadra Parque Estádio Sul
UD Atanasio Girardot - Coliseu Yesid Santos
Medellín
Envigado
Voleibol de praia Plaza Mayor Medellín

Vila esportiva[editar | editar código-fonte]

Para o evento, foi construída a chamada Vila Sul-Americana (em espanhol: Villa Suramericana), composta por 13 torres com 620 apartamentos de dois e três quartos de aproximadamente 50 metros quadrados cada um, destinada a hospedar os participantes do evento esportivo. As instalações do complexo localizam-se no setor La Aurora, a 25 minutos de Metrô a partir da Unidade Desportiva Atanasio Girardot, o local que abrigou o maior número de modalidades.[14]

Os delegados de 13 dos 15 países participantes se hospedaram na Vila Sul-Americana, as exceções foram as delegações da Venezuela e da Colômbia. A abertura oficial do complexo ocorreu em 14 de março de 2010 e estará em funcionamento até 2 de abril, dois dias depois do encerramento. O limite de capacidade da Vila é de 5.040 pessoas, porém estima-se que nos dias de maior movimentação (aproximadamente 20 de março) o número de pessoas na Vila seja de 3.650.[14] Após os Jogos, a infraestrutura terá um destino social onde será transformada em um condomínio que abrigará 621 famílias de baixa renda, que adquiriram os apartamentos através de um programa social do governo.[15]

O complexo dispõe de um refeitório, tipo buffet, com a capacidade para atender a 650 pessoas, centro de imprensa com conexão internacional, serviço de internet sem fio gratuito, feira artesanal, posto turístico, centro médico, além de serviços de hotelaria.[14] [16]

Trânsito e transporte[editar | editar código-fonte]

O Metrô de Medellín é o transporte oficial do evento e ofereceu um sistema integrado, para mobilizar os atletas entre os locais de competição e a Vila Sul-Americana. Todos os competidores receberam a chamada "Tarjeta Cívica" que permite usar gratuitamente os transportes.[17]

O metrô, fundado em 1995, conta com uma frota de 126 unidades com capacidade para 350 pessoas cada. Durante os onze dias de competições, funcionou das 04:30 até as 23:30 ou então até o término das competições noturnas. Seus empregados receberam orientações especiais para auxiliar os atletas e turistas da melhores maneiras possíveis, tanto em termos esportivos e de organização dos Jogos quanto em termos culturais.[17]

Além disso, foram selecionados 3.400 táxis que tiveram o símbolo oficial de Medellín 2010. Eles estiveram localizados na Vila Sul-Americana e nos vários locais de competição com o objetivo de oferecer serviço de transporte para quando houvesse a necessidade.[18]


Delegações[editar | editar código-fonte]

Quinze nações enviaram representantes aos Jogos. Entre parênteses, o número de atletas:[19]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Trinta e sete modalidades fizeram parte do programa dos Jogos. Pela primeira vez o squash integrou as competições e retornaram os esportes aquáticos, o caratê, o boliche e a patinação. Entre os esportes olímpicos, apenas o hóquei sobre grama e o pentatlo moderno não foram disputados nessa edição.

Calendário[editar | editar código-fonte]

Este é o calendário dos Jogos de Medellín:[20]

 ●  Cerimônia de abertura  ●  Competições  ●  Finais de competições  ●  Cerimônia de encerramento
Março 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 T
Cerimônias
Atletismo 12 12 10 10 44
Badminton 1 5 6
Basquetebol 1 1 2
Beisebol 1 1
Boliche 2 2 3 6 2 15
Boxe 14 14
Canoagem 8 8 8 24
Caratê 8 6 4 18
Ciclismo 2 6 5 5 6 2 2 28
Esgrima 2 2 2 2 2 2 12
Esqui aquático 4 6 10
Futebol 1 1
Futsal 1 1
Ginástica 4 10 3 6 23
Handebol 1 1 2
Hipismo 1 2 2 2 7
Judô 8 6 6 2 22
Levantamento de peso 4 3 3 5 15
Lutas 7 6 7 20
Nado sincronizado 2 1 3
Natação 2 2 10 10 10 10 44
Patinação artística 2 2 4 8
Patinação de velocidade 6 6 6 4 2 24
Polo aquático 2 2
Remo 6 8 14
Saltos ornamentais 3 2 3 1 9
Squash 3 2 2 7
Softbol 1 1
Taekwondo 4 6 6 16
Tênis 3 2 5
Tênis de mesa 2 3 2 7
Tiro 1 2 5 8 8 4 6 34
Tiro com arco 8 12 2 2 4 28
Triatlo 4 4 8
Vela 6 6
Voleibol 1 1 2
Voleibol de praia 2 2
Finais 2 6 13 38 52 46 27 56 33 53 61 47 44 7 485


Quadro de medalhas[editar | editar código-fonte]

     País-sede destacado.

[21]

 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Colômbia 144 124 104 372
2  Brasil 133 119 103 355
3  Venezuela 89 77 97 263
4  Argentina 54 76 107 237
5  Chile 25 32 52 109
6  Peru 19 19 33 71
7  Equador 16 21 57 94
8  Bolívia 2 1 8 11
9  Uruguai 1 8 4 13
10  Paraguai 1 7 4 12
11  Guiana 1 1 2 4
12  Antilhas Holandesas 1   3 4
13  Aruba     2 2
13  Panamá     2 2
13  Suriname     2 2
TOTAL 486 485 580 1 551


Desportistas multimedalhistas[editar | editar código-fonte]

470 desportistas conquistaram mais de uma medalha. Patinadores, atiradores esportivos, arqueiros e jogadores de boliche predominam o início da lista.[22] Os dez esportistas com maior número de medalhas são (entre parênteses, o número de medalhas de ouro, prata e bronze, respectivamente):


Referências

  1. Uribe abre Jogos Sul-Americanos. Portal G1 (19/03/2010). Página visitada em 04/04/2010.
  2. Nuzman encerra Jogos Sul-Americanos de Medellín. Portal Terra (30/03/2010). Página visitada em 04/04/2010.
  3. ODESUR (30 de março de 2010). MEDELLÍN 2010 ESTABLECE UN NUEVO NIVEL PARA LOS JUEGOS SURAMERICANOS, AFIRMA NUZMAN (em espanhol). Página visitada em 31 de março de 2010.
  4. Medellín 2010. Medellín, primera ciudad en construir Villa Suramericana para deportistas de Juegos (em espanhol). Página visitada em 15 de março de 2010.
  5. UOL Esporte (29 de março de 2010). Com recorde e antecipação, Colômbia vence Jogos Sul-Americanos; Brasil é 2º (em português). Página visitada em 31 de março de 2010.
  6. Medellín 2010 (30 de março de 2010). Clara Guerrero y Jercy Puello, las reinas de los Juegos Suramericanos (em espanhol). Página visitada em 31 de março de 2010.
  7. UNASUR. Normas y procedimientos para candidatura de ciudad sede a Juegos Sudamericanos (pdf) (em espanhol). Página visitada em 8 de outubro de 2009.
  8. UNASUR. Medellín y Santiago compiten para la sede de los Juegos Sudamericanos de 2010 (em espanhol). Página visitada em 8 de outubro de 2009.
  9. 'Medellín hará los mejores Juegos' Acessado em 7 de março de 2010
  10. a b c Así nos ganamos los Juegos Consultado el 04-03-2010
  11. ODESUR (7 de novembro de 2006). MEDELLÍN SERÁ LA SEDE DE LOS JUEGOS SURAMERICANOS 2010 (em espanhol). Página visitada em 20 de março de 2010.
  12. Medellín 2010 recibe a los Jefes de Misión Acessado em 10 de março de 2010
  13. Medellín 2010. Deportes /XI Juegos Sudamericanos Medellin 2010 (em espanhol). Página visitada em 8 de fevereiro de 2010.
  14. a b c Este domingo se abre oficialmente la Villa Suramericana Acessado em 1 de março de 2010.
  15. Medellín 2010 presentó el “patrocinador social” para la Villa Suramericana. Acessado em 10 março de 2010.
  16. La Villa Suramericana abre este domingo. Acessado em 14 de março de 2010.
  17. a b Con el sistema de transporte para deportistas, Medellín 2010 hace historia en el ciclo olímpico Acessado em 10 de março de 2010.
  18. Selecto grupo de 3.400 taxistas atenderá a los visitantes de Medellín 2010 Acessado em 10 de março de 2010.
  19. Medellín 2010 (8 de março de 2010). Con 644 deportistas Colombia buscará el título de los IX Juegos Suramericanos (em espanhol). Página visitada em 31 de março de 2010.
  20. Medellin 2010. Programa (em espanhol). Página visitada em 19 de março de 2010.
  21. Medellín 2010. Medallas (em espanhol). Página visitada em 20 de março de 2010.
  22. Medellín 2010. Multiples Ganadores de Medallas (em espanhol). Página visitada em 20 de março de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jogos Sul-Americanos de 2010


Predefinição:Países nos Jogos Sul-Americanos de 2010