Nefropatia membranosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Immune complexes (black) are deposited in a thickened basement membrane creating a "spike and dome" appearance on electron microscopy.

A nefropatia membranosa ou glomerulonefrite membranosa (GNM) é caracterizada por uma instalação insidiosa com o espessamento da membrana basal dos capilares sem o aumento destas células, acometendo mais comumente pacientes do sexo masculino com idade entre 45 e 50 anos, mas pode ocorrer em qualquer faixa etária. Apresenta-se clinicamente por síndrome nefrótica, hematúria microscópica em 30% dos pacientes adultos e quase 100% das crianças. Hematúria macroscópica é ausente, a função renal costuma ser normal e hipertensão arterial sistêmica ocorre em 70% dos casos.

Aproximadamente metade dos pacientes (40 a 60%) apresenta remissão espontânea da proteinúria. A função renal permanece estável na grande maioria dos casos e apenas 25 a 30% dos pacientes evolui para insuficiência renal crônica em 10 a 20 anos.

A principal característica microscópica é o espessamento global da membrana basal glomerular com deposição de imunocomplexos nas alças capilares. Atualmente acredita-se que os pacientes portadores de GNM produzam anticorpos contra antígenos presentes nos podócitos ou contra proteínas estranhas ligadas a membrana basal glomerular, levando ao desenvolvimento dessa glomerulopatia.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]