Política da Finlândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Finlândia é uma república parlamentar

O Chefe de Estado é o Presidente da República, eleito por um período de seis anos e podendo ser eleito por dois mandatos consecutivos. O atual Presidente da República, Sr. Sauli Niinistö, foi eleito em fevereiro de 2012. Porém o Presidente só é resposável pela política externa.

O poder executivo reside no Governo, chefiado por um primeiro-ministro escolhido pelo Parlamento de 200 membros, e composto por ministros distribuídos por vários cargos, e por um membro ex-ofício, o Chanceler de Justiça.

Eleições[editar | editar código-fonte]

Eleições presidenciais[editar | editar código-fonte]

De acordo com a Constituição finlandesa de 1919, o presidente é eleito pelo voto popular para um período de 6 anos, com possibilidade de releição.
As eleições para Presidente são feitas por voto secreto com um sufrágio universal e igual. Se nenhum dos candidatos obtiver maioria absoluta no primeiro turno da votação, um segundo turno entre os dois candidatos é organizado agora com mais votos no primeiro.
A próxima eleição presidencial esta programada para acontecer em 2018. O novo presidente eleito, assumirá o cargo até 2018.

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Os 200 membros do Parlamento são eleitos por sufrágio universal a cada quatro anos.
Todos os cidadadãos finlandeses com mais de 18 anos têm direito de voto.
Existem 13 distritos eleitorais.
Tradicionalmente, a Finlândia tem uma percentagem de abstenção superior aos outros países nórdicos. [1]

Eleições municipais[editar | editar código-fonte]

Prefeitura de Helsinki.

Nas eleições municipais finlandesas, são eleitos deputados municipais/vereadores para as 336 assembleias municipais/câmaras municipais do país.
Estas eleições têm lugar de quatro em quatro anos. [2]

Poder judiciário[editar | editar código-fonte]

O poder judiciário é baseado na lei sueca, com o judiciário exercendo poderes limitados, o sistema possui três níveis: cortes locais, cortes regionais de apelação e a Suprema Corte.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. TT-FNB-AFP. Ny regering i Finland (em sueco) Göteborgs-Posten. Visitado em 20 de abril de 2015.
  2. Elections website (em inglês) Ministério da Justiça da Finlândia. Visitado em 28 de outubro de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira da Finlândia Finlândia
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens
Ícone de esboço Este artigo sobre política é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.