Santo Ângelo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santo Ângelo
"A capital das Missões"
Vista da Praça Pinheiro Machado e da Catedral Angelopolitana, localizadas no centro histórico da cidade

Vista da Praça Pinheiro Machado e da Catedral Angelopolitana, localizadas no centro histórico da cidade
Bandeira de Santo Ângelo
Brasão de Santo Ângelo
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 22 de março
Fundação 12 de agosto de 1706 (308 anos)
Gentílico santo-angelense
CEP 98800-000 até 98849-999
Prefeito(a) Luiz Valdir Andres (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Santo Ângelo
Localização de Santo Ângelo no Rio Grande do Sul
Santo Ângelo está localizado em: Brasil
Santo Ângelo
Localização de Santo Ângelo no Brasil
28° 17' 56" S 54° 15' 46" O28° 17' 56" S 54° 15' 46" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Noroeste Rio-grandense IBGE/2008[1]
Microrregião Santo Ângelo IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Giruá, Catuípe, Entre-Ijuís, Vitória das Missões, Guarani das Missões e Sete de Setembro
Distância até a capital 459 km
Características geográficas
Área 680,498 km² [2]
População 76 304 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 112,13 hab./km²
Altitude 286 m
Clima subtropical úmido Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,821 muito alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 1 057 490,066 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 13 982,97 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.santoangelo.rs.gov.br

Santo Ângelo é um município brasileiro localizado no estado do Rio Grande do Sul. Pertence à mesorregião do Noroeste Rio-Grandense e à microrregião de Santo Ângelo. É o maior município da região das Missões, com 76.304 habitantes segundo o censo de 2010.[3]

A "Capital das Missões", como é chamado, destaca-se como um centro de serviços públicos, por sediar vários órgãos das esferas estadual e federal. Terra com história riquíssima e belezas naturais e arquitetônicas, Santo Ângelo desponta novamente como um dos polos do Noroeste do Rio Grande do Sul, mostrando sua beleza e potencial.

História[editar | editar código-fonte]

O prédio da antiga estação ferroviária, onde Luís Carlos Prestes planejou a Coluna Prestes, atualmente abriga valiosos materiais históricos.
A chegada da ferrovia representou forte impulso para o desenvolvimento do município e da região.

Santo Ângelo faz parte dos chamados Sete Povos das Missões e suas origens remontam ao período espanhol, sendo parte dos povoados criados nos séculos XVII e XVIII por padres jesuítas espanhóis nos atuais territórios do Brasil, Argentina e Paraguai.

A redução de Santo Ângelo Custódio (ou Sant'Angel Custódio) foi fundada em 1706 pelo padre belga Diogo de Haze, da Companhia de Jesus. Acredita-se que primeiramente a redução foi instalada nas proximidades da forqueta dos rios Ijuí e Ijuizinho. Em 1707, teria sido transferida para o atual centro histórico da cidade.

A redução de Santo Ângelo Custódio foi consagrada ao Anjo Custódio das Missões, o protetor de todos os povos missioneiros, portanto era chamada também de Sant'Angel de la Guardia, como consta em alguns documentos espanhóis da época. Obteve grande desenvolvimento econômico e cultural, beirando os 8 mil habitantes no seu apogeu.

Destruída a partir de 1756 com a chamada Guerra Guaranítica, a região ficou abandonada por quase cem anos. Por volta de 1830 começaram a ser distribuídas sesmarias para paulistas, iniciando-se assim um repovoamento da região. Emancipada de Cruz Alta em 22 de março de 1873, Santo Ângelo possuía um vasto território, ultrapassando os 10 mil km² de área.

No final do século XIX grandes levas de imigrantes chegaram à Santo Ângelo. Alemães, italianos, poloneses, russos, holandeses, letãos, entre outros grupos vindos da Europa. Foi ponto de partida da Coluna Prestes, movimento que atravessou o país lutando por melhores condições sociais.

Durante o século XX, especialmente no período entre os anos de 1930 a 1979, a cidade apresentou enorme desenvolvimento econômico e industrial, vindo a possuir mais de 90 mil habitantes. Nos anos 80, diversas emancipações ocorreram, retalhando o território de Santo Ângelo e reduzindo-o a menos de 10% do território original. Além das emancipações uma quebra geral nas indústrias locais provocou uma grande emigração.

No final da década de 1990 a cidade começa um processo de 'ressurreição'. A população que chegou a 90.000 habitantes voltou a aumentar, devido a reabertura de indústrias e à atração de novos investimentos.

A cidade é terra natal da apresentadora de televisão, Miss Santo Ângelo, Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil 1999 além de Miss Universitária Universo 2000 Renata Fan e também do jornalista e escritor Fausto Wolff, um dos membros do famoso jornal Pasquim e do Jornal do Brasil.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Santo Ângelo situa-se na encosta ocidental do Planalto Médio Rio-Grandense, na Mesorregião do Noroeste Rio-Grandense, zona fisiográfica das Missões. Está localizada na bacia do rio Ijuí e, na interseção das coordenadas, 28°17'56" de latitude Sul e 54°15’46” de longitude Oeste, do meridiano de Greenwich. Está distante 459 km da capital gaúcha, Porto Alegre.

Limita-se ao Norte, com Giruá; ao Sul, com Entre-Ijuís e Vitória das Missões; a Leste e Nordeste, Catuípe; a Oeste, com Guarani das Missões; e a Noroeste, com Sete de Setembro.

O principal curso d'água urbano é o Arroio Itaquarinchim.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento Populacional de Santo Ângelo
Ano Habitantes
1927 57.253
1970 80.754
1980 93.667
1991 76.592
2000 76.745
2001 77.306
2002* 77.705
Ano Habitantes
2004* 79.086
2005* 79.603
2006* 80.117
2007* 73.800
2008* 75.627
2010 76.304
(*) Estimativa

O município de Santo Ângelo é o quarto mais populoso do Noroeste Rio-Grandense e o 27º mais populoso do Rio Grande do Sul. Segundo o IBGE, em julho de 2006, a população estimada de Santo Ângelo era de 80.117 habitantes. Em 2007, porém, a estimativa da população era de 73.800 habitantes. Em 2010, voltou a registrar aumento, com 76.304 habitantes, conforme dados do censo do IBGE.

O censo realizado em 2000 apontou uma população de 76.745 habitantes, sendo 64.900 residentes na zona urbana e 11.845 na zona rural. Naquele ano, 39.718 habitantes eram mulheres e 37.027 eram homens.

Administração[editar | editar código-fonte]

Centro administrativo da Prefeitura Municipal de Santo Ângelo.

A administração municipal é feita pelo prefeito com a ajuda dos secretários municipais. Para facilitar a comunicação do poder público com a população, existem os representantes dos núcleos comunitários da cidade e os sub-prefeitos do interior.

Bairros[editar | editar código-fonte]

A cidade de Santo Ângelo possui cerca de 80 bairros. O principal, com exceção do Centro, é o Bairro Pippi, que juntamente com os bairros adjacentes, possui a maior aglomeração populacional da cidade.

Distritos[editar | editar código-fonte]

O município está dividido em 14 distritos, além da sede. Os distritos são os seguintes: Buriti, Comandaí, Colônia Municipal, Rincão dos Mendes, Restinga Seca, Lajeado Cerne, Atafona, Ressaca da Buriti, Cristo Rei, Sossego, Rincão dos Roratos, União, Lajeado Micuim e Rincão dos Meotti.

Relações internacionais[editar | editar código-fonte]

Santo Ângelo possui uma cidade-irmã:

Cultura[editar | editar código-fonte]

O município possui uma rica cultura, graças à diversidade de etnias que se estabeleceram com a vinda dos imigrantes. As etnias que mais se destacam são de origem alemã, italiana, espanhola e portuguesa.

Movimentos culturais[editar | editar código-fonte]

Os Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) são os principais locais onde os tradicionalistas gaúchos se reúnem para cultivar e divulgar a cultura gaúcha. As etnias do município também mostram as suas tradições através de apresentações artísticas e eventos culturais.

Outro evento importante, reativado em 2005, é o carnaval de rua, considerado um dos maiores do estado. As escolas de samba do município são as seguintes: "Acadêmicos do Improvizo", "Mocidade Independente da São Carlos", "União do Alcebíades", "Unidos da Zona Sul" e "Imperadores do Samba". Além das escolas, são tradicionais também os blocos carnavalescos.

São tradicionais os desfiles militar e estudantil de 7 de setembro e o desfile tradicionalista de 20 de setembro, que atraem milhares de pessoas para as ruas.

O Centro de Cultura de Santo Ângelo é um importante espaço cultural do município, sediando a Academia Santo-Angelense de Letras (ASLE) e o Arquivo Histórico Municipal. Outro local cultural importante é o cinema Cine Cisne, que conta com a maior tela de exibição do estado.

Museus[editar | editar código-fonte]

Pátio do Museu Municipal Dr. José Olavo Machado.

O principal museu da cidade é o Museu Municipal Dr. José Olavo Machado, localizado no centro histórico. O prédio onde está instalado o museu foi residência o último intendente e primeiro prefeito municipal, Dr. Ulisses Rodrigues.

Há ainda o Museu Marechal Rondon, localizado no 1º Batalhão de Comunicações. Através de seu acervo, o museu relata a história do mais famoso indianista do século XX e, também, Patrono Nacional das Comunicações, Marechal Cândido Rondon.

Existe também o Museu Ferroviário, junto ao Memorial Coluna Prestes, que abriga objetos e fotos da antiga estação ferroviária do município.

Monumentos[editar | editar código-fonte]

Os principais monumentos do município são os seguintes:

Religião[editar | editar código-fonte]

Santo Ângelo é um município de rica diversidade religiosa. Esse é um fato que coloca-o em destaque na promoção de grandes eventos envolvendo religiosos das mais diversas crenças.

A maioria da população é católica, especialmente a apostólica romana, seguido das evangélicas (incluindo batistas, adventistas, luteranos, presbiterianos, metodistas, além de várias de origem pentecostal), espíritas, afro-brasileiras, testemunhas de Jeová, e mórmons. Existem minorias que seguem o islamismo e o budismo.

Embora minoritárias e não proselitistas, expressões diversas como o xamanismo (mbyá guarani), o paganismo europeu, e o judaísmo, também fazem parte do histórico local.

A diocese de Santo Ângelo, cuja sé é a Catedral Diocesa Anjo da Guarda e o atual bispo é Dom José Clemente Weber, congrega 39 paróquias, dentre as quais estão a Sagrada Família e a Santo Antônio. A União Municipal Espírita de Santo Ângelo integra mais de 20 casas espíritas da região.

Economia[editar | editar código-fonte]

Santo Ângelo é referência no segmento de serviços públicos. Em destaque o Fórum, comarca de Santo Ângelo.

A base da economia do município está na exploração agropecuária. Os principais produtos cultivados são soja, milho e trigo. Na pecuária, destacam-se as criações de bovinos e suínos.

A cidade possui um comércio bem estruturado, conta com inúmeras opções no setor de prestação de serviços, bons locais para entretenimento e lazer, boa gastronomia e hotelaria. O turismo é importante atividade econômica no município.

O principal evento do município é a Fenamilho Internacional, que é uma feira de destaque estadual realizada a cada dois anos. Objetiva divulgar a produção agrícola, industrial e comercial do município, além de contar com atrações artístico-culturais e outros eventos paralelos. Além disso, existe a Mostra de Produtos Industrializados e o Festival Cidade das Tortas, que buscam evidenciar o potencial econômico e gastronômico do município.

Educação[editar | editar código-fonte]

Edificações do Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo, reconhecido pela excelência no curso de Direito.

Santo Ângelo é reconhecido como um polo educacional, principalmente por contar com três instituições de ensino superior: a Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), campus de Santo Ângelo, o Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo (IESA) e a Uníntese. Estudam aproximadamente 6.000 acadêmicos em Santo Ângelo.

O município possui um movimento estudantil muito atuante. Várias entidades representativas deste segmento tem vida ativa no município, entre as quais citam-se a União dos Estudantes de Santo Ângelo (UESA), Diretório Central dos Estudantes da URI (DCE) e Central do Estudante.

Saúde[editar | editar código-fonte]

Vista externa do Hospital de Caridade de Santo Ângelo.

O principal hospital de Santo Ângelo é o Hospital de Caridade de Santo Ângelo (HSA), com 170 leitos, que atende a demanda de 24 municípios da região.

O município conta ainda com um hospital privado, o Hospital Santa Isabel (HSI), uma unidade de saúde do Exército Brasileiro, o Posto de Guarnição de Santo Ângelo, e postos de saúde, entre os quais destaca-se o Pronto Atendimento Dr. Ernesto Nascimento, mais conhecido como "Postão da 22 de Março".

Além disso, encontra-se em construção o Hospital Regional Unimed Missões, com 80 leitos.[6]

Segurança pública[editar | editar código-fonte]

A segurança está a cargo da Brigada Militar, Delegacia de Polícia Civil, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Estadual. O município conta ainda três unidades do Exército: o 1º Batalhão de Comunicações (1º B Com), a 10ª Circunscrição de Serviço Militar (10ª CSM) e o Depósito de Subsistência de Santo Ângelo (DSSA).

É sede das seguintes unidades da Brigada Militar: Comando Regional de Policiamento Ostensivo Missões (CRPO Missões), 7º Regimento de Polícia Montada (R P Mon) e 11º Comando Regional de Bombeiros. O município é também a sede da 6ª Coordenadoria Regional de Perícias do Instituto Geral de Perícias (IGP), que abrange 94 municípios da região, e da 3ª Delegacia Penitenciaria Regional (SUSEPE). A Polícia Civil conta com a 13ª Delegacia Regional de Polícia; Delegacia de Polícia, Delegacia de Proteção da Criança e Adolescente e Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento.

A cidade conta com duas unidades prisionais: o Albergue Estadual de Santo Ângelo (para regime aberto e semiaberto); e o Presídio Regional de Santo Ângelo (para regime fechado). Além disso, possui uma unidade que atende os menores infratores, a Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (FASE).

Esporte e lazer[editar | editar código-fonte]

Vista do Ginásio Marcelo Mioso após a reforma.

As praças santo-angelenses são locais calmos e propícios para o descanso. As principais são a Praça Pinheiro Machado e a Praça Ricardo Leônidas Ribas. Há ainda atrações como o Seminário Sagrada Família, localizado em local aprazível e ideal para reflexões, e a cascata do Comandaí, situada no distrito homônimo.

O principal clube esportivo de Santo Ângelo é a Sociedade Esportiva e Recreativa Santo Ângelo. A casa do clube é o Estádio Raul Oliveira, com capacidade para 8 mil pessoas. No futsal, uma equipe disputa o campeonato estadual: ASAF - Associação Santo Ângelo de Futsal.

O município possui vários ginásios de boa infra-estrutura para eventos. Dentre eles, destacam-se o Ginásio da URI e o Ginásio Municipal Professor Marcelo Mioso.

Além disso, Santo Ângelo conta com bons clubes de lazer. Dentre eles, citam-se: AABB, Clube Comercial, Clube Gaúcho e Clube 28 de Maio.

Transportes e comunicações[editar | editar código-fonte]

Ônibus da Viação Tiaraju, a concessionária do transporte coletivo urbano.

O transporte coletivo urbano é feito pela Viação Tiaraju. As principais linhas de ônibus são Aliança-Casarotto e Pippi-Rodoviária. Em 2008 foram adquiridos os dois primeiros ônibus coletivos com acesso para deficientes físicos. Atualmente, sete ônibus da empresa possuem esta funcionalidade.

O Aeroporto de Santo Ângelo-Sepé Tiaraju, o principal da região, disponibiliza voos diários para Porto Alegre através da NHT Linhas Aéreas.

O município pode ser acessado pelas rodovias RS-218 (Catuípe e Ijuí) e RS-344, que por sua vez interliga-se com a BR-285 (principal via de acesso à capital do estado), BR-392 (Porto Xavier, na fronteira com a Argentina) e RS-472 (Santa Rosa para o Médio e Alto Uruguai). Outra importante via de acesso, a Perimetral Norte, está sendo construída na zona norte da cidade. As principais vias urbanas são as seguintes: Avenida Brasil, Avenida Venâncio Aires, Avenida Getúlio Vargas, Rua Marechal Floriano, Rua Marquês do Herval e Rua Quinze de Novembro.

A rede ferroviária é controlada pela empresa América Latina Logística, que realiza o transporte de cargas, basicamente agrícola.

Os principais meios de comunicação do município são os seguintes: jornais A Tribuna Regional, Jornal das Missões e Jornal O Mensageiro; rádios Santo Ângelo AM, Sepé Tiaraju AM, RádioCom FM, Nova FM, Rádio Novos Horizontes e Universitária FM (rádio da URI). Conta ainda com uma sucursal da RBS TV Santa Rosa.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. a b Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  6. Hospital Regional Unimed Missões já é realidade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Santo Ângelo
Wikivoyage
O Wikivoyage possui o guia Santo Ângelo