Sargão II da Assíria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sargão II (à direita) com um dignitário imperial

Sargão II foi rei da Assíria entre aproximadamente 721 a.C. à 705 a.C.; seu nome significa "rei legítimo", (ܣܪܓܘܢ em siríaco),tendo governado durante cerca de 16 anos. Subiu ao trono após a misteriosa morte de seu antecessor e possivelmente irmão, Salmanaser V em 721 a.C.. Possivelmente terá sido filho de Tiglate-Pileser III , embora alguns historiadores afirmem que foi um usurpador do trono e alheio à família real.

Com uma meta de conquistas estendeu e consolidou os domínios legados por seus antecessores, subjugou os caldeus e arameus na parte sul da Babilônia, sobre o reino de Urartu e também os povos do norte do território armênio, assim como sobre a Síria e Palestina, consolidando a expansão iniciada por seu pai, e impondo aos dominados o culto ao deus Ashur, divindade epónima da Assíria.

Com a finalidade de ajudar seus aliados ameaçados por Rusa I, rei de Urartu e inimigo dos Assírios chegou ao Curdistão em 714 a.C.. Provavelmente morreu em alguma de suas inúmeras batalhas. Sargão II foi o responsável pela primeira diáspora hebraica quando invadiu o reino de Jerusalém por volta de 720 a.C.

Antecessor:
Salmanaser V
Rei da Assíria:
13 anos
Sucessor:
Senaqueribe
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.