Spirit: Stallion of the Cimarron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Spirit: Stallion of the Cimarron
Spirit - Espírito Selvagem (PT)
Spirit: O corcel indomável (BR)
 Estados Unidos
2002 • cor • 83 min 
Direção Kelly Asbury
Lorna Cook
Roteiro John Fusco
Elenco vozes
Matt Damon
James Cromwell
Daniel Studi
Chopper Bernet
Jeff LeBeau
Género animação, aventura e ficção
Idioma inglês
Música Hans Zimmer
Estúdio DreamWorks Animation
Distribuição DreamWorks Pictures
Lançamento Estados Unidos 24 de Maio de 2002
Brasil 31 de Maio de 2002
Portugal 31 de Maio de 2002
Orçamento US$ 80 milhões[1]
Receita US$ 122,563,539 [2]
Página no IMDb (em inglês)

Spirit: O corcel indomável (Brasil) / Spirit - Espírito Selvagem (Portugal) é uma animação dirigida por Kelly Asbury e Lorna Cook.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Spirit é um cavalo selvagem e líder de seu rebanho em um pasto no velho oeste. Certa noite decide investigar pelas redondezas ao perceber a presença do homem estranho, curiosidade essa que o levou a ser capturado e levado a um forte por soldados americanos, os quais tentaram a difícil tarefa de domá-lo. Após deixar Spirit sem água ou comida por três dias e vendo que seus soldados tinham dificuldade para domesticá-lo, o Coronel decide ele mesmo cumprir a tarefa. No mesmo forte, Spirit conhece Little Creek, um índio qual também havia sido capturado pelos soldados. O Coronel, aparentemente, obtém exito quando faz a demonstração de suas habilidades para dominar um cavalo, Spirit, perante os soldados. Mas Spirit faz um esforço e se revolta contra Coronel, fugindo em direção ao curral e ocasionando a fuga dos outros cavalos presos, enquanto que Little Creek, após uma perseguição no interior da fortaleza, escapou junto com Spirit e os outros cavalos dos soldados.

Uma vez fora da fortaleza Little Creek leva Spirit para sua aldeia, onde ele encontra Chuva, uma égua a quem Spirit é apresentado depois de um tempo, acompanhada de outras éguas paint horse de jovens indianos. Depois de várias tentativas mau sucedidas de montar em Spirit, Little Creek deixa-o livre para sair, mas este que chegou a ter uma grande amizade com a égua, mostra-se relutante em abandonar a aldeia. Um grupo de soldados americanos ataca a aldeia em um dia. Spirit retorna na hora e vê que a Chuva fora ferida por um tiro quando tentava proteger ao seu mestre (Little Creek), e esta cai no rio. Spirit corre para salvá-la, mas a força da correnteza leva os dois a despencarem da cachoeira. Após a queda, Spirit vê chuva muito fraca, e enquanto ficava ali esperando que ela melhorasse de alguma forma, chegam alguns soldados que se oportunizam da situação para novamente capturar Spirit que, estando indefeso e fraco, acaba cedendo à pressão dos homens em obriga-lo a abandonar a égua estatelada próximo ao rio, gravemente ferida. Spirit é transportado para, junto a outros cavalos, puxar uma locomotiva em uma ladeira muito alta, mas quando descobre que estão criando uma estrada em direção à sua terra natal, lugar habitado por sua mãe e seus conterrâeos, arranja um jeito de escapar e quebrar as cadeias dos outros cavalos. Como resultado, o conjunto da locomotiva cai colina a baixo. Diante da dificuldade, Spirit pensa em um modo para chegar ao solo. A locomotiva se choca com outra que estava parada e provoca um grande incêndio. Spirit é cercado pelas chamas e fica preso no ramo de uma árvore, e, no momento em que tudo parece perdido, Little Creek e ele conseguem se salvar ao atirarem-se em um rio. No dia seguinte, estando ele e Creek amigos, são perseguidos pelo mesmo Coronel do Forte. Na sua caçada leva-os a um penhasco, e quando chega ao fim, Spirit salta junto à Little Creek, livrando-se de serem alcançados pelo perseguidor. Little Creek regressa à sua aldeia nova e em construção, levando consigo Spirit, o qual reencontra a égua Chuva recuperada e sã. Lakota (Little Creek) libera Chuva deixando-a partir com Spirit, que a leva para sua terra natal.

Além disso ganhou várias nomeações para outros prémios, incluindo o Golden Globe de melhor trilha sonora e uma nomeação para um Oscar de melhor animação.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Essa animação foi criada a partir do livro Spirit:Stallion of the cimarron.
Esse filme trata-se de uma história surreal e fictícia, na qual não aconteceu.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora foi confiada ao compositor Hans Zimmer e à Bryan Adams, autores de todas as faixas. Adams é também o intérprete de todas as canções. A versão traduzida para o português do Brasil foi interpretada por Paulo Ricardo, e para português de Portugal por Olavo Bilac.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. Here I Am (Tema de encerramento)
  2. I Will Always Return
  3. You Can't Take Me
  4. Get Off My Back
  5. Brothers Under The Sun
  6. Don't Let Go (com Sarah McLachlan)
  7. This Is Where I Belong
  8. Sound The Bugle
  9. Run Free
  10. Homeland
  11. Rain
  12. The Long Road Back
  13. Nothing I've Ever Known

Referências

  1. Spirit: Stallion of the Cimarron Box Office BoxOfficeMojo. Visitado em 2011-06-01.
  2. Spirit: Stallion of the Cimarron Box Office BoxOfficeMojo. Visitado em 2011-06-01.