How to Train Your Dragon 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Filme
Este artigo ou seção contém informações sobre um filme cujo lançamento ainda não ocorreu, podendo sofrer alterações substanciais assim que informações se tornarem disponíveis. Por favor, evite fazer especulações sobre o artigo, lembrando-se sempre de citar as suas fontes de publicação junto com as informações.
How to Train Your Dragon 2
Como Treinares o Teu Dragão 2 (PT)
Como Treinar o seu Dragão 2 (BR)
 Estados Unidos
2014 • cor • 102 min 
Direção Dean DeBlois
Roteiro Bonnie Arnold
Peter Tolan
Dean DeBlois
Elenco Jay Baruchel
America Ferrera
Gerard Butler
Jonah Hill
Kit Harington
Gênero Animação gráfica
Aventura
Comédia
Fantasia
Idioma Inglês
Estúdio DreamWorks Animation
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento (Filme Festival do Cannes de 2014)16 de maio de 2014
Estados Unidos 13 de junho de 2014
Brasil 19 de junho de 2014
Cronologia
Último
Último
How to Train Your Dragon (2010)
How to Train Your Dragon 3 (2016)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

How to Train Your Dragon 2 (Brasil: Como Treinar o Seu Dragão 2; Portugal: Como Treinares o Teu Dragão 2) é um filme de animação computadorizada original da original Dream Works Studios. O filme foi lançado em 2014 em 3-D e foi dirigido Dean DeBlois e produzido por Bonnie Arnold. A história foi escrita por William Davies, Dean DeBlois e Chris Sanders. Este filme é o segundo de uma quadrilogia, cujo o terceiro filme será lançado em 2016 e o quarto filme ainda não tem data de lançamento.

Resumo do filme[editar | editar código-fonte]

Os acontecimentos desse filme se passam cinco anos após os acontecimentos do primeiro, portanto Soluço e seus amigos estão todos com 20 anos.

O filme começa com os amigos de Soluço e sua namorada, Astrid, competindo na Corrida de Dragões, o novo esporte favorito de Berk. Porém, enquanto eles participam, Soluço, montado em seu fiel dragão e melhor amigo, Banguela, exploram novas áreas. Soluço estava evitando seu pai, Stoico, depois dele ter uma conversa com o filho, dizendo que quer que Soluço assuma o comando de Berk. Soluço, no entanto, abomina a ideia, pelo fato de querer aproveitar mais sua juventude e por achar que não está pronto para assumir a chefia. Depois de vencer a Corrida de Dragões, Astrid encontra Soluço, e eles acabam por achar um forte, destruído por gelo.

O dragão de Astrid, Tempestade, é capturado. Soluço tenta salvá-lo e acaba por conversar com Eret, o líder de um pequeno grupo de Vikings. Eret conta para Soluço que eles capturam dragões e os levam para seu líder, Drago Sangue Bravo, que está criando um exército de dragões. Eles tentam capturar Banguela, mas os jovens Vikings fogem, voltando para Berk.

Quando chegam a Berk, Soluço conta para seu pai o que viu e conta sobre Drago Sangue Bravo. Stoico, lembrando-se do nome de Drago, manda que os portões de Berk sejam fechados. Soluço, no entanto, foge com Banguela, e Astrid o segue.

Os dois Vikings pousam no navio de Eret. Soluço se entrega, mas seu verdadeiro plano é chegar até Drago e fazê-lo mudar de ideia. Eret e seus capangas riem e, quando Soluço tenta provar que poderia mudar até mesmo o modo como eles veem os dragões, ele é capturado por Melequento, que está acompanhado pelo restante dos amigos de Soluço, Stoico e Bocão, todos em seus respectivos dragões. Quando todos pousam novamente no barco, Soluço insiste que Stoico conte como ele conhece Drago Sangue Bravo.

Stoico conta que, há muitos anos, ele foi a uma reunião de líderes para discutir sobre a praga de dragões que estavam enfrentando. Um homem coberto de cicatrizes e envolto em uma capa de pele de dragão, que se apresentou como Drago Sangue Bravo, adentrou o salão onde a reunião acontecia e disse que, sozinho, poderia dominar todos os dragões, e que tudo que os líderes precisavam fazer era se curvar diante dele. Os líderes riram, e Drago foi embora dizendo que eles iriam se arrepender. Logo em seguida, o teto do salão se incendiou, e pousaram lá dentro dragões com armaduras, que destruíram a tudo e a todos. Stoico foi o único que escapou com vida.

Mesmo depois de seu pai contar essa história, Soluço ainda acredita que pode conversar com Drago. Mesmo contra a vontade de Stoico, o garoto foge novamente com Banguela. Quando os outros estão prestes a segui-lo, Stoico manda que eles voltem para Berk, enquanto que ele e Bocão vão atrás de Soluço.

Enquanto voava, Soluço foi capturado por um desconhecido, que o levou até um estranho esconderijo de gelo. Soluço descobre que o desconhecido é Valka, a mãe de Soluço, que sumiu quando ele era um bebê, e que todos acreditavam que estava morta.

Valka mostra a Soluço que, durante os últimos vinte anos, ela viveu naquele esconderijo, que também é lar de centenas de dragões. Ela conta que protegia e escondia os dragões de Drago, e mostra a Soluço o dragão Alfa, uma imensa fera que cospe gelo ao invés de fogo. Valka explica que todos os dragões obedecem ao Alfa - menos os dragões bebês, que não obedecem a ninguém.

Enquanto isso, Astrid acha que Soluço pode ter sido capturado por Drago. Ela e seus amigos voltam ao navio de Eret e o capturam, obrigando-o a mostrar onde Drago se esconde. Quando chegam, Astrid descobre que estava errada e que Soluço não estava lá. Mesmo assim, ela discute com Drago. Drago, com raiva, decide atacar o esconderijo de Valka e, em seguida, Berk.

Stoico encontra Soluço e tenta levá-lo de volta para Berk, mas ele reencontra Valka. O pai e a mãe de Soluço se apaixonam novamente, e Stoico decide ajudar Valka em seu objetivo com os dragões, mas ele também pede que Valka volte para Berk e seja sua esposa novamente, para que eles dois e Soluço pudessem viver como uma família. Valka, emocionada, diz que sim.

Logo em seguida os navios de Drago chegam para destruir o esconderijo. Enquanto Soluço, seus pais e Bocão se preparam para a batalha, Astrid, seus amigos e Eret, que passara para o lado dos jovens Vikings depois de ter sua vida salva pelo dragão de Astrid, libertam seus dragões, que haviam sido feitos de prisioneiros por Drago. A batalha, então, tem início.

Valka faz com que o dragão Alfa lute, mas, infelizmente, Drago revela que existem dois dragões Alfas, e que o segundo está em sua posse. Os dois dragões Alfas lutam entre si, porém o dragão Alfa de Drago vence, matando seu oponente.

Soluço tenta conversar com Drago, e o garoto acaba por descobrir que o motivo de Drago querer dominar todos os dragões é pelo fato de ele ter perdido sua família por causa desses animais. Drago, então, manda que seu dragão Alfa domine Banguela. Banguela, em transe e sem ter consciência de suas ações, tenta dar um tiro em Soluço. O garoto é salvo por seu pai, mas, infelizmente, o modo como Stoico salvou o filho foi tirando-o do caminho e, consequentemente, recebendo o tiro em seu lugar. Assim, Stoico morre.

Soluço chora pela morte de seu pai e, movido pela tristeza, manda Banguela ir embora, apesar de o dragão já não estar mais em transe. O Alfa, então, exerce poder sobre todos os dragões. Drago captura Banguela, monta nele e, junto com seu exército de dragões, que inclui os dragões dos amigos de Soluço, e o Alfa, Drago vai em direção a Berk.

Soluço e os outros sepultam Stoico. Soluço lamenta, dizendo que ele não era o líder que seu pai queria que ele fosse e que ele próprio não era o pacificador que ele pensava ser, completando que ele não sabe quem é. Valka, porém, diz que seu filho é o único capaz de unir o mundo dos dragões com o mundo dos Vikings. Ela diz também que Soluço possui o coração de um líder e a alma de um dragão, e que esse é quem ele é.

Soluço decide que ele e seus amigos irão voltar para Berk. Eles montam nos dragões bebês, que são os únicos que não foram com Drago por não obedecerem ao Alfa, e partem rumo a Berk. Infelizmente, quando chegam, a vila já está dominada por Drago.

Soluço se aproxima de Banguela, com o intuito de recuperar seu dragão, mas Drago, ainda montado em Banguela, apenas ri, dizendo que agora o dragão pertence ao Alfa. Soluço, porém, não acredita, e diz para Banguela que ele sabe que o dragão jamais machucaria Stoico ou ele, completando que Banguela é seu melhor amigo. Banguela sai do transe, derruba Drago e volta para Soluço. Juntos, Viking e dragão, eles partem para a luta contra Drago e o Alfa.

Soluço consegue derrubar Drago de seu dragão, mas, enquanto não estava olhando, o Alfa tenta congelá-lo, e Banguela se coloca na frente para proteger o garoto. Todos começam a pensar que eles foram congelados, e Drago começa a rir, vitorioso. Porém, o gelo onde os dois estavam presos começa a se iluminar e acaba por explodir, revelando que Soluço e Banguela estão bem. Banguela desafia o Alfa. O exército de dragões começa a sair do transe, e todos os dragões voltam-se contra o Alfa. O Alfa acaba sendo derrotado, e vai embora mergulhando no mar, levando Drago junto.

Após derrotar o dragão, Banguela acaba se tornando o novo Alfa. Então, todos os dragões se curvam diante de Banguela e, depois, vão atrás de seus donos. Soluço diz que está feliz pela mãe estar ali, e Valka completa dizendo que é ali que vai ficar. Soluço dá um beijo em Astrid e, logo em seguida, a anciã o torna líder de Berk. Após isso, Bocão diz que o líder voltou para casa, e todos os Vikings aplaudem seu novo chefe.

Quando a paz volta a reinar sobre Berk, alguns Vikings então reconstruindo a vila, que fora destruída por Drago, enquanto outros fazem uma estátua de pedra em memória a Stoico. O filme acaba com Soluço finalmente participando de uma das Corridas de Dragões. Ele e Banguela pousam no palanque onde Stoico costumava ficar, e a última cena é de Soluço e Banguela, respectivamente o novo líder de Berk e o novo dragão Alfa.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]