Toy Story 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Toy Story 2
Toy Story 2 - Em Busca de Woody (PT)
Toy Story 2 (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
1999 • cor • 92 min 
Direção John Lasseter
Codireção Lee Unkrich
Ash Brannon
Produção Karen Robert Jackson
Helene Plotkin
Roteiro Andrew Stanton
Rita Hsiao
Doug Chamberlin
Chris Webb
Elenco Tom Hanks
Tim Allen
Joan Cusack
Don Rickles
Estelle Harris
Wallace Shawn
Jim Varney
John Ratzenberger
Gênero animação
aventura
comédia
Idioma inglês
Cinematografia Sharon Calahan
Edição Lee Unkrich
Edie Bleiman
David Ian Salter
Estúdio Pixar Animation Studios
Distribuição Walt Disney Pictures
Lançamento Estados Unidos24 de Novembro de 1999
Brasil17 de Dezembro de 1999
Portugal11 de Fevereiro de 2000
Orçamento US$90.000.000
Receita US$485.015.179[1]
Cronologia
Último
Último
Toy Story
Toy Story 3
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Toy Story 2 (Toy Story 2 (título no Brasil) ou Toy Story 2 - Em Busca de Woody (título em Portugal)) é um filme norte-americano de aventura e comédia de 1999, produzido pela Pixar Animation Studios em parceria com a Walt Disney Pictures. É a sequência de Toy Story, de 1995.

O filme mantém a maioria dos personagens principais, assim como os dubladores do primeiro filme, incluindo Tim Allen, Tom Hanks, Don Rickles, Jim Varney, Wallace Shawn, Annie Potts, John Ratzenberger, Joe Ranft, John Morris e Laurie Metcalf. Novos personagens aparecem nessa sequência como Barbie, Jessie, Mineiro, Sra. Cabeça de Batata e Al. Eles foram dublados reespectivamente por Jodi Benson, Joan Cusack, Kelsey Grammer, Estelle Harris e Wayne Knight.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Andy, um menino típico de sua idade, vai para um acampamento de verão onde pretende levar Woody, mas a poucos instantes de partir, causa um acidente, rasgando o braço costurado do boneco cowboy, tendo de deixá-lo em casa e partir sem brinquedo nenhum para o acampamento, o que decepciona Woody a ponto de não querer conversa com ninguém. Andy parte para o acampamento, enquanto seus brinquedos o esperam em sua casa.

Mas, Woody, vai parar numa venda de usados para salvar um brinquedo chamado Wheezy. Wheezy volta a salvo para o quarto de Andy, mas Woody acaba permanecendo lá por acidente e acaba sendo roubado por um colecionador de bonecos chamado Al, que é um conhecido dono de um mercado de brinquedos.

Os brinquedos entram em pânico e, liderados pelo boneco espacial Buzz Lightyear, planejam uma estratégia para resgatar Woody daquele ladrão.

Já na casa de Al, Woody conhece a cowgirl Jessie, o cavalo Bala no Alvo e o Mineiro e descobre que é um raríssimo boneco de uma série de televisão dos anos 1960 e que será vendido, junto com os novos amigos, para um museu no Japão. Diante da nova situação, Woody terá que decidir entre ficar com o menino Andy e fazer parte da vida de uma criança ou ir para o museu e ficar para sempre sendo observado por visitantes.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Versão Brasileira[editar | editar código-fonte]

Personagem Dublagem Estados Unidos Dublagem Brasil
Woody Tom Hanks Marco Ribeiro
Buzz Lightyear Tim Allen Guilherme Briggs
Jessie Joan Cusack Mabel Cezar
Pete Fedido Kelsey Grammer José Santa Cruz
Sr. Cabeça de Batata Don Rickles Alfredo Martins
Sra. Cabeça de Batata Estelle Harris Carmen Sheila
Porquinho John Ratzenberger Renato Rosenberg
Slink Jim Varney Francisco José
Rex Wallace Shawn Marco Antõnio Costa
Comandante R. Lee Ermey Carlos Seidl
Betty Bo Peep Annie Potts Telma da Costa
Barbie Guia Turística Jodi Benson Fabiola Martins
Al McWhiggin Wayne Knight Mauro Ramos
Andy John Morris Rodrigo Antas
Sra. Davis, mãe de andy Laurie Metcalf Sheila Dorfman
Aliens Garry Bonet Garcia Júnior
Glen, restaurador Jonathan Harris Miguel Rosenberg
Wheezy Joe Ranft Cláudio Galván/ Marcelo Coutinho (canções)
Imperador Zurg Andrew Stanton Renato Rabelo
Aliens Jeff Pidgeon Marcelo Coutinho
Packy Philippe Michael Emmanuel Ferraro

Outras Vozes:
Melise Maia, Caio Cesar, Indiane Christine, Ana Lúcia Menezes, Izabel Lira, Garcia Júnior.

Fonte: Márcia Cristina, Taz Mariana Mirabetti e Cesto.

Versão Portuguesa[editar | editar código-fonte]

  • Direcção de Dobragem:Rui Paulo
  • Tradução:Rita Salgueiro
  • Direcção Musical:Pedro Gonçalves
  • Tradução das Letras:Lia Graça e Miguel Ângelo
  • Estúdio:Matinha Estúdios

Novas Personagens[editar | editar código-fonte]

Personagem Dublagem Estados Unidos Dublagem Portugal
Jessie Joan Cusack Carmen Santos e Laura Ferreira(Canções)
Mineiro Kelsey Grammer Pedro Pinheiro
Bala
Senhora Cabeça de Batata Estelle Harris Cucha Carvalheiro
Whezzy Joe Ranft e Robert Goulet(Canções) Peter Michael e Herman José(Canções)
Al Wayne Knight Rui Paulo

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Globos de Ouros: Ganhou "Melhor Filme - Comédia/Musical" Vencedor; nomeação para "Melhor Canção ("When She Loved Me"- Randy Newman)" .
  • Oscares: Nomeação para "Melhor Canção("When She Loved Me"- Randy Newman)".
  • Grammys: Nomeação para "Melhor Banda Sonora(Randy Newman) e ganhou o grammy para "Melhor Canção("When She Loved Me"- Randy Newman".

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Toy Story 2 teve sua estreia em um final de semana de ação de graças nos EUA e ficou em primeiro lugar entre os filmes mais vistos com uma arrecadação de $57,388,839 arrecadando $17,734 por cinema em 3 dias. O filme ganhou um total de $80,102,784 durante todo o feriado. No final de sua exibição nos cinemas, Toy Story 2 arrecadou $245,852,179 na América do Norte e $239,163,000 nos outros países para um total mundial de $485,015,179, esse valor se tornou a terceira maior bilheteria de 1999. Toy Story 2 também bateu a bilheteria do primeiro filme da série.

Críticas[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu ótimas críticas em todos os países em que foi exibido. Segundo o site especializado Rotten Tomatoes a avaliação do filme é de 100% baseado em 147 críticas, outro site, o Metacritic deu ao filme 88 de 100 possíveis avaliações positivas.

O crítico Roger Ebert deu três estrelas e meia ao filme de quatro possíveis.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Toy Story 2: An Original Walt Disney Records Soundtrack é a trilha sonora original do filme composta por Randy Newman. Ela foi lançada em 9 de Novembro de 1999, pela gravadora Walt Disney Records.

A música "When She Loved Me" foi indicada ao prêmio Óscar de Melhor Canção Original.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Premiação Categoria Situação
Globo de Ouro Melhor Filme - Comédia/Musical Vencedor
Melhor Canção
("When She Loved Me"- Randy Newman)
Indicado
Oscar Melhor Canção
("When She Loved Me"- Randy Newman)
Indicado
Blockbuster Entertainment Awards Filme Familiar Favorito Vencedor
Grammy Awards Melhor Trilha Sonora
(Randy Newman)
Indicado
Melhor Canção
("When She Loved Me"- Randy Newman)
Vencedor

Video games[editar | editar código-fonte]

Toy Story 2: Buzz Lightyear to the Rescue, um video game para PC, PlayStation, Nintendo 64 e Dreamcast, foi lançado. O jogo mantém as vozes originas do filme e clips do filme como introdução aos diferentes níveis do jogo. Outo video game foi lançado para plataforma Game Boy Color.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • A história de Toy Story 2, pelo que se dá a entender, se passa 1 ou 2 anos depois de Toy Story. Nota-se que o personagem Andy é um pouco mais velho em Toy Story 2, já que era bem novo no primeiro filme. Sua irmã Molly também está crescida, além de sua mãe, que aparenta estar um pouco mais velha, além de estar loira e com um outro corte de cabelo, diferente do rabo-de-cavalo e o cabelo castanho que tinha no primeiro filme.
  • O planejamento inicial da Pixar e da Disney era de lançar esta continuação diretamente em vídeo. Entretanto, após o filme ter ficado pronto, os executivos resolveram por exibí-lo nos cinemas.[2]
  • A boneca da Mattel, Barbie, participou de cenas do filme. Ela aparece apenas na loja de Al. Ela é conhecida como Barbie Guia. Também aparece com elas outros tipos de bonecas Barbies, que fazem pequenas aparições no filme.
  • A cena em que Sr. Batata, Barbie, o falso Buzz e o cachorro de molas estão num jipe e Rex aparece correndo atrás deles é uma sátira à cena de perseguição do T-Rex em Jurassic Park
  • A cena em que Porquinho muda os canais da televisão, mostra cenas de curtas da Pixar.
  • Quando Woody está na prateleira e Andy vai embora, é possível ver um Super Nintendo em cima da TV.
  • Alexandre Lippiani, que era o dublador original de Woody na versão brasileira, em Toy Story, faleceu em um acidente de carro no ano de 1997, dois anos antes do lançamento de Toy Story 2. Após o acidente que matou o ator e dublador, Marco Ribeiro tornou-se o dublador definitivo do personagem, dando um tom de voz parecido ao personagem, para dar a entender que é a mesma voz. Alguns não percebem a diferença entre um dublador e outro.
  • Andy, o dono dos brinquedos, também muda de dublador. Ele é dublado por Bruno Miguel em Toy Story, passando a ser dublado por Rodrigo Antas no filme seguinte. Tal mudança não descaracterizou o personagem, mas Rodrigo deu a entender que a voz de Andy amadureceu, já que se mostra mais velho em Toy Story 2, uma vez em que Bruno Miguel dublou Andy em um tom mais agudo.
  • Este é o 3º filme realizado através da parceria entre a Pixar e a Disney. Além dos dois Toy Story, foi lançado também Vida de Inseto, em 1998.[2]
  • No elevador, Buzz Lightyear diz "você matou meu pai!", quando o Imperador Zurg o questiona se ele não quer se juntar a ele. Zurg responde "Eu sou o seu pai!", fazendo uma clara referência à cena de Star Wars Episódio V: O Império Contra-Ataca, em que Darth Vader revela à Luke Skywalker que é seu pai.
  • Na cena quando o Buzz Lightyear da loja de brinquedos esta brincado com Zurg, o Buzz do Andy diz adeus, nesse momento pode se notar que o Buzz faz o mesmo gesto com a mão que o personagem Spock de Star Trek, mas ao invés de falar "vida longa e próspera", ele simplesmente diz "adeus".
  • No final do filme, na cena do quarto do Andy, há dois jogos em cima da escrivaninha, e vemos claramente que são Twister e Candy Land, dois jogos da MB Games.
  • Nos erros de gravação do filme, aparece uma cena em que os personagens Flik e Chucrute, do filme Vida de Inseto, pensam que estão no primeiro dia de gravação do segundo filme da série, quando na verdade estão gravando a cena de quando Buzz Lightyear, Slinky, Sr. Cabeça de Batata, Rex e o Porco-Cofre chegam a Loja do Al tentando achar o Woody lá.
  • Em mais um dos erros de gravação do filme, aparece uma cena onde Mineiro, dentro de sua caixa junto com duas Barbies, diz que vai arrumar um papel para elas no terceiro filme, mas no filme aparece o papel de apenas uma Barbie.
  • O restaurador de brinquedos que costorou e personalizou Woody na casa do gananciosos personagem Al, é o mesmo idoso que está no curta-metragem da Pixar, O Jogo do Geri.
  • O filme foi completamente apagado dos servidores da Pixar e até hoje ninguém sabe quem foi o responsável, tendo de ser refeito as pressas para seu lançamento.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Toy Story 2 (1999) - Box Office Mojo (em inglês) Box Office Mojo. Página visitada em 07 de novembro de 2013.
  2. a b Título não preenchido, favor adicionar.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Tarzan
Lista de filmes da Disney
1990
Sucedido por
Fantasia 2000