Tabula Rasa (Lost)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Tabula Rasa (Lost)"
03º episódio da 1ª temporada de Lost
Informação geral
Escrito por: Damon Lindelof
Direcção Jack Bender
Código de produção 101
Exibição original 6 de Outubro de 2004
Convidados

Fredric Lehne (Marshal),
Nick Tate (Ray)
Daniel A. Ortiz (Passageiro)

Cronologia
Último
Último
"Piloto, Parte 2"
"Walkabout"
Próximo
Próximo
Lista de episódios de Lost

Tabula Rasa, é o terceiro episódio da primeira temporada de Lost. O episódio foi dirigido por Jack Bender e escrito por Damon Lindelof. Sua exibição original foi no dia 6 de Outubro de 2004 pela ABC. Ele foca o flashback em Kate Austen.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Flashback[editar | editar código-fonte]

Kate, sendo cutucada por uma espingarda de um fazendeiro, (Ray Mullen), que quer saber o que ela está fazendo dormindo no feno. Ela lhe fala que seu nome é "Annie", que se formou na faculdade e que está visitando a Austrália, depois de chegar em Melbourne. Os dois acham que um pode ser útil ao outro: ele precisa de um pouco de ajuda na fazenda, ela precisa de um trabalho e um lugar para ficar.

Kate decide que é hora de sair da fazenda australiana. Mas quando ela aceita uma carona de Ray para a estação de trem, ela descobre que ele estava planejando entregá-la para as autoridades. Ele viu a foto dela nos correios e ele realmente precisa do dinheiro de recompensa oferecido para quem a encontrasse. Kate olha através do espelho lateral do carro e vê o agente do FBI, entusiasmado seguindo ela. Numa tentativa desesperada para fugir, Kate move o volante abruptamente das mãos de Ray e bate o caminhão para fora da estrada. Salva Ray, retirando-o de dentro do caminhão,esse ato custou a Kate a chance de escapar e ela é capturada pelo agente do FBI.

Tempo Real[editar | editar código-fonte]

Em uma barraca de enfermaria provisional, Jack está cuidando do oficial Mars que murmura a mesma coisa pela dor dele: "Não confie nela. Ela é perigosa." Quando Jack lhe pergunta quem é "ela", Mars lhe diz que olhe no bolso de jaqueta dele. O que ele acha lá mudará as coisas na ilha para sempre. É uma foto de procura de uma prisioneira: Kate!

Jack está usando muita esperança tentando salvar o oficial. Hurley entra, tropeçando na foto de Kate e pergunta: O que você acha "que ela fez?" - para o que nós...

Na manhã seguinte, Hurley chega à tenda de enfermaria para contar a Jack que o grupo de sinal retornou. Kate chama Jack de lado e diz que ela tem algo para contar-lhe em particular. Jack sente-se aliviado, pensando que ela vai confidenciar-lhe sobre sua situação de criminosa e fugitiva. Mas, em vez disso, ela lhe fala apenas sobre a mensagem aflita que eles ouviram pelo transmissor (episódio 1.02). Ele pergunta a ela se há mais alguma coisa que ela lhe queira revelar. Ela pergunta se o oficial já recuperou a consciência. Quando Jack lhe diz que sim, Kate pergunta repentinamente se ele disse alguma coisa para Jack. Jack pensa um pouco antes de responder que não.


O oficial teve uma piora. Se eles não acharem algum antibiótico forte, ele não conseguirá sobreviver. Hurley diz a Jack que já procurou por toda parte, menos na fuselagem - mas lá está cheio de corpos e "eles estão todos mortos". Jack entra nos destroços e faz o possível para não remexer os corpos enquanto faz uma busca desesperada por alguma coisa que possa ajudar o oficial. Ouvindo algo murmurando atrás dele, encontra Sawyer vasculhando a fuselagem por outra razão - fica claro que ele está fazendo uma pequena compra pessoal. Jack o repreende por estar desrespeitando os mortos, mas Sawyer diz a Jack para dançar conforme a música. Ele ainda pensa que eles estão na civilização, enquanto Sawyer percebe que eles estão "na selva".

No outro fim da praia, Charlie está ajudando Claire a reunir bagagens usando uma cadeira de rodas que estava no avião e eles começam a criar um laço de amizade. Enquanto isso, Sun mostra uma mala de viagem para Jin, mas depois de inspecionar detalhadamente, Jin percebe que essa não é a sua mala e fala para Sun continuar procurando. Mas antes que ela o faça, ele diz para ela ir e limpar o rosto, pois o está envergonhando. Enquanto ela está saindo, ele diz que a ama.

Hurley dá de cara com Kate na tenda de enfermaria e tenta se manter indiferente apesar de saber seu segredo e percebe uma arma no cós da calça dela. Como ele não mente bem, ele sai correndo deixando-a falando sozinha.

De volta ao tempo real na ilha, enquanto Kate está reclinada sobre o corpo do marshall, ele acorda e dá o bote, agarra o pescoço de Kate, tentando sufocá-la. Jack tem que separá-lo dela antes que seja tarde demais.

Michael luta para forjar algum vínculo paterno com Walt - ele quer saber o que Locke contou para Walt ontem. Walt diz que é um segredo, mas quando Michael pressiona Walt para contar do que se trata, Walt revela que Locke contou para ele que "um milagre aconteceu". Michael quer que ele fique longe de Locke.

Quando a chuva pára, Michael procura pelo cachorro de Walt, Vincent, na floresta. De repente, ele ouve alguma coisa mexendo nas árvores, alguma coisa perigosa. Ele corre o mais rápido que ele pode para fugir disso e chega bem em cheio da onde a Sun está, que está sem blusa e se lavando. Existe então um momento bem desagradável e embaraçoso entre eles.

De volta a praia, o marshall está morrendo. Ele geme alto com dor. Os seus gritos estão incomodando o resto do grupo que deseja fazer algo para acabar com isso. Sayid pergunta a Jack se algo pode ser feito. Jack fala que está fazendo tudo que ele pode. O marshall fala para Jack que quer falar com Kate a sós. Enquanto ela está na tenda, Hurley comenta sobre a arma que ele viu na calça dela. Jack corre de volta a tenda de enfermaria antes que seja tarde demais -"BANG!"

Sawyer sai de dentro da tenda, dizendo ter feito o que tinha que ser feito; o que Jack não conseguiu fazer. Porém, gemidos horrorosos vem de dentro da tenda novamente. É revelado que o marshall ainda está vivo - Sawyer atirou nele no peito, apesar de mirar o coração. Jack diz que ele vai sangrar durante muitas horas e vai sofrer terrivelmente. Jack grita e manda Sawyer sair da tenda, que treme bastante pelo erro que cometeu. Alguns momentos depois, os gemidos param para sempre. Jack sai de dentro da tenda e passa perto de Sawyer sem dizer uma palavra.

Montanha[editar | editar código-fonte]

O grupo de sinal (Sayid, Kate, Sawyer, Boone, Shannon, Charlie,) está fazendo seu caminho para a montanha. Está escurecendo e alguns deles querem acampar durante a noite. Sawyer quer passar a noite na selva, mas os outros do grupo o convencem que isso não é uma idéia muito boa. Sentados ao redor do fogo, eles discutem o que eles deveriam falar para os outros sobre a transmissão de angústia que eles ouviram no transceptor. Aquela informação não lhes deram muita paz, assim, no fim, eles decidem não contar para os outros para preservar esperança. Pelo menos agora.

Boone pega a arma de Sawyer e o pente de Sayid quando eles dormem. Eles acordam e argumentam sobre quem deveria ficar com a arma, mas não acham nenhum candidato confiável - até que chegam em Kate. Relutantemente, ela concorda em manter a arma.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O nome do episódio Tabula Rasa é uma tese filosófica desenvolvida no século 17 pelo filósofo John Locke. Locke diz que a mente de um indivíduo nasce "vazia" e também enfatiza a liberdade individual na alma de Kate.

Temas Recorrentes[editar | editar código-fonte]

  • O grupo de que ouve a transmissão de Rousseau decide mentir para o resto dos sobreviventes, para que eles não entrem em pânico.
  • Eles elegem Kate para levar a arma porque ela é a mais confiável, quando, na verdade, ela é uma fugitiva perigosa.
  • Kate mente sobre seu nome para Ray Mullen.
  • Ray Mullen tem um braço postiço.
  • Sayid se encarrega de organizar os sobreviventes em grupos para que eles façam amizade, racionem comida, etc.
  • Hurley chama Edward Mars "Johnny Fever".
  • Quando Jack entra no avião para procurar medicamentos, Sawyer está "roubando". Ele alega que Jack não está procurando no "local certo".
  • Ray Mullen diz a Kate que "todo mundo mereçe um recomeço", algo que é dito por Jack no final do episódio.
  • Quando Kate visita Edward Mars, e ele tenta matá-la, está chovendo.
  • Ray Mullen engana Kate, dizendo que dará uma carona para ela, quando na verdade a entregará para a polícia.
  • A recompensa pela captura de Kate é de $23.000.
  • Walt diz a Michael que Locke é seu amigo, implicando que Michael não é.
  • Sawyer tenta eutanizar Mars, mas não consegue; Jack faz ao invés de Sawyer.
  • A música Wash Away de Joe Purdy e Leavin' On Your Mind de Patsy Cline aparecem no episódio.

Música[editar | editar código-fonte]

Ver Também[editar | editar código-fonte]