James Ford

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de James "Sawyer" Ford)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Sawyer
Personagem de Lost
Nome James "Sawyer" Ford
Residência
formal
Knoxville, Tennessee
Profissão (Formal) não específica, aplicava golpes em mulheres ricas
Interpretado por(s) Josh Holloway
Projeto Lost

James Ford, melhor conhecido pela alcunha de Sawyer, é um personagem fictício do seriado norte-americano de suspense/drama Lost da ABC, interpretado pelo ator Josh Holloway.

Sobre o personagem[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Antes da queda[editar | editar código-fonte]

James Ford, tem 35 anos e nasceu em Knoxville, Tennessee. Em 1976, um trambiqueiro chamado Sawyer enganou sua mãe e tirou todo o dinheiro da família. O pai de James, furioso, matou a esposa e se suicidou. James jurou vingança. Quando tinha 19 anos ele se viu obrigado a dar um golpe para conseguir 6 mil dólares, e resolveu fazê-lo sob o nome de Sawyer - e assim tornou-se trambiqueiro por tabela.

Faz qualquer coisa para conquistar seus objetivos, chegando uma vez a aceitar uma mulher chamada Cassidy como aprendiz, tudo isso sendo parte de um plano para roubar seu dinheiro, acredita-se que tenha se apaixonado por ela, mas quando jogava "Eu nunca" com Kate alegou jamais ter se apaixonado.

Após ser trapaceada por ele Cassidy prestou queixa à policia, Sawyer foi preso e visitado por ela que lhe trouxe a notícia de que tivera uma filha e que ele era o pai, o nome da jovem é Clementine, Sawyer nega sua existência dizendo que não possui uma filha.

Para sair da prisão Sawyer se aliou a um homem chamado Munson que era acusado de roubar uma enorme quantidade de dinheiro do governo americano, Sawyer conseguiu que este lhe dissesse onde estava escondido o dinheiro e assim comprou sua liberdade da prisão.

Em um negócio feito com um empresário, Sawyer agiu igualmente ao trambiqueiro que arrasou com sua vida. Agiu a fim de trapacear o mesmo, tendo inclusive relações com a esposa dele. Prestes a fechar um importante negócio, Sawyer se depara com o pequeno filho do casal, o que o faz pensar que estaria fazendo ao garoto o mesmo mal que o verdadeiro Sawyer fez a ele. o que faz Sawyer desistir do negócio e ir atrás de seu plano de vingança.

Passou por um trabalho não bem sucedido com seu amigo e parceiro Hibbs, o qual o enganou fazendo-o ir a Sydney para matar Frank Duckett Sawyer alegando que este era o verdadeiro assassino de seus pais quando este na verdade era apenas um homem que devia dinheiro a Hibbs.

Chegando lá se encontrou com o pai de Jack, Christian, em um bar, momentos antes de sua morte, este o encorajou a terminar a tarefa que havia ido realizar em Sydney, fosse essa qual fosse, resultando no assassinato do inocente Frank Duckett.

Mais tarde, Sawyer foi preso em Sydney por se envolver em uma briga de bar dando uma cabeçada no Ministro da Agricultura. Após terem visto sua ficha criminal Sawyer foi deportado no Voo 815.

1ª Temporada[editar | editar código-fonte]

Egoismo[editar | editar código-fonte]

Sawyer parece gostar muito de ler, costumava roubar tudo que fosse útil para usar para trocas. Nunca sentiu a necessidade de ser gentil com absolutamente ninguém e é visto brigando com alguém muitas vezes, ele e Sayid desde o começo não se entendem. Costuma dar apelidos para todos que encontra e foi acusado por Shannon de ter remédio para asma e não lhe dar, ele não disse que não o possuía e deixou que as pessoas tirassem suas próprias conclusões pensando o pior dele, foi interrogado e torturado por Jack e Sayid para conseguirem o remédio, mas apenas confessou para Kate que não o tinha.

Um Ladino Experiente[editar | editar código-fonte]

Diz saber arrombar fechaduras, só nao conseguiu abrir a maleta do Agente que continha as cinco armas, pois esta era de excelente qualidade, e não importava o que ele fizesse, a mala nao abria.

Foi chateado por um Javali o qual perseguiu com a ajuda de Kate, ficou com pena do animal e não o matou como pretendia fazer.

Por ter constantes dores de cabeça consultou, contra sua vontade, Jack, descobrindo que tem hipermetropia, Sayid fez para ele um par de óculos usando alguns que Jack encontrou.

Ele foi o segundo do grupo a escutar os sussurros na floresta, mantém uma atração bastante intensa e visível com Kate, o que lhe garante uma rivalidade com Jack.

Sua voz era a única coisa que conseguia fazer Aaron, filho de Clair, parar de chorar, fazendo com que seja constantemente perseguido pela criança.

Breve Partida[editar | editar código-fonte]

Comprou sua vaga na jangada de Michael com tudo que tinha acumulado dos destroços do avião, antes de saírem contou a Jack que havia encontrado seu pai, fez a conexão quando ouviu Jack usar uma citação também usada por Christian.

Quando na jangada ele leu as mensagens dentro da garrafa, levou um tiro durante o seqüestro de Walt, extraiu a bala com suas próprias mãos e foi levado pela correnteza para a ilha.

2ª Temporada[editar | editar código-fonte]

Naufrágio[editar | editar código-fonte]

Foi capturado por um grupo de pessoas que ele e Michael acreditavam ser parte de "Os Outros", mas estes eram apenas mais sobreviventes do Voo, o que levaram eles a conhecerem Ana-Lucia, Mr.Eko, Libby, Bernard e Cindy. O grupo os levou de volta para a praia onde viviam, Sawyer desmaiou no caminho, ardendo em febre, foi carregado durante a maior parte do caminho por Michael e por Eko.Consegiu ser carregado até a escotilha e foi tratado por Jack e uma apreensiva Kate, que demonstra ter fortes sentimentos por ele. Agonizando em febre e delirando, confessa a Jack que ama Kate.

Apelidou Tom de "Barba Azul" e de "Zeke".

Trapaça e Domínio[editar | editar código-fonte]

Sawyer conseguiu convencer Charlie a participar de seu plano de roubar as armas e os remédios de dentro da escotilha, ele era o único a saber da localização das armas desde o ocorrido até o dia em que precisou dar Heroína para tentar salvar a vida de Libby.

Reconciliação[editar | editar código-fonte]

Durante uma negociação, feita através de uma aposta, Sawyer perdeu todos os seus remédios para Jack no poker.

Após perturbado, momentos após sua aliança trapaceira com Charlie, foi capaz de matar uma Rã por esta o estar impedindo de dormir.Durante uma conversa com Hurley, o obeso afirmou estar vendo um velho amigo caminhando pela ilha,após insinuar que Hurley era maluco, Sawyer foi atacado pelo mesmo, mas foi salvo por Jin. Ele construiu uma cabana para substituir sua antiga barraca que fora destruída na briga com Hurley.

Inimigos Íntimos[editar | editar código-fonte]

Mais tarde, foi seduzido e acabou fazendo sexo com Ana-Lucia, onde esta se aproveitou do momento para roubar a arma dele, o que mais tarde resultou na morte dela. É uma das quatro pessoas que deviam ser levadas até os Outros por Michael.

Deu uma arma a Sayid, o recrutando para a missão, mesmo tendo sido advertido para não fazê-lo.

Enquanto carregavam as armas que levariam contou a Jack que transou com Ana Lúcia e disse que considerava Jack como a coisa mais próxima de um amigo que possuía.

Matou um dos Outros que estava perseguindo o grupo enquanto iam ao encontro dos mesmos. Quando se encontraram com os Outros, Ben, o líder dos mesmos fecha negócio com Michael e o dá a liberdade para sair da ilha, nisso, Michael e Walt voltam para casa através de uma lancha, e Sawyer é capturado pelos Outros junto com Jack e Kate.

3a Temporada[editar | editar código-fonte]

Capturados[editar | editar código-fonte]

Após terem sido capturados pelos outros, Jack, Kate e Sawyer são aprisionados(Sawyer e Kate são presos em jaulas de animais frente à frente ao ar livre; Enquanto Jack está trancado sozinho num porão, a estação Hidra, que mais tarde ele descobre ser submersa). Kate e Sawyer não têm um contato sequer com Jack.

Enquanto está preso na jaula, Sawyer descobre um botão especial com o qual consegue comida, quando ele segue os procedimentos certos, consegue um punhado de comida, de urso (Um biscoito de peixe e vários grãos de ração), apesar de obviamente não gostar de seu cardápio, Sawyer vê que não tem outra opção, e compartilha com Kate do mesmo. Os dois podem ao menos conversar entre si e tentar uma solução para se libertarem. Em um dado momento, Sawyer conhece o jovem Karl, um Outro, a quem pede ajuda. Karl a princípio o ignora, também por ser proibido de conversar com os prisioneiros, mas se mostra uma boa pessoa diferente dos demais outros e se presa a ajudar Sawyer e Kate a sairem de lá. Mais tarde, Karl revela ser o namorado de Alex, a filha de Danielle Rousseau.

Trabalho Forçado[editar | editar código-fonte]

Todos os dias, Kate e Sawyer são soltos pela manhã e postos para trabalhar enquanto são vigiados pelos Outros, que também trabalham. Kate e sawyer são obrigados pelo Outro Danny Picket, a realizar um trabalho escravo e forçado, e enquanto o fazem, são proibidos de se comunicar entre si, ou então levam choque. Em uma das vezes em que estão trabalhando, sawyer se sente atraído por Kate, que está trajada de um lindo vestido sem mangas cedido pelos outros, destacando seus ombros e suas pernas, e não pára de olhar para a mesma, incomodando Danny(que tem uma antipatia em especial para com ele) e os demais Outros. Em outro dado momento, Kate está usando o mesmo vestido, e num momento de distração, Sawyer chega e a beija apaixonadamente, nisso, Danny o agride, mas Sawyer bate nele e se defende contra os demais outros que o atacam. Após a Outra Juliet separar a briga e tudo se acalmar, Danny eletrocuta Sawyer como prometido, e o golpista cai ao chão e começa a se debater.

Posto à Prova[editar | editar código-fonte]

Passando o tempo, Ben, o líder dos outros captura Sawyer a fim de testá-lo e o leva à estação Hidra(num momento em que Jack foi temporariamente solto e não está-la), onde coloca nele um Marca-passo. Devido às situações em que é exposto por Ben, Sawyer se irrita com o mesmo e o soca, seus batimentos cardíacos aumentam e ele têm de se tratar. Durante seu passeio, Ben mostra a Sawyer que a ilha em que eles estão não é a mesma ilha onde estão os demais sobreviventes, mas sim uma ilha vizinha a esta.Enquanto Sawyer é testado, Kate tenta ajudá-lo, facilmente saindo de sua jaula. Ela dá a alternativa à Sawyer de fugir com ela enquanto há tempo para isso, ele rejeita dizendo que é cada um por sí, o que ela reprova dizendo viveremos juntos ou morreremos sozinhos(conforme dito anteriormente por Jack), nisso, Kate desiste de fugir e espera uma solução melhor, mas ainda se compadece para com Sawyer.

Durante este tempo, Danny Picket recebe a notícia de que sua noiva havia sido atingida por alguém, e chegando ao pronto-socorro da ilha, por mais que Jack a trate, ela não resiste e morre. Danny poe a culpa em Sawyer de ter atirado e assassinado sua noiva(Quando de fato, fora Sun quem havia atirado para se defender, enquanto as duas estavam no veleiro, na missão que Sun havia embarcado com Sayid e Jin aim de salvar Jack, Kate e Sawyer). Irado, Danny solta Sawyer e o espanca fortemente, deixando Kate desesperada. Picket pergunta à Kate se ela o ama. sabendo que ele pararia de bater em Sawyer se ela afirmasse, ela afirma o amar. Danny deixa Kate e o ferido Sawyer.

Fuga[editar | editar código-fonte]

Do outro lado da situação, Jack descobre que Ben sofria de um tumor na coluna e havia capturado o doutor a fim de que este o operasse. Na sala de cirurgia, a fim de que Sawyer e Kate sejam libertos, Jack ameaça deixar Ben morrer. Nisso, Tom recorre ao chamado de Jack, e Juliet e Alex tentam ajudar Sawyer e Kate a sairem dali. Danny descobre que eles estão fugindo e tenta impedí-los. Chegando à área das jaulas, Danny ataca Sawyer, mas este se defende, derrotando-o. Com Danny nocauteado, Sawyer, Kate, Alex e Karl fogem para a praia, onde encontram um barco o qual irão remar a fim de voltarem à sua ilha. Kate de certa forma estranha o fato de Jack querer ser deixado para trás, o que de contrapartida, não significa nada para Sawyer.

Quando finalmente chegam a praia, são avistados por Danny, que ainda os está perseguindo, Danny parte para atacá-los, mas leva tiros pelas costas e morre instantaneamente. Juliet o matou a fim de ajudar Sawyer e Kate. Como Alex havia sido adotada como filha de Ben, ela afirma não poder acompanhá-los de volta à sua ilha, por ter um compromisso fiel ao seu "pai", da mesma forma, Juliet fica, por ser uma Outra. Mas Karl, que também fora testado por Ben apesar de ser um outro, é posto no barco para deixar aquela ilha junto com Kate e Sawyer. De volta à sua ilha, Sawyer esta exausto de todo o ocorrido, e todo o tempo em que esteve ao lado de Kate e esta parecia ser sua única aliada, o fez parar para pensar. Nisso, Karl também reflete nos momentos que teve a sós com Alex e os dois conversam a respeito, apesar de Sawyer demonstrar não querer falar sobre isso com o garoto.

Volta ao "Lar"[editar | editar código-fonte]

Sawyer e Kate são recebidos de volta com muito carinho e parecem estar sendo muito bem aceitos pelos demais sobreviventes. O tempo passa, e Sawyer já volta a enfrentar conflitos com seus companheiros, nisso, os demais ficam perturbados com ele e começam a não querer sua companhia, que para variar, não muda de atitude. É aberto na ilha, um campeonato de Tênis de Mesa(Ping-Pong), e Sawyer enfrenta Hurley num jogo, sobre o qual são tomadas algumas penalidades(é sugerido por Sun, que Sawyer, caso perca o jogo, pare de apelidar os demais e seja obrigado a chamá-los pelo nome, o que os demais aprovam; Sawyer, caso ganhasse, poderia obter o que quisesse.), Com as apostas em jogo, Hurley e sawyer começam a disputar, e a maioria, inclusive Charlie, está torcendo para que Hurley vença e apostando no mesmo. Depois de vários sets, Hurley derrota Sawyer no jogo, e este é obrigado à não mais apelidar os demais sobrevinventes, algo que reluta em cumprir, mas se vê forçado a isto, acabando em não ter outra opção, que não cumprir o combinado.

Nos dias seguintes, Sawyer está perturbado e solitário sem Kate por perto(pois ela está investigando os Outros juntamente com Locke e Sayid, e tentando salvar Jack contra a vontade do mesmo), pois os outros sobreviventes o rejeitam. Com pena de sua situação, porém ainda inibidos com o egoismo do golpista, Charlie e Hurley tentam ajudá-lo a conviver melhor com as pessoas à sua volta e lhes oferecem dicas e oportunidades para ser melhor aceite e criar melhores relacionamentos, nsso, os dois se mostram muito amigos de Sawyer.

Convivência[editar | editar código-fonte]

Durante seu tempo juntos, Sawyer, Hurley, Charlie e Jin encontram uma Van, mais precisamente, uma Kombi abandonada, que anteriormente havia sido um pertence da iniciativa Dharma(mais precisamente do pai de Ben, como revelado em um flashback), tentam tirar seus decompostos, inclusive o cadáver de Roger Linus(pai de Ben, assassinado pelo mesmo há muitos anos) da velha Kombi e testá-la para ver se funciona, nessas, Sawyer encontra uma lata velha de cerveja, a qual tenta beber, mas é interrompido por Hurley. Numa tentativa de melhor se dar com seus companheiros, sawyer passa estes momentos ensinando a Jin, mais algumas palavras em inglês(ou português, como na versão brasileira), não dispensa sua velhas piadas e seu sarcasmo, mas soa como engraçado, conquistando Jin melhor. Jin e Sawyer empurram a Kombi(com Hurley no banco de motorista e Charlie no de passageiro) morro abaixo, realmente não acreditando que a Kombi iria funcionar, mas vêem que Hurley conseguiu ligá-la, prevenindo Charlie e a sí mesmo de um acidente fatal. Os momentos seguintes são regados de risos e um bom clima de amizade enquanto Sawyer, Jin, Charlie e Hurley passeiam de Kombi pelo gramado livre. Os quatro voltam felizes depois de tudo. Charile reencontra Claire, Jin vai para junto de sua esposa Sun e Hurley vai de encontro aos seus amigos. Ao ver que a maioria reencontrou seu suposto par, Sawyer está solitário novamente e sente falta de Kate, tendo consigo apenas algumas latas de cerveja.

Um dia, enquanto Sawyer e Hurley jogam ping-pong na praia, uma cambaleante [[<Nikki/Nikki Lost>]] caminha em sua direção e cai ao chão paralisada, o que os dois acreditam estar ela morta(quando na verdade, fora paralisada peloas aranhas-medusas que trazia consigo), Sawyer se lembra dos conflitos que teve com Nikki enquanto não era suportado pelos demais sobreviventes e é posto a prova, quando os demais sobreviventes o julgam de ser o responsável pela suposta morte da loira. Durante os momentos seguintes, Sawyer revela a Sun ter sido o responsável, juntamente com Charlie, de ter a arrastado pela ilha naquele golpe que planejaram juntos para que Sawyer obtivesse as armas para si e Charlie obtivesse as santinhas com heroína, o que gera uma situação um tanto constrangedora de uma Sun decepcionada com os dois, nisso Jin também se afasta de Sawyer durante um tempo.

Desconfiança[editar | editar código-fonte]

Passado algum tempo, Kate e Sayid voltam ao acampamento tendo Jack resgatado, mas com um porém, ele parece ter criado uma estranha afinidade com a Outra Juliet, a qual veio ao acampamento junto com eles. Os sobreviventes parecem não mais confiar em Jack pelo fato de estar sendo companhia de uma Outra, nisso, Kate se sente sendo trocada por Juliet no coração de Jack, parecendo ele preferir ficar com a loira do que com ela. Quando Kate avista Jack jantando com Juliet, dominada pelo seu ciúme, ela recorre a Sawyer, que sem saber do ocorrido, estranha sua posição, mas tem uma noite amorosa com ela em sua barraca.

Na manha seguinte, Sawyer ainda estranha o ocorrido da noite e conversa com Jack, o que o faz entender que fora usado por Kate em um dado momento de desespero da mesma. Sawyer se acerta com Kate, mostrando sua chateação com a mesma, sem perder sua postura confiante. Apesar de tudo, Sawyer é mais um que desconfia de Juliet e não está confiando em Jack, os quais desenvolvem uma amizade um tanto colorida.

Possível Resgate[editar | editar código-fonte]

Logo, alguns indícios afirmam que o resgate está prestes e os sobreviventes entendem que poderão logo ser resgatados, através de um celular especial e uma aparenrte resgatadora que cai de pára-quedas na ilha, encontrada por Charlie, Hurley, Jin e Desmond, e pouco mais tarde por Locke. Durante estes momentos aparentemente finais na ilha, Locke está um tanto ausente no acampamento, sugerindo ele estar com os outros, pelo fato de não ter voltado ao acampamento com o resgate de Jack. Após mais uma noite romântica com Kate, Sawyer vai à mata quando escuta um barulho estranho e se depara com Locke. O velho homem tenta explicar a situação e sugere que Sawyer o acompanhe, sugestão que é rejeitada pelo golpista. Mal sabe ele que se trata da eliminação de um inimigo que os dois têm em comum, e que Locke fora solicitado pelos Outros para se livrar do mesmo. sabendo da história por trás contada pelos Outros, Locke vê em sawyer a melhor pessoa para eliminar este inimigo.

Após tanto insistir, Locke afirma ser o tal inimigo, seu próprio pai, e por isso não teria coragem de matá-lo. De alguma forma Sawyer se convence a seguir com Locke até o Rocha Negra, onde está este inimigo. Dentro do velho navio pirata, Sawyer entra em um depósito escuro onde Locke o tranca. Furioso com Locke, Sawyer insiste que este o solte dali, até qe se depara com o Pai de Locke, que lá está amarrado. o pai de Locke, Anthony Cooper, revela ser um trambiqueiro como Sawyer e diz: "estou nessa ilha pagando pelo meu mal. Afinal, estou morto, e este é o meu inferno", insinuando que fora parar na ilha assim que morrera. Sawyer fica confuso e caçoa do velho senhor quanto à sua opinião. Conforme a história vai se desenrolando, Cooper revela que teve vários nomes, dentre eles, Sawyer. Até que depois de algumas revelações, James "Sawyer" se dá conta daquele ser o verdadeiro homem que destruira sua família e arruinara sua vida. Sawyer dá a ele a carta que escrevera quando criança, a qual perguntava o porque destes maus atos do velho homem. Cooper lê partes da carta, até que nervoso, rasga a carta em tom de provocação, o que faz Sawyer enforcá-lo com as correntes que o prendiam, matando o velho homem enquanto dizia: " então você quer ir mesmo para o inferno?, você quer saber como é o inferno de verdade?". Saindo de lá, Locke explica a Sawyer que seu pai nunca havia sido um bom pai para ele e nunca seria, e que não faria nenhuma falta para ele. Nisto, Locke segue seu caminho carregando o corpo de seu falecido pai, enquanto Sawyer segue de volta ao acampamento com um rádio que continha uma mensagem misteriosa de Ben.

No Rádio, Ben dizia que estava a caminho com os Outros, o que sugeria que eles sabiam que os sobreviventes estavam a ponto de deixar a ilha, e eles(Outros) iriam impedí-los. Jack vê uma chance de destruir totalmente os Outros e após isto, deixar a ilha.

Nisso, Jack organiza três grupos: 1-Charlie e Desmond desceriam à estação Dharma submersa chamada de O Espelho, e Charlie ativaria o sinal que iria conectar a torre de rádio da ilha com a equipe de resgate; 2-Sayid, Jin e Bernard estariam responsáveis pela destruição dos Outros. Escondidos, eles atirariam em dinamites quando os Outros passassem por perto das mesmas, detonando-os; 3-Jack, Kate e os demais sobreviventes iriam até a torre de rádio para ativar o sinal do telefone, no qual se comunicariam com a equipe de resgate, eles são conduzidos por Juliet pela trilha que leva à torre.

No meio de sua caminhada em direção à torre, Jack é informado pelo Walkie Talkie que algo havia dado errado no acampamento e Sayid, Jin e Bernard haviam sido descobertos pelos outros, os quais os fazem reféns e os ameaçaram matar. No meio do caminho, Sawyer e Juliet, contra a ondem de Jack, voltam ao acampamento a fim de ajudar os três reféns dos Outros, nisto, são surpreendidos por Hurley, que passa por cima de todos os Outros com a velha Kombi que havia encontrado semanas antes com Sawyer, Charlie e Jin. Com os Outros praticamente vencidos, Hurley é visto como um herói. Tom e tido refém de Sawyer, que por fim o mata, dando lhe um único tiro.

Apelidos[editar | editar código-fonte]

Sawyer é sarcástico e põe apelidos em todos na ilha. Para mulheres são geralmente carinhosos ("Mamacita", "Rosa de Tóquio"chaponezinha), já para os homens são ofensivos. Ele adora referências a cultura (como apelidar Benjamin Linus "O Artista Antes Conhecido 'Henry Gale'"), com muitos homens apelidados de Hoss, enquanto Hurley recebe apelidos ligados à sua obesidade (Stay-Puft, Jabba, Costeletas). O mais usado é "Sardenta" para Kate - que Josh Holloway agora usa com Evangeline Lilly, e "Doutor" para Jack.

Relacionamentos[editar | editar código-fonte]

Na ilha, Sawyer de início não tem um bom relacionamento com os outros sobreviventes, devido ao seu excessivo egocentrismo, mas isso melhora com o passar do tempo de convivência na ilha, e ele se torna mais preocupado com o bem estar de seus companheiros.

Relacionamento com outros personagens[editar | editar código-fonte]

Kate[editar | editar código-fonte]

Desde a queda, Sawyer conheceu Kate e se sentiu atraído por ela, mas seu jeito sarcástico e arrogante os levava a atritos constantes no início. Ao decorrer da primeira temporada, os dois descobrem que têm coisas em comum, pelo fato de Kate também ter tido uma vida de crimes e fugas. Com o tempo, além de se tornarem amigos, os dois se descobrem atraídos um pelo outro e desenvolvem um sentimento que não sabem definir o que é.

Jack[editar | editar código-fonte]

Como Jack e Kate se entendem desde o início, Sawyer vê no doutor um concorrente à sua altura, e costuma chantageá-lo e tirá-lo do sério em sua tentativa de afastar o doutor da sardenta. Apesar disso, a favor ou contra sua vontade, Sawyer necessita às vezes ajudar Jack em algumas missões e tarefas, e às vezes se mostra muito próximo e confidente de Jack, uma vez em que afirmou numa dada situação, que Jack era a pessoa mais próxima de um amigo que ele tinha no momento.

Sayid[editar | editar código-fonte]

Sawyer e Sayid não se entendem de início, e já no dia seguinte à queda, acusam um ao outro da responsabilidade pela queda do avião (Sawyer acusa o iraquiano de ter planejado a queda do avião como um terrorista; Sayid já vê em Sawyer um mau caráter). Graças a isso, os dois mantém durante um tempo uma forte rivalidade e costumam brigar por qualquer motivo. Mesmo assim, os dois têm de conviver juntos e acabam às vezes aceitando participar de uma mesma missão. Apesar de Sayid e Kate serem apenas bons amigos, Sawyer sente que pode ser trocado pelo iraquiano, no coração da sardenta.

Locke[editar | editar código-fonte]

Locke parece ser a pessoa que melhor se dá com Sawyer, sendo o único que entende os problemas pelos quais passa o trambiqueiro e lhe dando conselhos de como lidar com isso. Por ser um tanto inteligente, Locke consegue acabar com a graça das piadas de Sawyer e o provoca em algumas situações inusitadas, mas é o que se mostra mais amigo do golpista desde o início, se juntando ao mesmo em muitas missões. Inclusive em um dado momento, os dois percebem que têm um inimigo em comum.

Charlie[editar | editar código-fonte]

Sawyer se sente superior ao estar com Charlie, também pelo fato de ser mais velho que este. Adora insultar os sonhos de consumo do roqueiro(inclusive Claire), subestimando-o; e zombar da imaturidade do mesmo. Possivelmente faz isto para se auto-afirmar, já que sabe que Charlie é mais querido pelos demais sobreviventes do que ele (Sawyer). Sawyer sente por Charlie, em relação à Kate, o mesmo ciúme que por Sayid, apesar de Charlie ser mais jovem que ela e de fato não ter nenhuma chance para com a sardenta(inclusive porque Charlie tem uma queda por Claire). Em alguns episódios porém, Sawyer se mostra amigo de Charlie.

Hurley[editar | editar código-fonte]

Sawyer tem uma relação com Hurley um tanto parecida com a que tem com Charlie, mas no caso de Hurley, o golpista costuma caçoar não da imaturidade de Hurley(inclusive porque Hurley é mais maduro que Charlie e não é tão sonhador), mas pelo fato de Hurley ser gordo, e pela ansiedade e temperamento estranho do mesmo. Os demais sobreviventes também preferem a Hurley do que a Sawyer, e o trambiqueiro sabe disso. Muitas vezes porém, Hurley e Sawyer se mostram amigos e ajudam um ao outro, e Hurley serve de conselheiro para Sawyer, inclusive para que o trabiqueiro se dê melhor com outras pessoas ao seu redor. Sawyer possui uma afinidade com Hurley maior do que a que possui com Charlie.

Shannon[editar | editar código-fonte]

Shannon definitivamente não suporta Sawyer, uma vez em que ele aproveita de algumas situações para provocá-la, ou toma seus pertences sem permissão. Apesar disso, o golpista e a patricinha se encontram em situações semelhantes: ambos são folgados e despreocupados com a situação na ilha, ambos só pensam em si mesmos, e ambos são críticos com tudo(Shannon faz mais o tipo resmungona).

Ana Lucia[editar | editar código-fonte]

A única mulher na ilha que ousa encarar Sawyer de frente. Como ela tem temperamento forte e ele é muito provocador, e ambos são egocêntricos, ele costuma provocar a ex-policial, que em troca costuma bater nele ou ameaçá-lo. Em algumas situações, trocam provocações de um jeito mais tranquilo; em outras, chantagiam um ao outro.

Demais mulheres[editar | editar código-fonte]

Sawyer costuma ser delicado com as demais mulheres da ilha. Assim como costuma apelidar a todos, ele vive apelidando as mulheres ao seu redor, mas dá a elas apelidos carinhosos, uma vez em que faz o tipo simpático e galanteador aparente com as mesmas. Apesar disso, elas de início não simpatizam muito com ele.

Os Outros[editar | editar código-fonte]

Assim como os demais sobreviventes, Sawyer também vê os Outros como uma ameaça para sua sobrevivência na ilha. Mesmo assim, é um dos que menos têm medo dos Outros, e se acha capaz de encarar vários deles sozinho numa boa.

Cigarro[editar | editar código-fonte]

Sawyer aparece muitas vezes fumando nos primeiros episódios da série, como também em alguns flashbacks. No sétimo episódio da série, o qual conta a história de Charlie, o roqueiro inglês têm sua heroína tomada por John Locke, o qual o testa, a fim de livrá-lo do vício, e consegue, quando Charlie pega de volta sua droga, mas a joga na fogueira, livrando-se do vício. O episódio seguinte conta a história de Sawyer, e é o último episódio que mostra o golpista fumando na ilha. a partir de então, ele só é mostrado com cigarro em flashbacks antes da queda do avião na ilha. O que sugere que os cigarros provavelmente acabaram na ilha, ou que Sawyer de fato parou de fumar assim como Charlie parou de usar drogas.