Ana Lucia Cortez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Ana Lucia Cortez
Personagem de Lost
Michelle Rodriguez at the New York Fashion Week crop.jpg
Michelle Rodriguez, intérprete de Ana Lucia
Nome Ana Lucia Cortez
Residência
formal
Estados Unidos Los Angeles
Profissão (Formal) Policial/segurança
Interpretado por(s) Michelle Rodriguez
Projeto Lost

Ana Lucia Cortez é uma personagem fictícia da série de televisão Lost. Ela é interpretada pela atriz estadunidense Michelle Rodriguez.[1] Ana Lucia fez sua primeira aparição na série no final da primeira temporada, tornando-se uma das protagonistas a partir da segunda temporada da série. Antes do acidente do voo 815, Ana Lucia era uma policial.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Antes do Voo 815 da Oceanic[editar | editar código-fonte]

Antes de chegar à ilha, Ana-Lucía era uma policial no Departamento de Polícia de Los Angeles. Encontrando-se em constantes desavenças com sua capitã, que também é sua mãe, não pede tratamento especial e relaciona-se bem com seus outros colegas. Ana-Lucía tem um namorado, Danny, e fica grávida; no entanto, perde o bebê depois de ser atingida por um suspeito no local de um roubo, passando vários meses em terapia física e psicológica, durante a qual Danny a abandona. Ana-Lucía volta para a corporação, mas exibe um comportamento instável em serviço. Quando o homem que a baleou no local do roubo é preso e confessa o crime, ela recusa-se a identificá-lo como autor dos disparos, e, então, mata-o do lado de fora de um bar que o criminoso frequentava. ("Collision").

Ana-Lucía deixa a corporação e eventualmente encontra trabalho como segurança de aeroporto. Conhece Christian Shephard no bar do aeroporto, que propõe a Ana-Lucía a missão de acompanhá-lo até Sydney como "guarda-costas", criando nomes falsos um para o outro - "Tom" e "Sarah". Em Sydney, Ana-Lucía interrompe uma discussão quando Christian visita uma mulher e exige ver sua filha. Mais tarde, ela tenta convencer Christian a voltar para os EUA, mas ele recusa-se e separam-se("Two for the Road").

Ana-Lucía compra uma passagem no Voo 815 para voltar para Los Angeles. Antes de embarcar, liga à sua mãe pedindo desculpas e pedindo também para voltar para casa. Ela então se encontra e flerta com Jack Shephard num bar no aeroporto. Os dois combinam de se encontrar durante o voo, com Ana-Lucía revelando que estará no assento 42F, na cauda do avião ("Exodus: Part 1").

Na Ilha[editar | editar código-fonte]

Ana-Lucía cai na ilha na cauda do Voo 815. Em "The Other 48 Days", ela toma uma forte iniciativa em resgatar e assegurar a segurança dos outros sobrevivendos da cauda do avião, especialmente de duas crianças separadas de seus pais. Os Outros começam a atacar o acampamento na praia dos sobreviventes e abduzem membros do grupo. Durante um ataque no qual os Outros conseguem raptar as crianças, Ana-Lucía mata um dos agressores e descobre no cadáver um pedaço de papel com os nomes e descrições dos raptados.

O grupo caminha em direção ao interior da ilha, com Ana-Lucía assumindo um papel de liderança e mantendo um caráter duro. Ela suspeita que há um traidor no grupo e aponta Natham, de quem ela não se lembra de ter visto no avião. No novo acampamento, ela cava um fosso e aprisiona Nathan nele, acusando-o de estar mancomunado com aqueles que raptaram os outros sobreviventes. Depois da aparente fuga de Nathan, Ana-Lucía percebe que Goodwin é o verdadeiro traidor e faz com que ele admita que auxiliou os raptores e matou Nathan. Os dois lutam e Ana-Lucía consegue empalar Goodwin no peito com uma lança de madeira.

Quando Sawyer, Michael e Jin são capturados pelos sobreviventes da cauda do avião e colocados no fosso, Ana-Lucía se faz passar por outra prisioneira e é lançada no fosso para analisar os prisioneiros. Ela rouba a arma de Sawyer e deixa o fosso. No fim, os três prisioneiros conseguem a confiança dos sobreviventes da cauda e recebem o pedido de levar o grupo até o seu acampamento, no outro lado da ilha ("...And Found"). Ao se aproximar do acampamento, Ana-Lucía vê Shannon emergir da selva, confunde-a com um inimigo e a fere mortalmente com um tiro no abdômen.

Sayid chega e Ana-Lucía o amarra em uma árvore, temendo sua vingança pela morte de Shannon. Ana-Lucía tenta negociar uma volta segura para a selva, mas seus companheiros perdem a confiança em sua liderança e, por fim, seguem para o acampamento, deixando Ana-Lucía e Sayid sozinhos. Os dois se abrem um pro outro e Ana-Lucía desamarra Sayid, pronta pra aceitar as consequências. Sayid a poupa, comentando que ambos "já estão mortos", e vai embora. Jack chega momentos depois e ele e Ana-Lucía se reencontram pela primeira vez depois do acidente. No novo acampamento, Eko explica para Ana-Lucía que os sobreviventes vêem a morte de Shannon como um acidente, mas Ana-Lucía escolhe se distanciar dos outros. Jack reconhece suas atitudes como as de uma seguidora da lei.

Locke conta a ela sobre Henry Gale e pede que ela determine se Henry é um Outro através de um interrogatório. Ana-Lucía pede que Henry desenhe um mapa para o local onde seu balão caiu, que ela encontra com a ajuda de Sayid e Charlie. Depois de voltar para a escotilha com a prova de que Henry estava mentindo, Ana-Lucía desvia o braço de Sayid quando ele tenta atirar em Henry ("Dave"). Ela entrega a Jack sua arma quando ele tenta conseguir uma troca de prisioneiros com os Outros ("S.O.S.").

Em "Two for the Road". Henry ataca Ana-Lucía e quase a estrangula antes de Locke intervir. Ana-Lucía pede a Sawyer uma arma, mas ele se recusa. Ela tenta seguí-lo até seu esconderijo secreto, subjulgando-o e, por fim, seduzindo-o. A última dessas táticas é bem-sucedida e ela consegue roubar a arma de Sawyer depois de seu encontro romântico. Ana-Lucía retorna à escotilha com a intenção de matar Henry. Sob a mira da arma, Henry conta a Ana-Lucía que Goodwin não acreditava que ela era uma má pessoa; apenas era malcompreendida. Ana-Lucía não consegue matar Henry e confessa o ocorrido a Michael, que se oferece para matar Henry, ao que Ana-Lucía responde entregando a arma para ele. Michael diz que sente muito e então atira nela no coração, matando-a. Em "Three Minutes", um funeral acontece na praia e ela é enterrada ao lado de Libby. Em "?", a falecida Ana aparece rapidamente, como personagem de um sonho de Mr. Eko.

Referências

  1. [1].

Ver também[editar | editar código-fonte]