Buteo buteo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Águia-de-asa-redonda)
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaButeo buteo
águia-de-asa-redonda
Buteo buteo.

Buteo buteo.
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Accipitriformes
Falconiformes
Família: Accipitridae
Subfamília: Buteoninae
Género: Buteo
Espécie: B. buteo
Nome binomial
Buteo buteo
(Lineu, 1758)
Distribuição geográfica
Mapa de distribuição.   Todo o ano  Zona de criação  Zona de invernada das ssp. de estepe
Mapa de distribuição.
  Todo o ano
  Zona de criação
  Zona de invernada das ssp. de estepe
Subespécies
7-10, Ver o texto.
Sinónimos
Buteo buteo.
Bútio e águia-pesqueira (à esquerda) em voo.

Buteo buteo (Lineu, 1758), conhecido pelos nomes comuns de águia-de-asa-redonda, bútio-comum ou minhoto (nos Açores a ssp. rotschilidi é conhecida por milhafre ou queimado), é uma espécie de aves de rapina accipitriforme da família Accipitridae originária do Velho Mundo.[2][3][4][5][6][7] É a espécie mais comum da família Accipitridae numa vasta região que vai da Europa Central às regiões ocidentais da Sibéria e ao Cáucaso. De tamanho médio e aspecto compacto, a plumagem de cada indivíduo varia entre volorações de castanho escuro e tons esbranquiçados. O habitat natural da espécie são as paisagem abertas, como pradarias, campos cultivados e matagais com bosques ou zonas arborizadas confinantes nas quais possa construir o ninho.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Tem tipicamente entre 51-57 de comprimento e 110 a 130 cm de envergadura de asas. A sua plumagem é de cor diversificada, de indivíduo para indivíduo e conforme a estação do ano. Os adultos passam uma fase em que apresentam a parte inferior do corpo e asas mais clara, podendo ser quase branca. É notável uma característica banda transversal branca no peito e manchas escuras nas juntas carpais. A cauda apresenta quase sempre listras transversais. Cabeça pequena e cauda curta.

Habitat e distribuição[editar | editar código-fonte]

Habita a floresta e caça habitualmente em campo aberto, preferindo áreas arborizadas com clareiras e zonas pantanosas ou de charneca.

Habita a maioria da Europa e parte da Ásia, sendo a mais comum das grandes rapaces nas sua área de distribuição. É uma ave residente exceptuando nas partes mais frias da sua área de distribuição, tal como na Escandinávia.

Comportamento[editar | editar código-fonte]

Normalmente não formam bandos, mas podem ser observados vários indivíduos juntos aquando de migrações ou em habitats óptimos.

Voa com batimentos lentos e em círculos planados. Executa com frequência curtos voos picados, aparentemente para treino.

Alimenta-se de pequenos mamíferos e carcaças de animais.

A sua vocalização é um pii-uu longo, como um miado.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Fazem um ninho volumoso de ramos e gravetos numa árvore, num rochedo ou numa saliência rochosa. Põe 3 a 4 ovos brancos. A incubação demora cerca de 42 dias, sendo feita principalmente pela fêmea. As crias, realizam o primeiro voo ao fim de 40 a 45 dias.

Sistemática[editar | editar código-fonte]

As espécies são colocadas em dois grupos: buteo e vulpinus

O grupo buteo:

O grupo vulpinus:

Referências

  1. Lista Vermelha da IUCN (em inglês)[1] .
  2. Predefinição:Nombres aves SEO 2
  3. «Common Buzzard Buteo buteo buteo» (em inglés). Consultado em 4 de marzo de 2016  Parâmetro desconhecido |sitioweb= ignorado (|website=) sugerido (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. VV. AA. (2002). «Aves de presa». In: Burnie, David (ed.). Animal. La definitiva e impactante guía visual de la vida salvaje en nuestro planeta. [S.l.]: Pearson Educación, S. A. pp. 286–294. ISBN 84-205-3616-4  Parâmetro desconhecido |ubicación= ignorado (|local=) sugerido (ajuda);
  5. Gómez Ruiz, Ricardo (1971). «Datos sobre la reproducción del Águila Ratonera (Buteo buteo) en la provincia de Huelva». Ardeola. 15: 31-35. Consultado em 5 de marzo de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «Aguililla o busardo ratonero (Buteo buteo)» (em español). 2013. Consultado em 4 de marzo de 2016  Parâmetro desconhecido |sitioweb= ignorado (|website=) sugerido (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. Clements, J. F.; T. S. Schulenberg, M. J. Iliff, B. L. Sullivan, & C. L. Wood (2010). «The Clements Checklist of Birds of the World, Version 6.5» (xls). Cornell University Press. Consultado em 12 de junio de 2011  Parâmetro desconhecido |fechaarchivo= ignorado (|arquivodata=) sugerido (ajuda); |arquivourl= é mal formado: timestamp (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bauer, H.-G., E. Bezzel, W. Fiedler: Das Kompendium der Vögel Mitteleuropas – alles über Biologie, Gefährdung und Schutz. Band 1: Nonpasseriformes – Nichtsperlingsvögel. 2., vollst. überarb. Auflage. AULA-Verlag, Wiebelsheim 2005, ISBN 3-89104-647-2.
  • Cramp, S., K. E. L. Simmons (Hrsg.): The Birds of the Western Palearctic. Vol. 2, Oxford University Press, Oxford 1980, ISBN 0-19-857505-X.
  • Forsman, D.: The Raptors of Europe and the Middle East: A Handbook of Field Identification. T & A D Poyser, London 1999, ISBN 0-85661-098-4.
  • Glutz von Blotzheim, U., K. M. Bauer, E. Bezzel: Handbuch der Vögel Mitteleuropas, Band 4 Falconiformes. Akademische Verlagsgesellschaft, Frankfurt am Main 1971, ISBN 3-400-00069-8.
  • Mebs, T. y D. Schmidt: Die Greifvögel Europas, Nordafrikas und Vorderasiens. Franckh-Kosmos Verlag, Stuttgart 2006, ISBN 3-440-09585-1.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Buteo buteo
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Buteo buteo