A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (vulgarmente conhecida como A Igreja Mórmon[1]) é uma igreja de fundamentação cristã com características restauracionistas[2], sendo a maior denominação originária do Movimento dos Santos dos Últimos Dias.[3] A sede da Igreja situa-se em Salt Lake City[4], Utah, Estados Unidos da América e estabeleceu congregações em todo o mundo. Na Conferência Geral de 2015, a Igreja divulgou o número de 15.372.337 de membros da Igreja, referente ao relatório anual de 2015. Em 2009, a Igreja relatou um pouco mais de 13,8 milhões de adeptos em todo o mundo[5], um crescimento de 27,4% comparado ao ano de 2006, onde eram 12,5 milhões de adeptos mundialmente, enquanto em 1990 eram apenas 7,7 milhões[6]. No Brasil, a igreja relatou possuir pouco mais de 1,289.376 membros [7][8], um crescimento de aproximadamente 460% nos últimos seis anos.[6] A sede da Igreja no Brasil fica na cidade de São Paulo, estado de São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

A ilustração não doutrinal do Plano de Salvação Mórmon.

Pioneirismo[editar | editar código-fonte]

Os Primeiros membros da Igreja a chegar ao Brasil foram Max Richard Zapf e Amelie Auguste Thielle Zapf batizados na Alemanha em 1908 juntos com seus 4 filhos que ainda não tinham idade de batismo.

10 anos após a chegada dos primeiros membros da igreja no Brasil, quando Robert Lippelt (que não era batizado na época) e sua esposa August chegaram ao Brasil com seus filhos em 1923, imigrantes da Alemanha, ela enviou uma carta para a sede da Igreja pedindo materiais e livros da Igreja para serem usados no Brasil.[9] O marido era ateu e só aceitou o evangelho e a Igreja poucos anos antes de sua morte. Em resposta ao pedido, o presidente da Missão Sul-Americana da Igreja, Reinhold Stoff, deixou Buenos Aires para visitar o Brasil. Retornou em 1928, com os (Elderes) Missionários para ensinarem as pessoas de língua alemã no país. O primeiro membro da Igreja no Brasil se batizou em 1929 em Joinville.[9][10]

A Igreja organizou-se pela primeira vez em Joinville, Santa Catarina, onde foi criada a primeira capela na América do Sul em 25 de outubro de 1931. Essa capela existe até hoje. Em 1933 foi organizada a Sociedade de Socorro, ainda em Santa Catarina. Na ocasião, estavam presentes 24 mulheres. A missão Mórmon brasileira foi criada em maio de 1935, em São Paulo, tendo Rulon S. Howells como seu primeiro presidente.[10] O total de fiéis da igreja no Brasil à época, era de apenas 143 pessoas, sendo em sua maioria, imigrantes alemães.[10] Em 1939, com a proibição do governo brasileiro do uso do idioma alemão em público,[11] a igreja passar a usar oficialmente o idioma português. Com isso, o Livro de Mórmon e outros materiais de apoio da Igreja foram traduzido para a língua portuguesa, e missionários começaram a ensinar em português em 1940.[9]

A expansão da Igreja reiniciou-se logo após o término da guerra, quando a Igreja tornou a enviar missionários, desta vez para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Um pouco mais tarde, a Igreja iniciou o trabalho do proselitismo em Goiás, Amazonas e Pernambuco.

O trabalho missionário continuou na década de 1950, e em 1959, a adesão foi de cerca de 3.700 membros no Brasil. A primeira Estaca a ser criada no país foi em 1966 em São Paulo. Dez anos depois, o Brasil já possuía dez estacas, e foi anunciada a construção de um templo em São Paulo. Esse templo foi dedicado em 30 de outubro de 1978 pelo Presidente Spencer W. Kimball.

Em 2 de fevereiro de 1986, o Brasil se tornou o terceiro país da Igreja a ter 50 estacas, superado apenas pelos Estados Unidos e pelo México. Nesse período, a principal estaca a ser criada foi a Estaca Manaus Brasil, a primeira na região norte do país. Esse número duplicou para cem em 1993, com a organização da Estaca São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. Em outubro de 1993, começou a construção do Centro de Treinamento Missionário da Igreja no Brasil, a segunda maior. Em 1995 o país já possuía 23 missões, o maior número de missões fora dos Estados Unidos.

A Igreja também tem uma história substancial de envolvimento em esforços humanitários no Brasil. "Mãos que Ajudam", uma organização de serviço da Igreja, foi reconhecido em novembro de 2002 como uma das mais importantes organizações voluntárias no Brasil.[12]

História atual[editar | editar código-fonte]

Como comemoração dos oitenta anos da presença da Igreja no Brasil, foi realizada uma sessão especial promovido pelo Senado Federal do Brasil.[13]

Cronologia
  • 1913 - Família Zapf: Batizados na Alemanha, a família Zapf, composta por Max Richard Zapf, Amelie Auguste Thielle Zapf, sua esposa e seus quatro filhos, emigrou para o Brasil em 1913 e tornaram-se os primeiros SUD santos dos últimos dias no Brasil.
  • 1923 - Neste ano, o casal Lippelt, da Alemanha, emigrou para o Brasil. August teve, uma vez que seu esposo era ateu com a presidência da Igreja nos Estados Unidos e solicitaram os primeiros missionários para o Brasil.
  • 1928 - O presidente Stoolf, da missão sul-americana, visitou o Brasil pela primeira vez. Os élderes Schindler e Heinz foram os primeiros missionários a chegarem no país, em 17 de setembro de 1928.
  • 1929 - A família Sell é batizada na Igreja, em Joinville, Santa Catarina. São os primeiros a serem batizados no Brasil.
  • 1930 - O Brasil recebe o primeiro prédio da igreja, construída em Ipomeia (Santa Catarina).
  • 1931 - É dedicada a primeira capela da igreja, em 25 de outubro, na cidade de Joinville.
  • 1933 - É organizada a primeira Sociedade de Socorro no Brasil, em Joinville. Na ocasião, estavam presentes 24 irmãs da igreja.
  • 1935-1938 - É criada a primeira missão brasileira, com sede em São Paulo. Rulon S. Howells é o presidente. O idioma falado pelos missionários era o alemão. O total de membros da igreja no Brasil era de apenas 143 membros. A obra da igreja se expande para o Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.

Também durante a Segunda Guerra, o irmão George Lippelt foi chamado para presidir o ramo de Ipomeia, sendo o único membro a falar o português. No final de de 1943, a maior parte dos missionários partiu do Brasil e o trabalho de proselitismo foi mínimo.

  • 1946-1949 - Harold M. Rex, antigo missionário da missão brasileira, retorna ao país como presidente da missão. No fim de 1945, o presidente declara que todos os missionários servindo no país devem falar obrigatoriamente o português. Foram reiniciadas as atividades do proselitismo. Os missionários americanos retornaram ao Brasil e muitos ramos foram reabertos. Em meados de 1947, o Brasil possuía 25 missionários. Em 1° de janeiro de 1948, foi publicada A Gaivota, primeira revista oficial da Igreja no Brasil e que, posteriormente, teve seu nome alterado para A Liahona. Em 1948, aumentou o número de missionários chamados para o Rio de Janeiro. Em 1949, a Igreja possuía 648

membros no Brasil.

88 pessoas são batizadas em 1954. Foram abertos novos ramos, passando de 23 para 33. O principal ramo aberto é em Manaus (AM).

Em 1961, o élder Ezra Taft Benson desembarcou em Brasília em caráter oficial e participou de uma conferência com Juscelino Kubitschek, presidente

brasileiro da época. Em dezembro de 1962 a Igreja contava com 6.747 membros, 43 ramos e 9 edifícios próprios.

  • 1964-1967 - Em 1964, o presidente Paulsen construiu e dedicou quatro novas capelas e iniciou a construção de mais cinco.

A Igreja se expande para o Alagoas, Paraíba, Ceará, Sergipe e Rio Grande do Norte. Em 1965 a Igreja possuía 19.050 membros brasileiros. Em 1 de maio de 1966, foi organizada a Estaca São Paulo Brasil sob a direção dos élderes Spencer W. Kimball e Franklin D. Richards. Cerca de 40 magníficos edifícios da Igreja foram construídos em 1967, intensificando o progresso da Igreja.

Em 7 de julho de 1968 foi criada a Missão Brasileira do Norte, com sede em Recife. A missão brasileira do Norte abrangia Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte, Manaus, Juiz de Fora, Recife e Rio de Janeiro. Apesar de as cidades serem distantes entre si, a obra progrediu mesmo com as dificuldades nas comunicações e distância. A missão brasileira passa a se chamar missão central, que incluía os estados de São Paulo e Paraná e o sul do Mato Grosso.

Em junho de 1970, o Brasil tinha 35.547 membros da Igreja, 3 missões e 2 estacas.

Em 6 de setembro de 1971, com a presença do Élder Gordon B. Hinckley, foi criada a Estaca São Paulo Sul (unidades do ABC e Baixada Santista). Ainda em 1971, teve início o Programa do Seminário e do Instituto do Sistema Educacional da Igreja. Em 12 de setembro de 1971 é criada a primeira estaca do Paraná e Santa Catarina, a Estaca Curitiba Brasil e Jason Garcia Souza o seu presidente. A Missão Brasileira do Sul passa a se chamar Missão Brasil Sul e a Missão Brasileira do Norte passa a se chamar Missão Brasil Norte. Em 22 de outubro de 1972 é criada a primeira estaca do Rio de Janeiro. É dividida a missão Brasil Central, dando origem às missões Brasil Central Sul e Brasil Central Norte.

Em 1989, o presidente brasileiro José Sarney recebeu um Livro de Mórmon das mãos do profeta Gordon B. Hinckley

Templos[editar | editar código-fonte]

Existem sete templos em funcionamento no Brasil: Templo de São Paulo (1978), Templo de Recife (1996), Templo de Campinas (1997), Templo de Porto Alegre (1998), o Templo de Curitiba (2008), o Templo de Manaus (2012) e o Templo de Fortaleza (2019). Está em fase de construção o Templo do Rio de Janeiro (anunciado em 2013) e foram anunciadas as construções dos templos de Belém, de Brasília e mais recentemente foi anunciado mais um templo em Salvador.

Templo de São Paulo[editar | editar código-fonte]

História do Templo:[editar | editar código-fonte]

O Élder L. Tom Perry chamou a maravilha e as lágrimas de gratidão que se seguiram ao anúncio do Templo de São Paulo no Brasil "a maior reação da platéia que eu já vi". Mesmo antes de uma música ser cantada ou uma oração ser oferecida, o Presidente Spencer W. Kimball ficou diante da congregação reunida para a Conferência da Área São Paulo Brasil de 1975 e disse: "Tenho um anúncio importante". O silêncio caiu sobre a multidão. "Um templo será construído no Brasil", continuou ele, enquanto uma versão do edifício era apresentada a um coro de suspiros. "Será construído [aqui] em São Paulo."

Santos em toda a América Latina ficaram muito felizes com o anúncio. Na época, esperava-se que os membros arrecadassem um terço do custo de um novo templo. Com tantos tendo tão pouco, os membros fizeram sacrifícios extraordinários para arrecadar dinheiro. Uma doação memorável foi uma ponte dentária de ouro apresentada por um argentino a um par de missionários. Eles recusaram o presente a princípio, dizendo que não podiam arrancar os dentes do homem, mas ele respondeu: "Você não pode me negar as bênçãos que receberei dando isso ao Senhor por seu templo". O Élder James E. Faust, que estava servindo como supervisor da área da América do Sul para a Igreja, ouviu a história e pagou uma quantia generosa em dinheiro pelo ouro. A partir daquele dia, ele manteve a ponte dentária como um lembrete dos incontáveis ​​sacrifícios dos santos.

Outro exemplo comovente é o serviço de Helvécio Martins, um respeitado empresário negro do Rio de Janeiro, nomeado para coordenar as relações públicas do templo. Embora a política da Igreja na época não permitisse aos membros de ascendência africana manter o sacerdócio ou entrar no templo, o irmão Martins e sua esposa, Rudá, trabalharam incansavelmente para promover a construção de um edifício que eles sabiam que nunca poderiam entrar. Apenas alguns meses antes da dedicação, no entanto, a revelação histórica foi recebida, encerrando a restrição aos negros. O Presidente Kimball ficou emocionado ao ver os Martins na dedicação: "Não sei quando fiquei tão emocionado quanto ao ver aquele homem e sua esposa na congregação quando estávamos dedicando o Templo de São Paulo, e ver eles enxugam os olhos durante toda a sessão. Eles ficaram muito emocionados ao poder receber as bênçãos ". Em 31 de março de 1990, Helvécio Martins foi apoiado como a primeira Autoridade Geral negra da Igreja.

Os visitantes da casa pública do templo foram tratados com uma produção teatral intitulada "The Gate", escrita por Ana Glucia Ceciliato. Nas semanas que antecederam a casa aberta, cerca de sessenta crianças, jovens e adultos da Igreja se reuniram para ensaios em São Paulo, de várias cidades da região. Mais de 20.000 pessoas desfrutaram dos talentos e testemunhos desses santos, tornando-o uma das ferramentas missionárias mais eficazes.

Após a dedicação do Templo de Campinas no Brasil, localizado a cerca de 100 quilômetros a noroeste de São Paulo, o Templo de São Paulo foi fechado em agosto de 2002 para um projeto significativo de renovação e expansão. A adição mais notável foi a estátua do anjo Morôni instalado no topo da torre única, sem estátua, do templo. O porão foi finalizado em espaço adicional e os sistemas mecânicos foram atualizados. Os móveis originais - feitos de qualidade excepcional na fábrica do primeiro presidente de estaca do Brasil - foram facilmente restaurados em excelentes condições.5

Durante a casa aberta que precedeu a rededicação do templo, 99.000 pessoas visitaram o novo interior brilhante. Os visitantes ficaram impressionados com um sentimento de paz, resultando em 6.000 pedidos de visitas missionárias e várias histórias de conversão. Entre os convidados ilustres estavam o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin e o ex-presidente do Brasil Fernando Collor de Mello. "O templo é magnífico", disse Collor de Mello. "Parabéns pela sua fé no Brasil e pela força e fé do seu povo.[20]

Curiosidades sobre o Templo:[editar | editar código-fonte]

Templo de Recife[editar | editar código-fonte]

Curiosidades sobre o Templo:[editar | editar código-fonte]

Templo de Porto Alegre[editar | editar código-fonte]

História do Templo:[editar | editar código-fonte]

O Templo de Porto Alegre, no Brasil, é o terceiro templo a ser dedicado no país. A localização do templo tem vista para o leste da cidade em direção ao grande rio e porto para o qual a cidade recebeu o nome.

O Presidente Faust virou a primeira pá cerimonial de terra durante a cerimônia de abertura do terreno. Depois, ele convidou uma menina e um menino para ajudá-lo na escavação. Eles não apenas se adiantaram e o ajudaram, mas a menina também o esperou no dia seguinte na conferência regional de Campinas para lhe dar um abraço de agradecimento.

Ele enfatizou a necessidade de sacrifício pela construção do templo e compartilhou como os membros da Argentina encontraram maneiras de doar durante a construção do Templo de São Paulo no Brasil. Eles deram o ouro de seu trabalho odontológico para ajudar a pagar pelo templo. Ele disse que havia comprado alguns recheios de ouro por mais do que o preço de mercado para compartilhar com as congregações a natureza do sacrifício feito por esses membros.[22]

Curiosidades sobre o Templo:[editar | editar código-fonte]

Templo de Campinas[editar | editar código-fonte]

História do Templo:[editar | editar código-fonte]

Em sua localização na encosta, o belo Templo de Campinas, no Brasil, é visível em muitas partes da cidade de Campinas, que possui a população de dois milhões de pessoas. O local fica perto das três principais rodovias, tornando-o facilmente acessível aos automóveis e aos ônibus.

Na cerimônia inovadora, o Élder W. Craig Zwick, dos Setenta e presidente da Área Brasil, observou: "Foi emocionante ver cerca de 50 ônibus usados para transportar as pessoas e ver as pessoas reunidas na colina; havia uma multidão de santos fiéis. Toda a experiência parecia Pentecostes ". Referindo-se à carta de um menino de oito anos de idade, que trabalhou duro para ganhar uma doação de US $ 100 para ajudar na construção dos trinta novos templos menores anunciados na conferência de abril, o Presidente James E. Faust observou que ele [o menino] e um homem que enviou um milhão de dólares no mesmo dia "[ambos] seriam igualmente abençoados por sua fidelidade, independentemente do tamanho de sua doação".[23]

Curiosidades sobre o Templo:[editar | editar código-fonte]

Templo de Curitiba[editar | editar código-fonte]

História do Templo:[editar | editar código-fonte]

Em 1953, na dedicação da capela de Ipomeia, o Presidente Spencer W. Kimball declarou: "Um dia, nesta região, haverá um templo do Senhor". Mais de 50 anos depois, o cumprimento dessa profecia começou quando o Presidente Gordon B. Hinckley selecionou pessoalmente o local do Templo de Curitiba, no Brasil, em 2004 durante suas viagens para rededicar o Templo de São Paulo, no Brasil.

Em 16 de fevereiro de 2005, as autoridades da Igreja se reuniram com autoridades da cidade, incluindo o prefeito Beto Richa, para anunciar a construção pendente do templo. Eles explicaram o significado do templo para os membros de toda a região. Além disso, eles apresentaram dois programas da Igreja: Mãos que Ajudam e Fundo Perpétuo de Educação. O prefeito expressou sincero entusiasmo pelo serviço prestado através da Mãos que Ajudam, desejando que mais organizações demonstrassem o mesmo zelo pelo serviço voluntário que a Igreja. Quando recebido uma estátua que representa laços familiares, o prefeito Richa disse que a colocaria em sua casa como um lembrete de sua própria família.

Para uma platéia de cerca de 1.200 pessoas, o Élder Russell M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos, presidiu a cerimônia de inauguração do templo na quinta-feira, 10 de março de 2005. Também participou da escavação cerimonial o vice-prefeito Luciano Ducci, que representou Prefeito Beto Richa. Em suas declarações, o vice-prefeito Ducci se referiu ao inovador como um belo presente para Curitiba, que comemorou seu aniversário apenas 19 dias depois, em 29 de março.

O templo foi aberto ao público por um período de visitação de duas semanas e foi ocasião de inúmeras experiências espirituais. Um relato fala de um visitante que ficou cada vez mais ansioso durante sua turnê, quase fugindo da sala final. Os guias de turismo não podiam imaginar a causa de sua ansiedade, mas ele voltou no dia seguinte e explicou: "Senti algo em meu coração que nunca havia sentido antes [que] me encheu de felicidade. Queria que minha família sentisse o que Eu estava sentindo." Ele continuou: "É por isso que eu corri; estava com pressa de contar à minha esposa sobre isso e pedir que ela voltasse comigo". Desta vez, ele foi acompanhado não apenas por sua esposa, mas também por seus quatro filhos e netos. Os missionários identificaram seus sentimentos como o Espírito e organizaram-se para ensiná-lo. Dos mais de 40.000 que visitaram o templo, aproximadamente 4.000 deixaram cartões de comentários e 2.000 missionários solicitados.

Em uma exibição verdadeiramente impressionante - comparada à cerimônia de abertura das Olimpíadas pelo presidente Thomas S. Monson - 4.330 santos brasileiros foram ao campo da Arena da Baixada de Curitiba, apoiados por 1.700 vozes, para apresentar uma celebração cultural na noite anterior à dedicação do templo . O programa misturou música, dança, teatro, ginástica, roteiro, figurino, direção, encenação e tecnologia para contar a história da Igreja desde sua fundação em Nova York até a dedicação de seu 126º templo em Curitiba. Quando fotografias do Presidente James E. Faust e Élder Wm. Grant Bangerter foram exibidos durante o programa, a platéia explodiu em um tremendo aplauso. Foi relatada a história comovente de seu desânimo e orações de coração durante o serviço missionário, o que fez com que se sentissem inspirados a dar frutos.

O Presidente Thomas S. Monson presidiu o "tão esperado dia" da dedicação, começando com o selamento da pedra angular e terminando com os membros que permanecem nas dependências do templo, não querendo que o dia terminasse. Os membros viajaram grandes distâncias para estar na presença de seu profeta, enchendo o templo de capacidade enquanto os serviços eram transmitidos aos centros de estaca da área. Julia Domingues Costa, da Estaca São José dos Pinhais, estava entre as que receberam o espírito do dia. "São lágrimas de alegria", explicou ela, logo após uma oportunidade de tocar a mão do Presidente Monson. "Fiquei muito feliz por poder participar da dedicação. É realmente a Casa do Senhor. O Presidente Monson é um homem do Senhor. Ele é nosso profeta, e tenho certeza que, se fizermos nossa parte nesta casa, todos estejam juntos com o Senhor algum dia como irmãos e irmãs ".[24]

Curiosidades sobre o Templo:[editar | editar código-fonte]

Templo de Manaus[editar | editar código-fonte]

Curiosidades sobre o Templo:[editar | editar código-fonte]

  • O Templo de Manaus Brasil foi o sexto templo construído no Brasil.
  • Em 5 de outubro de 2011, vários espectadores se reuniram ao redor do Templo de Manaus Brasil para testemunhar a criação e colocação da estátua de anjo Moroni com folhas de ouro no topo da torre única.
  • Foi dedicado em 10 de junho de 2012 por Dieter F. Uchtdorf.[25]

Templo de Fortaleza[editar | editar código-fonte]

História do Templo:[editar | editar código-fonte]

O Presidente Thomas S. Monson anunciou a construção do sétimo templo do Brasil em Fortaleza, localizado no nordeste do Brasil, durante a sessão da manhã de sábado da 179ª Conferência Geral Semestral de 3 de outubro de 2009. Existem 13 estacas nas imediações de Fortaleza e várias outras. em áreas periféricas. Os membros viajavam cerca de 800 quilômetros para participar do Templo do Recife Brasil, que serve mais de 80 estacas e distritos no norte do Brasil. O Presidente Monson disse: "Desejamos que o maior número possível de membros tenha a oportunidade de frequentar o templo sem precisar percorrer distâncias excessivas".[26]

Curiosidades sobre o Templo:[editar | editar código-fonte]

Atualidades[editar | editar código-fonte]

Em número de membros, o Brasil atualmente é o terceiro maior país mórmon do mundo, após os Estados Unidos e o México. São 1.289.376 Santos dos Últimos Dias no país, representando 0,60% da população total.[27] O país possui ainda 34 missões, 1.996 congregações estabelecidas e 329 Centros de História da Família. Vale a pena ressaltar que os dados são fornecidos pela Igreja, o que inclui todos os membros batizados, sejam ativos ou inativos, portanto, não é apropriado ser usado como parâmetro para o número real de fiéis no país.

No país existem 252 Estacas* e 41 Distritos* [28]. São eles (divididos por regiões):

Região Centro-Oeste[editar | editar código-fonte]

Todos os estados da Região Centro-Oeste do Brasil possuem estacas e distritos, com destaque para o Distrito Federal, que possui seis estacas e distritos. A primeira estaca da região foi a Estaca Brasília Brasil, criada em 1980, em Brasília.

Estado Distritos e Estacas
Distrito Federal Estacas Brasília Brasil, Brasília Alvorada, Brasília Ceilândia, Brasília Norte, Brasília Taguatinga e Distrito Brasília Planaltina.
Goiás Estacas Anápolis Brasil, Goiânia Brasil, Goiânia Leste e Distrito Rio Verde Brasil.
Mato Grosso Estacas Cuiabá Brasil e Cuiabá Industriário; e Distritos Rondonópolis Brasil e Sorriso Brasil.
Mato Grosso do Sul Estacas Campo Grande Brasil, Campo Grande Monte Líbano e Ponta Porã Brasil.

Região Norte[editar | editar código-fonte]

A primeira Estaca mórmon criada na Região Norte brasileira foi a Estaca Manaus Brasil, no município de Manaus, capital do Estado do Amazonas, em 1988. Na região há 23 estacas e 1 distrito, distribuídas entre onze municípios da região, sendo a maior número de Estaca no Estado do Amazonas que possui dez Estacas e 1 distrito e Ramos da missão espalhados pelo Estado. Boa Vista é a única capital do Norte a ter apenas uma estaca,composto por cinco alas.

O Templo de Manaus, dedicado em 10 de junho de 2012, é o único templo da região.

Estado Distritos e Estacas
Acre Estaca Rio Branco Brasil
Amapá Estaca Macapá Brasil
Amazonas Estacas Itacoatiara Brasil, Manaus Brasil, Manaus Cidade Nova, Manaus Guarany, Manaus Mindú, Manaus Ponta Negra, Manaus Rio Amazonas, Manaus Rio Negro, Manaus Samaúma e Manaus Solimões ,Distrito de Tefé e Ramos da Missão Manaus -Coari,Jutaí,Humaitá e Tabatinga.
Pará Estacas Barcarena Brasil, Belém Brasil, Belém Cabanagem, Belém Cidade Nova, Belém Entrocamento, Belém Icoaraci, Castanhal Brasil e Santarém Brasil.
Rondônia Estaca Porto Velho Brasil
Roraima Estaca Boa Vista Brasil
Tocantins Estaca Palmas Brasil

Região Nordeste[editar | editar código-fonte]

A Região Nordeste brasileira é a segunda com o menor número de fiéis mórmons no país. Há diversas estacas e distritos. O destaque é com o Ceará. A região abriga o Templo de Recife, dedicado em 2000, e o Templo de Fortaleza, dedicado em 2019. A primeira estaca da região foi a Estaca Recife Brasil, criada em 1980.

Estado Distritos e Estacas
Alagoas Estacas Arapiraca Brasil, Maceió Brasil, Maceió Litoral, Maceió Pajuçara e Maceió Tabuleiro.
Bahia Estacas Camaçari Brasil, Camaçari Central, Feira de Santana Brasil, Feira de Santana Kalilândia, Itabuna Brasil, Salvador Brasil, Salvador Imbuí, Salvador Liberdade, Salvador Norte e Vitória da Conquista Brasil; além dos Distritos de Porto Seguro Brasil e Jequié Brasil.
Ceará Estacas Caucaia Brasil, Fortaleza Brasil, Fortaleza Benfica, Fortaleza Bom Jardim, Fortaleza Bom Sucesso, Fortaleza Castelão, Fortaleza Ceará, Fortaleza Leste, Fortaleza Litoral, Fortaleza Messejana, Fortaleza Montese, Fortaleza Sul, Fortaleza Oeste, Maracanaú Brasil. Maracanaú Norte Brasil, Juazeiro do Norte Brasil e Sobral Brasil.Estaca Pacajus Brasil
Maranhão Estacas Imperatriz Brasil e São Luís Brasil.
Paraíba Estacas Campina Grande Brasil, Campina Grande Liberdade, João Pessoa Brasil, João Pessoa Rangel, João Pessoa Torre, Livramento Brasil e Santa Rita Brasil; além do Distrito de Sousa Brasil.
Pernambuco Estacas Caruaru Brasil, Camaragibe Brasil, Garanhuns Brasil, Jaboatão dos Guararapes Brasil, Jaboatão dos Guararapes Litoral, Olinda Brasil, Olinda Paulista, Petrolina Brasil, Recife Brasil, Recife Boa Viagem, Recife Casa Amarela, Recife Caxangá, Recife Imbiribeira e Recife Jardim São Paulo.
Piauí Estacas Teresina Brasil e Teresina Horto; além do Distrito Parnaíba Brasil.
Rio Grande do Norte Estacas Caicó Brasil, Mossoró Brasil, Natal Brasil, Natal Pajuçara, Natal Ponta Negra e Natal Potengi.
Sergipe Estacas Aracaju Norte e Aracaju Sul; além do Distrito de Lagarto Brasil.

Região Sudeste[editar | editar código-fonte]

A Região Sudeste é a região brasileira que abriga o maior número de estacas e distritos, alas e ramos, assim como de missões. O estado de São Paulo possui, 72 estacas e distritos, seguido de Minas Gerais colocada 19 estacas e distritos e Rio de Janeiro, com 15 estacas. Também no estado de São Paulo estão os dois templos da região, em Campinas e na capital. O próximo templo da região, já anunciado pela Primeira Presidência, será construído na cidade do Rio de Janeiro. A primeira estaca criada foi a Estaca São Paulo Brasil, em 1966.

Estado Distritos e Estacas
Espírito Santo Estacas Cariacica Brasil, Vila Velha Brasil e Vitória Brasil e Distrito Colatina.
Minas Gerais Estacas Belo Horizonte Brasil, Belo Horizonte Leste, Belo Horizonte Pampulha, Belo Horizonte Oeste, Betim Brasil, Contagem Brasil, * Ipatinga Brasil, Juiz de Fora Brasil, Lafaiete Brasil, Sete Lagoas Brasil, Sete Lagoas Leste Brasil, Uberaba Brasil e Uberlândia Brasil e Distritos Leopoldina Brasil, Montes Claros Brasil, Nanuque Brasil, Pouso Alegre Brasil, Teófilo Otôni Brasil e Três Corações Brasil.
\\ * a Estaca Ipatinga Brasil foi organizada no dia 31 de Agosto de 2014, sendo criada a partir do Distrito homônimo.\\
Rio de Janeiro Estacas Campos Brasil, Niterói Brasil, Arsenal Brasil, Macaé Brasil, Nova Iguaçu Brasil, Petrópolis Brasil, Rio de Janeiro Brasil, Rio de Janeiro Engenho de Dentro, Rio de Janeiro Andaraí, Rio de Janeiro Campo Grande, Rio de Janeiro Itaguaí, Rio de Janeiro Jacarepaguá, Rio de Janeiro Madureira, Teresópolis Brasil e Volta Redonda Brasil.
São Paulo Estacas Alphaville Brasil, Alvarenga Brasil, Araçatuba Brasil, Araraquara Brasil, Americana Brasil, Barueri Brasil, Bauru Brasil, Birigüi Brasil, Campinas Brasil, Campinas Campos Elíseos, Campinas Castelo, Campinas Flamboyant, Diadema Brasil, Franca Brasil, Guaratinguetá Brasil, Guarujá Brasil, Hortolândia Brasil, Itatiba Brasil, Itu Brasil, Jundiaí Brasil, Jundiaí Represa, Mauá Brasil, Marília Brasil, Mogi-Mirim Brasil, Osasco Brasil, Piracicaba Brasil, Pirassununga Brasil, Praia Grande Brasil, Ribeirão Pires Brasil, Ribeirão Preto Leste, Ribeirão Preto Oeste, Rio Claro Brasil, Santo André Brasil, Santos Brasil, São Bernardo do Campo Brasil, São Bernardo do Campo Rudge Ramos, São Carlos Brasil, São João da Boa Vista Brasil, São José dos Campos Brasil, São José do Rio Preto Brasil, São Paulo Brasil, São Paulo Campo Limpo, São Paulo Casa Grande, São Paulo Cotia, São Paulo Cumbica, São Paulo Embu, São Paulo Ferreira, São Paulo Grajaú, São Paulo Guarapiranga, São Paulo Guarulhos, São Paulo Interlagos, São Paulo Ipiranga, São Paulo Itaquera, São Paulo Itaquá, São Paulo Jaraguá, São Paulo Jardim da Saúde, São Paulo Jaçanã, São Paulo Mogi das Cruzes, São Paulo Norte, São Paulo Parque Bristol, São Paulo Parque Pinheiros, São Paulo Penha, São Paulo Perdizes, São Paulo Piratininga, São Paulo Pirituba, São Paulo Raposo Tavares, São Paulo Santo Amaro, São Paulo São Miguel Paulista, São Paulo Taboão, São Paulo Oeste, São Vicente Brasil, São Vicente Serra do Mar, Sorocaba Brasil, Sorocaba Barcelona, Sorocaba Santana e Sorocaba Trujilo; além dos Distritos de Botucatu Brasil, Itapetininga Brasil, Itapeva Brasil, Presidente Prudente Brasil, Registro Brasil, São Sebastião Brasil e Tupã Brasil.

Região Sul[editar | editar código-fonte]

Os estados da Região Sul do Brasil possuem diversas estacas e distritos, com destaque para o Rio Grande do Sul. A região abriga dois templos, em Curitiba e Porto Alegre. A primeira estaca da região foi a Estaca Curitiba Brasil, criada em 1971.

Estado Distritos e Estacas
Paraná Estacas Cascavel Brasil, Curitiba Brasil, Curitiba Boa Vista, Curitiba Boqueirão, Curitiba Iguaçu, Curitiba Jardim do Sol, Curitiba Luz, Curitiba Novo Mundo, Curitiba Portão, Curitiba São Lourenço, Curitiba Tarumã, Londrina Brasil, Londrina Tiradentes, Maringá Brasil, Paranaguá Brasil, Pinhais Brasil, Ponta Grossa Brasil, Ponta Grossa Campos Gerais, São José dos Pinhais Brasil. e Distritos Apucarana Brasil, Guarapuava Brasil e Campo Mourão Brasil (criado em Outubro de 2016).
Rio Grande do Sul Estacas Alegrete Brasil, Bagé Brasil, Canoas Brasil, Canoas Brasil Norte, Caxias do Sul Brasil, Cruz Alta Brasil, Gravataí Brasil, Novo Hamburgo Brasil, Pelotas Brasil, Pelotas Norte, Passo Fundo Brasil, Porto Alegre Brasil, Porto Alegre Moinhos de Vento, Porto Alegre Norte, Porto Alegre Partenon, Porto Alegre Sul, Rio Grande Brasil, Santa Maria Brasil, Santo Ângelo Brasil, São Leopoldo Brasil e Uruguaiana Brasil. Distritos Cachoeira do Sul Brasil, Gramado Brasil
Santa Catarina Estacas Chapecó Brasil, Florianópolis Brasil, Joinville Brasil Norte, Joinville Brasil Sul, Lages Brasil, São José Brasil, Tubarão Brasil,Vale do Itajaí Brasil e Distrito de Ipoméia.

Missões[editar | editar código-fonte]

Existem 35 missões no Brasil.[29][30] São elas:

  • Missão Brasil Salvador
  • Missão Brasil Salvador Sul
  • Missão Brasil Santa Maria
  • Missão Brasil Santos
  • Missão Brasil São Carlos
  • Missão Brasil São Paulo-Interlagos
  • Missão Brasil São Paulo Leste
  • Missão Brasil São Paulo Oeste
  • Missão Brasil São Paulo Norte
  • Missão Brasil São Paulo Sul
  • Missão Brasil Teresina
  • Missão Brasil Vitória

Personalidades[editar | editar código-fonte]

Moroni Torgan, político brasileiro e adepto Santos dos Últimos Dias.

Algumas personalidades e cidadãos notórios brasileiros são Santos dos Últimos Dias. Robert Lippelt, historiador alemão, foi o primeiro membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no país, chegando ao Brasil em 1923. Além deste, destacam-se Moroni Torgan (político),[31] Helvécio Martins (líder religioso e primeiro homem negro a receber o chamado de Autoridade Geral), Liriel Domiciano (cantora),[32] Mosiah Rodrigues (ginasta),[33] Carlos Wizard Martins (educador, fundador da rede de ensino de idiomas Wizard,[31] e Moroni Cruz (Ator do canal da Disney no Brasil e atualmente membro da boyband The Destiny).[31]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. UOL. «Igreja Mórmon guarda registros para pesquisas genealógicas». Consultado em 24 de junho de 2010 
  2. Vooz. «A comunidade mórmon se constitui como uma religião cristã restauracionista». Consultado em 24 de junho de 2010. Arquivado do original em 16 de novembro de 2009 
  3. Princípios do Evangelho. «A Igreja de Cristo Foi Organizada Novamente». Consultado em 13 de maio de 2010 
  4. Viagens & Imagens. «Salt Lake City». Consultado em 24 de junho de 2010 
  5. «Statistical Report 2009 (Estatísticas e registros de 2009)» (em inglês) 
  6. a b InfoEscola (24 de novembro de 2007). «Reestruturação da igreja Mórmon». Consultado em 24 de junho de 2010 
  7. "LDS Church says membership now 13 million worldwide", Salt Lake Tribune, June 25, 2007.
  8. Press Release, LDS Church, "One Million Missionaries, Thirteen Million Members", June 25, 2007.
  9. a b c Igreja Mórmon.org. «História da Igreja Mórmon no Brasil». Consultado em 28 de maio de 2010. Arquivado do original em 29 de abril de 2011 
  10. a b c Portal São Francisco. «Mórmons - História no Brasil». Consultado em 7 de julho de 2010 
  11. Jornal Metas. «Imigração Alemã no Brasil». Consultado em 22 de junho de 2010 [ligação inativa]
  12. «Brazil». Newsroom. Consultado em 25 de novembro de 2014 
  13. Newsroom. «Brazilian Senate Honors Church and Its Members (Emportuguês: Senado Federal honra Igreja e seus membros)» 🔗. Consultado em 21 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 20 de janeiro de 2011 
  14. Sala de Imprensa de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. «Novas Missões são criadas para acomodar fluxo de novos missionários» |acessodata=22 de fevereiro de 2013}}
  15. «Quatro novos templos anunciados pelo Presidente Monson». www.saladeimprensamormon.org.br. 4 de abril de 2016. Consultado em 23 de abril de 2016 
  16. «Brasília Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  17. «Salvador Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  18. «Élder Ulisses Soares». www.churchofjesuschrist.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  19. «Fortaleza Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  20. «São Paulo Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  21. «Recife Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  22. «Porto Alegre Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  23. «Campinas Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  24. «Curitiba Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  25. «Manaus Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  26. «Fortaleza Brazil Temple | ChurchofJesusChristTemples.org». churchofjesuschristtemples.org. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  27. «Brazil». Newsroom. Consultado em 21 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 19 de janeiro de 2011 
  28. «Cumorah.com». Consultado em 21 de novembro de 2012 
  29. «Cumorah.com». Consultado em 22 de fevereiro de 2013 
  30. New mission presidents by area for 2013
  31. a b c «Mórmons famosos». All About. Consultado em 21 de janeiro de 2011 
  32. «Artista brasileira canta com o Coro do Tabernáculo nos Estados Unidos». Sala de Imprensa - A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Consultado em 21 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 11 de novembro de 2010 
  33. «Mosiah Rodrigues – Um representante da Igreja nas Olimpíadas». Sala de Imprensa - A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Consultado em 21 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 11 de novembro de 2010