Darcísio Perondi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Darcisio Perondi
Deputado Federal pelo Rio Grande do Sul
Período 1º de fevereiro de 2015
até a atualidade
Período 1º de fevereiro de 1995
até 1º de fevereiro de 2011
Dados pessoais
Nascimento 2 de abril de 1947 (73 anos)
Ijuí, Rio Grande do Sul
Partido MDB (1993-presente)
Profissão Médico
linkWP:PPO#Brasil

Darcisio Paulo Perondi (Ijuí, 2 de abril de 1947) é um médico e político brasileiro, filiado ao PMDB.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Médico formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (URFRS), com especialização em pediatria, atuou no corpo clínico do Hospital de Caridade de Ijuí.

Filiado ao PMDB desde 1993, está em seu quarto mandato consecutivo de Deputado federal pelo Rio Grande do Sul. Preside a Frente Parlamentar da Saúde no Congresso Nacional.[carece de fontes?]

Como deputado federal, votou a favor do processo de impeachment de Dilma Rousseff.[1] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[1] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[1][2] Possui posicionamento contrário ao uso de armas por cidadãos de bem comuns.[carece de fontes?] Em agosto de 2017 votou pelo arquivamento da denúncia de corrupção passiva do presidente Michel Temer.[3]

Nas eleições de 2018, não conseguiu se reeleger como deputado federal, sendo considerado pela imprensa brasileira um dos principais aliados do presidente Michel Temer.[4][5] Porém, assumiu a vaga na câmara que era do deputado eleito Osmar Terra quando este assumiu o ministério da Cidadania e Ação Social. Fonte: Correio do Povo em edição de 29/11/2018.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 2018, o então deputado realizou gastos mensais de R$ 1.400,00 em um curso de inglês, solicitando o ressarcimento do mesmo para a Câmara dos Deputados.[6]

Referências

  1. a b c G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  2. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  3. «Doze deputados do RS votam a favor de Temer e 18 contra». Correio do Povo. 2 de agosto de 2017. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  4. «Integrantes da tropa de choque de Temer fracassam na busca por vagas no Congresso». clicrbs.com.br 
  5. «A voz de Temer fica sem mandato - O Antagonista». oantagonista.com. 8 de outubro de 2018 
  6. Wilson Lima (18 de abril de 2019). «A mamata não acabou-Deputados demonstram que a "velha política" continua:Câmara paga gastos com saquê, chocolate e gasolina suficiente para dar a volta ao mundo». Istoé. Consultado em 20 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.