De Havilland Vampire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
De Havilland DH-115 Vampire T.55
Descrição
Fabricante De Havilland Aircraft Co.Ltd/Grã Bretanha
Primeiro voo 20 de setembro de 1943
Entrada em serviço 1945
Missão Treino
Tripulação 2 (piloto e aluno)
Dimensões
Comprimento 10,50 m
Envergadura 11,60 m
Altura 1,87 m
Área (asas) 23,10 m²
Peso
Peso bruto máximo 5060 kg
Propulsão
Motores 1 x Turboreactor De Havilland Goblin 35
Força (por motor) 1586 Kgf kN
Performance
Velocidade máxima 885 km/h
Alcance 1270 km
Teto máximo 12200 m
Armamento
Metralhadoras Sem armamento

O De Havilland DH.100 Vampire começou a ser planeado durante a Segunda Guerra Mundial, mas só foi concluído no final da guerra.

Em 1948, a versão DH Vampire F.1, bateu o recorde mundial de altitude (18 000m).

Emprego na Força Aérea Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Foram adquiridos dois aviões da versão DH-115 em Setembro de 1952, que foram os primeiros aviões de reacção em Portugal. Esses aviões tinham como finalidade a preparação de pilotos para as novas gerações de aviões de reacção que se vislumbrava adquirir.

Foram colocados na Base Aérea da Ota e foram abatidos ao serviço (quase sem utilidade) em 1962.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Força Aérea Portuguesa

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.