E-girls e e-boys

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o grupo musical, veja E-girls.
Exemplo de estilo e-girl

E-girl ou e-boy (eletronic girl/boy) é uma tendência ou estética de moda de nicho que surgiu no final dos anos 2010 e é vista quase exclusivamente nas mídias sociais online, em particular no aplicativo de compartilhamento de vídeo TikTok.[1] O visual é inspirado na cultura skatista, moda dos anos 1990, anime, hip-hop, gótico[2] e rave.[3]

Suas escolhas alternativas de moda geralmente consistem em roupas folgadas, cabelos coloridos em tons de verde ou rosa,[1] esmalte com verniz[4] e correntes decorativas.[2] E-girls usam camisas de malha e delineador alado,[1] enquanto e-boys usam roupas pretas[5] e têm cabelos lisos e meio separados.[4][2] Tanto os meninos e as meninas podem usar maquiagem, principalmente blush rosa nas bochechas e no nariz, imitando animes japoneses ou lolicons.[3][6] Sardas falsas são comuns.[3] Pequenos desenhos são frequentemente feitos sob os olhos, geralmente em formato de coração.[7][3]

Vídeos de e-girls e e-boys tendem a conter flerte e às vezes são extremamente sexualizados.[1][5] O uso da expressão facial conhecida como ahegao, imitando o orgasmo, é comum.[6]

Rotular alguém como e-girl ou e-boy significa que ela gasta muito tempo criando sua persona online.[1] E-girl e e-boy estavam no topo das modas mais pesquisadas do Google em 2019.[5] Artistas como Billie Eilish e Lil Peep são citados como influências para o estilo.[8][9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e Jennings, Rebecca (1 de agosto de 2019). «E-girls and e-boys, the irony-laced subculture that doesn't exist in real life». Vox (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  2. a b c Jennings, Rebecca (13 de janeiro de 2020). «E-boys are the new teen heartthrobs — and they're poised to make serious money». Vox (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  3. a b c d Cortés, Michelle Santiago (29 de outubro de 2019). «Why E-Girls Are The Moodier VSCO Girls, & How To Be One For Halloween». Refinery29 (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  4. a b Lindsay, Kathryn (14 de janeiro de 2020). «E-Boys Are The Internet Boyfriends Of 2020». Refinery29 (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  5. a b c Bain, Marc. «The year's top-trending fashion styles in the US only existed online». Quartz (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  6. a b «What's the Story Behind This Egirl Face? An Investigation». Jezebel (em inglês). 3 de outubro de 2019. Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  7. «TikTok Has Created A Whole New Kind Of Cool Girl». BuzzFeed News (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  8. La Ferla, Ruth (28 de janeiro de 2020). «Billie Eilish: Gen Z's Outrageous Fashion Role Model». The New York Times. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  9. Hypebeast (1 de dezembro de 2017). «Why dead rapper Lil Peep was an icon for millennial style». South China Morning Post. Consultado em 20 de dezembro de 2020