El Chavo Animado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
El Chavo Animado
O Xavier (PT)
Chaves em Desenho Animado (BR)
Informação geral
Também conhecido(a) como Chaves Animado
Formato série de desenho animado
Gênero Comédia
Duração 22 minutos
Estado cancelada
Criador(es) Roberto Gómez Bolaños
Baseado em El Chavo del Ocho, de Roberto Gómez Bolaños
País de origem  México
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Heriberto López de Anda
Coprodutor(es) Roberto Gómez Bolaños
Televisa
Produtor(es) executivo(s) Roberto Gómez Bolaños
Roberto Gómez Fernández
Roteirista(s) Roberto Gómez Bolaños
Vozes de Jesús Guzmán
Sebastián Llapur
Mario Castañeda
Érica Edwards
Moisés Suaréz Aldana
Érika Mireles
Héctor Miranda
Maggie Vera
Empresa(s) produtora(s) Ánima Estudios
Televisa
Exibição
Emissora original México Canal 5
Brasil Cartoon Network, SBT, Boomerang, TLN Network, Band
Portugal SIC K
Formato de exibição 480i (SDTV) (2006 – 2008)
1080i (HDTV) (2009 – 2014)
Transmissão original 21 de outubro de 2006 – 6 de junho de 2014
Temporadas 7
Episódios 135
Cronologia
Programas relacionados El Chavo del Ocho
El Chapulín Colorado Animado

El Chavo Animado (Chaves em Desenho Animado no Brasil e O Xavier em Portugal) é uma série de desenho animado mexicana baseada no seriado live-action El Chavo del Ocho, criado por Roberto Gómez Bolaños, também conhecido como Chespirito, e exibido entre 1973 e 1980. A animação foi produzida pela Ánima Estudios em parceria com a Televisa, detentora dos direitos dos programas de Bolaños, e exibida pelo Canal 5 da Cidade do México entre 21 de outubro de 2006 e 6 de junho de 2014, totalizando 7 temporadas e 135 episódios.

Quando surgiram as primeiras notícias de que a série animada de El Chavo del Ocho estava sendo produzida, esperava-se inicialmente que ela iria ser produzida pela Disney. A equipe de Bolaños e de seu filho optou por escolher a Ánima Estudios por causa da criatividade dos animadores do estúdio e por questões geográficas.[1]

No Brasil, o desenho foi inicialmente exibido no SBT entre 1 de janeiro até 23 de março de 2007 às 18h substituindo Scooby-Doo e sendo substituída pela novela latina Destilando Amor, depois dentro do bloco Domingo Animado e mais tarde pelo Bom Dia & Cia e no Carrossel Animado. O desenho também foi exibido pelo Cartoon Network, pelo Boomerang e pelo TLN Network. A partir de 1 de setembro de 2013, as três primeiras temporadas passaram a estar disponíveis no Brasil pelo site Netflix e permaneceram no site até setembro de 2016, quando tiveram que sair porque a Televisa não renovou o contrato com a Netflix.

Em Portugal, recebeu o nome O Xavier e estreou na SIC K em 18 de julho de 2013.

Após a estreia da série animada, surgiram inúmeros produtos licenciados do Chaves em desenho, como brinquedos, lancheiras, doces e kits de aniversário.

Em abril de 2012, o desenho recebeu um jogo eletrônico para Nintendo Wii chamado El Chavo, sendo o primeiro jogo oficial da franquia, seguido por El Chavo Kart, para Xbox 360, PlayStation 3 e Android.

História[editar | editar código-fonte]

Logo promocional com os personagens principais da animação, todos baseados no seriado original.

Baseado no seriado El Chavo del Ocho, o desenho mostra as aventuras de Chaves, um menino pobre, e sua turma, que moram em uma vila no México (a dublagem brasileira, no entanto, mudou o local da vila para o Brasil). Na primeira temporada, todos os episódios da série são remakes de episódios da série original. Com a ausência da Chiquinha, o Nhonho e a Pópis substituem a função dela na maioria dos episódios. A partir da segunda temporada, o desenho começou a ter episódios com histórias totalmente inéditas, ou seja, que não são baseadas nos episódios do seriado; e a partir da terceira temporada, praticamente não há mais remakes. Também a partir da terceira temporada, os personagens cada vez mais tem aventuras fora da vila.

Uma grande diferença do desenho em relação ao seriado é que o desenho frequentemente mostra a imaginação dos personagens. Outra diferença é que a casa do Seu Madruga passa a ter o número 10 em vez de 72. Além disso, personagens como o Senhor Barriga e o Nhonho, ou a Dona Florinda e a Pópis, frequentemente aparecem juntos, o que era raro de acontecer na série original, pois esses personagens eram feitos pelo mesmo ator ou atriz (Senhor Barriga e Nhonho eram interpretados por Edgar Vivar; e a Dona Florinda e a Pópis por Florinda Meza). Também no desenho é possível ver Seu Madruga e Quico contracenando com o carteiro Jaiminho, algo que nunca havia acontecido na série, pois os atores Carlos Villagrán (Quico) e Ramón Valdez (Seu Madruga) saíram do seriado antes do carteiro Jaiminho começar a aparecer. No desenho, foi mantida a personalidade do Jaiminho de quando Chaves era um quadro do Programa Chespirito, ou seja, no desenho o Jaiminho mora na vila e, assim como o Seu Madruga, deve 14 meses de aluguel; diferente da série clássica, onde Jaiminho não mora na vila e não demonstra qualquer semelhança com o Seu Madruga.

Ao contrário da série original, que se passava nos anos 1970, o desenho se passa no ano de 2006, e assim é possível ver muitos elementos contemporâneos nos episódios.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Polêmica sobre as personagens Chiquinha e Dona Neves[editar | editar código-fonte]

A personagem Chiquinha não aparece no desenho, pois a sua intérprete Maria Antonieta de las Nieves teve uma disputa judicial com Roberto Gómez Bolaños pelos direitos autorais de sua personagem. Bolaños perdeu os direitos autorais da Chiquinha para Nieves na justiça, com isso a personagem não pôde ser incluída no desenho. Houve rumores de que a própria Maria Antonieta não queria incluir a personagem na série animada. Em seu site oficial, Maria Antonieta se defende, dizendo que foi Bolaños quem não quis incluir sua personagem no projeto, e que o rumor é falso. Maria Antonieta criticou o produtor Roberto Gómez Fernández, filho de Bolaños, pela ausência da Chiquinha no desenho e, em resposta, ele disse que a própria Maria Antonieta não quis que sua personagem participasse do desenho ao registrar a Chiquinha em seu nome sem autorização de Chespirito.[2] Boatos diziam que a personagem apareceria na segunda temporada (fato que não aconteceu). Dona Neves também não aparece na produção por motivos desconhecidos (em alguns episódios, uma avó do Seu Madruga aparece em flashbacks, mas essa avó não é a Dona Neves). Boatos dizem que a ausência da Dona Neves foi pelos mesmos motivos da personagem Chiquinha: os direitos da personagem estariam com a atriz Maria Antonieta de las Nieves, porém na mídia isso nunca foi comentado nem confirmado nem pela atriz, nem por Chespirito, o criador da série.[3]

Críticas[editar | editar código-fonte]

Segundo o ator e comediante Carlos Villagrán (Quico na série original), a série desumaniza os personagens, afirmando em uma entrevista que "Agora o Chaves sai da vizinhança e chega a viajar até Saturno".[4] Também, Édgar Vivar (Senhor Barriga e Nhonho) criticou a animação, destacando o caráter comercial do desenho, que tem por objetivo afeiçoar o público infantil.[5]

Especial[6][editar | editar código-fonte]

O desenho teve sua estreia mundial no dia 21 de Outubro de 2006, no México (no Brasil, estreou apenas no ano novo de 2007). A Televisa preparou um especial antes da exibição do primeiro episódio: foi mostrada uma matéria sobre o desenho, que teve inclusive presença dos produtores e dos dubladores originais mexicanos. Roberto Goméz Bolaños também esteve no especial. Um dos apresentadores da Televisa lhe deu uma bola, e pediu que ele a chutasse. Roberto a chutou, e em seguida apareceu em um telão uma imagem do Chaves (em desenho) agarrando uma bola e dizendo: "Obrigado". Em seguida, o apresentador deu a Roberto um controle remoto, e pediu que ele apertasse PLAY para começar o desenho.

Exibição[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, o desenho estreou no dia 1º de janeiro de 2007, no SBT, às 18 horas.[7] Posteriormente, o desenho também foi exibido na TV Paga pelo Cartoon Network, pelo Boomerang e pelo TLN Network.

No entanto, foi no SBT que o desenho teve maior difusão. O desenho já foi exibido pelo SBT em vários horários, geralmente de manhã. A série animada já foi exibida pelo SBT dentro do Carrossel Animado, do Bom Dia & Companhia, do Sábado Animado e do Domingo Animado. Atualmente, o desenho é reprisado pelo SBT no Sábado Animado, às 8h00.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, a animação estreou na RTP1 em 2 de Novembro de 2006 sob o nome O Chaves em desenho animado até 2007, depois estreou na RTP2 em 2008 no bloco Zig Zag, e mais tarde na RTP Memória e finalmente, na SIC K.

Legado[editar | editar código-fonte]

DVD's[editar | editar código-fonte]

A Televisa já lançou o desenho em DVD no México. O primeiro volume contém os três primeiros episódios, o segundo do 4 ao 6, o terceiro contém do 7 a 9 e o quarto contém os episódios 10, 11 e 13. A Televisa também lançou as duas primeiras temporadas completas, em dois boxes. No Brasil, esses DVDs não foram lançados. No entanto, a distribuidora Diamond Disc lançou quase toda a primeira temporada do desenho em DVD no Brasil em 2011, num total de seis volumes. Apenas o episódio Os Balões não veio nos DVDs da Diamond Disc. Em Portugal, os DVD's nunca foram lançados, mas a RTP (distribuidora) lançou a 1ª temporada completa em DVD em 2008 e a 2ª temporada em 2009. Em 2011, foram lançadas as 3ª e 4ª Temporadas em DVD, depois a 5ª temporada em 2013. Em 2015, foi lançada a 6ª temporada em DVD, e em 2017, a última 7ª temporada foi lançada em DVD.

Chaves no McDonald's[editar | editar código-fonte]

No mês de fevereiro de 2010 e outubro de 2011, a rede de lanchonetes McDonald's estava tendo como brinde do McLanche Feliz. Uma coleção era de brinquedos que podiam andar, falar, etc. E a outra era de mini-pelúcias da série animada Chaves. Eram dez mini-pelúcias dos melhores personagens da série. Os Brindes eram: Chaves (em duas versões, sendo uma no barril), Quico, Nhonho, Popis, Paty, Godinez, Seu Madruga, Professor Girafales e Dona Florinda. Esses brindes ainda podem ser encontrados em sites de brinquedos usados.

Show do Chaves Animado[editar | editar código-fonte]

Com o sucesso do desenho, a Televisa criou uma peça de teatro inspirada na série animada, chamada O Show do Chaves Animado. A peça é um musical, no qual o Senhor Barriga decide vender a vila. O show musical foi criado em 2010 e foi um grande êxito de público no México.[8] Após o sucesso, o show foi levado para outros países. Em 2011, o musical veio pela primeira vez ao Brasil e realizou quatro apresentações em São Paulo, nos dias 30 de abril e 1º de maio.[9] Roberto Gómez Fernández, filho de Chespirito e produtor do desenho, também veio ao Brasil para acompanhar a estreia do musical no país. Em 2012, o Show do Chaves Animado veio ao Brasil pela segunda vez e esteve em cartaz em São Paulo por dois meses, entre os dias 6 de outubro e 16 de dezembro.[10] Nessa ocasião, os atores do musical também foram a alguns programas do SBT, como o Carrossel Animado e o Programa do Ratinho.[11]

Em 2012, a Televisa também criou uma versão do show para o circo, chamada La Gran Carpa del Chavo.[12] Até o momento, este show nunca veio ao Brasil.

Chapolin Colorado Animado[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: El Chapulín Colorado Animado

Depois do sucesso da série animada do Chaves, com 7 temporadas e 139 episódios exibidos, além de sua presença em diferentes plataformas, Televisa lançou, com o desenvolvimento de Ánima Estudios, a primeira parcela dos episódios de Chapolin Colorado Animado. A série animada do Chapolin foi lançada em abril de 2015 para exibição on-line e YouTube. Mais tarde, foi lançada para a TV em 26 de julho de 2015.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]