El Chavo Animado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Televisão.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde dezembro de 2012.

El Chavo animado
El Chavo: The Animated Series (EUA)
O Xavier animado (PT)
Chaves em Desenho Animado (BR)
Logotipo do seriado, com todos os seus personagens principais, com ausência de Chiquinha e Dona Neves.
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Gênero Comédia
Duração 20 minutos
Criador(es) Roberto Gómez Bolaños (personagens)
Roberto Gómez Fernández
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Audie Harrison
Produtor(es) Josè Broughton
Apresentador(es) Univisión
Televisa
Vozes de Víctor Delgado
Jesús Guzmán
Sebastián Llapur
Erica Edwards
Mario Castañeda Partido
Erika Mireles
Juan Carlos Tinoco
Leonardo García
Tema de abertura Baseado em "The Elephant Never Forgets"
por Jean-Jacques Perrey
Tema de encerramento Baseado em "The Elephant Never Forgets"
por Jean-Jacques Perrey
Empresa(s) de produção Ánima Estudios
Televisa
Exibição
Emissora de televisão original México Televisa
Brasil Cartoon Network
Brasil SBT
Brasil Boomerang
Brasil TLN Network
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080p (HDTV)
Transmissão original 21 de outubro de 2006 – 6 de junho de 2014
N.º de temporadas 7
N.º de episódios 135 (lista de episódios)
Cronologia
Último
El Chapulín Colorado Animado
Próximo
Programas relacionados El Chavo del Ocho
El Chapulín Colorado Animado

El Chavo Animado (Chaves em Desenho Animado (título no Brasil) ou O Xavier animado (título em Portugal)) conhecido também como Chavo Animado, é uma série de desenho animado mexicana produzido pela Televisa e Ánima Estudios, baseado no seriado de humor El Chavo del Ocho. As histórias do desenho foram escritas pelo próprio Roberto Gómez Bolaños que interpretava o personagem principal na série de televisão, mas foi seu filho Roberto Gómez Fernández quem teve a ideia de produzir a animação. A animação é feita em 2D e 3D, sendo que 2D em Adobe Flash para os personagens e 3D em computação gráfica para os cenários.

Quando surgiram as primeiras notícias de que a série animada do Chaves estava sendo produzida, esperava-se inicialmente que ela iria ser produzida pela Disney. [1]

No Brasil, o desenho estreou no dia 1° de Janeiro de 2007, pelo SBT e está no ar até hoje. O desenho também foi exibido pelo Cartoon Network, pelo Boomerang, pelo TBS e pelo TLN Network. A partir de 1 de setembro de 2013, as três primeiras temporadas passaram a estar disponíveis no Brasil pelo site Netflix. Em Portugal, o desenho estreou a 18 de junho de 2013 no canal pago SIC K, rebatizado O Xavier.

Em abril de 2012, o desenho recebeu um jogo eletrônico para Nintendo Wii chamado El Chavo, sendo o primeiro jogo oficial da franquia, seguido por El Chavo Kart, para Xbox 360, PlayStation 3 e Android.

Ao todo, o desenho teve 135 episódios, divididos em sete temporadas, que foram exibidas originalmente no México entre 2006 e 2014. Após a sétima temporada, em 2014, não houve nenhum anúncio oficial sobre o fim da série animada, mas a mesma não teve mais episódios novos. No Brasil, por motivo desconhecido, as duas últimas temporadas não foram exibidas.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Baseado no seriado El Chavo del Ocho, o desenho mostra as aventuras de Chaves, um menino pobre, e sua turma, que moram em uma vila no México (a dublagem brasileira, no entanto, mudou o local da vila para o Brasil). Na primeira temporada, todos os episódios da série são remakes de episódios da série original. Com a ausência da Chiquinha, o Nhonho e a Pópis substituem a função dela na maioria dos episódios. À partir da segunda temporada, o desenho começou a ter episódios com histórias totalmente inéditas, ou seja, que não são baseadas nos episódios do seriado; e à partir da terceira temporada, praticamente não há mais remakes. Também à partir da terceira temporada, os personagens cada vez mais tem aventuras fora da vila.

Uma grande diferença do desenho em relação ao seriado é que o desenho frequentemente mostra a imaginação dos personagens. Outra diferença é que a casa do Seu Madruga passa a ter o número 10 em vez de 72. Além disso, personagens como o Senhor Barriga e o Nhonho, ou a Dona Florinda e a Pópis, frequentemente aparecem juntos, o que era raro de acontecer na série original, pois esses personagens eram feitos pelo mesmo ator ou atriz (Senhor Barriga e Nhonho eram interpretados por Edgar Vivar; e a Dona Florinda e a Pópis por Florinda Meza). Também no desenho é possível ver Seu Madruga e Quico contracenando com o carteiro Jaiminho, algo que nunca havia acontecido na série, pois os atores Carlos Villagrán (Quico) e Ramón Valdez (Seu Madruga) saíram do seriado antes do carteiro Jaiminho começar a aparecer. No desenho, foi mantida a personalidade do Jaiminho de quando Chaves era um quadro do Programa Chespirito, ou seja, no desenho o Jaiminho mora na vila e, assim como o Seu Madruga, deve 14 meses de aluguel; diferente da série clássica, onde Jaiminho não mora na vila e não demonstra qualquer semelhança com o Seu Madruga.

Ao contrário da série original, que se passava nos anos 1970, o desenho se passa nos anos 2000, e assim é possível ver muitos elementos contemporâneos nos episódios.

Controvérsia sobre as personagens "Chiquinha e Dona Neves"[editar | editar código-fonte]

A personagem Chiquinha não aparece no desenho, pois a sua intérprete Maria Antonieta de las Nieves teve uma disputa judicial com Roberto Gómez Bolaños pelos direitos autorais de sua personagem. Em seu site oficial, Maria Antonieta se defende, dizendo que foi Bolaños quem não quis incluir sua personagem no projeto, e que o rumor de que a própria Maria Antonieta não queria que a Chiquinha estivesse no desenho é falso. Em uma entrevista, o produtor Roberto Gómez Fernández, filho de Bolaños, chegou a dizer que a ausência da Chiquinha no desenho foi uma resposta à atriz ter registrado a personagem em seu nome, sem autorização de Chespirito.[2] Boatos diziam que a personagem apareceria na segunda temporada (fato que não aconteceu). Dona Neves também não aparece na produção por motivos desconhecidos (em alguns episódios, uma avó do Seu Madruga aparece em flashbacks, mas essa avó não é a Dona Neves). Boatos dizem que a ausência da Dona Neves foi pelos mesmos motivos da personagem Chiquinha: Os direitos da personagem estariam com a atriz Maria Antonieta de las Nieves, porém na mídia isso nunca foi comentado nem confirmado nem pela atriz, nem por Chespirito, o criador da série.[3]

Especial[4] [editar | editar código-fonte]

O desenho teve sua estreia mundial no dia 21 de Outubro de 2006, no México (no Brasil, estreou apenas no ano novo de 2007). A Televisa preparou um especial antes da exibição do primeiro episódio: foi mostrada uma matéria sobre o desenho, que teve inclusive presença dos produtores e dos dubladores originais mexicanos. Roberto Goméz Bolaños também esteve no especial. Um dos apresentadores da Televisa lhe deu uma bola, e pediu que ele a chutasse. Roberto a chutou, e em seguida apareceu em um telão uma imagem do Chaves (em desenho) agarrando uma bola e dizendo: "Obrigado". Em seguida, o apresentador deu a Roberto um controle remoto, e pediu que ele apertasse PLAY para começar o desenho.

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Personagem Dublagem México Dublagem Estados Unidos Dublagem Brasil
Chaves Jesus Gúzman Mona Marshall Tatá Guarnieri (4 Primeiras Temporadas)
Daniel Muller (5 Temporada)
Quico Sebastián Llapur Doug Erholtz Sergio Stern
Seu Madruga Mario Castañeda Doug Erholtz Carlos Seidl (4 primeiras temporada)
Marco Moreira (5 Temporada)
Dona Florinda Erica Edwards Kate Higgins (Primeira Temporada)
Laura Post (Segunda Temporada em diante)
Marta Volpiani
Popis Erica Edwards Kate Higgins (Primeira Temporada)
Erin Fitzgerald (Segunda Temporada em diante)
Marta Volpiani
Professor Girafales Juan Carlos Tinoco (2 primeiras temporadas)
Moisés Suárez Aldana (Terceira Temporada em diante)
Bob Buchholz Osmiro Campos
Dona Clotilde Erika Mireles Mona Marshal Helena Samara † (Primeira Temporada)
Beatriz Loureiro (Segunda Temporada em diante)
Nhonho Mario Castañeda Yuri Lowenthal Gustavo Berriel
Sr. Barriga Víctor Delgado (4 Primeiras Temporadas)
Sebástian Llapur (5 Temporada em Diante)
Dave Mallow Marcelo Torreão (Primeira Temporada)
Gustavo Berriel (Segunda Temporada em diante)
Godinez Jesus Gúzman Kate Higgins (Primera Temporada)
Erin Fitzgerald (Segunda Temporada)
Alexandre Marconatto (Primeira Temporada)
Duda Espinoza (Segunda Temporada em diante)
Jaiminho Leonardo Garcia (5 Primeiras Temporadas)
Hector Miranda (Sexta Temporada em diante)
Dave Marllow Waldir Fiori †
Paty Maggie Vera Tara Platt Leda Figueiró † (Primeira Temporada)
Aline Ghezzi (Segunda Temporada em diante)
Glória Julieta Rivera Tara Platt Tânia Gaidarji (Primeira Temporada)
Isis Koschdoski (Terceira Temporada)
Tradutor(a) Nenhum Fabiola Stevenson Manolo Rey (Primeira Temporada)
Ana Rosa (Segunda Temporada)
Gustavo Berriel (Terceira e Quarta Temporada)
Diretores do SBT

Controvérsias na Dublagem[editar | editar código-fonte]

Quando o estúdio da Herbert Richers foi contratado pelo SBT para a dublagem do desenho, a emissora pretendia trocar todos os dubladores originais do seriado, o que gerou revolta dos fãs da série[5] . Vários fãs mandaram mensagens de protesto ao SBT, que solicitou então que a Herbert Richers contratasse os dubladores originais do seriado para dublar também o desenho. Porém, inicialmente, os únicos dubladores originais que aceitaram dublar o desenho foram Carlos Seidl e Osmiro Campos, dubladores do Seu Madruga e do Professor Girafales respectivamente. Os dubladores Nelson Machado, Helena Samara e Marta Volpiani se recusaram a dublar o desenho, por não concordarem com o salário oferecido. Márcia Morelli chegou a ser cotada para dublar a Dona Florinda[6] mas Marta Volpiani, posteriormente, entrou em acordo com o SBT e aceitou dublar a Dona Florinda e a Pópis no desenho. O SBT chegou a confirmar a dubladora Beatriz Loureiro para dublar a Dona Clotilde, mas os fãs fizeram um abaixo-assinado pedindo que Helena Samara fosse mantida na personagem. Assim, a emissora também fez um acordo com Helena, que ficou com o papel. Com Nelson Machado, não houve acordo, e assim a Herbert Richers o substituiu no desenho por Sérgio Stern na voz do Quico. [7]

Para os personagens Chaves, Jaiminho, Senhor Barriga, Nhonho (cujos dubladores originais já haviam falecido) e Godinez (o dublador original, Silton Cardoso, estava vivo mas havia boatos na época de que estaria aposentado), a Herbert Richers abriu testes para definir os dubladores. Hamilton Ricardo foi cotado para dublar o Chaves[8] , mas o papel ficou com Tatá Guarnieri, que já vinha dublando o personagem na redublagem do seriado para os lançamentos em DVD.[9] Gustavo Berriel e Alexandre Marconatto, que dublaram respectivamente o Nhonho e o Godinez nos DVDs, também foram escolhidos para dublar os mesmos personagens no desenho. Gilberto Baroli, que dublou o Senhor Barriga nos DVDs, também fez o teste para o desenho mas não foi aprovado pelo SBT [10] , e a Herbert Richers escolheu para o papel o dublador Marcelo Torreão. O dublador Waldir Fiori ficou com o Jaiminho.

Ainda na 1ª temporada, as personagens Paty e Glória apareceram. À pedido de Carlos Seidl, que além de dublar o Seu Madruga também dirigia a dublagem do desenho na Herbert Richers, o SBT escalou para os papéis as dubladoras Leda Figueiró (uma das dubladoras originais da personagem) e Tânia Gaidarji (que dublou a Glória nos DVDs da série original). [11]

Após a dublagem da 1ª temporada, a dubladora Helena Samara faleceu. Ruth Gonçalves chegou a ser cotada para substituí-la, mas a Herbert Richers acabou por dar o papel para Beatriz Loureiro, que já havia sido confirmada para dublar a Dona Clotilde na 1ª temporada, quando Helena ainda não havia fechado acordo com o SBT para dublar.[12] Por motivo desconhecido, Alexandre Marconatto, dublador do Godinez, saiu do elenco da dublagem após a primeira temporada (a versão mais provável de sua saída, contudo, teria sido que o próprio Marconatto pediu para sair da dublagem por falta de tempo, já que estava trabalhando como diretor de dublagem em outro estúdio)[13] , e foi substituído por Duda Espinoza. Marcelo Torreão também saiu do elenco. Foram feitos testes e Gustavo Berriel, que já dublava o Nhonho, também passou a dublar o Senhor Barriga. Devido a dificuldades de contato com Leda Figueiró, a Herbert Richers também trocou a dubladora da Paty, que passou a ser feita por Aline Ghezzi. [14]

Episódios[editar | editar código-fonte]

El Chavo animado ja exibiu 135 episódios em 7 temporadas

Chaves no McDonald's[editar | editar código-fonte]

No mês de outubro de 2011, a da rede de lanchonetes McDonald's estavam tendo como brinde do McLanche Feliz mini-pelúcias da série animada Chaves. Eram dez mini-pelúcias dos melhores personagens da série. Os Brindes eram: Chaves (em duas versões, sendo uma no barril), Quico, Nhonho, Popis, Paty, Godinez, Seu Madruga, Professor Girafales e Dona Florinda. Esses brindes ainda podem ser encontrados em sites de brinquedos usados.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Inicialmente, esperava-se que o desenho iria ser produzido pela Disney, mas quem o realizou foi o estúdio mexicano Ánima Estudios. [15]
  • No primeiro episódio, "Os Balões", quando Chaves sai da vila, a gravata azul do Nhonho desaparece e o vestido de Dona Clotilde fica azul-escuro por alguns segundos.
  • Também no episódio "Os balões", há uma cena do Sr. Barriga na rua com as crianças. Isso nunca foi exibido pelo SBT, porque a Televisa (por causa desconhecida) cortou o episódio antes de enviá-lo.
  • No episódio "Uma mosca no Café", Quico e Seu Madruga fazem uma participação rápida, sendo que em todos os episódios que há o restaurante de Dona Florinda, eles nunca participaram por estarem fora da seriado.
  • No episódio "Barraca de churros", quando Quico abre a porta pensando ser Seu Madruga, ele joga toda a farinha no Professor Girafales. Segundos depois, ele aparece como se isso não tivesse acontecido.
  • No episódio "O Ladrão da Vizinhança", quando Quico acha que Seu Madruga vai matá-lo com a espingarda, Seu Madruga a-deixa atrás dele e Furtado a-rouba, enquanto ele falava com Chaves. Então Seu Madruga acha que foi Chaves que roubou, mas como ele poderia pensar isso, se Chaves estava na frente dele?
  • Em "O Amor Chegou à Vizinhança", enquanto Chaves e Seu Madruga flutuam no ar, ao verem Paty e Glória, Nhonho aparece e tenta falar com Chaves. Por poucos segundos, o remendo no calção de Chaves aparece na perna direita de Chaves, e não na esquerda como normalmente.
  • No episódio "O Desjejum do Chaves", quando Chaves tenta bater na bolinha de ping-pong com a raquete, e acaba acertando Quico, o garoto vai chorar na parede e curiosamente, o seu pé direito aparece amassado, como numa cena em "O Jogo de Beisebol" em que Chaves pisa no pé de Quico que fica amassado, o que é estranho, pois Chaves acertou Quico na cabeça.
  • Também em "O Desjejum do Chaves", quando Pópis mostra os ovos estragados a Chaves, ele o-joga e Quico o-acerta quebrando o ovo. Então, Quico vai pra fora da vila. Segundos depois, quando Chaves acerta Professor Girafales com um ovo, Quico aparece na porta de sua casa.
  • No episódio "Como sobem os alimentos", quando Chaves joga um tijolo no pé de Quico, ele não chora, ao contrário do seriado.
  • No desenho animado, o número da casa do Seu Madruga é 10, não 72 como na série original. Na oitava temporada o número da casa do Seu Madruga foi revertido para 72. [carece de fontes?]
  • Antes do projeto oficial, foi publicada uma foto no site de Roberto Gómez Bolaños com todos os personagens no desenho animado, incluindo Chiquinha. Como Roberto não possuía mais os direitos autorais da personagem, e sim Maria Antonieta, essa imagem foi retirada.
  • A Herbert Richers abriu teste de dublagem de todos os personagens animados. O dublador do Sr. Barriga era o mais difícil de escolher. Quase todos os dubladores eram reprovados. Marcelo Torreão foi escolhido para dar voz ao papel, mas o dublador não foi bem recebido pelos diretores do SBT, que decidiram substituí-lo a partir da segunda temporada por Gustavo Berriel.
  • Na primeira temporada, todos os episódios do desenho eram remakes de episódios da série original. À partir da segunda temporada, o desenho começou a ter episódios com enredos totalmente novos.
  • Pouco antes do lançamento da segunda temporada, foi divulgada na internet uma foto onde a Chiquinha aparecia no desenho. A foto teve grande repercussão entre os fãs e muitos acreditaram que a personagem apareceria na segunda temporada, o que não ocorreu. Posteriormente, descobriu-se que a foto não era oficial. Ela era, na verdade, apenas um desenho feito por um fã da série.
  • Na versão americana a maioria dos personagens tiveram seus nomes alterados, como Seu Madruga que virou "Mr. Raymond", Dona Florinda que virou "Mrs. Worthmore" e Nhonho que virou "Junior", Sr. Barriga virou "Mr. Beliarge", Prof. Girafales virou "Professor Girafalde", Jaiminho virou "Manny", Dona Clotilde virou "Miss Pinster", Godinez que virou "Gordon", Pópis que virou "Pheobe" entre outros que tiveram seus nomes alterados, exceto Chaves (Chavo), Quico e Glória, além de ter uma abertura bem diferente da versão mexicana sendo cantada.
  • A mesma coisa aconteceu em Portugal, como Chaves que virou "Xavier", Quico que virou "Chico", Nhonho que virou "Nuno" e Seu Madruga que virou "Sr. João".
  • No episódio "Procura-se" o Sr. Barriga diz que não gosta de animais por ter alergia chegando a proibi-los na vila, porém na versão original Sr. Barriga não demonstra isso inclusive reclamando da proibição que a Dona Florinda faz em um episódio, além de em outro mencionar que é protetor dos animais.
  • No episódio "O Dinheiro Perdido", é mostrado em um flashback Jaiminho sequestrando um cãozinho e depois o devolvendo à Nhonho em troca de dinheiro aparentando ser dele o que é estranho, pois o Sr. Barriga tem alergia a animais como mostrado em "Procura-se".
  • A partir da 3ª temporada algumas características do seriado deixam de serem vistas, como Chaves que deixa de entrar no barril, os personagens deixam de baterem uns nos outros (menos Dona Florinda que continua batendo em Seu Madruga), várias frases não sendo mais mencionadas, personalidades que são mudadas, além deles passarem menos tempo na vila constantemente saindo a outros lugares.
  • Na 4ª temporada Chaves é visto constantemente errando o nome do Seu Madruga, o chamando de Seu Sadruga, Seu Dramuga, Seu Magruda, entre outros nomes, sendo que na 5ª temporada Chaves volta a falar certo, pelo fato disso não ter agradado o público.
  • Não se sabe o destino da série após a morte de Chespirito. Atualmente, a produção da série está interrompida.

Chapolin Colorado Animado[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: El Chapulín Colorado Animado

Depois do sucesso da série animada El Chavo Animado, com 7 temporadas e 139 episódios exibidos, além de sua presença em diferentes plataformas, Televisa lançou, com o desenvolvimento de Ánima Estudios, a primeira parcela dos episódios de Chapolin Colorado Animado, lançado em abril de 2015 para exibição on-line e YouTube, mais tarde lançado para a TV em 26 de julho de 2015.

DVDs[editar | editar código-fonte]

A Televisa já lançou o desenho em DVD no México. O primeiro volume contém os três primeiros episódios, o segundo do 4 ao 6, o terceiro contém do 7 a 9 e o quarto contém os episódios 10, 11 e 13. A Televisa também lançou as duas primeiras temporadas completas, em dois boxes. No Brasil, esses DVDs não foram lançados. No entanto, a distribuidora Diamond Disc lançou quase toda a primeira temporada do desenho em DVD no Brasil em 2011, num total de seis volumes. Apenas o episódio Os Balões não veio nos DVDs da Diamond Disc.

Ver também El Chavo del Ocho[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Desenho Animado». Portal Clube CH. 
  2. «Chiquinha do Chaves sofre boicote no México». OFuxico. 05 de novembro de 2006. 
  3. www.lachilindrina.com, Site oficial de Maria Antonieta de las Nieves, seção "Chismes"
  4. http://chbr.forumch.com.br/index.php?acao=desenhoch_especial
  5. «SBT deve mudar todos os dubladores do desenho do "Chaves"». Portal ohaYO!. 10 de outubro de 2006. 
  6. «Em primeira mão: o outro lado da dublagem do desenho "Chaves"». Portal ohaYO!. 11 de outubro de 2006. 
  7. «Desenho animado "Chaves" estréia dia primeiro de janeiro no SBT». Portal ohaYO!. 28 de dezembro de 2006. 
  8. «Em primeira mão: o outro lado da dublagem do desenho "Chaves"». Portal ohaYO!. 11 de outubro de 2006. 
  9. «Desenho animado "Chaves" estréia dia primeiro de janeiro no SBT». Portal ohaYO!. 28 de dezembro de 2006. 
  10. «Godinez terá o mesmo dublador no desenho e no DVD de "Chaves"». Portal ohaYO!. 03 de janeiro de 2007. 
  11. «Exclusivo: 2ª temporada do desenho “Chaves” já está sendo dublada». Portal ohaYO!. 23 de janeiro de 2007. 
  12. «A nova voz da Bruxa do 71». Portal ohaYO!. 26 de novembro de 2007. 
  13. «Godinez com nova voz no Brasil». Portal ohaYO!. 03 de março de 2008. 
  14. «Os novos dubladores do Chaves». Portal ohaYO!. 17 de setembro de 2008. 
  15. «Desenho Animado». Portal Clube CH. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]